Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CaveirinhaFábulas Dark

Cinco reflexões presentes em Alice no País das Maravilhas

A jornada de Alice pode ser vista por meio de diferentes interpretações, mas a obra inesquecível de Lewis Carroll traz grandes ensinamentos para todas as idades

Você ousaria seguir o Coelho Branco até a sua toca? É preciso ser muito curioso e ter coragem para desbravar os caminhos que surgirão após essa decisão. Há mais de 150 anos, Alice escolheu correr atrás daquele estranho animal atrasado e sua jornada, depois de cair na toca do coelho, conquista gerações de leitores de todas as idades até os dias de hoje. Não há quem nunca tenha ouvido falar em Alice e suas aventuras ao lado de personagens marcantes no fantástico País das Maravilhas. A obra escrita por Lewis Carroll se tornou um marco na literatura infantil com seus diálogos intrigantes, reflexões complexas a respeito de nossa existência e de nossos comportamentos, além de personagens que exploram o mais abstrato da nossa imaginação.

Alice ganhou inúmeras adaptações para cinema, teatro e animação desde seu primeiro lançamento, em 1865. E para deixar a obra acessível também ao público infantil, o próprio autor adaptou o texto para crianças de zero a cinco anos, originalmente lançado em 1890, que a DarkSide Books anunciou o lançamento nesta segunda-feira, pelo selo Caveirinha. Alice no País das Maravilhas (Baby Edition) conta com as ilustrações originais de John Tenniel em preto e branco, além de lápis de cor para que os pequenos possam explorar todas as cores da imaginação enquanto descobrem a história da curiosa Alice. 

LEIA TAMBÉM: Alice no País do Longa-metragem: Confira 7 adaptações do clássico de Lewis Carrolll

Uma fábula inesquecível como Alice no País das Maravilhas não cabe em apenas uma edição, então a DarkSide Books lançou mais duas cartas do baralho, inaugurando o selo Fábulas Dark: Alice no País das Maravilhas (Classic Edition), com o texto original de Carroll, ilustrações de Tenniel, poemas, fotografias raras, além de textos complementares e a Limited Edition, que também preserva o texto original e conta com ilustrações da brasileira Mika Takahashi.

Confira cinco reflexões que podem ser extraídas de Alice no País das Maravilhas:

1- A curiosidade nos faz descobrir mundos incríveis

Alice no País das Maravilhas, por John Tenniel

Alice só descobre o País das Maravilhas após seguir o Coelho Branco, que passa apressado por ela na floresta. A garota, então, avista a toca em que o estranho coelho atrasado se enfia depois de tanta pressa curiosa e sem pensar nas consequências, Alice entra logo após ele e acaba descobrindo um mundo de sonhos, magia e algumas estranhezas pelo caminho.

2- Estamos em constante mudança


Alice no País das Maravilhas, por John Tenniel

Em uma jornada de descobertas surpreendentes, após cair na toca do coelho, Alice lida com os mais diversos personagens e, aos poucos, molda seus pensamentos e atitudes de acordo com o que vê, ouve e sente. E, não apenas o Coelho Branco passa a dar conselhos à ela, mas todos os habitantes daquela peculiar realidade em que Alice se encontrava entre os muitos trechos marcantes da obra, está a fala de Alice ao chegar aos País das Maravilhas.

3- Afinal, o que é loucura?


Alice no País das Maravilhas, por John Tenniel

“Chapeleiro, você me acha louca?”, perguntou Alice.
“Louca, louquinha! Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são assim.”, disse o Chapeleiro Maluco.
Alice no País das Maravilhas

Em Alice no País das Maravilhas, é o Chapeleiro Maluco quem faz Alice refletir sobre o que, afinal de contas, é loucura ou o que é normalidade. Na obra, o personagem surge como uma espécie de protetor de Alice ao longo de suas descobertas no País das Maravilhas.

4- Medos não devem se sobrepor aos sonhos


Alice no País das Maravilhas, por John Tenniel

Adaptada para diversos formatos desde seu lançamento original, a jornada de Alice no País das Maravilhas nos revela, além das descobertas, o mundo de sonhos que jamais devemos deixar para trás, não importa a idade. Não deixar que nossos medos abstratos ou não e inseguranças se sobreponham aos nossos sonhos é uma reflexão importante em qualquer fase da vida.

5- O que é o tempo?


Alice no País das Maravilhas, por John Tenniel

A noção de tempo também é questionada nesta obra de Lewis Carroll. Além do atraso do Coelho Branco logo no início da história, Alice também questiona o mesmo personagem sobre a duração da eternidade algo imensurável, mas recebe uma das respostas mais marcantes do livro: “Às vezes apenas um segundo”.


Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

11 Comentários

  • Gleison Santos

    9 de agosto de 2019 às 12:39

    Divinamente perfeito, cada edição com sua particularidade própria digna da melhor editora nacional, Darkside sempre perfeita só temos a agradecer caveirinha #obg
    aguardando minha edição clássica chegar e em breve a edição limitada.

  • Débora Tibéra

    26 de setembro de 2019 às 12:12

    Estou incrivelmente apaixonada pela Darkside, meu esposo me fez a melhor surpresa do mundo. Hoje é meu aniversário e o meu presente surpresa veio hoje. Estou encantado com meu Classic Edition da Alice ❤️?melhor presente do universo.

    • DarkSide

      26 de setembro de 2019 às 14:45

      A Caveirinha fica muito feliz em saber que gostou da edição de Alice no País das Maravilhas. Parabéns pela data!

  • Muito esclarecedor sobre o que eu estava procurando! Obrigada

    1 de julho de 2020 às 10:06

    Contribui muito em minha pesquisa! Obrigada

  • Puck

    31 de julho de 2020 às 15:55

    Acho que tinha alguma coisa estranha no bolinha que Alice comeu! xD

  • morpheus.artesao

    10 de abril de 2021 às 05:08

    Fico feliz em receber todos vocês no meu reino. Como escreveu O. Wilde: “Uma ideia que não seja perigosa não pode ser chamada de ideia”. Que vida horrível deve levar aqueles que não enlouquecem…

  • Tais

    13 de junho de 2021 às 11:53

    Perfeito parabéns

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cine Book ClubFilmes

Horror Noire: Shudder divulga trailer de novo filme

A Shudder, plataforma focada em streaming de conteúdos de terror/horror, lançou o...

Por DarkSide
FilmesHalloweenMacabra

Scream Queens em Família: Jamie Lee Curtis e Janet Leigh

Dizer que Halloween e Psicose são filmes família é uma afirmação estranha. Mas de...

Por Macabra
DarkloveEntrevista

Kerri Maniscalco: “Escrevi um livro que eu e minha avó iríamos adorar”

Fatos históricos e ficção se encontram na série Rastro de Sangue, da escritora...

Por DarkSide
FilmesHalloweenMacabra.tv

Tudo que você precisa saber antes de assistir Halloween Kills

A história de Michael Myers, um dos vilões mais assustadores de todos os tempos,...

Por DarkSide
DarksideFilmes

Zé do Caixão vai ganhar nova versão com filmes produzidos por Elijah Wood

O site Screen Daily, referência em notícias cinematográficas, divulgou que o ator...

Por DarkSide