Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Graphic NovelPerfil

Saiba quem é Atsushi Kaneko, o autor de Death Disco

Mangá sombrio chega ao Brasil pela DarkSide® Books e conta a história de uma legião de matadores.

A arte sombria, violenta e cheia de movimento de Atsushi Kaneko chega ao Brasil em um pacto firmado com a Caveira. Death Disco é um mangá que promete agradar até aqueles que não se consideram fãs dos quadrinhos japoneses. Isso porque o artista busca inspirações mais macabras para a sua obra.

Em Deathdisco, o mundo está tomado pela violência dos assassinos conhecidos como “ceifadores”, que competem entre si para ganhar notoriedade e respeito dentro de seus sindicatos. Porém, uma mercenária chamada Death Disco abala o equilíbrio deste universo ao não mostrar qualquer tipo de respeito às regras vigentes.

Em seu primeiro trabalho, Bambi, Kaneko também trouxe como protagonista uma assassina profissional e impiedosa – e de cabelo cor-de-rosa. Em suas obras o artista traz um tom mais sombrio, sangrento e de ritmo rápido. Seus trabalhos são capazes de alcançar um público mais amplo, além dos fãs de mangás, e conquistar aqueles que são fanáticos pelo terror. 

As influências de Atsushi Kaneko

Com uma pegada mais underground, voltada ao lado dark dos mangás, Kaneko já declarou ser fã do trabalho dos cineastas Alfred Hitchcock, mestre do suspense, de Stanley Kubrick, pela meticulosidade e perfeição de seus trabalhos, e de David Lynch, que “lhe abre novas portas” em termos de criatividade. No mundo dos quadrinhos, seu trabalho se assemelha ao estilo dos cartunistas Paul Pope e Charles Burns, de Black Hole e Big Baby, publicados pela Caveira.

LEIA TAMBÉM: BIG BABY REVELA O DESCONFORTO E O MEDO DE AMADURECER

Apesar destas semelhanças com estes artistas, a principal inspiração de Atsushi Kaneko é o mangaká Suehiro Maruo. Ele chegou a declarar que Maruo é a razão pela qual ele quis se tornar um mangaká. “Se há uma pessoa no Japão que se destaca de todas as outras em termos de originalidade, é Maruo”. 

Em relação ao fato de a maioria de seus protagonistas serem feridos de alguma forma durante a história, o mangaká defende que este é um aspecto importante para suas histórias. Ele acredita que a dor de seus heróis torna as tramas mais interessantes. Além disso, Kaneko defende que isso permite que ele explore os tormentos que se escondem nas almas de tais personagens.

3 Curiosidades sobre Atushi Kaneko

1. Ele não é leitor de mangás: apesar de escrever os quadrinhos japoneses, o mangaká declarou que não costuma ler mangás e que considera isso algo bom, já que não pode ser fortemente influenciado pelo trabalho de outros autores no que diz respeito a estilo e traço. Ele declara ter sido mais influenciado por ilustrações e rock’n’roll.

2. Kaneko é formado em Economia: antes de ingressar no mundo dos mangás, Atsushi Kaneko se formou em Economia. Ele é natural de Yagamata e começou a trilhar sua carreira como mangaká de forma autodidata.

3. Já participou de um curta-metragem: além de se dedicar ao desenho, Kaneko esteve à frente de um curta-metragem chamado Mushi, que pertence a compilação de filmes Rampo Noir, do escritor japonês Edogawa Rampo, considerado o Edgar Allan Poe Japonês.

LEIA TAMBÉM: 7 CURIOSIDADES SOBRE EDGAR ALLAN POE

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Menina do Outro Lado: Volume 4
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Death Disco v.1 + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Tokyo Ghost + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarksideEntrevista

Tainá Müller: “Entendi que eu teria que criar a minha Verônica”

A primeira obra de ficção policial nacional a ser adaptada para uma série da Netflix...

Por DarkSide
CaveirinhaLançamento

Conheça a nova obra do selo Caveirinha Nós, os ETs

Nós, os ETs nasceu em plena pandemia, quando o planeta Terra parou e fomos...

Por DarkSide
CaveirinhaLançamento

O Balde Vazio de Wesley Rodrigues chega ao selo Caveirinha

“Uma obra repleta de personalidade. É preciso habilidade de observação e muita...

Por DarkSide
CaveirinhaLançamento

Anna e o Balão, por Ferréz e Fernando Vilela

Anna esperava por aquele dia com ansiedade. Guardava as moedas que ganhava da mãe para...

Por DarkSide
CaveirinhaLançamento

Meu Querido Abismo, por Raphael Gancz e Mariana Coan

A imensidão do mar e da nossa mente são dois universos amplamente desconhecidos....

Por DarkSide