Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Graphic Novel

É raro encontrar o horror tão perfeito como em Aurora nas Sombras

Se você está acostumado com respingos de sangue em filmes slasher, Aurora nas Sombras atinge um horror muito mais profundo

Publicado originalmente no site PopMatters

Algumas coisas não podem ser esquecidas. Elas se tornam pós-imagens, um tipo de cicatriz mental que fica na sua memória visual. Elas te assombram. A sexta página de Fabien Vehlmann em Aurora nas Sombras, publicado pela DarkSide Books, pode ser assombrosa para desavisados: o corpo de uma criança caído no chão de uma floresta.

A garota em Aurora nas Sombras parece ter 10 anos. Seu cabelo está espalhado ao redor de sua cabeça, e mesmo que seus olhos estejam fechados e seu corpo relaxado como se dormisse, ela está morta. Nas páginas seguintes, acontecerá com seu corpo o que acontece com todos os outros.

Aurora nas Sombras, lançamento DarkSide Books

Além dos mistérios e das perguntas que fazemos sobre a trama com essa imagem de abertura — Quem é ela? Como ela morreu? Há um assassino? Quando vão achar seu corpo? — o quadrinho as ignora. Aurora (descobrimos seu nome por causa do caderno perto dela) não é o foco dessa história — ou, pelo menos, não essa versão dela. Os autores focam em outra Aurora, uma criatura adorável no estilo cartoon que vive em um mundo de conto de fadas com festas do chá e príncipes. Até que os contornos dos painéis da primeira página escureçam e um acontecimento estranho force ela e seus companheiros a fugirem do corpo morto da criança e irem até o mundo mais aterrorizante de todos: o nosso.

É difícil encontrar um conceito tão assustador e eloquente como esse executado de forma tão perfeita. Aurora nas Sombras foi originalmente publicado na França em 2014 como Jolies Ténèbres. Apesar do crédito de roteiro na capa ir para Fabien Vehlmann, a página de créditos coloca a ideia original e co-escrita para Marie Pommepuy. Kerascoët é o único artista, e a justaposição de seus dois estilos é a parte mais poderosa e penetrante do quadrinho. Os personagens variam de proporção, mas todos encaixam nas normas exageradas e simplificadas de cartoons, especialmente os de livros para crianças. O cenário, no entanto, inclui vegetação, animais e formas parecidas com morros, é naturalista com contornos definidos e possui profundidade na pintura. A contradição do visual define o centro do quadrinho: essas coisas não pertencem juntas.

Essa junção produz horror. Como essas criaturas inocentes de contos de fadas vão sobreviver no mundo real? A proporção absurda da maioria dos desenhos faria com que a funcionalidade dos órgãos internos fosse impossível. E, ainda assim, quando um dos personagens de Kerascoët (que é o pseudônimo conjunto dos ilustradores franceses Marie Pommepuy e Sébastien Cosset) tenta se alimentar como um pássaro bebê, a força do pássaro mãe arreganha sua garganta e a deforma de um jeito cartunesco, mas seu rosto está cheio de sangue e ele cambaleia para longe, aparentemente morrendo de feridas internas.

Embora cada cena de morte seja eficaz, o horror de Aurora nas Sombras é mais que os personagens perderem membros como em um filme qualquer. Eles são literalmente os seus piores inimigos. No final das contas, métodos de matar desenhos incluem ser abandonado, canibalismo e ser enterrado vivo. Mas essa não é a parte perturbadora. Enquanto a existência de órgãos normais dentro do corpo de desenho é esquisito, as ramificações psicológicas vão bem mais fundo. Uma coisa é encontrar um monte de vermes no seu pé. Outra é arrancar as pernas de uma joaninha por diversão.

Aurora nas Sombras, lançamento DarkSide Books

“As coisas não são o que parecem” é um tema principal de muitas histórias, mas é especialmente verdade para o horror: o corpo debaixo das tábuas de assoalho de Edgar Allan Poe, as presas escondidas por trás do sorriso de Drácula, de Bram Stoker. O horror sempre espera à beira da superfície. É a diferença entre transformação e revelação. Foi a fome que fez a boneca gigante comer um de seus amigos menores ou a boneca gigante sempre foi capaz de fazer isso? Pior, outro amigo protesta antes de voltar a brincar, o amigo devorado aparentemente nunca foi um amigo de verdade. A superfície agradável desses desenhos cobre o abismo moral de falta de empatia e auto-reflexão. Eles são os únicos monstros da história.

E nós ainda não chegamos no fundo, porque a verdadeira pergunta da trama é se Aurora, a mais bondosa e correta de todos eles, vai sucumbir — não para a morte, mas para a escuridão revelada pela colisão entre o mundo cartunesco e o realista. Quando ela ajuda os outros a construir abrigos com o caderno da Aurora morta, alguém o lê e pergunta “Quem é Aurora?” e Aurora responde “Sou eu”. No começo, eu achei que ela estava mentindo, talvez para evitar que eles se sentissem mal por estarem roubando, mas a resposta é muito mais complexa.

Se você está acostumado com respingos de sangue em filmes slasher ou monstros malvados simples de thrillers sobrenaturais, fique avisado: Aurora nas Sombras consegue atingir um abismo de horror muito mais profundo.


LER MAIS

Indicados para você!

Aurora nas Sombras-DRK.X
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Francis - DRK.X
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Floresta dos Medos- DRK.X
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cine Book ClubLançamento

O que é Blaxploitation? Veja 5 exemplos de filmes do gênero

Surgia discretamente, na década de 1970, um movimento cinematográfico que se...

Por DarkSide
AnimaçãoGraphic Novel

Estúdio revela trecho de curta animado sobre mangá A Menina do Outro Lado

Em março deste ano, o Wit Studios revelou que produziria um curta animado sobre a...

Por DarkSide
Cine Book Club

Os versos fúnebres e a prosa densa de Fagundes Varela

A obra em prosa de Luís Nicolau Fagundes Varela é, de fato, menos conhecida que sua...

Por DarkSide
Darklove

O Diário de Nisha: 5 pratos típicos da Índia

Em O Diário de Nisha, de Veera Hiranandani, a pequena Nisha descobre no ato de...

Por DarkSide
Medo Clássico

Filme inspirado em conto de H.P. Lovecraft revela pôster e imagens

Color Out of Space, filme baseado em um conto de terror de H.P. Lovecraft e dirigido...

Por DarkSide