Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

EntrevistaPrêmio Machado

Alex Barbosa: “É essencial dar voz e espaço ao horror”

Trabalho de não ficção que estuda os monstros no cinema é vencedor do Prêmio Machado.

Leitor das obras de Edgar Allan Poe e H.P. Lovecraft de longa data, Alex Barbosa é fascinado por monstros e temática fantástica de horror desde jovem. Pesquisador da área, ele foi o vencedor do 1º Prêmio Machado DarkSide na categoria Não Ficção com o estudo O Monstro no Cinema.

LEIA TAMBÉM: PRIMEIRA EDIÇÃO DO PRÊMIO MACHADO DARKSIDE ANUNCIA SEUS GANHADORES

Barbosa é natural de Itabuna (BA), doutor em Cinema, Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ e o interesse pelo objeto de pesquisa surgiu já na época em que ele estava fazendo o seu mestrado, quando realizou uma pesquisa que envolveu cinema, tecnologias, horror e filosofia. O estudo ganhou ainda mais corpo quando Alex estava no doutorado e seus interesses pessoais pelos temas ganharam ainda mais destaque.

A premiação do estudo O Monstro no Cinema coloca a DarkSide® ainda mais próxima do ambiente acadêmico, que vem moldando novos profissionais fundamentais para a formação de uma nova geração de cineastas brasileiros do gênero de horror. Em conversa ao DarkBlog, Alex Barbosa compartilhou um pouco de suas influências e da sua contribuição com o estudo do terror no audiovisual.

DarkSide: De onde surgiu a inspiração para escrever a pesquisa de O Monstro no Cinema?

Alex Barbosa: A inspiração mais genuína veio, sem sombra de dúvidas, do meu gosto pessoal, de tudo que permeia os meus interesses, o que me circunda. A atividade de pesquisador contribuiu muito na escolha do projeto, especialmente durante os anos de doutorado (embora as origens deste caminho no campo acadêmico, no meu caso, remontem ao mestrado). O contato com as obras de filósofos como José Gil, Cioran, Deleuze, Umberto Eco, Muniz Sodré; além de escritores como Allan Poe, Lovecraft e todo o imaginário do horror e da teratologia (desde apanhados mais científicos até obras de arte, como as de Bosch) exerceram bastante influência para a escolha do tema. Dito isto, é importante ressaltar que o interesse pelo corpo “reimaginado”, o corpo abjeto, o corpo monstruoso, me acompanha desde muito jovem. Os primeiros livros que li por escolha própria na vida foram de Edgar Allan Poe, H.P. Lovecraft, Victor Hugo, Machado de Assis, entre outros; e isso já diz bastante a respeito das influências da vida pessoal na escolha do tema. Além de uma predileção pelo fantástico, horror e ficção científica no cinema.

D: Como foi o processo de estudo e criação da obra? Ela já estava pronta ou foi algo que surgiu aos poucos com o Prêmio?

AB: De fato, o trabalho foi realizado em um período curto para uma obra que se pretende tão densa. As pesquisas que fundamentaram e deram respaldo à pesquisa que resultou nessa obra (O Monstro no Cinema) já me acompanham, por considerável tempo, especialmente na vida acadêmica. Minha filiação com o gênero do horror no cinema, na literatura e nas artes vem de muito cedo na vida. E ganharam corpo 

durante o meu mestrado, numa pesquisa que envolveu cinema, tecnologias, horror e filosofia. A consolidação do caminho se deu durante o doutorado, quando pude realizar uma investigação que, embora de cunho científico, teve um toque e uma percepção mais pessoais. O cinema de horror permeou toda a pesquisa, acompanhado pela literatura e pelas pesquisas teratológicas. Uma obra significativa no percurso foi Monstros, de José Gil, filósofo português.

D: Em O Monstro no Cinema você apresenta um estudo aprofundado da figura do monstro no audiovisual, de suas origens ao cinema contemporâneo. O que os leitores da DarkSide® podem esperar dessa obra?

