Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Coven Magicae

Intuição? Oi, sumida!

Fazer as pazes com a intuição para um caminhar mais mágico

Eu considero que a intuição é a melhor amiga que nós poderíamos ter. Porque ela é aquela amiga que não se contenta em apenas passar a mão na nossa cabeça. É ela quem nos avisa das possibilidades de alegria e de derrota, mas muitas vezes parece que nós somos a amiga que não responde de volta. A gente desativa a “leitura” e o “visto por último” quando ela manda aquela mensagem. Mas por quê? Claro, há um inconsciente coletivo que o tempo inteiro nos lembra do que acontecia com mulheres intuitivas demais – e segue acontecendo, convenhamos. Mas vou uma camada além: a gente não confia em nossa intuição pois não confiamos em nós mesmas

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: BRUXA INTUITIVA, DE TEMPERANCE ALDEN

Numa sociedade como a nossa, na qual o patriarcado se firmou como base, na qual entre tantas outras coisas o corretor ortográfico tenta incessantemente corrigir tudo para o masculino, confiar em nós mesmas é um ato de extrema devoção ao amor próprio. Este, por sua vez, parece ser um dos grandes inimigos dessa sociedade que acha que toda correção deve ser para o masculino. Quantas de nós não conseguimos nos conectar ao amor próprio por razões que muitas vezes encontramos nas propagandas da televisão ou nos anúncios da internet? Ao menor sinal dele, há um prestobarba, uma cera, uma prancha, uma dieta de influencer. Então como diabos nós iremos nos conectar ao amor próprio e, portanto, confiar em nós mesmas para então termos segurança na nossa intuição?

Ilustração de conversa de celular

A intuição, que muita gente chama de ferramenta e eu chamo de “mana”, nos orienta sobre quais são as melhores decisões que nós poderíamos tomar nesse momento, com o repertório mental/emocional que cultivamos agora, de maneira leve. Intuir é um profundo processo de auto-observação. Como quando eu precisava escrever um texto sobre práticas decoloniais e pensava nele durante toda a semana. Caminhando pelo bairro um dia, intuí de entrar numa loja dessas que vende de tudo, onde você disputa espaço com as mercadorias, quase se torna parte delas, sente saudade quando vai embora. Entrei para perguntar se havia daquelas mangueiras que esticam, e o senhor, que possuía semblante amável e irritado ao mesmo tempo, me disse: “mexe com isso não, menina! Isso é coisa de americano, mangueira pra mim chega é de São Paulo”. 

Eu fiquei emocionada com a prática decolonial que acabava de presenciar. A loja, a mangueira paulista, o dono, a intuição, tudo é tão genuinamente brasileiro no fim das contas. Assim age a nossa intuição, trazendo as respostas e decisões a partir do momento que a gente deixa ativado a “leitura” e o “visto por último”. A artista e escritora Fayga Ostrower dizia que “a intuição vem a ser um dos mais importantes fatores cognitivos do ser humano”, pois segundo a autora ela “permite-lhe agir espontaneamente”. Quando sua mana intuição te disser para entrar numa lojinha do bairro, entre. Você pode sair sem a mangueira mas com um gatilho para um texto, talvez não lave o quintal mas inunde de palavras todas as nossas restrições em sermos intuitivas demais.

LEIA TAMBÉM: O QUE É A MAGIA ELEMENTAL

Há um outro ponto que também deve ser considerado. Quem me conhece, pelo Instagram principalmente, pode pensar que para mim é mais fácil intuir já que estou nessa caminhada espiritual há uns bons anos. Não é. Até hoje me pego tendo umas desconfianças, negócio que coça a cabeça, embrulha o estômago, me faz desejar uma descrença para não encarar que a dúvida é como uma acne no rosto expressivo da nossa intuição. Ontem mesmo eu tive uma confirmação de uma intuição antiga e meia hora mais tarde já estava duvidando de uma intuição nova.

Assim, entramos em um desmembramento desse ponto que é: como se conectar sozinha com a nossa intuição (e auto confiança e amor próprio)? Eu gosto de responder essa pergunta com outra pergunta: estamos realmente sozinhas nesse processo? Quando falamos sobre a nossa espiritualidade, estamos considerando a nossa comunidade espiritual, que se manifesta de acordo com os sistemas e crenças que você tem. Uma vez, eu tive uma séria intuição a respeito de um lugar, algo me dizia que eu não seria feliz ali. Somente quando a Maria Padilha, Pombagira que me acompanha, me disse para eu me distanciar foi que eu o fiz. Então ela me disse algo muito interessante: “você não precisa esperar que eu te confirme aquilo que você já sente. Quando você se ouve, você me ouve também”. Ali percebi que não há solidão nessa caminhada, ainda que possa haver solitude. Se você não faz parte de um caminho iniciático, coletivo, você ainda tem os seus guias junto de você.

