Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

LançamentoMacabra

Lançamento: Crimes Vitorianos Macabros, de Kate Clarke, M.W. Oldridge, Neil R.A. Bell e Trevor Bond

A realidade vitoriana comprova que os verdadeiros horrores não estavam apenas na ficção

Poucas coisas evocam mais a Grã-Bretanha vitoriana do que seus criminosos. Junto com as ferrovias, os lampiões a gás e a névoa constante, eles são ingredientes vitais em qualquer narrativa que procure retratar o período. A verdade, no entanto, era com frequência mais estranha, emocionante e assustadora do que a ficção.

Em Crimes Vitorianos Macabros, quatro renomados historiadores do tema revelam as realidades terríveis desse aspecto da vida vitoriana, oferecendo um perfil não apenas dos criminosos e suas vítimas, mas também de policiais, cientistas forenses e outros que mergulharam nas densas sombras do século XIX.

Crimes notórios — o assassinato de Road Hill, o mistério de Balham e Jack, o Estripador — se somam aos casos esquecidos e negligenciados. A obra apresenta histórias chocantes e aterrorizantes e expõe também os horrores do cotidiano da época, em relatos impressionantes e contundentes. Entre eles, temos o de Amelia Dyer, a “criadora de bebês” que anunciava um lar amoroso a bebês indesejados, mas os matava impiedosamente, e a história de Mary Anne Cotton, que envenenou vários maridos, filhos e outros parentes a fim de obter o dinheiro do seguro de suas mortes. Outro caso notável é o de James “Babbacombe” Lee, condenado por matar seu empregador. Ele sobreviveu a três tentativas de enforcamento e escapou em liberdade. Entre os carrascos do período, destacam-se James Berry (que tentou executar Lee sem sucesso), Thomas Calcraft e William Marwood.

Embora vista hoje como uma época violenta, a era vitoriana registrou poucas tentativas de assassinato de personalidades. Apesar de alguns atentados contra a rainha Vitória durante seu longo reinado, ela nunca chegou sequer a ser ferida. A única vítima realmente ilustre foi Edward Drummond, secretário do primeiro-ministro Robert Peel. O livro também fala sobre Charles Dickens, talvez o maior escritor de ficção policial da época; e sobre o triste episódio da lendária Dorset Street, no East End, apelidada como “a pior rua de Londres” devido à sua história de superlotação, abuso de álcool, prostituição, violência doméstica e assassinatos.

Obra de referência única, Crimes Vitorianos Macabros é uma leitura imprescindível para todos que se interessam por crimes reais, repleta de indicações e recomendações para quem deseja se aprofundar na atmosfera misteriosa e macabra do período vitoriano.

KATE CLARKE é autora de Murder at the Priory (com Bernard Taylor), In the Interests of Science: Adelaide Bartlett and the Pimlico Poisoning, Who Killed Simon Dale?, Deadly Service, Bad Companions, Fatal Affairs e A Deadly Dilemma. Seus diários e documentos (de 1958 até hoje) estão arquivados na biblioteca da Universidade de Sussex.

M .W. OLDRIDGE é o autor de Murder and Crime: Whitechapel and District e The Moat Farm Mystery

NEIL R.A. BELL é um dos estudiosos mais respeitados do caso de Jack, o Estripador. Colaborador de longa data de publicações especializadas, como Ripperologist e Casebook Examiner, além da bbc, escreveu diversos artigos sobre o caso e ficou em segundo lugar no Prêmio Jeremy Beadle pelos melhores artigos do ano na Ripperologist em 2009 e 2010. Neil também colaborou com documentário Jack the Ripper: The Definitive Story (2011), do Channel Five.

TREVOR BOND é coautor de Crimes Vitorianos Macabros. Apresentou trabalhos em congressos sobre Jack, O Estripador em 2009, 2012, 2014 e 2017.

Ficha Técnica
Título | Crimes Vitorianos Macabros
Autores | Kate Clarke, M.W. Oldridge, Neil R.A. Bell e Trevor Bond
Tradutor | Stefano Volp
Editora | DarkSide®
Especificações | 352 páginas, 16 x 23 cm, capa dura
ISBN | 978-65-5598-105-6

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

3 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Crimes Vitorianos Macabros + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Vitorianas Macabras + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Medicina Macabra 2 + Brinde Exclusivo
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EntrevistaMagicae

Duas bruxas contam como a cultura pagã foi transformada durante a pandemia

A pandemia fez com que muitos dos nossos hábitos precisassem se adaptar ao momento que...

Por DarkSide
CuriosidadesMacabra

Crimes Vitorianos Macabros: Curiosidades sobre Jack, o Estripador

A Londres do final do século XIX parecia o centro do mundo: com seus imponentes...

Por DarkSide
CuriosidadesMacabraMedo Clássico

Conheça C. Auguste Dupin, o pai dos detetives de ficção

Grandes escritores buscam inspiração e mentoria em outros grandes escritores. Em...

Por DarkSide
Crime SceneOssos do Ofício

Minha vida de editor na DarkSide, parte 1

Gente mui querida que adora a Caveira, vim aqui pra gente desfiar um-dois minutinhos de...

Por Lielson Zeni
Vários

Todos sofrem de nomofobia: Millenials, Geração Z e cringe

Uma batalha de gerações tomou conta das redes sociais nas últimas semanas: a...

Por DarkSide