AB: Os leitores da DarkSide podem esperar uma obra que traça a trajetória do monstro nas artes, na literatura e em especial no cinema, desde os primórdios, até o cinema contemporâneo. Não se trata apenas de um “bestiário”, mas de uma pesquisa crítica que vai além do apanhado histórico. Com isso, além dos “tradicionais monstros”, são abordadas figuras como o psicopata, o serial killer, as fugas de personalidade mais diversas e as metamorfoses do corpo. Em O Monstro no Cinema temos essa “linha do tempo” com a trajetória do ser monstruoso e suas diversas vertentes, numa abordagem que vai da teratologia mitológica à médica, passando pelas artes, religião, literatura, cinema e filosofia. Não existe, de maneira rígida, um processo linear. Não há uma espécie de “evolução” da monstruosidade, seja no cinema ou na literatura. Existem elipses, referências, retomadas, retornos. O cinema (incluindo o de horror) realiza inúmeras releituras e retoma temas. Vai buscar na música, nas artes plásticas, na literatura, nas novas tecnologias e utiliza muitas referências. O cinema de horror já teve momentos marcados, como os slashers nos anos 1980. Entretanto, isso não quer dizer que os slashers estiveram limitados àquele momento. Durante os anos 1980 pudemos observar realizações de David Cronenberg que fugiam sensivelmente à “onda” e apontavam um caminho à frente para o cinema.

No caso do cinema de horror contemporâneo, podemos observar o uso frequente de tensões psicológicas que apontam, sim, para uma continuidade desse caminho. Isso não é exatamente uma novidade, mas tem sido feito com certa frequência atualmente. Obras como Hereditário, Mãe, A Bruxa, O Farol, Corra!, Midsommar e muitos outros carregam elementos de um cinema já trabalhado nas décadas de 1960 e 1970, desde o drama até o horror. Levam também elementos do chamado “cinema extremo europeu”, que por sua vez é também influenciado por elementos de horror, drama e outros gêneros desde a literatura, passando pelo cinema antigo até o moderno. Ou seja, não é exatamente uma “nova onda”, é uma retomada, uma reconfiguração e um trabalho com elementos diversos de cinemas diversos, por assim dizer. Assim como o thriller sul-coreano contemporâneo carrega diversos elementos que vão desde Hitchcock até O Silêncio dos Inocentes. O importante é perceber um alcance maior desta forma de fazer “horror”, que vem se desdobrando daqui e apontando para um futuro próximo, inclusive no cinema brasileiro.

D: Quais cineastas do horror inspiraram você no processo de escrita da obra e como eles continuam te inspirando?

AB: Foram muitos os cineastas que surgiram como potentes fontes de inspiração: Claire Denis, David Cronenberg, Hitchcock, Gaspar Noé, Jonathan Demme, John Carpenter, Polanski, George Romero, William Friedkin, Dario Argento, Ari Aster, Robert Eggers, Dryer, Sam Raimi, Tobe Hooper, John Landis, Nicolas Roeg, Robert Wiene, Fritz Lang, Tomas Alfredson, Jonathan Glazer, Bayona, Kubrick, Murnau, Coppola, Tarsem Singh, Masaki Kobayashi… isso para citar alguns. São muitos, muitos mesmo! Me sinto injusto em não poder citar todos. Seria uma lista quase interminável, pois a todo momento surge uma referência de grande importância na memória. Tais cineastas continuam me inspirando profundamente. Suas obras oferecem material para pesquisa que renderia muitos e muitos livros, escritos por muitos autores. São obras ricas do ponto de vista mais imediato, físico e objetivo; do lugar do corpo nesse cinema de horror; passando pelos processos de compreensão mais filosóficos e de abordagem psicológica. São obras ricas para a pesquisa estética, da violência, do comportamento humano, da psique, dos processos de transmutação. Não restam dúvidas de que ainda tenho muito a dizer e a escrever sob influência destes cineastas e desse cinema. O horror continua a salvar o cinema.

D: Na sua opinião, qual a importância desse tipo de pesquisa para promover o cinema de terror?

AB: Acredito que seja deveras importante. A pesquisa vai demonstrar um novo olhar, um olhar com adensamento acerca do cinema de horror e de todo o seu alcance. As ricas referências que vêm desde obras de arte, ciências e literatura, a profunda abordagem e construção psicológica, o emaranhado de conceitos e construções filosóficas. A escassez de pesquisas deste cunho e com esta temática na academia, por si só, já evidencia a necessidade e a importância de uma análise, de uma pesquisa com seriedade e responsabilidade, deixando claro que, sim, há muitos motivos pelos quais o cinema de horror e a atmosfera de horror se perpetuam no tempo e, essencialmente, compreender por que esses afetos e esse temor convivem em conjunto, caminham lado a lado e são parte instigante e essencial na existência humana. O cinema de horror é marginal por ser muito potente e incomodar as estruturas mais conservadoras. É essencial dar voz e espaço ao horror.

