Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarklovePerfil

Asha Lemmie, autora de Palavras que Aprendi com a Chuva, não deixou fácil a vida dos primos

Saiba mais sobre a jovem autora americana, que arrebatou o mundo com seu romance de estreia

29/05/2023

O Natal de 2020 na família Lemmie não deve ter sido lá muito fácil. Não só por causa da pandemia, mas porque Asha, que naquele ano havia completado apenas 26, deixou difícil a comparação com todo e qualquer primo. Piadinhas de tia do pavê à parte, com Palavras que Aprendi com a Chuva, lançado aqui pela DarkLove, Asha Lemmie entrou para a lista de best-sellers do New York Times e ganhou uma resenha na Forbes assinada pela vencedora do prêmio Nobel Malala Yousafzai (outra que deu trabalho para os primos). Já falei aqui que Palavras que Aprendi com a Chuva é o romance de estreia de Asha? E que ela escreveu enquanto se graduou na prestigiosa universidade de Columbia, em Nova York, depois de ter se formado em literatura inglesa e chinesa na Boston College? E que ele foi vendido num leilão literário por US$ 250 mil?

LEIA TAMBÉM: 10 ANOS DE DARKLOVE: UMA CELEBRAÇÃO ÀS VOZES PODEROSAS DA LITERATURA

No ano de seu lançamento, Palavras que Aprendi com a Chuva foi indicado pelo Good Morning America, popular programa da TV aberta dos Estados Unidos, entrou para o Top 10 da Amazon, e teve destaque na livraria Barnes & Noble, entre muitos outros feitos. Isso, meus queridos, não é pouca coisa, vocês sabem.

Mas o que talvez vocês não saibam é que este debut levou dez anos para ser escrito. Asha começou no colégio, por uma necessidade básica: manter-se ocupada enquanto fingia prestar atenção nas aulas de física. O texto foi ganhando forma, e serviu como trabalho final de suas aulas de inglês. 

“Este romance é muito pessoal para mim, porque não apenas cresci como escritora com ele, mas também cresci como pessoa. Passei de adolescente à mulher que sou hoje. Sinto que não seria a pessoa que sou sem este livro, porque tentar levá-lo até onde ele chegou me ensinou resiliência, disciplina e coragem. O livro é meu irmão de certa forma”, disse ela, em entrevista ao blog Debutiful. 

palavras que aprendi com a chuva

Asha Lemmie nasceu no estado americano da Virginia, foi criada em Maryland e estudou na capital dos EUA, Washington, D.C. Desde cedo, mostrou gosto por romances históricos. Para ela, as pessoas tendem a prestar mais atenção em você quando você está falando sobre o passado — e faz algum sentido, vai. 

Quando criança, era uma ávida leitora: preferia saber mais sobre a Era Vitoriana através dos livros que buscava na biblioteca da escola do que brincar com os coleguinhas. Suas brincadeiras preferidas, inclusive, tinham a ver com fantasias de época, que vestia e brincava na frente do espelho, num grande faz de conta. 

“Eu era uma criança estranha. As pessoas sempre me disseram que eu tinha uma alma velha”, brinca. Asha se recorda de começar a escrever aos 5 anos, quando, em uma tarefa da escola, contou a história de um coelhinho que vivia num castelo. 

“Eu estava sempre escrevendo. Escrevia pequenos contos e lia para minha família ou amigos. Eu tinha um professor de inglês muito legal que costumava me deixar ler histórias toda terça-feira na sala de aula e era muito emocionante”, relembra.

Asha buscou nas suas preferências de leitura e em suas raízes a inspiração para Palavras que Aprendi com a Chuva. “Li muita ficção centrada na Segunda Guerra Mundial, e a maior parte se passa na Europa ou nos Estados Unidos, então queria fazer algo diferente. Eu tinha passado um tempo no Japão, então parecia natural”, diz ela, cuja madrinha é japonesa. “Tenho amigos da família que são imigrantes japoneses e que me deram admiração pela cultura e idioma (…). Durante a minha pesquisa, tive a sorte de ter minhas tias japonesas, que foram gentis o suficiente para me ajudar a escrever este livro”.

Asha brinca que seu método de escrita é parecido com um sanduíche. “Tenho meu começo e tenho meu fim. São minhas fatias de pão. A questão é sempre o que vou colocar no meio”.

Pois pronto para sair do forno está The Wildest Sun, seu próximo romance, com lançamento previsto para dezembro deste ano nos Estados Unidos. Nele, uma jovem escapa de seu passado na Paris do pós-guerra enquanto procura o homem que acredita ser seu pai.

LEIA TAMBÉM: K-BEAUTY: ENTENDA A OBSESSÃO SUL-COREANA PELA BELEZA

Sobre Liv Brandão

Avatar photoJornalista, criadora de conteúdo e roteirista. Passou por veículos como O Globo e UOL sempre falando de cultura e entretenimento. É especialista em séries de TV, mas também fala de filmes, música, literatura e o que mais vier.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Se Esse Rosto Fosse Meu + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
A Noiva Fantasma + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide