Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Crime SceneCuriosidadesFilmes

MaXXXine: Conheça o caso do Perseguidor Noturno

Serial killer aterrorizou a Los Angeles dos anos 1980

04/07/2024

Depois de muita espera, os fãs finalmente vão poder conferir de perto MaXXXine, que chega aos cinemas brasileiros agora em 11 de julho. O longa, dirigido por Ti West, encerra a aclamada trilogia da A24 estrelada pela neta da atriz brasileira Maria Gladys Mia Goth, composta por X – A Marca da Morte (2022) e Pearl (2023). 

LEIA TAMBÉM: TUDO QUE SABEMOS SOBRE MAXXXINE

MaXXXine se passa na Los Angeles de 1985, nos colocando mais uma vez ao lado de Maxine Minx, agora em busca pela fama em Hollywood. Quando a atriz está prestes a ter sua grande chance, estrelando um filme de terror, as coisas tomam um rumo sinistro e ela se vê em meio a uma onda sangrenta de assassinatos, os quais ameaçam trazer à tona seu passado sombrio.

Além das referências cinematográficas a Psicose e de todo o charme dos anos 1980, o trailer do filme chamou atenção ao mostrar que o enredo vai misturar ficção e realidade, algo completamente novo na trilogia. Isso porque Maxine vai encontrar uma figura verídica que aterrorizou Los Angeles naquela mesma época: o assassino em série Night Stalker, conhecido também como Perseguidor Noturno, que foi condenado pelo homicídio brutal de treze pessoas entre 1984 e 1985. No entanto, como ocorrerá esse encontro e até onde o enredo se baseará nos crimes reais cometidos pelo assassino ainda não sabemos. 

Mas afinal de contas, quem foi o Night Stalker e o que aconteceu em Los Angeles nos anos 1980 durante esse período de terror? Vem que a Caveira te conta tudo que você precisa saber sobre esse caso bastante conhecido pelos entusiastas da marca Crime Scene.

Richard Ramirez, o Perseguidor Noturno

Richard Ramirez ficou conhecido por muitos nomes. Enquanto sua família e conhecidos o chamavam de Richie, uma emissora de televisão de Los Angeles o chamava de “The Walk-In Killer”. Para outros veículos de comunicação, ele era o “Intruso do Vale”. No entanto, o nome que realmente colou foi Night Stalker, o Perseguidor Noturno.

Ramirez nasceu em 1960 em El Paso, Texas, o caçula de cinco filhos de uma família de imigrantes mexicanos. De acordo com sua biografia, Ramirez teve uma infância violenta, sofrendo abusos físicos do pai, que bebia e agredia a esposa e os filhos. Incapaz de recorrer à figura paterna, aos 10 anos, o jovem Ramirez encontrou um modelo ainda mais problemático: seu primo Mike, um veterano da Guerra do Vietnã que tinha o hábito de contar histórias e mostrar fotografias das atrocidades que havia cometido no conflito. Mike ensinou o primo a usar facas e armas de fogo, endossando um comportamento cada vez mais violento. Em 1973, com apenas 13 anos, Ramirez presenciou Mike atirar fatalmente em sua esposa, Jessie, durante uma discussão. 

richard ramirez

Após isso, o adolescente se mudou para viver com a irmã mais velha, Ruth, e seu marido, Robert, o qual convidava o cunhado para participar de suas expedições noturnas de voyeurismo. Foi durante essa mesma época que Ramirez começou a fazer uso de substâncias ilícitas, como o LSD, e se interessar pelos temas de satanismo e ocultismo, desenvolvendo fantasias cada vez mais violentas. Logo em seguida, o jovem abandonou o ensino médio e encontrou trabalho em uma rede de hotéis locais. No entanto, o emprego não durou muito, pois Ramirez tinha o hábito de invadir os quartos e roubar os hóspedes enquanto estes dormiam

As coisas tomaram um rumo drástico quando o jovem foi pego tentando violentar sexualmente uma mulher em seu próprio quarto. Foi assim que em 1982, aos 22 anos, ele fugiu do Texas e se mudou para a Califórnia onde deixou um rastro de violência e sangue. 