LEIA TAMBÉM: MONSTROS CLÁSSICOS DA UNIVERSAL: DOS LIVROS PARA O CINEMA

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

74 Comentários

  • Francisco Nicácio

    14 de dezembro de 2020 às 12:20

    Excelente! Muito ansioso por essa obra.
    Material acadêmico sobre horror é muito difícil de encontrar.
    E publicado com a qualidade da darkside então.
    Parabéns!

  • Eduardo

    14 de dezembro de 2020 às 12:31

    Sigo o trabalho de Alex há anos e não vejo a hora de ver este livro pronto e liberado para compra. Otima entrevista.

  • Rogério Santana

    14 de dezembro de 2020 às 12:43

    Força Sinistra, Sunshine, Alien: O Oitavo Passageiro…. Então, concordo com a entrevista: “É ESSENCIAL DAR VOZ E ESPAÇO AO HORROR”, sim!
    Aguardando ansioso pela obra!

  • João Paulo

    14 de dezembro de 2020 às 12:44

    Ansioso para ter esse livro em mãos! Pelas referências do autor já dá pra saber que será um baita livro sobre horror, visto da perspectiva científica!

  • Carolina

    14 de dezembro de 2020 às 12:44

    Notícia maravilhosa a publicação desta obra. Já aguardando!

  • Mateus Barreto

    14 de dezembro de 2020 às 12:44

    Sensacional!!!! doido p chegar logo esse livro!!

  • Sandro Araujo

    14 de dezembro de 2020 às 12:45

    Que venha logo!!!
    Um universo singular e pouco estudado como merece.
    Ansiedade nível hard!!

  • Bebeto oliveira

    14 de dezembro de 2020 às 12:46

    Cara!! Que novidade bacana!! Estarei atento ao lançamento!! Ja aqui na espera, Mago!

  • Tatiana

    14 de dezembro de 2020 às 12:47

    Finalmente! Estamos ansiosos pelo lançamento!

  • ALEXANDRE RAMOS

    14 de dezembro de 2020 às 12:48

    Estou ancioso pelo livro!

  • Vicente Formigli

    14 de dezembro de 2020 às 12:49

    Muito bom, Alex, bem dentro da temática que gostamos. Vou esperar esse e as outras publicações

  • ALEXANDRE RAMOS

    14 de dezembro de 2020 às 12:49

    Estou ancioso pelo livro.

  • MARCIUS Mendonça

    14 de dezembro de 2020 às 12:50

    Não vejo a hora da chegada dessa obra, ainda mais com esse olhar amplo sobre o conteúdo. Parabéns.

  • Letícia Saraiva

    14 de dezembro de 2020 às 12:52

    Quero muito esse livrooo!!
    Ainda sendo uma edição da darkside vai ser muito top!
    Monstros, cinema!
    Quero muitooo! ????

  • Franklin Quadros

    14 de dezembro de 2020 às 12:53

    Na expectativa por esse lançamento. Que nos arrebate e traga arrepio aos ossos.
    #omonstronocinema

  • Fran

    14 de dezembro de 2020 às 12:53

    Ansiosa demais pelo livro. Parabéns

  • Vinicius Mendes

    14 de dezembro de 2020 às 12:56

    Já estou ansioso pelo livro!! ????????

  • Stéfane Gregório

    14 de dezembro de 2020 às 12:57

    Sou honrada por conhecer pessoalmente o ilustríssimo Doutor Alex Barbosa. Sua genialidade é inconfundível! Certeza que essa obra será de qualidade incontestável. Aguardo pela sua publicação.

  • Danilo Martins

    14 de dezembro de 2020 às 13:00

    Que proposta muito interessnte, é níida a escasses de produção acadêmica de qualidade referente ao assunto.
    A Darkside possui uma excelente curadoria.
    Trabalho é primoroso tenho certeza!
    Estou doido para essa publicação sair logo!

  • Leonardo Farias

    14 de dezembro de 2020 às 13:04

    Boa tarde! Estou ansioso pelo livro!
    Esse camarada é um grande talento!

