Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesListas

12 Filmes com apocalipse nuclear

O que faríamos se o mundo acabasse?

01/12/2023

O cinema sempre adorou explorar nossos medos mais profundos em relação ao futuro, especialmente quando ele se mostra muito promissor. Apocalipses e cenários distópicos são figurinhas carimbadas no audiovisual, aparecendo nos mais diversos gêneros cinematográficos. Todos esses filmes acabam partindo de uma simples, mas aterrorizante questão: o que faríamos se o mundo acabasse? Seja por epidemias letais, seres vindos do espaço, desastres naturais ou ações humanas, o cinema tem um verdadeiro fascínio em nos mostrar as diferentes formas pelas quais o mundo e a humanidade podem encontrar seu temido fim

LEIA TAMBÉM: OS DOZE MACACOS PREVIU A PANDEMIA?

Dentre esses temas, um que com certeza aparece bastante é o do apocalipse ou holocausto nuclear. Desde que as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki foram atingidas por bombas atômicas em 1945 e os Estados Unidos e a União Soviética iniciaram uma corrida nuclear, o cinema vem explorando o medo coletivo em relação a esse tipo de armamento e suas consequências catastróficas. 

Seja enveredando para a ficção ou algo mais realista, filmes de ação, drama, ficção científica e horror há muito lidam com os horrores nucleares, criando situações e cenários apocalípticos que francamente nenhum de nós deseja enfrentar. É por isso que a Caveira selecionou os 12 filmes que retratam o apocalipse nuclear para você conferir e morrer de medo. E aí, será que estamos preparados para sobreviver?  

1. Godzilla (1954)

Nada representa mais o medo da guerra nuclear e da radiação dos anos 1950 do que o clássico japonês Godzilla. Apenas nove anos após o bombardeio de Hiroshima e Nagasaki, o Japão apresentou ao mundo o icônico monstro gigante que aterroriza a cidade de Tóquio. A enorme criatura com sopro atômico mortal é justamente resultado de testes nucleares subaquáticos.

godzilla

Embora Godzilla tenha iniciado uma prolífica franquia de monstros gigantes que adoram lutar entre si, assim como inúmeras versões americanas, o filme de 1954 simboliza bem o holocausto nuclear a partir da perspectiva japonesa do pós-guerra, atuando como uma poderosa metáfora sobre as armas nucleares e as tragédias deixadas pela radiação. 

2. O Dia em que a Terra de Incendiou (1961)

O início da década de 1960 foi considerado por muitos como a “era de ouro” dos filmes com temáticas nucleares. Várias produções optaram por concretizar literalmente a ameaça ao invés de abordá-la metaforicamente, com muitas retratando o aumento das tensões entre Estados Unidos e União Soviética e as perigosas consequências dessa rivalidade.

o dia em que a terra se incendiou

Um dos maiores clássicos da época foi justamente o britânico O Dia Em Que a Terra se Incendiou, lançado em 1961. O longa dirigido por Val Guest segue jornalistas que descobrem que testes nucleares feitos simultaneamente pelos Estados Unidos e pela União Soviética causaram efeitos calamitosos na Terra. Além de eventos e caos meteorológico, as explosões alteraram o eixo do planeta fazendo com que ele siga em direção ao Sol. 

3. Pânico no Ano Zero (1962)

Ainda nos anos 1960, muitos filmes também escolheram focar na sobrevivência em cenários pós-apocalípticos, como foi o caso de Pânico no Ano Zero. Filmado em preto e branco e lançado em 1962, o filme de ficção científica conta a história da família Baldwin, que durante uma viagem de pesca acaba escapando do ataque nuclear que devasta a cidade de Los Angeles e inicia uma guerra nuclear. 

panico no ano zero

Ao longe, o clã chega a enxergar a enorme nuvem de cogumelo, resultado de uma bomba de hidrogênio que destrói a cidade. Mais tarde, eles descobrem que São Francisco e São Diego também foram atingidas e o governo colapsou. Liderados pelo pai, eles então se refugiam nas montanhas onde precisam lutar para sobreviver em uma nova fase mundial declarada como “ano zero”. 

4. Dr. Fantástico (1964)

Clássico do diretor Stanley Kubrick, Dr. Fantástico é uma comédia irônica que aborda o apocalipse nuclear a partir de um viés satírico. Produzido em plena Guerra Fria, o filme é uma adaptação bastante livre do livro Red Alert, publicado por Peter George em 1958. 

dr fantastico

Frequentemente considerado um dos melhores filmes de todos os tempos, Dr. Fantástico satiriza o medo de um conflito direto entre Estados Unidos e União Soviética, abordando o verdadeiro pesadelo nuclear. No longa, um general insano e paranoico decide lançar uma bomba na União Soviética. Diversas autoridades excêntricas e mal preparadas se reúnem então em uma sala no Pentágono para tentar sair dessa confusão. Munido de ironia e humor, Dr. Fantástico expõe os absurdos da guerra, da paz armada e da corrida armamentista, questionando se os governos realmente estão aptos a terem acesso a esse tipo de armas. 

5. O Planeta dos Macacos (1968)

Marco do cinema de ficção científica, O Planeta dos Macacos ficou conhecido por seu uso inovador de maquiagem prostética e, é claro, pelo final surpreendente. O filme de 1968, dirigido por Franklin J. Schaffner, é baseado no livro homônimo de Pierre Boulle e conta a história de um grupo de astronautas que em um futuro distante aterrissa em um planeta igual à Terra, descobrindo que ali os macacos são a espécie dominante.

planeta dos macacos

O Planeta dos Macacos não foi apenas um imenso sucesso, como também iniciou uma prolífica franquia de filmes, série de televisão, graphic novels e animações. A grande (e amarga) surpresa vem ao final, quando o personagem de Charlton Heston descobre as ruínas da Estátua da Liberdade, percebendo que o planeta alienígena é, na verdade, a própria Terra, que foi destruída após um holocausto nuclear. De forma bastante inovadora, o filme imagina como seria o planeta após um desastre bélico, alertando para como a humanidade causou sua própria ruína. 

LEIA TAMBÉM: RELEMBRE A LINHA DO TEMPO DE OS DOZE MACACOS (TODAS ELAS)

6. Herança Nuclear (1977)

Em comparação com o início dos anos 1960, a década de 1970 produziu significativamente menos filmes sobre uma possível guerra e holocausto nuclear. Embora a ameaça nuclear permanecesse viva, a imaginação coletiva dos Estados Unidos estava focada em outros problemas, como a Guerra do Vietnã, por exemplo. Apesar disso, alguns longas retratando o fim do mundo ainda foram lançados, como é o caso de Herança Nuclear, filme livremente inspirado na obra homônima de Roger Zelazny

herança nuclear

No filme, a Terra foi profundamente afetada pelas detonações nucleares da III Guerra Mundial, que, além de terem exterminado grande parte da vida, também causaram mutações nos insetos e mudanças meteorológicas drásticas, como tempestades bruscas e um céu em estado perpétuo de aurora boreal. Nesse cenário, um grupo de sobreviventes precisa se unir e partir em uma viagem pelo território dos Estados Unidos em um veículo adaptado para encontrar outros que nem eles. 

7. Mad Max 2: A Caçada Continua (1981)

Conhecida por suas cenas de ação, a franquia Mad Max de George Miller sempre abordou um futuro distópico em que a civilização entrou em colapso. Embora seja um tema recorrente desde o primeiro filme, lançado em 1979, Mad Max 2: A Caçada Continua aprofunda ainda mais nisso. 

mad max 2

O longa de 1981, protagonizado por Mel Gibson, retrata um mundo destruído pela III Guerra Mundial e imerso na violência e no caos ocasionados pela escassez de petróleo. Após as potências mundiais terem entrado em conflito e os governos serem destruídos, o planeta se tornou uma terra árida, devastada e sem lei. Com o combustível se tornando o bem mais precioso, grupos humanos lutam entre si, enquanto sobreviventes tentam reconstruir a civilização. 

Este ambiente apocalíptico voltou a ser retratado nos outros dois filmes da franquia: Mad Max – Além da Cúpula do Trovão (1985) e Mad Max: Estrada da Fúria (2015).

8. O Dia Seguinte (1983)

Após uma breve perda de interesse, o cinema dos anos 1980 voltou com tudo a focar em possíveis e dramáticos conflitos nucleares, abordando como poderiam acontecer a qualquer minuto. Entre inúmeros dramas do período, um que com certeza se destaca é O Dia Seguinte, de 1983, lançado diretamente para a televisão. 

o dia seguinte

O filme parte da premissa do “e se?”, abordando as consequências de uma explosão nuclear. Ambientado nos estados de Kansas e Missouri, O Dia Seguinte mostra o que acontece antes, durante e depois dos ataques entre Estados Unidos e União Soviética. Focando em histórias individuais, que tornam o desastre mais pessoal, a produção mostra os personagens lidando com ferimentos, panes eletrônicas, falta de energia e radiação, além das tentativas de sobrevivência. Chamando atenção pela temática, O Dia Seguinte é muito lembrado pela sequência em que a bomba atômica explode, aniquilando pessoas, animais e lugares de uma única vez.

9. Gen Pés Descalços (1983)

Adaptação da série de mangás autobiográfica de Keiji Nakazawa, Gen Pés Descalços (em japonês Hadashi no Gen) é um filme animado que mostra a II Guerra Mundial no Japão e os efeitos da bomba atômica em Hiroshima a partir da perspectiva de uma criança.

gen pés descalços

Acompanhando o antes e o depois, assim como a própria explosão da bomba, Gen Pés Descalços aborda como o armamento nuclear pode afetar a vida de pessoas inocentes, explorando temas como radiação, luto e fome. O filme utiliza a animação para expressar a dor e o desespero reais das pessoas afetadas em Hiroshima. A cena da explosão nuclear é impactante e digna de um filme de terror, com olhos saltando das órbitas, bebês sem vida e pessoas derretendo. 

10. Catástrofe Nuclear (1984)

Assim como O Dia Seguinte, Catástrofe Nuclear também questiona o que aconteceria se irrompesse um conflito armado entre as potências mundiais, abordando as consequências do holocausto nuclear na cidade de Sheffield, na Inglaterra. O docudrama do diretor Barry Hines foi lançado em 1984 diretamente na televisão britânica, representando os impactos médicos, econômicos, sociais e ambientais do apocalipse nuclear.

catástrofe nuclear

Catástrofe Nuclear ficou conhecido por seu tom mais realista e sombrio. O roteiro se centra principalmente em duas famílias, acompanhando suas vidas antes do bombardeio e continuando pelos próximos treze anos de caos e violência. Com um final assustador, Catástrofe Nuclear é um filme bastante pesado e gráfico que com certeza rende pesadelos até o dia de hoje.

11. O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (1991)

O holocausto nuclear é uma parte importante da história central da franquia O Exterminador de Futuro. Afinal, a história dos dois primeiros longas centra nas tentativas de John Connor de interromper o fim do mundo pelas mãos da Skynet.  Por mais que O Exterminador do Futuro 2 seja muito lembrado por suas cenas de ação e perseguição incríveis, Linda Hamilton sendo durona e Arnold Schwarzenegger falando “Hasta la vista, baby”, o clássico de ficção científica de James Cameron também possui uma cena assustadora da cidade de Los Angeles sendo dizimada por uma bomba nuclear. 

exterminador do futuro 2

No filme de 1991, Sarah Connor, tem um pesadelo profético em que enxerga a si mesma e um jovem John sendo graficamente incinerados, junto a outras crianças e pessoas em um parquinho, quando uma explosão nuclear ocorre ao fundo. É isso que a incentiva a mudar seus planos e confrontar o responsável pelo “Dia do Julgamento”. 

