Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Graphic Novel

4 graphic novels que foram adaptadas para o cinema

Algumas histórias ultrapassam os balões e recordatórios e vão parar nas telonas

Há anos o cinema vem se inspirando em criações da nona arte para produzir filmes que são estrondosos sucessos de bilheteria. Mas engana-se quem pensa que apenas mutantes, homens de aço ou fantasiados de morcego e aranha têm espaço. O mundo dos quadrinhos vai muito além dos super-heróis e Hollywood acompanha de perto esse mercado, sempre aproveitando boas histórias para adaptá-las. Eis algumas:

Meu Amigo Dahmer

A juventude do serial killer Jeffrey Dahmer, também conhecido como o Canibal de Milwaukee, foi retratada na nona arte pelas mãos do quadrinista Derf Backderf, amigo de escola de assassino. Já versão cinematográfica da HQ Meu Amigo Dahmer estreou nos cinemas em 2017, com direção de Marc Meyers, mesmo ano que foi publicada no Brasil pela linha DarkSide® Graphic Novel.

A graphic novel traz o perfil do psicopata enquanto ainda era um aluno do ensino médio. A amizade de Backderf com Dahmer fica evidente e mostra uma intimidade que o serial killer talvez só viesse a compartilhar novamente com suas vítimas.

O Corvo

Desde quando começou a ser publicada em 1981, O Corvo, de James O’Barr, já conquistou milhares leitores com sua jornada solitária. A HQ, publicada pela DarkSide Books tem Eric Draven como protagonista e ganhou uma versão para o cinema em 1994, dirigida por Alex Proyas.

Durante as filmagens, o ator Brandon Lee, filho de Bruce Lee, foi baleado de forma acidental por uma bala de verdade e morreu no set de filmagem. O caso chocou milhares de pessoas e marcou a história do filme para sempre.

Atômica: A Cidade Mais Fria

A graphic novel Atômica ganhou uma versão para o cinema em 2017, com Charlize Theron no papel de Lorraine Broughton. Na HQ, Lorraine é enviada a Berlim para investigar a morte de um agente secreto e recuperar uma lista de nomes de agentes duplos.

A estreia mundial aconteceu no festival South by Southwest e, dali em diante o filme recebeu dezenas de críticas e reviews positivos, com destaque para as cenas de ação, trilha sonora e as interpretações e Charlize Theron e James McAvoy.

Creepshow

Aqui a história é um pouco diferente. Ao invés do quadrinho ter servido de inspiração para a versão cinematográfica, o caminho inverso foi percorrido.

Em 1982 Stephen King se uniu a ninguém menos que George Romero, responsável pelo clássico A Noite dos Mortos-Vivos, para produzirem um filme inspirado em quadrinhos de horror dos anos 50. O resultado foi Creepshow, dirigido pelo pai das histórias de zumbis e roteirizado por King – que também estrearia como ator no filme.

Já a HQ veio logo na sequência, com o mesmo roteiro escrito por Stephen King e com a arte magistral de Bernie Wrightson, um dos criadores e primeiro ilustrador de O Monstro do Pântano.

Filme e quadrinho, em pouco tempo, foram alçados ao status de cult pelos apaixonados por terror.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Meu Amigo Dahmer
R$ 59.90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Corvo - Edição Definitiva
R$ 59.90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cine Book ClubFilmesSéries

Como o clássico Cabo do Medo foi parar em Os Simpsons

Violento, visceral e, por quê não?, cômico. Cabo do Medo, obra-prima de John D....

Por DarkSide
Darklove

O olhar apurado de Tabitha King para boas histórias

Uma história sobre um livro que poderia render um novo livro. Só dessa forma...

Por DarkSide
Cine Book ClubFilmesListas

6 curiosidades fantásticas sobre a vida e a obra de George Lucas

George Lucas pode se orgulhar de um dos maiores feitos de sua carreira. A saga Star...

Por DarkSide
Cine Book ClubFilmes

75 anos de George Lucas: uma mente genial em prol do bem

George Walton Lucas Jr., ou, como todos os geeks conheceram e aprenderam a venerar,...

Por DarkSide
Crime SceneFilmes

Zac Efron sobre interpretar Ted Bundy: “Queria fazer o filme pelas vítimas”

Por Kira Cochrane (The Guardian) Quando Zac Efron ouviu pela primeira vez sobre a...

Por DarkSide