Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesListas

10 Adaptações de O Morro dos Ventos Uivantes para o cinema

Há um século obra de Emily Brontë ganha versões cinematográficas de diversos países.

01/10/2020

Emily Brontë pode até ter escrito somente um romance solo em toda a sua carreira, mas seu trabalho ressoa nas telonas até os dias de hoje. O Morro dos Ventos Uivantes foi adaptado pela primeira vez há um século, quando o cinema ainda nem era falado. Desde então, vários cineastas, de diversos países, trouxeram sua visão para o épico triângulo amoroso da trama da autora.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA 5 AUTORAS MACABRAS QUE DESAFIARAM AS REGRAS DE SEU TEMPO

A seguir, listamos 11 destas produções que ajudam a manter O Morro dos Ventos Uivantes uma obra atemporal e multifacetada:

1. Wuthering Heights (1920)

Acredita-se que esta tenha sido a primeira adaptação cinematográfica da obra de Emily Brontë. Filmado ainda com a técnica de cinema mudo, o longa tem 1h30 de duração e cobre toda a trajetória narrada no livro. O filme estrelou os principais atores britânicos da época, porém, não se sabe se ainda existem cópias do filme.

2. O Morro dos Ventos Uivantes (1939)

A versão de William Wyler para as telonas é a adaptação cinematográfica de O Morro dos Ventos Uivantes mais lembrada até hoje. Apesar de as gravações terem sido marcadas por um clima tenso e muitos desentendimentos, o filme se tornou um clássico e levou o Oscar® de Melhor Fotografia em Preto e Branco naquele ano. Foi esta versão que inspirou a cantora Kate Bush a escrever sua música “Wuthering Heights”. O longa não cobre a história completa de Brontë.

3. Escravos do Rancor (1954)

O diretor espanhol Luis Buñuel acrescentou seu olhar sobre a obra de Emily Brontë e deu uma nova cara a ela. Escravos do Rancor é uma adaptação parcial de O Morro dos Ventos Uivantes, ambientada no México do século 19.

4. Dil Diya Dard Liya (1966)

Na década de 1960 a história de Emily Brontë alcançou Bollywood. Apesar da história ter a essência do original, vários nomes e lugares do livro foram alterados para se aproximar das audiências indianas. O filme de 1939 de William Wyler foi a principal inspiração para o diretor A.R. Kardar e Dil Diya Dard Liya inspirou vários outros filmes do país depois de seu lançamento.

5. O Solar dos Ventos Uivantes (1970)

Apesar da tradução do título para português ter ficado diferente, esta versão conta a mesma história escrita por Emily Brontë, mantendo os personagens originais. É a adaptação que mais explora a possibilidade de Heathcliff ser um filho ilegítimo de Earnshaw, trazendo uma problemática possibilidade de incesto com Catherine.

6. Hurlevent (1985)

Versão francesa de O Morro dos Ventos Uivantes, sob a direção de Jacques Rivette. Apesar da fidelidade ao plot de Brontë, traz algumas mudanças nos nomes e até mesmo na abordagem psicológica da trama. O roteiro deixa ainda mais difusas as percepções das personagens sobre o que é real e o que não é.

7. Arashi ga oka (1988)

O melodramático triângulo amoroso de Emily Brontë chegou até as telonas do Japão com Arashi ga oka. A história adaptada de Yoshishige Yoshida narra a trajetória de um casal profano que entra em uma comunidade. Em determinado momento, eles são expulsos desta comunidade pelo seu caráter marginal.

8. Hihintayin Kita sa Langit (1991)

O cinema filipino normalmente é caracterizado por seu forte apelo comercial às audiências locais, mas esta versão de O Morro dos Ventos Uivantes conseguiu fugir um pouco da regra. Em essência, a adaptação é considerada bem fiel ao original, com apenas alterações necessárias de nomes e cenário para melhor se conectar ao público local.

9. O Morro dos Ventos Uivantes (1992)

De volta à Inglaterra, esta nova adaptação de O Morro dos Ventos Uivantes marcou a estreia de Ralph Fiennes no cinema, no papel de Heathcliff. O título original do longa incluiu o nome de Emily Brontë para evitar um processo da Samuel Goldwyn Co. (que mais tarde integrou a MGM), que detinha os direitos do título pelo filme de 1939. Além de Fiennes, esta versão de Peter Kominsky é estrelada por Juliette Binoche no papel de Catherine e de sua filha.