Os primeiros crimes: 1984

O primeiro homicídio conhecido de Ramirez aconteceu em abril de 1984. Contudo, o caso só foi ligado a ele em 2009 quando a polícia comparou seu DNA com uma amostra coletada na cena de um assassinato não resolvido em São Francisco. A vítima em questão era uma criança de apenas 9 anos, Mei Leung, que foi encontrada sem vida e violentada sexualmente no porão do prédio onde o rapaz morava na época. 

night stalker

Poucos meses depois, em junho de 1984, na cidade de Los Angeles, Ramirez cometeu o segundo homicídio, o qual estabeleceu seu padrão de invadir casas à noite e cometer assassinatos cruéis, frequentemente roubando suas vítimas, o que o levaria a ser chamado de Perseguidor Noturno. O serial killer invadiu a residência de Jennie Vincow, uma senhora de 79 anos, a agrediu sexualmente e posteriormente cortou sua garganta. Ramirez também roubou dinheiro para alimentar seu vício crescente em cocaína. 

Crimes em série: 1985 

Nove meses após o homicídio de Jennie Vincow, em março de 1985, Ramirez atacou a jovem Maria Hernandez, de 22 anos, após se esconder em sua garagem e atirar contra seu rosto. Hernandez sobreviveu após a bala ricochetear no conjunto de chaves que estavam em suas mãos. No entanto, sua colega de quarto, Dayle Yoshie Ozakazi, de 34 anos, não teve a mesma sorte e foi fatalmente baleada quando tentou descobrir o que estava acontecendo.

Naquela mesma noite, uma hora depois, Ramirez foi de carro até Monterey Park onde atirou em Tsai-Lian Yu, uma mulher de 30 anos, que foi tirada à força de seu próprio veículo e baleada duas vezes na cabeça. Os dois ataques em uma única noite atraíram extensa cobertura midiática, descrito pela sobrevivente como um homem de cabelos encaracolados, olhos inchados e dentes apodrecidos.

retrato falado richard ramirez

Dez dias depois, em 27 de março, Ramirez atacou mais uma vez, retornando a uma casa que havia roubado anteriormente. Aqui, ele atirou fatalmente em Vincent Charles Zazzara, de 64 anos, que dormia na hora do arrombamento e faleceu instantaneamente. Sua esposa, Maxine, de 44 anos, acordou com os disparos e tentou atirar em Ramirez com uma espingarda escondida debaixo da cama. Contudo, a arma estava descarregada e a resistência de Maxine provocou a fúria do serial killer, que atirou três vezes e mutilou violentamente seu corpo, inclusive esculpindo um crucifixo invertido em seu peito.

Foi nessa cena de crime que a polícia encontrou a primeira pista da identidade do Perseguidor Noturno: a pegada de um tênis masculino da marca Avia deixado no canteiro de flores da residência. 

pegada richard ramirez

Menos de dois meses se passaram até que, em 14 de maio, o Perseguidor Noturno atacou novamente. Ramirez invadiu a residência do casal William e Lillian Doi, de 66 e 56 anos, respectivamente. O assassino atirou no rosto de William e o espancou brutalmente até ele perder a consciência. Após isso, saqueou a casa e violentou sexualmente Lillian. Infelizmente, William morreu no hospital devido aos ferimentos graves que sofreu. 

Quinze dias depois, Ramirez dirigiu um carro roubado e entrou na casa das irmãs, Mabel “Ma” Bell e Florence “Nettie” Lang, de 83 e 81 anos. Ele as atacou brutalmente com um martelo encontrado na cozinha, amarrou-as e violentou sexualmente Lang. Após isso, ainda utilizou o batom de Bell para desenhar um pentagrama em seu corpo e nas paredes dos quartos. As duas irmãs foram encontradas com vida dois dias depois, mas gravemente feridas. Bell faleceu em 15 de julho e Lang em agosto. 