12. O Abrigo (2011)

Perturbador e indigesto, O Abrigo está longe de ser uma obra-prima, mas mostra com eficiência como o ser humano pode ser seu pior inimigo em situações desesperadoras. Dirigido por Xavier Gens, o filme mostra que, enquanto Nova York é destruída por explosões nucleares, um grupo de moradores de um edifício tenta escapar, mas acaba preso no abrigo antibomba no porão

o abrigo

Logo, a situação entre os sobreviventes fica cada vez mais tensa e eles se dividem em dois grupos, disputando a liderança e mostrando seu pior lado. Apesar das falhas e do tom pesado, O Abrigo examina o comportamento humano em um espaço recluso quando não existe mais esperança. 

Apocalipse made in Brazil

Hollywood explora recorrentemente cenários pós-apocalípticos provocados pelos mais diferentes motivos: bombas atômicas, pandemias, zumbis, revolução de robôs, invasão alienígena… Mas o que mais chama a atenção nessas produções nem é tanto o que causou o fim do mundo, mas o que resta nessa terra devastada. Como seria um cenário desses imaginado em solo brasileiro?

É isso o que Roberto Denser entrega em Colapso, lançamento da DarkSide® que explora os limites do horror e a falta de esperança no ser humano. Aqui, a sobrevivência é a única tarefa a ser cumprida em um mundo em tons de vermelho no qual a lei do mais forte é a única a ser seguida. No rescaldo de um desastre global, pequenos grupos de sobreviventes enfrentam uma luta desesperada pela vida nesse ambiente estéril e hostil que se tornou nosso planeta.

colapso

As cidades vívidas e imponentes são agora ruínas vazias, fantasmas de concreto onde a busca por comida — por carne humana — se transformou em uma batalha de sobrevivência diária. Colapso é uma exploração implacável da fragilidade da civilização e da selvageria latente que reside em todos nós.

LEIA TAMBÉM: QUAIS AS CHANCES DA PANDEMIA DE THE LAST OF US SE TORNAR REAL?

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

1 Comentário

  • Abreu

    5 de dezembro de 2023 às 21:52

    MUITO pelo contrário, eu não concordo que O Abrigo esteja tão longe de ser uma obra-prima. Na verdade eu o considero o melhor filme de terror cósmico (ou psicológico) que eu conheço. Talvez seja por ser um recorte de algumas das piores coisas que possuem 100% de chance de acontecerem em uma ocasião real, em algum lugar do mundo, naquele contexto, é que o filme seja tão rejeitado.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Colapso + Brinde Exclusivo
R$ 79,850
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Exterminador do Futuro - Classic Edition
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Saboroso Cadáver + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesMúsica

15 Músicas para sentir a magia de Wicked

Nenhuma viagem para Oz está completa sem a playlist perfeita para embalar a jornada....

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Tremors: Vermes gigantes, pólvora e Kevin Bacon

Como cinéfilos devotados e praticamente moradores da Firestar & DarkBlog, sabemos...

Por Cesar Bravo
FilmesMúsicaNovidades

Beatlesverso: Sam Mendes irá fazer 4 filmes do Fab Four

Lembra quando a Marvel fez vários filmes de origem de seus super-heróis para depois...

Por DarkSide
DarklovePerfil

Loputyn: Uma aventura pelo mundo encantador da ilustração

Com traços mágicos e profundos, a arte de Loputyn nos conduz por uma dança...

Por DarkSide
DarkSide BooksNovidades

DarkSide lança canal no WhatsApp

A Caveira baixou a tia do Zap e incorporou o tio do Pavê só pra te chamar para um...

Por DarkSide