Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Coven MagicaeMagicae

Roda Norte ou Roda Sul? Como celebrar a Roda do Ano na Bruxaria

Descubra a origem das celebrações dos sabbats e as diferenças que existem entre as Rodas Norte e Sul

A Roda do Ano nasceu junto com a humanidade, tendo seu berço de origem nos povos antigos da região europeia que viviam em contato direto e permanente com a natureza.

Para muitos desses povos (especialmente os celtas), o tempo não seguia uma estrutura linear como nós acreditamos atualmente. Para eles, passado, presente e futuro coexistiam ao mesmo tempo em uma espiral cíclica e podiam se tocar em alguns momentos mágicos.

Créditos: oversnap / Getty Images Signature

Tais momentos eram considerados datas mágicas que marcavam a jornada da Mãe Natureza e suas transformações ao longo dos meses — refletindo os movimentos da Terra, do Sol e da Lua — resultando nas estações do ano e fenômenos astrológicos que ocorrem em um ciclo sem fim.

Essa jornada era vista pelos povos antigos como uma roda sempre a girar, representando a própria jornada da vida humana e da natureza: nascimento, crescimento, maturidade, envelhecimento, morte e renascimento.

Para celebrar essas datas mágicas, surgiu a famosa Roda do Ano que está presente em diversas vertentes dentro da Bruxaria (como a Bruxaria Natural e a Wicca) e que é composta por oito celebrações antigas que marcavam a passagem das estações e os períodos de plantio, de cuidado com a terra e de colheita.

Essas datas estruturavam completamente as rotinas de vida e organização social das tribos antigas. Cada festival era considerado um dia de descanso para celebrar todo o trabalho pesado realizado nos campos, honrar mudanças das estações e expressar sua gratidão pelas dádivas da natureza. É por isso que, atualmente, essas datas receberam o nome Sabbat (termo que tem origem no grego sabatu que significa “descansar”).

LEIA TAMBÉM: RODA DO ANO: CONHEÇA AS CELEBRAÇÕES DO CALENDÁRIO PAGÃO

Créditos: 02irina / Getty Images

Existem diversas versões da Roda do Ano dentro do paganismo, já que cada povo antigo atribuiu um nome e um mito a cada celebração, ligando elas as suas divindades e a terra em que viviam. Por isso, você pode encontrar em livros a Roda do Ano Druida e a Roda do Ano Nórdica, por exemplo.

Mas dentro das vertentes mais famosas da bruxaria (como a Bruxaria Natural e a Wicca), a Roda do Ano segue uma estrutura misturada. Algumas datas são inspiradas por tradições nórdicas e germânicas, enquanto outras foram resgatadas do povo Celta, cuja cultura inspirou diversos dos costumes, práticas e tradições dentro da história da bruxaria.

Segundo essa Roda do Ano, ao longo de 12 meses temos 8 Sabbats, sendo 4 Sabbats Maiores (Imbolc, Beltane, Lammas e Samhain — celebrações simbólicas de origem celta para a colheita, o amor e a honra aos ancestrais) e 4 Sabbats Menores (Ostara, Litha, Mabon e Yule — celebrações de origem europeia que são ligadas diretamente ao início das estações do ano).

Créditos: Group of candle lit Halloween pumpkins in park on fall Evening

É importante lembrar que essas datas possuem origem nos antigos povos da região europeia (localizada no Hemisfério Norte). Nesse local, as estações do ano acontecem de modo invertido com as estações aqui no Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil.

Assim, enquanto lá no Hemisfério Norte, o Inverno começa em Dezembro, aqui no Hemisfério Sul nós estamos no início do Verão. Quando lá no Hemisfério Norte a Primavera começa em Março, nós estamos entrando no Outono.

Deste modo, as datas dos Sabbats que formam a Roda do Ano se adaptam aos acontecimentos da natureza de cada hemisfério e de cada local.

Elas nasceram lá no Hemisfério Norte, mas quando a bruxaria se popularizou após os livros e o trabalho de Gerald Gardner na década de 1950, pessoas de todo o mundo passaram a celebrar a Roda do Ano.

Quando a bruxaria alcançou a Austrália, surgiu uma questão. Como os Sabbats acompanham as estações e estão profundamente ligadas aos movimentos da natureza, as bruxas e bruxos australianos adaptaram as datas para que elas refletissem as mudanças das estações aqui do Hemisfério Sul, dando origem assim a uma nova roda, que girava de modo invertido a egrégora original, mas que se conectava com as transformações da natureza local.

Isso resultou no nascimento de Roda Norte (para quem segue as datas do hemisfério norte) e Roda Sul (para quem segue as datas do hemisfério sul). Ficou confuso e agora não sabe qual roda seguir? Relaxa que eu vou explicar tudo para você entender cada uma delas e descobrir com qual você se conecta em seu coração.

Roda Norte

Na Roda Norte a bruxa opta por seguir as datas originais de todos os 8 Sabbats (Maiores e Menores), conforme os antigos povos faziam, se guiando pela roda originalmente criada por Gerald Gardner para se conectar com a egrégora ancestral da data celebrada lá no Hemisfério Norte.