Apenas um dia após esses ataques, Ramirez invadiu a casa de Carol Kyle, de 42 anos, e a violentou sexualmente. Ele amarrou Carol e seu filho de 11 anos, fugindo depois de ter saqueado os itens de valor da família. Em 2 de julho, Ramirez assassinou Mary Louise Cannon, de 75 anos, em sua própria residência. No dia 5 de julho, o Perseguidor Noturno atacou a jovem Whitney Bennett, de 16 anos, com uma chave de roda enquanto ela dormia. O ataque não foi fatal e Ramirez fugiu da cena, acreditando que Jesus havia salvado Whitney. A adolescente precisou de mais de 400 pontos no rosto e no couro cabeludo

night stalker richard ramirez

Em 7 de julho, o serial killer fez mais uma vítima: Joyce Lucille Nelson, de 60 anos. Na mesma noite e no mesmo bairro, ele invadiu a residência de Sophie Dickman, de 63 anos, e roubou suas joias, fazendo-a “jurar por Satanás” que não havia mais objetos de valor na casa. No dia 20 de julho, Ramirez assassinou o casal Lela e Maxon Kneiding, de 66 e 68 anos. Ele então dirigiu para Sun Valley, invadindo a residência da família Khovananth, atirando fatalmente em Chainarong, de 32 anos, e violentando sexualmente sua esposa, Somkid, que sobreviveu junto ao filho de 8 anos do casal.

Em 6 de agosto, Ramirez arrombou a casa de Chris e Virginia Peterson, que conseguiram sobreviver. Duas noites depois, ele atacou a família Abowath, atirando fatalmente em Elyas, de 31 anos, que estava dormindo na hora, e violentando sua esposa Sakina, de 27 anos, exigindo suas joias. 

Acompanhando de perto a cobertura midiática de seus crimes, Ramirez deixou Los Angeles e retornou para São Francisco. Em 18 de agosto, ele entrou na residência do casal Peter e Barbara Pan, de 66 e 62 anos, e os assassinou brutalmente, deixando para trás um pentagrama desenhado com o batom da vítima e mais uma pegada do mesmo sapato Avia. 

Como Richard Ramirez foi pego?

Durante sua fúria assassina, Ramirez deixou diversas pistas para os investigadores, entre elas impressões digitais e pegadas dos sapatos que usava. Foi justamente esse sapato que permitiu que o Perseguidor Noturno fosse descoberto. A partir das pegadas deixadas nas cenas dos crimes, os detetives do caso conseguiram rastrear os sapatos de Ramirez, um par bastante específico que não era muito comum na época. Foi assim que a polícia descobriu que havia apenas um único par daquele modelo e tamanho em toda a Califórnia. 

pegada night stalker

As coisas ficaram complicadas quando a informação foi divulgada em uma entrevista coletiva reunida pela prefeita da cidade de São Francisco. Ramirez, que obviamente acompanhava a investigação, logo descartou seus sapatos na ponte Golden Gate, retornando para Los Angeles.

Alguns dias depois, ele orquestrou um ataque frustrado à casa da família Romero, sendo impedido pelo filho de 13 anos, que avistou e avisou os pais. Após isso, seu último ataque ocorreu em 24 de agosto, quando atirou em Bill Carns, de 30 anos, e violentou sexualmente sua noiva, Inez Erickson, de 29 anos, dizendo para a moça: “diga-lhes que o Perseguidor Noturno passou por aqui”. Inez sobreviveu e conseguiu fornecer uma descrição de seu agressor.

