Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

DarksideFilmesListas

7 Histórias emocionantes sobre a busca pela família

Em Sabor Amargo, acompanhamos a jornada de mãe e filho que tentam se reencontrar.

Eddie é um adolescente que busca pela mãe, Darlene, em Sabor Amargo, romance de James Hannaham publicado pela DarkSide® Books. Ela teve sua vida transformada pela brutalidade do racismo e pelo abuso de drogas e está cativa em uma fazenda para onde foi levada para trabalhar.

Só que o emprego na Delicious Foods, o nome da fazenda, está muito longe de ter condições dignas de trabalho e lembra muito os latifúndios da época da escravidão. Neste cenário desolador, mãe e filho buscam se reencontrar e recomeçar.

LEIA TAMBÉM: SABOR AMARGO, DE JAMES HANNAHAM, CHEGA À DARKSIDE®

Famílias separadas pelos mais variados motivos e que buscam se reconectar são um tema recorrente em produções de filmes e séries – justamente por retratar uma realidade tão avassaladora para estas pessoas. Inspiradas pela vida real ou fruto da mente de roteiristas, as histórias a seguir tratam com sensibilidade esta busca:

1. Lion: Uma Jornada para Casa

Inspirado por uma história real, a jornada de Saroo Brierley (Dev Patel) parece surreal demais para ser verdadeira. Em 1986, Saroo, um menino indiano de 5 anos de idade, cochilou dentro de um trem e quando acordou encontrou-se sozinho em um vagão em movimento, rumo a sabe-se lá onde. 

Ele acaba chegando a Calcutá, quase dois mil quilômetros longe de casa. Totalmente perdido e novo demais para conseguir identificar a si mesmo ou a família, ele vive por um tempo nas ruas até ser enviado a um orfanato. Saroo acaba sendo adotado por uma família australiana e se muda de país.

Porém, quando já está adulto, ele ainda se sente angustiado por não saber como encontrar sua família biológica na Índia. Obcecado pela busca, ele recorre ao Google Maps para localizar onde seus parentes viviam e viaja à Índia em busca deles.

LEIA TAMBÉM: O DIÁRIO DE NISHA: 5 PRATOS TÍPICOS DA ÍNDIA

2. Philomena 

Um jornalista político que está passando por uma crise profissional se depara com uma história que merece ser investigada. Uma jovem lhe fala sobre a história da mãe, Philomena Lee (Judi Dench), que décadas atrás foi obrigada a dar seu filho para adoção em um convento na Irlanda e nunca mais soube dele. 

A história de Philomena não é um episódio isolado. Na década de 1950 as famílias católicas irlandesas não aceitavam a gravidez de suas filhas adolescentes e as enviavam para conventos. Lá, assim que o bebê nascesse ele era colocado para adoção, independentemente da vontade da mãe. Muitas destas crianças foram para outros países, como os Estados Unidos.

Um acordo sobre a história de Philomena com uma revista disposta a publicá-la leva tanto ela como o jornalista aos Estados Unidos, o local onde seu filho provavelmente passou toda sua vida.

3. Miss Kicki

Nem sempre as famílias estão perdidas, às vezes estão apenas afastadas. Este é o caso de Kicki (Pernilla August) e seu filho Viktor (Ludwig Palmell). De volta à Suécia, Kicki se reencontra com Viktor, que já é adolescente e foi criado principalmente pela avó.

A mãe sugere que ela e o filho façam uma viagem a Taiwan para passar mais tempo juntos. Porém, o que Viktor não sabe é que o objetivo da viagem de Kicki é se encontrar com um romance da internet. Ainda assim, os dois se redescobrem e buscam encontrar uma forma de se encaixar um na vida do outro.

4. Nas Profundezas do Mar sem Fim

Como lidar com a perda quando ela também é carregada de culpa? Por um descuido, Beth (Michelle Pfeiffer) perde de vista seu filho mais novo, de apenas 3 anos, que acaba desaparecendo. A família busca incansavelmente por ele, mas depois de algum tempo e de muitas pistas falsas a polícia acaba abandonando a busca, o que leva Beth e sua família a uma espiral autodestrutiva.

Passados nove anos, a família se muda para Chicago e fica em choque quando um menino que se ofereceu para cortar a grama do jardim se parece muito com o filho desaparecido. O menino havia sido raptado e foi criado por outra família. Mas afinal, será que quer voltar para sua família biológica?

5. A Troca

Na Los Angeles de 1928, Christine Collins (Angelina Jolie) é uma mãe solteira que um dia retorna do trabalho e descobre que seu filho de 9 anos está desaparecido. Ela prontamente acionou a polícia para que fossem feitas buscas pelo garoto.

Cinco meses se passam e um menino é encontrado no estado de Illinois. Ele se encaixa na descrição e afirma ser filho de Christine. Porém, mesmo com toda a pompa de divulgação do reencontro feita pela polícia, a mãe insiste que o garoto não é o seu filho e é chamada de histérica pelas autoridades. Enquanto isso, o paradeiro de seu filho verdadeiro ainda é desconhecido.

6. This is Us

Focada nas relações familiares, a série This is Us tem uma história emocionante sobre a busca de suas origens. Randall Pearson (Sterling K. Brown) foi abandonado em um posto de bombeiros no dia de seu nascimento. Na mesma data ele foi adotado por uma família que tinha acabado de dar à luz trigêmeos e ter perdido um dos bebês no parto.

Apesar de ser muito feliz com sua família, Randall sempre sentiu falta de conhecer um pouco mais sobre suas origens e desde adolescente tenta encontrar algum parente biológico. Quando já é adulto e tem sua própria família, ele finalmente encontra seu pai biológico, William (Ron Cephas Jones) e se reconecta com ele, mesmo sabendo que o tempo que eles terão juntos talvez seja muito breve.

7. O Impossível

Uma viagem de férias em família tomou rumos desesperadores para a família de Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor). Eles estão se divertindo na piscina do hotel, assim como outros turistas, quando um barulho anuncia que algo ruim está prestes a acontecer: um tsunami devastador separa todos membros da família. Maria e o filho mais velho são varridos em uma direção, enquanto Henry e o caçula vão parar em outro lugar.

O filme é inspirado na história real de uma família que sobreviveu ao tsunami que ocorreu no sudeste asiático em dezembro de 2004. O que se vê é o desespero de milhares de pessoas, sem qualquer tipo de documento ou identificação, em um país de língua diferente, buscando qualquer tipo de pista sobre seus entes queridos, sem saber onde estão e se estão vivos.

LEIA TAMBÉM: “IGUAIS, PORÉM SEPARADOS”: COMO AS LEIS JIM CROW PERMITIRAM A SEGREGAÇÃO RACIAL

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Sabor Amargo + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Coração das Trevas + Brinde Exclusivo
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Cores Vivas + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarkloveLançamento

Conheça Catherine Ryan Hyde, autora de Para Sempre vou te Amar

Se tem uma escritora que captura bem a essência do selo DarkLove é Catherine Ryan...

Por DarkSide
Fábulas DarkLançamento

Como O Jardim Secreto influenciou a cultura pop

Considerado um dos melhores livros infantis do século XX, O Jardim Secreto, de Frances...

Por DarkSide
Vários

A resistência de Preto Velho ainda é necessária para combater a escravidão moderna

No dia 13 de maio, como forma de honra a um legado, todos os pretos-velhos são...

Por DarkSide
Lançamento

O Jardim Secreto, de Frances Hodgson Burnett, chega à Darkside®

As histórias mais mágicas são capazes de atravessar as barreiras do tempo e encantar...

Por DarkSide
Lançamento

Conheça “Para Sempre vou te Amar”, de Catherine Ryan Hyde

Catherine Ryan Hyde é uma autora como poucas. Suas histórias, que já emocionaram...

Por DarkSide