Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesListas

10 Adaptações de O Morro dos Ventos Uivantes para o cinema

Há um século obra de Emily Brontë ganha versões cinematográficas de diversos países.

Emily Brontë pode até ter escrito somente um romance solo em toda a sua carreira, mas seu trabalho ressoa nas telonas até os dias de hoje. O Morro dos Ventos Uivantes foi adaptado pela primeira vez há um século, quando o cinema ainda nem era falado. Desde então, vários cineastas, de diversos países, trouxeram sua visão para o épico triângulo amoroso da trama da autora.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA 5 AUTORAS MACABRAS QUE DESAFIARAM AS REGRAS DE SEU TEMPO

A seguir, listamos 11 destas produções que ajudam a manter O Morro dos Ventos Uivantes uma obra atemporal e multifacetada:

1. Wuthering Heights (1920)

Acredita-se que esta tenha sido a primeira adaptação cinematográfica da obra de Emily Brontë. Filmado ainda com a técnica de cinema mudo, o longa tem 1h30 de duração e cobre toda a trajetória narrada no livro. O filme estrelou os principais atores britânicos da época, porém, não se sabe se ainda existem cópias do filme.

2. O Morro dos Ventos Uivantes (1939)

A versão de William Wyler para as telonas é a adaptação cinematográfica de O Morro dos Ventos Uivantes mais lembrada até hoje. Apesar de as gravações terem sido marcadas por um clima tenso e muitos desentendimentos, o filme se tornou um clássico e levou o Oscar® de Melhor Fotografia em Preto e Branco naquele ano. Foi esta versão que inspirou a cantora Kate Bush a escrever sua música “Wuthering Heights”. O longa não cobre a história completa de Brontë.

3. Escravos do Rancor (1954)

O diretor espanhol Luis Buñuel acrescentou seu olhar sobre a obra de Emily Brontë e deu uma nova cara a ela. Escravos do Rancor é uma adaptação parcial de O Morro dos Ventos Uivantes, ambientada no México do século 19.

4. Dil Diya Dard Liya (1966)

Na década de 1960 a história de Emily Brontë alcançou Bollywood. Apesar da história ter a essência do original, vários nomes e lugares do livro foram alterados para se aproximar das audiências indianas. O filme de 1939 de William Wyler foi a principal inspiração para o diretor A.R. Kardar e Dil Diya Dard Liya inspirou vários outros filmes do país depois de seu lançamento.

5. O Solar dos Ventos Uivantes (1970)

Apesar da tradução do título para português ter ficado diferente, esta versão conta a mesma história escrita por Emily Brontë, mantendo os personagens originais. É a adaptação que mais explora a possibilidade de Heathcliff ser um filho ilegítimo de Earnshaw, trazendo uma problemática possibilidade de incesto com Catherine.

6. Hurlevent (1985)

Versão francesa de O Morro dos Ventos Uivantes, sob a direção de Jacques Rivette. Apesar da fidelidade ao plot de Brontë, traz algumas mudanças nos nomes e até mesmo na abordagem psicológica da trama. O roteiro deixa ainda mais difusas as percepções das personagens sobre o que é real e o que não é.

7. Arashi ga oka (1988)

O melodramático triângulo amoroso de Emily Brontë chegou até as telonas do Japão com Arashi ga oka. A história adaptada de Yoshishige Yoshida narra a trajetória de um casal profano que entra em uma comunidade. Em determinado momento, eles são expulsos desta comunidade pelo seu caráter marginal.

8. Hihintayin Kita sa Langit (1991)

O cinema filipino normalmente é caracterizado por seu forte apelo comercial às audiências locais, mas esta versão de O Morro dos Ventos Uivantes conseguiu fugir um pouco da regra. Em essência, a adaptação é considerada bem fiel ao original, com apenas alterações necessárias de nomes e cenário para melhor se conectar ao público local.

9. O Morro dos Ventos Uivantes (1992)

De volta à Inglaterra, esta nova adaptação de O Morro dos Ventos Uivantes marcou a estreia de Ralph Fiennes no cinema, no papel de Heathcliff. O título original do longa incluiu o nome de Emily Brontë para evitar um processo da Samuel Goldwyn Co. (que mais tarde integrou a MGM), que detinha os direitos do título pelo filme de 1939. Além de Fiennes, esta versão de Peter Kominsky é estrelada por Juliette Binoche no papel de Catherine e de sua filha.

10. O Morro dos Ventos Uivantes (2011)

Em uma produção conturbada, com muitas trocas de diretores e de elencos, esta relativamente recente adaptação do romance de Emily Brontë chegou a cogitar nomes de atores como Natalie Portman, Jessica Alba, Michael Fassbender e Henry Cavill, mas acabou com atores menos badalados no elenco. A história é abreviada em relação ao original, eliminando uma geração completa da trama. A produção chama a atenção por sua bela fotografia.

LEIA TAMBÉM: LAURA PURCELL E O SILÊNCIO DA CASA FRIA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

5 Comentários

  • Carlos

    31 de janeiro de 2021 às 03:21

    Para mim, o inesquecível é o de 1939. Não acho como assistir.

    • Avatar photo

      DarkSide

      1 de fevereiro de 2021 às 13:30

      Alguns clássicos são realmente difíceis de encontrar.

  • Corina Mendes

    13 de fevereiro de 2021 às 15:00

    Maravilhosa a capa da edição da DARKSIDE. Muito legal essa lista de filmes baseados ou inspirados no clássico. Gostaria de acrescentar ainda a versão inglesa de 1970, a primeira colorida, protagonizada por Timothy Dalton como Healhcliff antes de ser tornar mundialmente conhecido como 007. Outra curiosidade dessa versão é a atriz Anna Calder-Marshall como Cathy. O filho da atriz, o ator Tom Burke protagoniza desde 2017 a série C. B. Strike baseada nos romances de Robert Galbraith, pseudonimo de J. K. Rowling. O versão de O Morro dos Ventos Uivantes de 1970 tem ainda música de Michel Legran.
    Em 1978, a BBC produziu mais uma versão inspirada no romance de Emily Bronte, dessa vez no formato de minissérie em 5 episódios, considerada a mais fiel ao livro.

  • Silma Pereira

    31 de maio de 2021 às 17:26

    O filme O Morro dos Ventos Uivantes de 1939, está disponível no YouTube, canal Domínio publico.

  • Sandro Lobo

    29 de julho de 2022 às 18:47

    Há uma entrevista de Kate Bush dizendo que ela assistiu à série, e que foi a série mencionada pela internauta Corina Mendes que a inspirou a fazer sua belíssima canção. Depois de ter visto a série, ela resolveu ler o livro finalmente, em pesquisa. E só então compôs Wuthering Heights, que ela canta com aquela voz num agudo especial para dar um ar fantasmagórico ao eu lírico (palavras dela), e corresponder ao personagem de Brontë – que, vejam que curiosamente, nasceu no mesmo dia que Miss Bush, 140 anos antes.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneGraphic NovelLivros

3 Livros sobre Jeffrey Dahmer publicados pela DarkSide®

A série da Netflix sobre os crimes cometidos por Jeffrey Dahmer dão alguns insights...

Por DarkSide
DarkloveFilmes

Os paralelos entre A Mulher Rei e Ela Seria o Rei

O filme A Mulher Rei estreou em meados de setembro e apresenta Viola Davis como...

Por Dayhara Martins
ArtigoMagicae

A bruxaria é um ato político

“Eu sou bruxa.” Essas três palavrinhas sempre irão causar algum tipo de reação,...

Por DarkSide
FilmesHalloweenNovidades

Halloween está de volta aos cinemas

Uma das grandes certezas do universo do terror é a de que Michael Myers sempre...

Por DarkSide
CuriosidadesMacabra

A macabra medicina dos médicos que fazem cirurgias em si próprios

Quem já precisou passar por uma cirurgia deve se lembrar bem de todos os cuidados...

Por DarkSide