E mais, você também tem o novo lançamento da DarkSide Books: Bruxa Intuitiva – A mágica nasce dentro de nós. Ele é um guia que vai pegar na sua mão e te mostrar caminhos para se conectar com a sua intuição e com todas as coisas que uma bruxa precisa saber para caminhar mais alinhada com a magia que nasce de dentro dela – assim como o vendedor fez comigo e a mangueira paulista. Temperance Alden preparou um verdadeiro suporte para quem está iniciando ou quem já está nessa prática há anos. Gosto quando ela diz que a intuição é um músculo e que não há outra forma de trabalhá-lo que não seja a prática alinhada ao tempo. Da mesma forma que a dieta de influencer faz mal para o seu corpo, atente-se ao que os conteúdos de bruxaria das plataformas te orientam a fazer. Tempo e prática alinhados são fundamentais para que possamos trabalhar o músculo intuitivo. Além de ser uma leitura fluida e deliciosa, também acaba sendo uma fonte inesgotável de estudos e um livro de consultas – uma vez que a bruxa não usa a “decoreba”, usa a internalização.

Bruxa Intuitiva

O livro Bruxa Intuitiva é um porta-voz da autora e é impressionante como você quase consegue senti-la ao seu lado enquanto lê. Há um cuidado na escrita que, muitas vezes, parecia que o livro me perguntava se eu estava acompanhando, se havia alguma dúvida. Este deveria ser, junto de outros títulos (como por exemplo: A Bruxa Natural, A Casa da Bruxa Natural, Ano Mágico, Guia Mágico da Bruxa e Diário Mágico) presentes nas estantes de bruxas e escolas de bruxaria de tudo quanto é canto. Percebem como não estamos, definitivamente, sozinhas nesse processo? Para além de nossa comunidade espiritual, temos um monte de autoras que compartilham os seus saberes conosco. E temos a DarkSide Books – que não sei se é editora ou entidade – que nos fornece esses saberes numa diagramação perfeita e numa arte final que faz a gente querer organizar por cor, abraçar, mandar currículo. 

A intuição está aí como um peixe está para o mar e como uma bicicleta está para glúteos firmes. Tão firmes quanto a própria intuição, uma vez que já sabemos que ela é um músculo – dos mais importantes. É ela quem nos permite caminhar mais alinhada com a magia, a nossa magia. E no final das contas, é muito simples. É só fazer as pazes com ela. Se aceitar uma dica, de bruxa para bruxa, termine este texto e mande um “oi, sumida” para a sua intuição. Fazer isso com o Bruxa Intuitiva certamente tornará tudo mais fácil.

Sobre Bárbara Macedo

Avatar photoBárbara Macedo é uma travesti bruxa e makumbeira. Trabalha como oraculista, magista e mentora espiritual. Tem como enorme desejo auxiliar as pessoas a romper com os olhares binários acerca de sua própria espiritualidade e, consequentemente, visão de mundo. Pesquisa as relações entre a população da qual faz parte (travesti) e espiritualidade, com enfoque na bruxaria e na umbanda. Conheçam seu trabalho no instagram @barbara_macedo37.

2 Comentários

  • strega

    6 de setembro de 2022 às 18:54

    Bárbara,
    obrigada pela luz!

  • Luisa

    7 de setembro de 2022 às 10:00

    amo seus textos 🙂

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Bruxa Intuitiva + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Guia Mágico da Bruxa + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesListasNovidades

8 Produções para ficar de olho em outubro na Netflix and Chills 2022

Outubro está entre nós e com ele todas as expectativas para o mês mais trevoso do...

Por DarkSide
Crime SceneGraphic NovelLivros

3 Livros sobre Jeffrey Dahmer publicados pela DarkSide®

A série da Netflix sobre os crimes cometidos por Jeffrey Dahmer dão alguns insights...

Por DarkSide
DarkloveFilmes

Os paralelos entre A Mulher Rei e Ela Seria o Rei

O filme A Mulher Rei estreou em meados de setembro e apresenta Viola Davis como...

Por Dayhara Martins
ArtigoMagicae

A bruxaria é um ato político

“Eu sou bruxa.” Essas três palavrinhas sempre irão causar algum tipo de reação,...

Por DarkSide
FilmesHalloweenNovidades

Halloween está de volta aos cinemas

Uma das grandes certezas do universo do terror é a de que Michael Myers sempre...

Por DarkSide