Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarksideLançamento

Lançamento: Casa de Folhas: Limited Edition Full Color, por Mark Z. Danielewski

Um celebrado clássico moderno do horror e da literatura experimental inédito no Brasil e totalmente colorido

16/01/2024

Prepare-se para uma experiência de leitura extraordinária! Após anos de pedidos dos leitores, a DarkSide® Books enfim traz ao Brasil Casa de Folhas: Limited Edition Full Color, de Mark Z. Danielewski, um celebrado clássico moderno do horror e da literatura experimental inédito no Brasil e totalmente colorido, com selo de aprovação do autor.

Nesse cultuado romance, começamos com a narração de como Johnny Truant, um problemático funcionário de um estúdio de tatuagem em Los Angeles, se depara com os escritos de Zampanò, um idoso cego e recluso encontrado morto em seu apartamento. Nesses escritos, Zampanò conta a história de uma família que vive numa casa onde as leis da física não existem tal como as conhecemos.

Na narrativa pontuada por notas de rodapé com comentários de Truant, Zampanò faz uma análise profunda de como nem o fotojornalista Will Navidson, vencedor do Prêmio Pulitzer, nem sua companheira Karen Green estavam preparados para enfrentar as impossibilidades físicas de sua nova casa na Ash Tree Lane, Virginia, nos Estados Unidos, um lar onde o lado de fora e o de dentro tinham dimensões diferentes.

Quanto mais Johnny Truant lê sobre a casa, mais atordoado ele fica. A paranoia o assola. Ele não pode simplesmente descartar os escritos de Zampanò como se fossem as divagações de um velho maluco, pois está começando a notar as coisas mudando a cada dia ao seu redor…

Na história dentro da história, Navidson organiza grupos de expedições pelo cômodo secreto que fica do outro lado da porta de um armário de um dos quartos desta casa misteriosa. Conforme os membros do grupo avançam, esse cômodo escuro e vasto parece mudar de forma e brincar com seus medos, sensações e apreensões. O grupo deve enfrentar um abismo cada vez mais insondável e o rosnado sinistro que rompe as paredes e consome todos os sonhos deles.

casa de folhas

Após sua publicação em livro, no ano 2000, Casa de Folhas ganhou um status de culto no mundo inteiro. Se parte disso se deve às histórias e discussões profundamente humanas que permeiam a obra, parte também se deve a suas características físicas e estilísticas únicas.

Fruto de um processo de escrita, pesquisa e edição que durou vários anos, a obra de Danielewski homenageia a literatura de horror e seus criadores, e tem a casa e o livro como objetos eixo desse experimento literário, cercados de metalinguagem em que a publicação acadêmica, com citações, o design, apêndices e índice remissivo se tornam parte da narrativa. A cada página e a cada porta aberta o livro se transforma em uma mapa arquitetônico literário que nos guia por cada cômodo, porão e quartos secretos onde paredes invisíveis nos conduzem a um horror labiríntico e claustrofóbico. Uma obra rara que manifesta no livro e no casa toda sua beleza, poesia e horror. Uma verdadeira planta baixa do real e do insólito, em que a dualidade dessa coexistência agrega concretude aos nossos medos e ao vazio de nunca mais existirmos sem a materialidade da palavra.

A obra também está repleta de notas de rodapé, referências incontáveis a obras (reais e imaginárias), anotações de leitura dos narradores e comentários dos editores a quem Truant supostamente enviou o livro para publicação. O estilo da prosa varia de acordo com quem está falando ou escrevendo (muitas vezes, vozes diversas se acumulam numa mesma página), e ele está recheado de jogos de palavras, mensagens secretas, enigmas, anagramas, acrósticos, citações, dados literários, históricos, filosóficos, científicos, mas sem nunca se distanciar da dimensão humana e poética dos personagens.