10. O Morro dos Ventos Uivantes (2011)

Em uma produção conturbada, com muitas trocas de diretores e de elencos, esta relativamente recente adaptação do romance de Emily Brontë chegou a cogitar nomes de atores como Natalie Portman, Jessica Alba, Michael Fassbender e Henry Cavill, mas acabou com atores menos badalados no elenco. A história é abreviada em relação ao original, eliminando uma geração completa da trama. A produção chama a atenção por sua bela fotografia.

LEIA TAMBÉM: LAURA PURCELL E O SILÊNCIO DA CASA FRIA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

8 Comentários

  • Carlos

    31 de janeiro de 2021 às 03:21

    Para mim, o inesquecível é o de 1939. Não acho como assistir.

    • Avatar photo

      DarkSide

      1 de fevereiro de 2021 às 13:30

      Alguns clássicos são realmente difíceis de encontrar.

  • Corina Mendes

    13 de fevereiro de 2021 às 15:00

    Maravilhosa a capa da edição da DARKSIDE. Muito legal essa lista de filmes baseados ou inspirados no clássico. Gostaria de acrescentar ainda a versão inglesa de 1970, a primeira colorida, protagonizada por Timothy Dalton como Healhcliff antes de ser tornar mundialmente conhecido como 007. Outra curiosidade dessa versão é a atriz Anna Calder-Marshall como Cathy. O filho da atriz, o ator Tom Burke protagoniza desde 2017 a série C. B. Strike baseada nos romances de Robert Galbraith, pseudonimo de J. K. Rowling. O versão de O Morro dos Ventos Uivantes de 1970 tem ainda música de Michel Legran.
    Em 1978, a BBC produziu mais uma versão inspirada no romance de Emily Bronte, dessa vez no formato de minissérie em 5 episódios, considerada a mais fiel ao livro.

  • Silma Pereira

    31 de maio de 2021 às 17:26

    O filme O Morro dos Ventos Uivantes de 1939, está disponível no YouTube, canal Domínio publico.

  • Sandro Lobo

    29 de julho de 2022 às 18:47

    Há uma entrevista de Kate Bush dizendo que ela assistiu à série, e que foi a série mencionada pela internauta Corina Mendes que a inspirou a fazer sua belíssima canção. Depois de ter visto a série, ela resolveu ler o livro finalmente, em pesquisa. E só então compôs Wuthering Heights, que ela canta com aquela voz num agudo especial para dar um ar fantasmagórico ao eu lírico (palavras dela), e corresponder ao personagem de Brontë – que, vejam que curiosamente, nasceu no mesmo dia que Miss Bush, 140 anos antes.

  • Sonálya

    10 de abril de 2023 às 16:20

    preciso assistir,, netflix ou globoplay….pensem nisso….

  • Arhyadne

    9 de julho de 2023 às 18:51

    Muito obrigada pela lista, ainda me falta ver algumas versões.
    Esses dias assisti uma de 1998 que parece que foi feito na época direto para televisão e lembrei quando trabalhava em uma locadora de filmes que tinha uma versão produzida pela MTV, ambientando a história nos anos 2000 e pouco, se não me engano.

  • Douglas

    24 de abril de 2024 às 16:59

    excelente artigo

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesFirestar Videolocadora

Tetsuo: Em breve seu cérebro também será de metal

Hoje em dia não é segredo que o Japão é um grande celeiro para o horror, e que em...

Por Cesar Bravo
CuriosidadesMagicae

Você conhece a história do tarot?

Aconselhamento, meditação, divinação e desenvolvimento espiritual. Há séculos o...

Por DarkSide
FilmesResenha

Caveira Viu: Imaculada

O ano ainda não chegou na sua metade, mas uma coisa é certa: as freiras...

Por DarkSide
FilmesGamesNovidades

Return to Silent Hill terá a volta de Pyramid Head

Franquia boa é franquia expandida, e Silent Hill vai ganhar (outros) novos contornos...

Por DarkSide
Graphic NovelNovidades

Artistas publicados pela DarkSide® estão na FIQ BH 2024

A capital de Minas Gerais está ganhando mais cor e arte. De 22 a 26 de maio é...

Por DarkSide