Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesFirestar Videolocadora

Sleepaway Camp: Adolescentes, assassinatos e tabus

E um dos maiores finais da história do horror

15/09/2023

Se existe algo que o cinema de horror nunca falhou em nos dizer é que os acampamentos de verão (as colônias de férias americanas) são mortais para adolescentes, e ficam um pouco mais perigosos se você decidir fazer aquele passeio noturno às escondidas com seu par ideal, às margens de um lago.

LEIA TAMBÉM: STRANGE INVADERS: LUZ, CÂMERAS, ETS

Nascido em 1983 da mente impiedosa de Robert Hiltzik, os primeiros segundos de Sleepaway Camp reestabelecem essa premissa rapidamente, com efeitos sonoros que nos colocam em alerta, ainda na apresentação do título do filme — por aqui rebatizado de Acampamento Sinistro. Sem disfarces quanto às inspirações criativas dos roteiristas, existe uma memória bem pouco indireta ao padrinho de todos os massacres ao ar livre, Jason Voorhees, bem como à sua amada mãe assassina, Pamela Voorhees. Aliás o plot twist final desse filme também consegue surpreender e nos chocar absurdamente, como o Friday The 13th original o fez em 1980.

sleepaway camp

Enquanto somos apresentados às instalações do acampamento, seguimos sendo confundidos pela trilha sonora massacrante e por algumas vozes sobrepostas e indistintas. Tudo é vazio, mas existem essas vozes. E logo nos perguntamos: o que aconteceu com aquelas pessoas? Onde ela estão? Da sensação de quase pânico, somos inseridos em um dia ensolarado, à beira de uma laguna, um dia de descanso na medida do possível, como costuma acontecer em feriados prolongados e finais de semana. Crianças com excesso de adrenalina, adolescentes com excesso de hormônios, adultos com excesso de confiança.

E adivinhem só? Banho de sangue se aproximando rapidamente à estibordo.

Até daqui a oito anos, pessoal… em um novo e reformulado acampamento.

sleepaway camp

A família base que ganha a cena seguinte é bem estranha, mas não conseguimos captar exatamente do que se trata, apesar dos fortes indícios de que algo está bem errado com eles (principalmente com a mãe). É com os dois adolescentes dessa família, os primos Paul e Angela, que chegamos ao acampamento. Angela é bastante calada, parece inclusive ter algum problema que exceda sua timidez, e cabe a seu primo, Paul, garantir alguma naturalidade a ela.

sleepaway camp

Também são bemmmm estranhos os trabalhadores do acampamento, com algumas tendências bemmmmmmm reprováveis, dignas de punição torturante, mesmo nos libertinos e incorretos anos 1980. Mas também existe um toque de cinismo e sarcasmo muito forte, indisfarçável nesses personagens. De modo que acabamos deixando rolar, a fim de presenciar um desfecho satisfatório.

LEIA TAMBÉM: WAXWORK: UM MUNDO ESCULPIDO EM CERA, SURPRESAS E HORROR

Também precisamos notar que esse filme levava a igualdade de direitos a sério em alguns detalhes, e um deles é a exposição de corpos masculinos. Vejam só, vocês se lembram dos shorts futebolistas dos anos 1970? Curtinhos? Agarradinhos? Ou das camisetas apertadas e cortadas no umbigo que o pessoal da academia usava nos tempos do início da MTV? Pois é. Sleepaway Camp vai mais longe. Mais embaixo. Mais apertado. Com mais volume. Se isso deu o que falar para a sociedade machistola e “de bons costumes” da época? Tirem suas conclusões.

sleepaway camp

Outro ponto que torna esse filme uma visita inadiável é a qualidade de confusão que ele promove, isso em vários aspectos. Não sabemos se é um filme de assassinos movidos por vingança, de psicopatas, se tudo está misturado ou trata-se de algo totalmente inusitado e sobrenatural. Moralmente, o filme nos faz torcer por alguns homicídios e, sejamos sinceros, sempre que uma babaca cai na mão do assassino um bom fã de horror ri por dentro (às vezes ri por fora).

O gore se apresenta bem depressa, e ele é prolongado, perturbador e bastante realista, isso já na primeira morte dessa fase. E depois de uma morte tão brutal, o que a administração do acampamento decide fazer? Manter segredo das crianças e dos pais, obviamente… Vida que segue. Precisamos manter os negócios em ordem.

sleepaway camp

Existe muita coisa clichê e questionável em Sleepaway Camp, mas nesse caso, acredite em mim, tudo faz parte do pacote, principalmente a estranha e deslocada Angela, que parece ser o pivô de todas as confusões entre os adolescentes.

Bem, tratando-se de um acampamento adolescente dos anos 1980, é natural que se encontre muitas vítimas potenciais para nosso assassino justiceiro (fiquem de olho na segunda morte, a descoberta do corpo é insana), e o gore segue em uma crescente até o final do filme. Não uma sangria sem sentido, desproposital, mas algo muito bem calculado para os momentos certos do filme.

Deixando as mortes de lado, a produção é uma paródia de “picardias” adolescentes, com todos os méritos e (muitos) erros desse tipo de filme. Temos elementos de Carrie, Friday The 13th, Prom Night entre outros, e como nesses exemplos, com o passar do tempo e ambientação a coisa se torna divertida. Além disso, precisamos nos perguntar se tudo é realmente exagero, ou se filmes com essa temática retratavam com fidelidade uma geração cheia de babacas viciados em bullying

Esse é um dos poucos filmes que não admite nenhum tipo de spoiler, uma vez que o final chocante e inesperado é mais que uma cereja desse bolo, compondo praticamente toda a festa de aniversário. Em muitos momentos somos levados a conclusões precipitadas sobre a identidade e motivações do assassino, essa é grande parte da diversão, e o filme é competente em jogar conosco e mudar nossas suspeitas. De qualquer forma, graças a um punhado de mortes supercriativas, efeitos práticos notáveis e um desfecho fulminante, Sleepaway Camp é parada obrigatória na vida de qualquer fã de horror. Esse filme possivelmente vai mexer com a sua cabeça em plenos 2023, e ao chegar ao final, tente imaginar seu impacto 40 anos atrás. 

sleepaway camp

Agora sim, todos avisados, podemos seguir com o play. Partiu acampamento? Por sua conta e risco…

Aqui tem um aperitivo, e nada de conclusões precipitadas, por favor!

Sobre Cesar Bravo

amplificador cesar bravoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, DVD: Devoção Verdadeira a D., 1618 e Amplificador.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Tom Savini: Vida Monstruosa + Brindes Exclusivos
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesFirestar Videolocadora

Deadly Blessing: Wes Craven, pesadelos e Sharon Stone

Alguns mestres supremos do terror se tornaram tão fortemente associados a algumas de...

Por Cesar Bravo
FilmesNovidades

Blumhouse fará um novo A Bruxa de Blair com a Lionsgate

Jason Blum vai reviver A Bruxa de Blair — e se você não captou o que significa essa...

Por DarkSide
Crime SceneLançamento

Lançamento: Lady Killers Profile: Jane Toppan, por Harold Schechter

Em 1891, Jane Toppan jurou cuidar e proteger em sua profissão como enfermeira...

Por DarkSide
Crime SceneNovidades

O.J. Simpson morre aos 76 anos

Aos 76 anos de idade, O.J. Simpson faleceu em decorrência de um câncer nessa...

Por DarkSide
LançamentoWish

Campanha no Catarse: Alice: Edição Pesadelo

O clássico onírico de uma menina que cai num buraco e se questiona sobre a vida, a...

Por DarkSide