  • Moraes

    14 de dezembro de 2020 às 13:09

    Adorei e já estou aqui na expectativa do livro!

  • Henrique

    14 de dezembro de 2020 às 13:12

    Uau, concordo! Ansioso para degustar essa obra! Quando sai o livro???

  • L_canalonga

    14 de dezembro de 2020 às 13:13

    Irmão ansioso pelo livro, expectativa a mil. Quero ler logo. Abracão

  • Well Pires

    14 de dezembro de 2020 às 13:20

    Gostei da proposta arrojada. Me impacta a originalidade do tema e a fortuna crítica ligada a obra. Gostaria de saber como adquiri-lo o quanto antes. Parabéns a Alex pela exporacaofo tema.

  • Well Pires

    14 de dezembro de 2020 às 13:22

    Gostei da proposta arrojada. Me impacta a originalidade do tema e a fortuna crítica ligada a obra. Gostaria de saber como adquiri-lo o quanto antes. Parabéns a Alex pela exploração do tema.

  • Isis

    14 de dezembro de 2020 às 13:30

    Abordagem bem interessante e temática instigante. Ansiosa pelo lançamento da obra!

  • Nilce Almeida

    14 de dezembro de 2020 às 13:31

    Aguardando o livro!

  • Adriano

    14 de dezembro de 2020 às 13:46

    Ansioso e aguardando o “dark livro”.
    Vejo um grande talento que estava adormecido.

  • Kezia Rodrigues

    14 de dezembro de 2020 às 13:47

    Muito bom! Já quero o livro.

  • Kézia Pimentel

    14 de dezembro de 2020 às 14:00

    Que maravilha! A DarkSide precisava mesmo entrar nesse universo acadêmico. Qual a data de lançamento?

  • Manuelle Anunciação Oliveira

    14 de dezembro de 2020 às 14:04

    Uma obra fascinante, que trás há ficção que eu forma lúdica e abstrata. Sei que cunho de entendimento será individual para cada leitor.
    Alex parabéns e nós traga mais terror, ficção e o oculto.
    Já estou na expectativa ?☠️

  • Carlos André

    14 de dezembro de 2020 às 14:04

    Pra mim, o livro mais aguardado dos vencedores do concurso.
    Ansioso pelo lançamento!

  • Zorante

    14 de dezembro de 2020 às 14:11

    Fala grande mestre Alex, ansioso para ler esse novo trabalho.

    Já é sucesso.

  • Luiz

    14 de dezembro de 2020 às 14:18

    Aguardando ansioso para ler o livro.

  • Joacy

    14 de dezembro de 2020 às 14:18

    Aguardo pelo livro.

  • Rodrigo Mesquita

    14 de dezembro de 2020 às 14:26

    Aguardando ansioso pelo livro!!! Com certeza será uma obra de valor!

  • Luciano

    14 de dezembro de 2020 às 14:45

    Gostaria de ver um livro seu Alex. Vi coerência em suas respostas.

  • Rodrigo Guéron

    14 de dezembro de 2020 às 14:47

    Excelente entrevista! Questões instigantes! Estamos ansiosos pela publicação do livro para que possamos lê-lo!

  • Vilce

    14 de dezembro de 2020 às 14:52

    Não vejo a hora de devorar esse livro, muito ansiosa.

  • Raffaello

    14 de dezembro de 2020 às 15:00

    Ansioso pelo livro

  • Moisés Santana

    14 de dezembro de 2020 às 15:10

    Desde já no aguardo dessa grande publicação! Ansioso pelo lançamento.

  • Alessandro Lima Santos

    14 de dezembro de 2020 às 15:52

    Estou ansiosamente esperando por esse exemplar clássico. Uma Obra-mestra.

  • Tau Tourinho

    14 de dezembro de 2020 às 16:21

    Ansioso para ler esta obra do genial Alex Barbosa.

  • Thais

    14 de dezembro de 2020 às 16:35

    Aguardando o lançamento…. Ansiosa

  • Magali Passos

    14 de dezembro de 2020 às 16:42

    Foda!
    Esse eu tô doida pra ler!
    Lança logo, Darkside!

  • Laysa Viana

    14 de dezembro de 2020 às 17:20

    Minha gente!!! Muito bom!! Já quero ler!!!! Quando esse livro sai???? ??????

