Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesDarkside

8 Curiosidades sobre a floresta de Aokigahara

O que é verdade sobre a Floresta dos Suicidas

18/06/2024

A noroeste do majestoso Monte Fuji, nos arredores de Tokyo, encontra-se Aokigahara, uma floresta de folhagens densas conhecida por suas rochas e cavernas de gelo. No entanto, Aokigahara, que significa “mar de árvores”, não é conhecida unicamente por seus pontos turísticos populares, tranquilidade e paisagens deslumbrantes. O enigmático local também detém a segunda maior taxa de suicídios do planeta, sendo estimado que todo ano centenas de pessoas se dirigem até a floresta para acabar com suas vidas. 

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: FLORESTA DOS SUICIDAS, POR JEREMY BATES

Junto a isso, Aokigahara é o palco de muitas lendas japonesas, carregando a reputação de ser assombrada por seres sobrenaturais, como demônios, fantasmas e espíritos malignos. A fama da floresta, que atrai visitantes e pesquisadores, é tão grande que chegou a ser tema de um filme de terror em 2016, Floresta Maldita

Com essa aura assombrosa, Aokigahara também é o cenário de Floresta dos Suicidas, romance de Jeremy Bates, recém-chegado na DarkSide® Books. Floresta dos Suicidas acompanha Ethan Childs, um norte-americano residente em Tokyo, que tem seus planos para escalar o monte Fuji com a namorada e os amigos frustrados por uma tempestade iminente. No entanto, o grupo reprograma o passeio, embarcando em uma caminhada pela sinistra floresta. Os problemas começam quando os personagens passam a vivenciar ameaças sérias e logo se veem perdidos na imensidão da floresta. Para piorar, eles sentem que estão sendo observados e seguidos há um bom tempo.

floresta dos suicidas

Partindo da ambientação sinistra e inquietante de Aokigahara, Floresta dos Suicidas entrega uma história calcada na tradição do horror de sobrevivência e do mundo sobrenatural japonês. A Caveira separou 8 curiosidades sobre um dos lugares mais aterrorizantes do mundo: a floresta Aokigahara

1. Silêncio enervante

Apesar de sua reputação mórbida, Aokigahara é uma vasta e bela floresta conhecida por sua peculiar quietude. Isso acontece porque a vegetação espessa bloqueia quase todos os ruídos externos, como o próprio vento, eliminando os sons de folhas farfalhando e galhos caindo, por exemplo. Para completar, Aokigahara não possui uma grande variedade de animais nativos, o que significa que você não vai escutar muitos pássaros, esquilos e outros bichinhos passeando por lá. Tudo isso fornece uma qualidade estranha para a floresta, aumentando a sensação de isolamento, solidão, abandono e desesperança. Muitos visitantes afirmam que o silêncio chega a ser perturbador. 

floresta de aokigahara

2. Muitas árvores são marcadas com fitas

Uma das primeiras coisas que os visitantes reparam em Aokigahara são as inúmeras fitas coloridas deixadas ao redor e ao longo das árvores. Isso é utilizado por muitos visitantes para marcar rotas e garantir que o caminho de volta seja encontrado, já que é muito fácil se perder na floresta devido à densa vegetação e à quantidade de trilhas não marcadas.

fitas floresta de aokigahara

Enquanto alguns desses marcadores são utilizados por voluntários que procuram por pessoas desaparecidas, outras levam diretamente a pertences e corpos de indivíduos que nunca saíram da floresta. Por esses e outros motivos, é altamente desencorajado que os visitantes saiam da trilha oficial e sigam essas fitas e outros objetos pessoais encontrados pelo caminho. 

3. Uma história sombria

Permeada por lendas e histórias do folclore japonês, Aokigahara há muito é encarada como um lugar de yūrei, onryō e outros espíritos. Os locais acreditam que essas entidades vagueiam pela floresta, o que contribui para o sentimento de que há algo sobrenatural à espreita. A reputação macabra da floresta também está ligada a uma prática folclórica japonesa chamada ubasute, na qual idosos e enfermos eram abandonados em lugares remotos e deixados para morrer.

LEIA TAMBÉM: A EVOLUÇÃO DO TERROR JAPONÊS ATRAVÉS DOS TEMPOS

Embora seja o tema de uma lenda, a associação da floresta Aokigahara com o ubasute tornou-se enraizada no folclore, de forma que acredita-se que os espíritos daqueles que foram abandonados ainda permanecem no local, atraindo outros indivíduos e os impedindo de sair. Ao longo do tempo, muitos visitantes afirmaram ter visto aparições e escutado vozes durante sua passagem pela floresta, enquanto outros afirmam ter sentido súbitas e inexplicáveis ondas de medo e pânico.

itens perdidos floresta de aokigahara

4. Placas com mensagens são espalhadas pela floresta

Há tempos que o governo japonês procura diminuir as estáticas de suicídio na floresta. Uma maneira encontrada foi posicionar inúmeras placas e sinais ao longo das trilhas pedindo que os visitantes reconsiderem suas ações e procurem ajuda.  Enquanto algumas placas vão direto ao ponto, listando números de telefone de linhas de prevenção ao suicídio, outras oferecem mensagens de esperança e conforto, pedindo que os visitantes pensem em seus entes queridos e em como suas vidas são preciosas. 

placas floresta de aokigahara

5. Patrulhas psicológicas

Outra forma de combater as altas taxas de suicídio na floresta são as diversas patrulhas de voluntários, as quais são realizadas regularmente e contam até mesmo com a presença de psicólogos. O objetivo dessas equipes é fornecer apoio e intervir em momentos delicados e perigosos. Os guardas florestais também são instruídos a avistar indivíduos que precisem de ajuda.

Embora acampamentos sejam permitidos na área, as autoridades consideram que visitantes com tendas e barracas merecem atenção especial, pois podem estar contemplando suicídio (permanecendo dias na floresta avaliando sua decisão). Se esse for o caso, os patrulheiros de prevenção então são acionados para conversar gentilmente com os campistas e incentivá-los a deixar o local. 

6. Anomalias magnéticas

Devido ao solo vulcânico denso e aos depósitos magnéticos de ferro na área, a floresta Aokigahara é conhecida pelas anomalias em ferramentas de navegação. São recorrentes as histórias de mau funcionamento de bússolas, que giram sem rumo ou apontam para direções incomuns, o que definitivamente adiciona outro elemento inquietante ao imaginário da floresta. Nem precisamos dizer que telefones celulares e rastreadores de GPS também não funcionam direito por lá, não é mesmo? Embora tenha uma explicação científica, isso forneceu mais uma camada sinistra na história da floresta, que deve ser explorada pelas trilhas designadas e com um mapa de papel em mãos

floresta de aokigahara

7. São realizadas buscas anuais pela floresta

A cultura japonesa é conhecida por seu imenso respeito aos mortos. Consequentemente, as autoridades locais, junto de voluntários, organizam anualmente buscas meticulosas pela floresta para localizar e remover os restos mortais das pessoas que ali faleceram, assim como seus objetos pessoais. O objetivo dessas empreitadas é oferecer um funeral adequado aos falecidos, prestar homenagem a esses indivíduos e proporcionar encerramento e consolo às famílias enlutadas. No entanto, apesar dos esforços, infelizmente nem todos os corpos são encontrados e recuperados devido à folhagem espessa, permanecendo ocultos por anos, se não para sempre.

floresta aokigahara

8. O governo japonês não divulga mais estatísticas da floresta

Em mais um esforço para diminuir os suicídios que acontecem em Aokigahara, as autoridades japonesas tomaram a decisão de não divulgar mais os números oficiais de falecimentos e corpos retirados da floresta. Um dos motivos levantados era de que as estatísticas estavam atraindo atenção da população e poderiam ser erroneamente interpretadas como incentivo. Embora seja um destino conhecido há décadas, a popularidade da floresta aumentou em 1961 com a publicação do livro Nami no Tō (algo como Torre de Ondas) do escritor japonês Seichō Matsumoto. 

Uma história de horror que nasceu da realidade sombria de Aokigahara

Ao longo dos anos, a floresta de Aokigahara chamou atenção de diferentes artistas e cineastas, servindo de cenário para livros, filmes e documentários, os quais frequentemente exploram sua história sombria e misteriosa. Esse é justamente o caso de Floresta dos Suicidas, que nasce da realidade de um dos lugares mais assustadores do mundo. 

floresta dos suicidas

Uma história de horror moderna, a obra de Jeremy Bates evoca a cultura e as origens de um Japão milenar, colocando seus personagens nessa floresta sinistra e inquietante que parece ter saído de um enredo de ficção. Remetendo a filmes como A Bruxa de Blair e flertando com thrillers como Eu sou a Lenda e Assassinatos do Zodíaco de Tokyo, Floresta dos Suicidas é um livro assustador, que com certeza fica ainda mais aterrorizante quando lembramos que muitos de seus horrores são baseados em fatos.

LEIA TAMBÉM: AS FLORESTAS MAIS MÁGICAS DO JAPÃO + HÁBITOS RELACIONADOS A ELAS

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Floresta dos Suicidas + Brinde Exclusivo
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
A Menina do outro lado + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide