Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Crânio

5 vezes em que as inteligências artificiais nos assustaram

Elas vão muito além da assistente pessoal do seu smartphone ou dos robôs que vencem jogos difíceis

Se algum dia os cérebros artificiais superarem a inteligência humana, esta nova superinteligência se tornará muito poderosa.

Com essa frase podemos definir o livro Superinteligência: Caminhos, Perigos e Estratégias para um Novo Mundo, de Nick Bostrom, lançado pela linha Crânio. Professor no curso de Filosofia da Universidade de Oxford e fundador e diretor do Instituto para o Futuro da Humanidade na mesma faculdade, Bostrom mostra que os seres humanos podem estar indo longe demais no que diz respeito às Inteligências Artificiais. Duvida? Separamos alguns exemplos que vão fazer você refletir a respeito.

Superinteligência

Em 2017, a IA AlphaGo, desenvolvida pela DeepMind, empresa do Google, venceu o campeão mundial do jogo de tabuleiro Go. A vitória superou a expectativa de seus desenvolvedores que estimaram que a IA demoraria décadas para entender a complexidade do jogo.

Depois de vencer três partidas entre os principais campeões do jogo chinês, o Google e a DeepMind anunciaram a aposentadoria da IA. Nick Bostrom aborda esse e outros fatos surpreendentes das Inteligências Artificiais em seu livro Superinteligência.

Persuasão em massa

Através de propaganda direcionada, as IA’s podem persuadir milhares de pessoas. Os chamados Social Bots, robôs que têm opinião política e interagem com outros usuários, estão cada vez mais comuns na internet e podem, segundo especialistas, nos dar a sensação de que vivemos numa bolha, onde só se fala sobre um determinado assunto.

Deepfakes

No último ano, um trecho de um suposto filme erótico com a atriz Gal Gadot, que interpreta a Mulher Maravilha no cinema, circulou na internet fazendo milhares de pessoas acreditarem no que viam, afinal era realmente muito parecido.

No entanto, não se tratava da atriz, mas sim do rosto dela sobreposto, através do uso de um software de Inteligência Artificial, no rosto verdadeiro da mulher do vídeo. A tecnologia maliciosa e surpreendente já foi usada em vídeos do presidente dos EUA Donald Trump entre outras personalidades – sempre com fins duvidosos.

Armamento autônomo

Soa um pouco como a SkyNet e parece bastante distante, certo? Errado. Especialistas em IA afirmam que armas autônomas podem estar entre nós em questão de alguns anos. Recentemente, o estado de Dakota, nos EUA, legalizou o uso de “armamentos menos letais” em drones para garantia da lei – o que nos dá uma ideia do que pode vir por aí.

Preconceito e machismo escancarados

A Amazon criou, através do uso IA, um robô para selecionar currículos e recrutar funcionários para a empresa, mas após algum tempo de trabalho, os desenvolvedores observaram que o mecanismo não avaliava de maneira neutra seus candidatos em termos de gênero.

Para criar esse sistema, a IA analisou os últimos 10 anos de recrutamento da empresa que era dominado por homens e, como consequência, aprendeu que homens eram prioridade, tornando-se machista em pouco tempo.

É sempre bom lembrar do recado do mestre Stephen Hawking: “Os robôs podem destruir a humanidade”, ou então, em um futuro não muito distante, terminaremos fugindo de máquinas superinteligentes que nos caçam a qualquer custo, como em O Exterminador do Futuro.

Indicados para você!

Onde Nascem os Gênios
R$ 59.90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Exterminador do Futuro - Limited Edition
R$ 64.90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Superinteligência
R$ 59.90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic Novel

A morte, o sangue e as sombras do mangá Deathco, de Atsushi Kaneko

Um dos maiores mangakás do Japão agora chega ao Brasil. Atsushi Kaneko e sua arte...

Por DarkSide
Cine Book Club

Conheça a robô de 1927 que inspirou a criação de C-3PO

Todo fã de Star Wars tem um carinho especial pelo robô C-3PO. Sempre ao lado de seu...

Por DarkSide
Cine Book Club

A mente obsessiva de Frederick Clegg, em O Colecionador

Escrito em 1963, O Colecionador, de John Fowles, conta a história de Frederick Clegg e...

Por DarkSide
Crime Scene

3 assassinas em série que foram piores que Jack, o Estripador

Quando falamos em assassinatos em série, ele é um dos primeiros nomes a ser...

Por DarkSide
Crime Scene

As mentes psicopatas mais perturbadoras estudadas por Ilana Casoy

Ilana Casoy é um dos maiores nomes nacionais quando o assunto é criminologia. Formada...

Por DarkSide