Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesFilmesMacabra

6 Curiosidades macabras sobre o filme O Exorcismo de Emily Rose

Caso real que inspirou o filme é contado no livro Possessão

29/03/2023

Possessão demoníaca é provavelmente um dos subgêneros mais prolíficos do mundo do terror. Entre tantos filmes lançados após o fenômeno chamado O Exorcista, há um que com certeza se destaca: O Exorcismo de Emily Rose.

LEIA TAMBÉM: POR QUE TERROR E RELIGIÃO COSTUMAM ANDAR JUNTOS?

Lançado em 2005 e dirigido por Scott Derrickson, que também foi responsável por outros longas como A Entidade e O Telefone Preto, o filme acompanha Erin Bruner, uma advogada agnóstica contratada para defender o padre Richard Moore, que está sendo acusado de homicídio após o exorcismo de Emily Rose, de apenas 19 anos, dar terrivelmente errado, resultando na morte da jovem. 

A trágica história de Emily Rose foi inspirada no caso real de Anneliese Michel, uma jovem alemã que em 1976 veio a falecer após ser submetida por meses a rituais de exorcismo. O caso chocou o mundo e trouxe à tona novamente o debate religião x ciência.

Agora, os DarkSiders podem finalmente conhecer melhor o caso de Anneliese em Possessão, uma minuciosa pesquisa feita pela escritora e antropóloga Felicitas D. Goodman, que acabou de desembarcar na DarkSide® Books em mais uma parceria com a Macabra Filmes

possessão

Inclusive, Possessão foi usado como base para o roteiro de Emily Rose. Logo, nada mais justo do que celebrar esse lançamento para lá de especial revendo esse clássico moderno, não é mesmo? Para te incentivar, a Caveira separou algumas curiosidades macabras envolvendo o filme.

1. Jennifer Carpenter assustou todo mundo

A audição de Jennifer Carpenter, conhecida por seus papéis posteriores em Dexter e Quarentena, para o papel de Emily Rose foi tão convincente e assustadora que a produção ofereceu o papel à atriz naquele exato momento. Antes disso, a atriz Madeline Zima (The Nanny e Californicartion) estava sendo considerada para interpretar Emily Rose. 

Para se preparar para o papel, Carpenter passou horas em um cômodo repleto de espelhos, testando diferentes posições corporais e expressões faciais. Ela foi tão eficiente em sua empreitada que durante as cenas de exorcismo conseguiu mexer o corpo de tal maneira que não foi necessário o uso de efeitos especiais nem de maquiagem. A produção havia construído uma boneca para substituir a atriz em uma determinada cena, mas o item acabou sendo descartado, já que Carpenter conseguiu reproduzir os movimentos de uma maneira ainda mais desconcertante do que sua “dublê”. Já na cena em que Emily começa a se curvar para trás, a atriz usou um arnês, que tornou o efeito ainda mais inumano. 

Derrickson contou que na cena do exorcismo no celeiro, a qual acabou cortada da versão final do filme por motivos de classificação etária, Carpenter contorceu o rosto de tal maneira que todos no set ficaram assustados com a performance. Um dos operadores de câmera, inclusive, chegou a acreditar que a atriz havia sido possuída naquele momento. 

o exorcismo de emily rose
© 2005 Screen Gems/Divulgação

2. Um cético no roteiro

Muito além dos sustos e do medo, os cineastas também estavam interessados em criar um filme que fizesse os espectadores questionarem a existência ou não da possessão demoníaca

Para reforçar a dicotomia religião x ciência, Scott Derrickson, que é religioso e se define como cristão, escolheu Paul Harris Boardman como seu parceiro de escrita porque Boardman é cético e, segundo o diretor, isso criaria um bom equilíbrio na história. 

LEIA TAMBÉM: POSSESSÃO: CONHEÇA O CASO QUE INSPIROU O EXORCISMO DE EMILY ROSE

3. Atores viveram fenômenos inexplicáveis

Durante as filmagens, a atriz Laura Linney, que interpreta a advogada Erin Bruner, relatou ter vivenciado experiências paranormais. Segundo ela, seu rádio e sua televisão inexplicavelmente ligavam sozinhos no meio da noite

Jennifer Carpenter também afirmou ter passado por algo similar na época da produção do filme. De acordo com a intérprete de Emily Rose, por diversas noites seu rádio também ficou ligando sozinho, repetidamente a acordando. Carpenter afirmou que o eletrônico ligava de madrugada sempre ao som da música “Alive” da banda Pearl Jam. Segundo ela, o refrão “I’m still alive” (em português: eu ainda estou vivo) ficava tocando sem parar, sem nenhuma explicação plausível por trás do fenômeno. 

Já o diretor Scott Derrickson comentou que durante as pesquisas para o roteiro de O Exorcismo de Emily Rose acabou encontrando muitos livros que apontavam para as três horas da manhã como sendo uma hora demoníaca. Derrickson relatou então que passou a acordar exatamente nesse horário por vários dias. Isso o assustou tanto que acabou inserindo o detalhe na trama.

Como se não bastasse, um figurante do filme afirmava copiosamente que já havia passado por um exorcismo de verdade

o exorcismo de emily rose
© 2005 Screen Gems/Divulgação

4. O filme deu origem a uma lenda urbana infundada

As cenas de Emily Rose na universidade foram gravadas na University of British Columbia, em Vancouver, no Canadá. Esta não foi a primeira vez que o local foi palco de produções cinematográficas, podendo ser visto também em Efeito Borboleta, Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível, O Sexto Dia e X-Men Origens: Wolverine

Apesar disso, o filme é ambientado nos Estados Unidos. Scott Derrickson quis que sua ambientação não fosse muito específica, passando a sensação de que a história poderia acontecer em qualquer lugar e temporalidade

O Exorcismo de Emily Rose também deu origem a uma lenda urbana infundada na Universidade de Minnesota. De acordo com os estudantes, o Pioneer Hall, um dormitório supostamente assombrado, foi onde Emily Rose teria sido possuída pela primeira vez, como foi visto no filme. 