Junto da descrição feita pela moça e do auxílio da família Romero, a polícia conseguiu enfim localizar o carro roubado utilizado pelo assassino. Foi ali que eles encontraram uma impressão digital que correspondia a um homem de 25 anos com antecedentes criminais. Richard Ramirez era oficialmente o Perseguidor Noturno

A captura de Ramirez

Em agosto de 1985, a polícia divulgou em uma coletiva uma foto de Ramirez, afirmando categoricamente: “nós sabemos quem você é e não há como se esconder”. Sem saber que a polícia estava atrás dele, o serial killer viajou para Tucson, no Arizona, para visitar seu irmão. Quando retornou para Los Angeles, teve a grande surpresa de encontrar sua foto estampada em todos os jornais.

night stalker jornal

Após ser identificado por um grupo de senhoras em uma loja de conveniência, Ramirez entrou em pânico e tentou roubar um carro para fugir. No entanto, um fato surpreendente aconteceu: um grupo de moradores impediu sua fuga, atacando-o violentamente e o mantendo sob custódia até a polícia chegar no local. O Perseguidor Noturno era, assim, finalmente capturado. 

O julgamento

Depois de um longo e midiatizado julgamento, o qual incluiu Ramirez gritando “Salve Satanás!” e exibindo um pentagrama na palma da mão, em 20 de setembro de 1989, o Perseguidor Noturno foi condenado por 43 acusações: 13 homicídios, 5 tentativas de homicídio, 11 agressões sexuais e 14 roubos. Ao ser condenado à morte pela câmara de gás, o assassino reagiu com indiferença, dizendo: “Vejo vocês na Disneylândia!”.

Devido à extensão do caso, Ramirez nunca foi executado e passou o resto de sua vida encarcerado na Prisão Estadual de San Quentin, na Califórnia. Lá, o Perseguidor Noturno recebia correspondências de fãs e chegou a se casar em 1996 com uma delas. Eis que em julho de 2013, aos 53 anos de idade, Ramirez faleceu devido a complicações decorrentes de um linfoma. Ele nunca se arrependeu de seus crimes. 

richard ramirez

O Perseguidor Noturno na cultura pop

Engana-se quem acha que MaXXXine é o primeiro filme a abordar o caso do Perseguidor Noturno. Desde os anos 1980, os crimes de Ramirez são assunto em diferentes programas de televisão, filmes, podcasts, séries documentais e músicas. Mais recentemente, em 2021, por exemplo, a Netflix lançou o documentário, Night Stalker: Tortura e Terror, dividido em 4 episódios.

Ramirez também já foi representado em séries de televisão famosas, como American Horror Story. O serial killer apareceu tanto na quinta temporada, Hotel, sendo interpretado por Anthony Ruivivar, quanto na nona temporada, 1984, vivido por Zach Villa. 

richard ramirez em american horror story 1984

O DarkSider pode conferir o caso do Perseguidor Noturno em livros da marca Crime Scene®. Harold Schechter abordou a história em seu livro Serial Killers: Anatomia do Mal, enquanto Michael H. Stone e Gary Brucato analisaram seu modus operandi em Cruel: Índice da Maldade. O caso também foi estudado pelo agente do FBI, Robert K. Ressler, aparecendo no livro Mindhunter Profile: Serial Killers

MaXXXine estreia dia 11 de julho nos cinemas. Além de Mia Goth, o elenco também traz nomes como Kevin Bacon, Lily Collins, Giancarlo Esposito, Halsey, Elizabeth Debicki, Bobby Cannavale e Michelle Monaghan. 

LEIA TAMBÉM: AQUECIMENTO MAXXXINE: RELEMBRE OS FILMES DE TI WEST

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

2 Comentários

  • Aquiles

    6 de julho de 2024 às 11:07

    Não têm nenhuma chance de vocês fazerem um livro só sobre o Richard Ramirez e o seu caso ?

    • Avatar photo

      DarkSide

      10 de julho de 2024 às 16:58

      Fica perto que se a Caveira abrir esse arquivo venho correndo contar.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Cruel: Índice da Maldade + Brinde Exclusivo
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide