Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Darklove

Becky Chambers vence Hugo Awards 2019

Autora DarkLove já foi ganhadora do Prix Julia Verlanger de 2017 com a mesma série. O Hugo Awards é visto como um dos maiores prêmios literários da ficção científica

Becky Chambers, autora de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil e A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada, venceu o Hugo Awards 2019, na categoria de Melhor Série. Revelação na literatura sci-fi e fã de ficção científica, Chambers faz parte da linha DarkLove, da DarkSide® Books. Filha de cientistas espaciais, sempre que precisa, ela consegue checar informações com a mãe, especialista em astrobiologia, e com o pai, engenheiro espacial. 

Geek de carteirinha, Chambers é fã de Star Trek: Next Generation, e assistiu ao primeiro episódio aos três anos de idade. Ela também adora jogar games no PC e RPGs de papel e caneta. A cerimônia de premiação do Hugo Awards aconteceu neste final de semana, em Dublin, na Irlanda. Além deste recente prêmio, a autora também é ganhadora do Prix Julia Verlanger de 2017, com A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada, já foi indicada ao Arthur C. Clarke Award e ao Bailey’s Women’s Prize for Fiction com A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil. E foi indicada ao Locus Awards 2019, com Record of a Spaceborn Few, último livro da série, em junho deste ano.

O primeiro livro da série A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, lançado originalmente através de financiamento coletivo pela plataforma Kickstarter, conquistou a crítica especializada e os mais exigentes fãs do gênero. Nessa obra, o gatilho principal é a construção de um túnel espacial que permitirá ao pequeno planeta do título participar de uma aliança galáctica.

LEIA TAMBÉM: Becky Chambers fala sobre suas influências e paixões na literatura de ficção científica

Chambers revela criatividade e, sobretudo, diversidade ao criar a tripulação da nave Andarilha e seus comportamentos. Elementos essenciais em qualquer narrativa sci-fi estão muito bem representados, assim como a precisão científica e suas possíveis implicações políticas no universo de Chambers. Em A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada, segundo volume da série, os leitores encontram Sálvia e Lovelace em outros contextos, mas ainda assim explorando e descobrindo novas realidades.

Becky Chambers

Temas como amizade, racismo, poliamor, força feminina e novos conceitos de família, que deveriam ser cada vez mais discutidos em nosso mundo, são abordados pela autora com leveza e naturalidade, além de nos apresentar discussões importantes e contemporâneas, como os limites para o uso de Inteligência Artificial e a presença de diferentes espécies no espaço. Em entrevista ao Nebulla.co, Chambers ressaltou a importância da diversidade na ficção científica: “Dois campos nos quais eu sou muito interessada são biologia e antropologia. Eu amo aprender sobre outros animais (quanto mais diferentes dos humanos, melhor), e sobre culturas e subculturas diferentes das quais eu sou um produto. Nosso planeta tem uma quantidade incrível riqueza de diversidade, tanto em outras espécies como na nossa. Dizer que um futuro galáctico teria apenas uma cultura dominante, só um tipo de família, aliens que se parecem e se comportam exatamente como nós – isso não é só desonesto, é chato. Eu não estou interessada num futuro que representa apenas uma pequeno braço da humanidade, e não estou interessada em alienígenas que são só humanos com tinta verde. A vida como nós a conhecemos é muito mais divertida do que isso.”

Hugo Award: o prêmio

A World Science Fiction Society (WSFS) entrega o Hugo Awards anualmente para os melhores trabalhos de fantasia ou ficção científica do ano anterior. O prêmio é em homenagem a Hugo Gernsback, que fundou a pioneira revista de ficção científica Amazing Stories e é considerado um dos “pais” do gênero de ficção científica no mundo. Trabalhos publicados em inglês no ano anterior ao prêmio são elegíveis para o prêmio. 

Em 2017, Chambers foi finalista do prêmio com a mesma série, que deve ter o terceiro volume anunciado ainda neste ano pela DarkSide Books.

Podem concorrer ao Hugo Awards trabalhos individuais, por exemplo, livro ou filme; pessoas, como por exemplo, “Melhor Artista Profissional”, caso em que o prêmio é dado pelo trabalho que a pessoa fez dentro do ano de elegibilidade. E publicações em série, por exemplo Melhor Fanzine, caso em que o prêmio é concedido para toda a execução da obra, publicada dentro do ano de elegibilidade.

LER MAIS

Indicados para você!

Chronos: Limites do Tempo
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EntrevistaMedo Clássico

Lula Palomanes fala sobre caricaturizar mestres da literatura brasileira em Medo Imortal

Lula Palomanes é desenhista autodidata e, com o passar dos anos, se firmou como...

Por DarkSide
FotografiaGraphic Novel

Designer e fotógrafa encarna o mundo em miniatura de Aurora nas Sombras

Um grupo de pequenos seres é obrigado a sair do lugar aconchegante onde mora e iniciar...

Por DarkSide
Crime SceneLançamento

Killer Clown: conheça os filmes inspirados no sinistro palhaço Pogo

De IT: Uma Obra Prima do Medo (1990) até Coringa (2019), o palhaço Pogo, alter-ego...

Por DarkSide
DarksideSéries

Bom Dia, Verônica vai virar série da Netflix

O suspense que atormentou os leitores da DarkSide e teve seus verdadeiros autores...

Por DarkSide
DarksideLançamento

Objetos Sobrenaturais: Como identificar uma assombração

E se a sua casa tivesse uma visita permanente invisível aos olhos humanos? Os objetos...

Por DarkSide