Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarksideLançamento

Lançamento: Ed Wood: Contos & Delírios, de Ed Wood

Livre, leve e pulp

A DarkSide® Books convida você a despir os contos irreverentes e transgressores do cineasta cult Ed Wood. Nesta coletânea rara e inédita, o leitor é empurrado para um caleidoscópio pulp, insano e peculiar repleto de fantasmas, assassinos, humor, álcool, erotismo e liberdade.

Ed Wood: Contos & Delírios reúne 33 histórias escritas pelo diretor ao longo da década de 1970 e chega aos leitores brasileiros em uma edição especial com ilustrações exclusivas de Laerte Coutinho, uma das quadrinistas mais conhecidas e consagradas do país, e introdução de Paulo Biscaia Filho, criador da peça teatral Acordei Cedo no Dia em que Morri (2017), uma homenagem carinhosa a Ed Wood. Tudo emoldurado em preto e rosa, as cores favoritas do cineasta.

Wood entrou para a história ao se destacar entre os piores diretores de todos os tempos, e deu vida a filmes estranhos, excêntricos mas muito autênticos. Foi capaz de erguer sozinho um universo em preto e branco cercado de sombras dramáticas, erros técnicos, linhas de nylon, maquetes toscas, atuações amadoras, transbordando clichês e efeitos especiais dignos de uma feira de ciência da quinta série. Alheio às críticas e aos insultos, a paixão de Wood transformou seus discos voadores, zumbis, vampiras e strippers no mais puro fascínio entre o público.

Dono de um estilo próprio, Ed adorava aparecer vestido com seu angorá rosa, salto agulha e a inconfundível peruca loira para extravasar as tensões dentro e fora dos sets. Criou personagens para si e narrativas para o mundo, como é o caso do filme Glen ou Glenda (1953). Estes aspectos de sua vida aparecem também na biografia dirigida por Tim Burton em 1994, um filme importante para a redescoberta de Ed Wood pelas novas gerações. 

A mente criativa de Ed se sobressaía em meio a tantas barreiras — baixos orçamentos, mortes inesperadas e o desprezo total dos estúdios. Ao ser sugado para o estranho mundo de Ed Wood você vai encontrar um artista incansável que fez um pacto com a liberdade para se expressar por inteiro, e fazer cinema de corpo e alma.

“Ed Wood era um gênio louco. Ele conseguiu escrever melhor bêbado do que a maioria dos escritores quando estão sóbrios.”
— Bernie Bloom, editor literário de Ed Wood —

“Ed Wood é fascinante. Sonhos excêntricos e originais até hoje.”
— Tim Burton, diretor de Ed Wood e Edward Mãos de Tesoura

ED WOOD JR. nasceu em 1924 no estado de Nova York e chegou a servir durante a Segunda Guerra Mundial. De volta aos Estados Unidos, ele se mudou para Hollywood em 1947, onde começou a escrever roteiros e a dirigir pilotos de programas de TV, comerciais e vários faroestes de baixo orçamento que foram esquecidos com o tempo. Poucos anos depois, ele se tornou amigo e parceiro de trabalho de ninguém menos do que o ator Béla Lugosi, famoso por interpretar Drácula no cinema e outros filmes de terror. Wood se destacou entre os piores de sua área, com uma sequência de filmes estranhos e excêntricos que trazia ao público. Sua criatividade se sobressaía em meio às barreiras — baixos orçamentos, mortes inesperadas e nem mesmo a falta de material para filmagem o impediam de executar suas ideias. Ao mergulhar na obra cinematográfica e literária de Ed Wood você vai encontrar um artista incansável que se importava menos com prêmios e mais com a audácia e a diversão que nascia de suas palavras. Entre filmes, curtas, séries e programas de TV ele escreveu 82 produções e foi diretor de 46. Ed Wood morreu em 1978, mas o legado do diretor de Glen ou Glenda, A Noiva do Monstro, Plano 9 do Espaço Sideral e outros clássicos autênticos só cresceu em importância.

LAERTE COUTINHO nasceu em São Paulo em 1951, e se tornou uma das quadrinistas mais conhecidas e consagradas do Brasil. Começou sua carreira nos anos 1970 na revista Sibila, onde desenhava um personagem chamado Leão. Ainda nessa década, junto de Luiz Gê, criou a revista Balão. Algumas de suas tiras mais conhecidas incluem Piratas do Tietê e Los Três Amigos. Laerte foi colaboradora do jornal O Estado de S. Paulo e das revistas Istoé e Veja, e publica atualmente tiras e charges políticas na Folha de S. Paulo. Saiba mais em manualdominotauro.blogspot.com

FICHA TÉCNICA
Título | Ed Wood: Contos & Delírios
Autor | Ed Wood
Tradutor | Carlos Primati
Marca | DarkSide
Editora | DarkSide® Books
Edição |
Idioma | Português
Especificações | 16×23, 288 páginas, capa dura

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

3 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Ed Wood: Contos & Delírios + Brinde Exclusivo
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Cabo do medo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
NovidadesSéries

Andor traz a revolução para o universo de Star Wars

Os fãs de Star Wars estão aos poucos expandindo o seu conhecimento sobre a Galáxia....

Por DarkSide
FilmesListas

Devore esses 8 filmes sobre canibalismo

Canibalismo é um assunto que gera tabu e fascínio ao mesmo tempo. Mesmo fora da nossa...

Por DarkSide
CuriosidadesGraphic Novel

Conheça as histórias japonesas que inspiraram Contos de Horror da Mimi

“Baseado em uma história real.” Quem nunca sentiu um calafrio extra ao ler esse...

Por DarkSide
CuriosidadesDarkSide Books

Conheça seus demônios

Do mundo antigo aos tempos atuais, as palavras têm poder. Antigamente acreditava-se...

Por DarkSide
LançamentoMedo Clássico

Lançamento: Mefisto, por Klaus Mann

As histórias de pessoas que negociaram a própria alma com demônios em troca de...

Por DarkSide