  • Lara Fernandes

    14 de dezembro de 2020 às 18:31

    Aguardando ansiosamente para viajar pelo lado mais obscuro da mente e descobrir quais surpresas reservam esta obra.

  • Leila Carvalho

    14 de dezembro de 2020 às 18:57

    Aguandando, super ansiosaaa!

  • Yulo Karo

    14 de dezembro de 2020 às 19:32

    Reserva o meu!

  • Jó Rodrigues

    14 de dezembro de 2020 às 19:38

    Parabéns, Alex!!! Dizem que a beleza é aquilo que raramente aparece, mas o grotesco está sempre a porta do dito “humano”. Agora somente me resta aguardar esse sangue no papel… Ser ou não ser és a Caveirinha Darkside! ???

  • Edgar Franco

    14 de dezembro de 2020 às 19:53

    Sou natural de Itabuna e fico contente por saber que minha raiz está representada na literatura sombria. Quero ler esse livro e discutir sobre a obra.

  • Lívia

    14 de dezembro de 2020 às 20:01

    Grande Alex! Previsão de publicação da obra? Aguardando desde já!!!

  • Gustavo S.

    14 de dezembro de 2020 às 20:19

    Cercado de boa expectativa esse trabalho de Alex + Darkside. Legal ver que não focamos na figura do monstro por sua figura, mas por sua personalidade monstruosa! É qualidade demais ??

  • Emiron Gouveia

    14 de dezembro de 2020 às 20:22

    Mais um filho da terra enriquecendo a Cultura Grapiuna.
    Parabéns Alex
    Ansioso para a chegada da sua obra em terras grapiuna

  • Sinai Nery

    14 de dezembro de 2020 às 21:06

    Quando será publicado? Tenho interesse!!

  • Christons

    14 de dezembro de 2020 às 21:25

    Livro promete!!!
    Enigima do outro Mundo tem grandes monstros.
    Alex Barbosa tem bagagem!

  • Christons

    14 de dezembro de 2020 às 21:30

    Great concept by Alex .Comgratulations Doctor!

  • EMANOEL RIOS

    14 de dezembro de 2020 às 21:41

    É sempre um prazer e satisfação imensa acompanhar o nascimento de uma obra, que tem como autor, uma sumidade no gênero em questão.
    Uma obra que a meu ver, traz uma certa lucidez ao tema. É uma visão sólida e intrigante com um arcabouço científico sólido.
    Um presente glorioso aos amantes do tema.
    Meus parabéns Doutor Alex Barbosa, e desde já, o meus agradecimentos!!
    Ampulheta em mãos, contando as horas na espera desta ágapa literária e a ressonância da mesma!!!

    FORTE ABRAÇO E SUCESSO ABSOLUTO!!!

  • EMANOEL RIOS

    14 de dezembro de 2020 às 21:45

    É sempre um prazer e satisfação imensa acompanhar o nascimento de uma obra, que tem como autor, uma sumidade no gênero em questão.
    Uma obra que a meu ver, traz uma certa lucidez ao tema. É uma visão sólida e intrigante com um arcabouço científico sólido.
    Um presente glorioso aos amantes do tema.
    Meus parabéns Doutor Alex Barbosa, e desde já, o meus agradecimentos!!
    Ampulheta em mãos, contando as horas na espera desta ágapa literária e a ressonância da mesma!!!

    FORTE ABRAÇO E SUCESSO ABSOLUTO!!!

  • EMANOEL RIOS

    14 de dezembro de 2020 às 22:02

    É sempre um prazer e satisfação imensa acompanhar o nascimento de uma obra, que tem como autor, uma sumidade no gênero em questão.

    Uma obra que a meu ver, traz uma certa lucidez ao tema. É uma visão sólida e intrigante com um arcabouço científico sólido.
    Um presente glorioso aos amantes do tema.
    Meus parabéns Doutor Alex Barbosa, e desde já, o meus agradecimentos!!
    Ampulheta em mãos, contando as horas na espera desta ágapa literária e a ressonância da mesma!!!

    FORTE ABRAÇO E SUCESSO ABSOLUTO!!!

  • Felipe

    14 de dezembro de 2020 às 22:17

    Que maravilha!!!!!! Tô na expectativa de chegar o mais breve

  • Natália

    14 de dezembro de 2020 às 23:19

    Excelente trabalho! Adoro essa temática. Aguardando a oportunidade!

  • EMANOEL RIOS

    15 de dezembro de 2020 às 00:17

    É sempre um prazer e satisfação imensa acompanhar o nascimento de uma obra, que tem como autor, uma sumidade no gênero em questão.

    Uma obra que a meu ver, traz uma certa lucidez ao tema. É uma visão sólida e intrigante com um arcabouço científico sólido.

    Um presente glorioso aos amantes do tema.
    Meus parabéns Doutor Alex Barbosa, e desde já, o meus agradecimentos!!
    Ampulheta em mãos, contando as horas na espera desta ágapa literária e a ressonância da mesma!!!

    FORTE ABRAÇO E SUCESSO ABSOLUTO!!!

  • Fabrício Rios

    15 de dezembro de 2020 às 02:23

    Parabéns pela obra!
    No aguardo do lançamento.

  • Léo Anjos

    15 de dezembro de 2020 às 04:15

    Estou ansioso pelo lançamento do livro! Parabéns pelo trabalho!

  • Franklin Sousa Silva

    15 de dezembro de 2020 às 11:09

    E no fim os monstros que mais nos aterrorizam são o reflexo do nosso verdadeiro eu. Quando será a noite de autógrafos desta obra em Itabuna? Quando será disponibilizado o link para pré-venda? Aguardo o quanto antes, quero ir para a noite de autógrafos já refletido sobre a obra. Gratidão, cheire esper!

    • DarkSide

      16 de dezembro de 2020 às 11:05

      Caveira está ansiosa para mostrar essa obra para todos!

  • Alex Barbosa

    15 de dezembro de 2020 às 14:52

    Muito grato a todos!
    Agradeço demais àqueles que conheço e que dão essa força e carinho.
    E também àqueles que não conheço. Que em breve todos possamos ler esse livros juntos!
    Abração a vocês e à DarkSide!

  • Joab Santana

    15 de dezembro de 2020 às 16:01

    Darkside, vocês merecem o suprassumo terribilis que há na mente do Professor Dr. Alex Barbosa!! Não nos prive por muito tempo das obras desse cara! Sejam vocês a nossa porta de entrada para esse espaço de terror, o locus horrendus nos recônditos obscuros da mente do Dr. Alex! Vocês já são grandes no seguimento e desenvolvem um trabalho magnífico, mas agigantem-se ainda mais! Alex Barbosa deve, com certa urgência, ser nome dentre os melhores títulos publicados!

    • DarkSide

      16 de dezembro de 2020 às 11:04

      A Caveira está empolgada com esse lançamento!

  • Carla Teodoro

    15 de dezembro de 2020 às 19:27

    Qual a data do lançamento do livro? Roendo unhas pra ter logo essa obra em mãos! Minha ansiedade tá tendo ansiedade, @darkside! Bora com isso! Haha ❤️

    • DarkSide

      16 de dezembro de 2020 às 11:04

      Ainda não temos previsão, mas 2021 promete!

  • Alex Barbosa

    16 de dezembro de 2020 às 10:50

    Agradeço muito, gente!!

  • Miguel Lago

    17 de dezembro de 2020 às 01:45

    O escritor é talentoso.
    Por isso espero ansiosamente pelo lançamento e tenho certeza que será uma boa leitura.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesListas

Top 10 Netflix para os DarkSiders ficarem de olho em Agosto

A Netflix liberou a lista das novas séries e filmes que entrarão no catálogo em...

Por DarkSide
Macabra

O Envenenamento de Charles Bravo: Um Crime Vitoriano Macabro

A Era Vitoriana foi marcada pela prosperidade do Reino Unido, mas também pela sua...

Por Macabra
Ossos do Ofício

Os principais erros e acertos ao apresentar um livro de ficção

Quem já teve o prazer (e a dor) de ser editado, sabe como pode ser chocante receber...

Por Cesar Bravo
FotografiaMacabraMacabra.tv

A arte surrealista de Alexandra Chertulova

A arte nos transporta para outros mundos. Músicas, livros, filmes, poesia, teatro… a...

Por Macabra
Crime SceneListas

5 Serial Killers estudados por Robert K. Ressler

O investigador que deu origem a um dos protagonistas da série Mindhunter está de...

Por DarkSide