Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Graphic NovelListas

6 Quadrinistas e cineastas que inspiram Atsushi Kaneko, autor de Death Disco

Mangá de temática noir chega ao terceiro volume

Em Death Disco a morte chega com um aviso e uma ficha completa para que os ceifadores deem conta do recado. Neste mundo de mercenários que trabalham para instituições sindicalizadas, uma menina se destaca como a melhor de todas: Deathko, que reúne habilidade, violência e boas doses de insensatez.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: DEATH DISCO V. 3, DE ATSUSHI KANEKO

Mas não é apenas a natureza imprevisível de sua protagonista que chama a atenção em Death Disco. O mangá de Atsushi Kaneko, que chega ao seu terceiro volume, tem uma arte e uma atmosfera que se diferenciam dos tradicionais quadrinhos japoneses, carregando uma aura mais puxada para o noir e aproximando-se de publicações europeias.

Provavelmente isso se deve ao fato de que o próprio Kaneko nunca foi muito fã de mangás. Em sua jornada como quadrinista, ele buscou inspiração em artistas japoneses, estrangeiros e até mesmo em profissionais de outras áreas, como cineastas.

A partir de declarações do próprio autor de Death Disco, a Caveira trouxe algumas das principais influências de Atsushi Kaneko em sua obra:

1. Suehiro Maruo

O mangaká, ilustrador e pintor japonês foi quem mostrou a Kaneko que ele poderia fazer o que quisesse com sua arte, sem se ater às fórmulas mais tradicionais dos quadrinhos japoneses. Aos 17 anos, Maruo submeteu seu primeiro mangá para publicação, mas sua arte teria sido considerada gráfica demais.

Créditos: Suehiro Maruo

Muitas das ilustrações do artista mostram cenas de sexo e violência de maneira bem explícita. Alguns dos temas preferidos de Suehiro Maruo envolvem esquisitices humanas, deformidades, malformações e “aberrações” de circo. Além de quadrinista, ele produz ilustrações para pôsteres, capas de CD, estampas de roupa e outros tipos de mídia. Segundo Kaneko, Maruo é a razão pela qual ele (que é formado em Economia) decidiu se tornar um mangaká.

2. Alfred Hitchcock

A atmosfera noir de Death Disco e a construção de suspense da narrativa relembram um dos principais cineastas do gênero: Alfred Hitchcock. Conhecido como o “Mestre do Suspense”, o diretor sempre experimentou diferentes maneiras de gerar tensão no público com o seu trabalho.

Créditos: Getty Images

Em certa ocasião declarou: “Meu trabalho com o suspense tem o objetivo de criar pesadelos para a audiência. E eu brinco com a audiência. Eu a faço engasgar, surpreender-se, ficar chocada. Quando você tem um pesadelo, ele se torna terrivelmente vívido se você sonhar que está sendo levado para a cadeira elétrica. Daí você fica extremamente feliz quando acorda, porque se sente aliviado”. 

LEIA TAMBÉM: SAIBA QUEM É ATSUSHI KANEKO, O AUTOR DE DEATH DISCO

3. Paul Pope

Nascido na Filadélfia, Paul Pope é um cartunista alternativo que combina a precisão e o romance dos quadrinhos europeus com a energia e design de página dos mangás.

Créditos: Joshin Yamada

Assim como Deathko, seus protagonistas costumam ser silenciosos, como em One-Trick Ripoff, Escapo e Heavy Liquid. Mas ele também escreveu personagens adolescentes meninas que são engenhosas, agressivas e com senso de humor – atributos que também estão presentes em Death Disco

4. Stanley Kubrick

Assim como Hitchcock, Stanley Kubrick é considerado um dos cineastas mais influentes de todos os tempos. Em sua carreira, dedicou-se a diferentes gêneros narrativos, como ficção científica, drama, épicos, comédias, filmes de guerra, suspense, entre outros. Foi responsável pela adaptação de livros que se tornaram verdadeiros clássicos, como Laranja Mecânica, 2001: Uma Odisseia no Espaço, Lolita e O Iluminado.

Créditos: Deutsches Filminstitut & Filmmuseum

Uma das características principais de Kubrick era o seu perfeccionismo, algo que lhe fazia se envolver diretamente com diversos aspectos da produção, como roteiro, direção, fotografia e edição. 

5. Charles Burns

Conhecido dos darksiders, Charles Burns começou a ser respeitado como quadrinista quando seus trabalhos apareceram na revista Raw, de Art Spiegelman, em meados dos anos 1980, seguida por uma variedade de quadrinhos, projetos e colaborações.

Créditos: Charles Burns

Suas obras são marcadas pela irreverência e ele já conta com três trabalhos publicados pelo selo Graphic Novel da DarkSide® Books: Black Hole, Big Baby e El Borbah.

6. David Lynch

Com obras marcadas pelo surrealismo, o cineasta David Lynch também figura entre as influências de Atsushi Kaneko. Suas narrativas costumam ser quase incompreensíveis justamente por estarem carregadas de simbolismos e se assemelham à irracionalidade dos sonhos humanos – um tema recorrente em seus trabalhos.

Créditos: Wally Skalij/Los Angeles Times

Seus filmes frequentemente abordam a violência de certas organizações criminosas (mais ou menos como a Guild de Death Disco) e repetidas vezes suas protagonistas mostram personalidades não lineares e que escondem algum segredo ou identidade dupla, um atributo misterioso também observado na pequena Deathko.

LEIA TAMBÉM: 8 ASSASSINAS LETAIS DA CULTURA POP

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

DeathDisco + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Black Hole
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Psicose - Limited Edition + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
LançamentoMagicae

Lançamento: Dicionário dos Sonhos, de Gustavus Hindman Miller, Linda Shields e Lenore Skomal

Nossos sonhos são portais para o inconsciente, uma linguagem espiritual para desvendar...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Manual Prático das Auras, de Cassandra Eason

As cores e as emoções possuem paralelos que são muito comuns na nossa comunicação...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Manual Prático da Wicca, de Cassandra Eason

Os primeiros passos em um novo universo são, quase sempre, acompanhados por muitas...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Inútil Magia, de Florence Welch

“Canções podem ser incrivelmente proféticas, como mensagenssubconscientes ou...

Por DarkSide
Crime SceneListas

8 Filmes noir para assistir no streaming

Marcado pelo suspense e o tom sombrio, o noir se tornou bem popular nas décadas de...

Por DarkSide