Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesFirestar Videolocadora

976-EVIL: Discagem Direta ao Além

Descubra o seu horroróscopo

21/07/2023

Nos anos de ouro das fitas VHS, não era incomum encontrarmos filmes com erros grotescos de comunicação em todas as sessões de uma videolocadora. Sinopses equivocadas, exageros sem sentido nas escolhas gráficas, capas que pareciam propositalmente concebidas para ameaçar um fracasso. Esse também é o caso de um filme de horror dos bons, porém bastante subestimado, que resgataremos dos arcabouços congelados do Inferno.

LEIA TAMBÉM: THE STUFF: VOCÊ SEMPRE VAI QUERER MAIS!

Nascido em 1988 e dirigido por Robert Englund (sim, você não se enganou, é o nosso eterno Freddy Krueger mesmo), 976-EVIL conseguiu alcançar uma originalidade e inventividade que ainda hoje desafia muitas produções do horror. Mas o que esse filme esquisito possui de tão especial?

Bom, para começar, a abertura já é bem estranha, e a menos que você seja um desalmado, ela vai te deixar curioso. Na tela preta, um número em vermelho é projetado e “discado”, e então esse telefone escandaloso começa a tocar e deixa a todos atordoados. Seguimos em ritmo paranoico com a fuga de um homem que parece estar sendo perseguido por novas chamadas telefônicas ao longo da cidade. No filme, a fotografia aveludada, avermelhada, deixa tudo bastante onírico, como se estivéssemos vivenciando o pesadelo de alguém. Infelizmente não se trata de um sonho, mas de uma morte bastante real, com nosso amigo emboscado em uma cabine telefônica. Assassinado, morto e eletrocutado. E queimado.

976 evil

A década de 1980 foi bastante analógica, um mundo de telefones fixos, televisores de tubo e controles remotos rudimentares. Anos em que os serviços telefônicos e as fitas de VHS rendiam pequenas fortunas aos seus empresários inovadores. Mas já voltaremos a falar disso.

Seguindo no filme, conhecemos Leonard “Spike” Johnson e seus amigos marginais, que costumam apostar tudo e mais um pouco nas rodadas de pôquer embriagadas que funcionam na sala de projeção de um antigo cinema. Como não poderia ser mais propício, o cinema em questão exibe uma maratona contínua de filmes de terror, com entradas fixas a 1,99 dólar. Spike perde sua moto em uma aposta ousada em uma dessas noites, e de volta ao lar, encontra esse cartão estranho dentro de uma revista.

Para saber seu horroróscopo ligue para 976-Evil

Disque 666

976 evil

Spike se rende à tentação e ouve a saudação que nos dá um aceno do que virá a seguir: “Direto da escuridão e rumo à luz emerge seu horroróscopo nessa noite tempestuosa. Digite 666 para ter acesso ao seu horroróscopo agora.”

LEIA TAMBÉM: PHANTASM: O FUNERAL ESTÁ PRESTES A COMEÇAR

976-EVIL, rebatizado por aqui de Força Demoníaca se passa quase totalmente à noite, na periferia da cidade, na escuridão das ruas e no domínio das gangues. Dentro e fora das casas, escolas e comércios tudo é bastante obscurecido, sujo, pesado, noir, um sentimento que sempre contribui muito para empostar maior veracidade a esse filme.

796 EVIL

A partir da ligação de Spike, percebemos que essa “central de chamadas” e seu locutor soturno fornecem conselhos misteriosos e oraculares e, de quebra, dão uma forcinha sobrenatural para que tais conselhos possam se tornar realidade. Depois da primeira ligação de Spike, uma chuva de peixes surpreende a vizinhança, e esse é só um dos sinais da presença do sobrenatural (inclusive, o serviço de telefonia do Capiroto não gosta muito de ser ignorado, então ele tenta matar você sempre que isso acontece). Juntando-se à trama, temos o primo de Spike, um adolescente chamado Hoax (Stephen Geoffreys, imortalizado em Fright Night), que dá vida ao núcleo de humor no início do filme. Hoax Arthur Wilmoth é um pobre coitado, vítima de chantagens e bullying dentro e fora de casa, um sujeito oprimido e governado pela mãe autoritária que é uma espécie de fanática religiosa que assumiu a tutela de seu primo Spike até os 21 anos.

 Para o azar de todos, o ressentido e abusado Hoax acaba com o cartão satânico em suas mãos, e aí a coisa fica bem séria, içando o filme dos lodos da comédia e o catapultado a um gore satânico de primeira categoria.

976 evil

O que mais chama a atenção em 976-EVIL, além da produção bacana e bons atores, é a quantidade de signos, de intenções e ideias semeadas durante o filme. São várias subtramas que precisam se conectar através do que parece ser um novelo de má sorte. O jogador de pôquer articulado que tem uma Harley Davidson e usa um rabo de cavalo, a garota que só quer arrumar um namorado decente, o garoto que sofre bullying das gangues de derrotados sociais, até mesmo um repórter/detetive que investiga possíveis acontecimentos sobrenaturais ao lado da reitora da escola. E claro, não podemos esquecer do empresário que teve a brilhante ideia de criar o serviço auspicioso, Mark Dark, da After Dark Inc.

Não quero parecer exagerado, mas esse filme é uma ótima surpresa, mesmo com algumas patinadas de roteiro e inconsistências aqui e ali (se acontece ainda hoje, imaginem como era a realidade nos incríveis anos 1980). Em uma época na qual o mercado de ligações telefônicas das madrugadas empestava as linhas, 976-EVIL é uma revisitação muito interessante ao mundo oculto dos Telesexos, serviços de horóscopo e outras atividades “motivacionais” oferecidas tarde da noite. O choque cristianismo X satanismo é uma pancada, e tudo ganha uma nova potência quando essa colisão é amplificada pelas tecnologias analógicas. Depois desse filme, muito se ouviu sobre associações secretas e cartões amaldiçoados, oráculos telefônicos, e não era nada impossível (ou raro) que a dois quarteirões de sua casa, alguém tivesse um contato, ou um conhecido que houvesse transitado pelo outro lado, seja através de telefones, discos de vinil, ou programas de computador rudimentares que conseguiam acertar mais sobre seus consultores do que seria lógico ou possível crer.

976 evil

Por fim, esse é um filme que merece ser visitado e por esse motivo nobre não vamos alongar tanto quanto gostaríamos essa conversa. É sempre um prêmio quando um filme bastante datado consegue trazer algo novo, então desejo a todos uma experiência tão profana quanto a minha. Pegue sua pipoca, convide alguns amigos e aperte o play, essa é mais uma maratona de horror infinita promovida pelo DarkBlog e Firestar Videolocadora.

Sejam todos muito bem-vindos às Cavernas do Desconhecido!

(e digite 666 para ouvir seu horroróscopo)

LEIA TAMBÉM: THE FUNHOUSE: VOCÊ VAI IMPLORAR POR SUA ALMA!

Sobre Cesar Bravo

amplificador cesar bravoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, DVD: Devoção Verdadeira a D., 1618 e Amplificador.

2 Comentários

  • strega

    21 de julho de 2023 às 12:32

    César,
    Adorei a indicação. Vou catá-la para exibir futuramente

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

1618 + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Tom Savini: Vida Monstruosa + Brindes Exclusivos
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
De volta para o futuro
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesFirestar Videolocadora

Deadly Blessing: Wes Craven, pesadelos e Sharon Stone

Alguns mestres supremos do terror se tornaram tão fortemente associados a algumas de...

Por Cesar Bravo
FilmesNovidades

Blumhouse fará um novo A Bruxa de Blair com a Lionsgate

Jason Blum vai reviver A Bruxa de Blair — e se você não captou o que significa essa...

Por DarkSide
Crime SceneLançamento

Lançamento: Lady Killers Profile: Jane Toppan, por Harold Schechter

Em 1891, Jane Toppan jurou cuidar e proteger em sua profissão como enfermeira...

Por DarkSide
Crime SceneNovidades

O.J. Simpson morre aos 76 anos

Aos 76 anos de idade, O.J. Simpson faleceu em decorrência de um câncer nessa...

Por DarkSide
LançamentoWish

Campanha no Catarse: Alice: Edição Pesadelo

O clássico onírico de uma menina que cai num buraco e se questiona sobre a vida, a...

Por DarkSide