Contudo, essa história não tem muito fundamento, pois o filme é inspirado no caso real de Anneliese Michel, que nunca frequentou a instituição, como bem nos mostra Possessão de Felicitas D. Goodman. Além do mais, de acordo com um jornal mostrado no início do filme, Emily frequentava a Danbury State University, que fica no estado de Connecticut. A distância entre as duas instituições de ensino é de quase 3h viajando de avião.  

5. Anneliese Michel não foi a única inspiração para o filme

Além da forte inspiração no caso real de Anneliese Michel, O Exorcismo de Emily Rose também se inspirou em outros filmes famosos. 

Ao se preparar para uma determinada cena, Derrickson fez Jennifer Carpenter assistir a O Martírio de Joana D’Arc, um filme clássico em preto e branco lançado em 1928. Além do mais, os cineastas estudaram diversos dramas de tribunal para preparar a ambientação do julgamento do padre Moore, como O Veredito (1982) e Anatomia de um Crime (1959). 

o exorcismo de emily rose
© 2005 Screen Gems/Divulgação

Outra grande inspiração foi o filme japonês Rashomon de Akira Kurosawa, lançado em 1950. No enredo, quatro personagens relatam a história do assassinato de um samurai, fornecendo diferentes e conflitantes perspectivas sobre o mesmo assunto

Derrickson também afirmou ser muito inspirado pelo cineasta italiano Dario Argento, conhecido por filmes como Suspiria e Prelúdio para Matar

Segundo o diretor, as cores nos flashbacks foram feitas da forma mais realista possível para espelhar o tom do testemunho que estava sendo fornecido no tribunal. Também vale reparar que toda vez que algo ruim ou sobrenatural vai acontecer no filme, há um brilho roxo em algum lugar, geralmente uma luz roxa emanando de alguma janela. 

6. Os jurados não sabiam do veredito

Um dos grandes diferenciais do filme é justamente a mistura entre o horror e o drama de tribunal

Para deixar os atores que interpretavam os jurados ainda mais envolvidos e compenetrados com o que estava acontecendo no tribunal, a produção não revelou a eles qual era o desfecho do caso! Nenhum dos “membros do júri” recebeu roteiro, então eles não sabiam qual seria o veredito do padre Moore no filme. Mais tarde, a atriz Mary Beth Hurt, que interpreta a juíza Brewster, perguntou a eles qual seria o seu veredito se pudessem escolher e o caso acabou com uma decisão dividida. Extremamente pertinente para o tom do filme, não é mesmo?

Possessão: O caso real de Anneliese Michel

Quando lançado em 2005, O Exorcismo de Emily Rose recebeu críticas positivas, sendo bastante elogiado por sua abordagem diferente do combo possessão demoníaca + exorcismo. Até mesmo o crítico Roger Ebert, conhecido por condenar filmes de horror, elogiou o filme por sua “perspectiva inteligente”.

A bilheteria foi um sucesso, arrecadando 145 milhões de dólares internacionalmente contra um orçamento de 19 milhões. Além disso, o longa também conquistou uma quantidade generosa de fãs, entrando no hall de filmes memoráveis de possessão demoníaca e frequentemente figurando na lista dos melhores do subgênero.

Há quem diga que O Exorcismo de Emily Rose foi responsável por uma geração de espectadores acordando inexplicavelmente às 3h da manhã… seria apenas uma coincidência? Ou existe algo a mais nessa história?

É por essas e tantas outras perguntas que agora os DarkSiders mais corajosos poderão ficar inteirados do caso real que deu origem ao filme. Possessão é uma narrativa intensa e assustadora que guia o leitor pela história real de Anneliese Michel com um acervo incrível de fontes, documentos e informações. 

possessão

Pegue sua cruz. Prepare a água benta. Você tem coragem de enfrentar essa? 

LEIA TAMBÉM: 7 JULGAMENTOS DE CASOS SOBRENATURAIS

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

1 Comentário

  • Fernando Henrique Carvalho

    16 de outubro de 2023 às 12:39

    Eu nunca consegui assistir esse filme por completo, porque sempre sinto uma energia ruim vindo dele. Lendo esse texto agora me deu curiosidade em assistir.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Possessão + Brinde Exclusivo
R$ 84,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Exorcismo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Exorcismo: O Ritual Romano + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesDarklove

Conheça o conto da princesa Kaguya

A cultura japonesa é recheada de histórias fascinantes, criaturas misteriosas e seres...

Por DarkSide
CuriosidadesDarkside

8 Curiosidades sobre a floresta de Aokigahara

A noroeste do majestoso Monte Fuji, nos arredores de Tokyo, encontra-se Aokigahara, uma...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Tudo que sabemos sobre MaXXXine

E quem diria que um terror indie sem distribuição chegaria ao terceiro filme com...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Jogos Mortais XI tem novidades de roteiro e lançamento adiado

Marcus Dunstan, roteirista de Jogos Mortais XI, finalmente atualizou os fãs sobre o...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Pin: Um Trauma feito de loucura e plástico

Alguns filmes sempre foram raros no Brasil, outros acabaram sendo subestimados e...

Por Cesar Bravo