Parte do culto a Casa de Folhas também se deve às experimentações formais com o texto, motivo pelo qual se trata de uma obra visualmente distinta de todas as outras. Além das mencionadas variações estilísticas, certas páginas e capítulos têm diagramações experimentais. Algumas páginas contêm apenas algumas palavras quebradas ou linhas espaçadas de texto, dispostas de modo que reflitam os eventos da história. Outras são verdadeiros caligramas, formando imagens a partir de letras. Temos também jogos de linguagem com textos espelhados, sobrepostos, de ponta-cabeça, fora de ordem, em idiomas, fontes e cores variadas. Nada aqui é aleatório, todas essas experimentações dialogam diretamente com a história, a mente e os atos dos personagens.

casa de folhas

O fascínio por Casa de Folhas permanece fervoroso. O romance até hoje inspira pesquisas acadêmicas, obras de arte que vão de músicas a games, e até mesmo lendas urbanas. Para transportar as experimentações estilísticas e formais do livro ao português brasileiro, foram necessários anos de trabalho dedicado da equipe da DarkSide® Books, em parceria com o tradutor Adriano Scandolara e a diagramadora Lilian Mitsunaga, e agora trazemos Casa de Folhas: Limited Edition Full Color ao Brasil numa edição aprovada diretamente por Mark Z. Danielewski. Convidamos os DarkSiders para adentrar uma das experiências literárias mais loucas e intensas de todos os tempos.

Mark Z. Danielewski nasceu em 1966. É autor do premiado romance Casa de Folhas, publicado originalmente em 2000. Publicou também a road novel Only Revolutions (2006), e a novela The Fifty Year Sword (2005). Entre 2015 e 2017, lançou cinco volumes de The Familiar. Com o lançamento da série, o New York Times declarou Danielewski “o mago literário mais importante da América”. Sua obra mais recente é o livro ilustrado The Little Blue Kite (2019). Saiba mais em markzdanielewski.com.

“O Moby Dick do horror.” — Stephen King

“Emocionantemente vivo, sublime e bizarro, angustiante e assustador, incrivelmente inteligente.” — Bret Easton Ellis, autor de Psicopata Americano

“A proeza de Danielewski consiste em pegar alguns elementos básicos da ficção de terror — a casa mal-assombrada, o manuscrito misterioso que enfeitiça seu leitor sem sorte — e usar sua impressionante erudição para recuperar as origens mitológicas e psicológicas do terror e, em seguida, enfileirar toda a gama de técnicas literárias de vanguarda para revigorar o gênero.” — Steven Moore, The Washington Post 

FICHA TÉCNICA

Título | Casa de Folhas: Limited Edition Full Color
Título original | House of Leaves
Autor | Mark Z. Danielewski
Tradutor | Adriano Scandolara
Editora | DarkSide® Books
Marca | DarkSide
Edição |
Idioma | Português
Especificações | 738 páginas, 16,5 x 23 cm, capa dura, colorido
ISBN | 978-65-5598-348-7

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

O Rei de Amarelo + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Paraíso Perdido + Brinde Exclusivo
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesMúsica

15 Músicas para sentir a magia de Wicked

Nenhuma viagem para Oz está completa sem a playlist perfeita para embalar a jornada....

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Tremors: Vermes gigantes, pólvora e Kevin Bacon

Como cinéfilos devotados e praticamente moradores da Firestar & DarkBlog, sabemos...

Por Cesar Bravo
FilmesMúsicaNovidades

Beatlesverso: Sam Mendes irá fazer 4 filmes do Fab Four

Lembra quando a Marvel fez vários filmes de origem de seus super-heróis para depois...

Por DarkSide
DarklovePerfil

Loputyn: Uma aventura pelo mundo encantador da ilustração

Com traços mágicos e profundos, a arte de Loputyn nos conduz por uma dança...

Por DarkSide
DarkSide BooksNovidades

DarkSide lança canal no WhatsApp

A Caveira baixou a tia do Zap e incorporou o tio do Pavê só pra te chamar para um...

Por DarkSide