As datas dessa roda também coincidem com as datas astrológicas ligadas aos 12 signos, conectando as mudanças da natureza com os ciclos astrológicos. Desta forma temos que, por exemplo, o ciclo de Áries (que é o primeiro signo do zodíaco) se inicia em Março, simbolizando novos começos. Na mesma época, temos o Sabbat de Ostara acontecendo lá no Hemisfério Norte, marcando o renascimento da natureza.

Créditos: Vera Petruk / Getty Images

Nesse caso, se você é uma bruxa que mora aqui no Brasil (localizado no Hemisfério Sul), você irá celebrar os 4 Sabbats Maiores se conectando totalmente com a egrégora ancestral e original das datas, mas irá celebrar os 4 Sabbats Menores de modo invertido ao que está acontecendo na natureza ao seu redor, comemorando Yule (sabbat que marca o início do inverno) em pleno verão por exemplo.

Normalmente, as bruxas e bruxos que optam por seguir a Roda Norte são aqueles que sentem uma ligação muito forte com as energias das datas ancestrais em seu coração. Muitos possuem uma devoção à uma divindade ligada a esses povos europeus antigos, especialmente deusas e deusas do panteão Celta (como Brigit, Danu, Morrigan ou Cernunnos) ou Nórdico (como Odin, Thor, Freya ou Loki). 

Outras pessoas já preferem ligar as datas ancestrais dos sabbats às datas do nosso calendário atual (o gregoriano) e assim celebrar elas junto da família e amigos, já que muitas delas são baseadas em celebrações desses antigos povos pagãos (como a Páscoa que possui raízes no Sabbat de Ostara e o Natal que está ligado ao Sabbat de Yule).

Roda Sul

Já na Roda Sul, a bruxa opta por celebrar todos os 8 Sabbats (Maiores e Menores) conforme as datas aqui do Hemisfério Sul, invertendo a roda original para acompanhar o ritmo da natureza que está ao seu redor.

Nesse caso, se você é uma bruxa que mora aqui no Brasil (localizado no Hemisfério Sul), você irá celebrar os 4 Sabbats Menores se conectando totalmente com as estações do ano e as mudanças da natureza ao seu redor, mas irá celebrar os 4 Sabbats Maiores de modo invertido às datas originais (celebrando assim Imbolc, um festival ligado a deusa celta Brigit, em Agosto e não em Fevereiro – que é originalmente o mês sagrado ligado à essa deusa).

Normalmente, as bruxas e bruxos que moram aqui no Brasil optam por seguir a Roda Sul por conta da sintonia que possuem com as estações do ano e a natureza local, ou seja, aqui da terra em que vivemos. 

Créditos: Elina Sazonova / capturenow

Seguir essa roda não impede a bruxa de possuir uma devoção à nenhuma divindade de origem europeia caso deseje (eu mesma tenho meu culto dedicado à Gaia, a deusa considerada a Mãe Terra na Mitologia Grega).

Porém, ao seguir a Roda Sul, nós acabamos por celebrar as datas dos sabbats de maneira invertida até em relação às datas do nosso calendário atual (o gregoriano). Logo, pode ser que você tenha que explicar para a sua família e amigos porque está decorando nossa casa com ovos e coelhos em Setembro ou o motivo de você estar em busca de uma abóbora para fazer um Jack O’Lantern em Abril.

Então, qual Roda do Ano eu devo seguir?

Para responder essa pergunta, eu preciso deixar bem claro uma coisa: essa divisão entre Roda Norte e Roda Sul é puramente geográfica, ela não está baseada na magia. Assim, cabe a cada bruxa ou bruxo escolher a Roda que mais lhe agrada ou que se encaixa em sua vivência diária.

E o motivo disso é simples. Os Sabbats são celebrações que surgiram com a missão de criar uma ligação mágica entre nós e a natureza. Dessa forma, você deve ouvir a voz do seu coração para compreender qual das rodas lhe oferece esse sentimento de conexão, de pertencimento, de acolhimento e de harmonia.

Inclusive, você precisa entender que na magia natural tudo pode ser adaptado, logo a celebração dos sabbats é baseada muito mais em seguir a sua intuição do que apenas se guiar por datas fixadas em um calendário. Seguir uma Roda do Ano (independentemente se é a Norte ou a Sul) é sobre como você sente e percebe os sinais da transformação da natureza ao seu redor e como eles reverberam dentro de você. 

Saiba que você é livre para experimentar, testar e escolher qual Roda do Ano irá seguir e essa decisão, inclusive, poderá mudar de acordo com cada momento da sua vida.

Créditos: Vera Petruk / Getty Images

Por exemplo, eu sou uma bruxa de cozinha, então a maneira com a qual me conecto com as energias da natureza é praticando magia através das ervas e alimentos (como frutas, vegetais, grãos e outros) dentro da minha cozinha, que é o coração do lar. 

Por conta deste meu caminho, eu sigo a Roda do Ano chamada de Roda Sul pois essa é aquela na qual mais me sinto conectada com a energia da Deusa Gaia e o ritmo da natureza que está ao meu redor. Além disso, como o foco das minhas práticas está na Culinária Mágica, eu também dependo diretamente do calendário de plantio e colheita das ervas e alimentos aqui do local onde eu moro para usar nas receitas.

LEIA TAMBÉM: A RODA DO ANO GIROU: CONFIRA A CELEBRAÇÃO DE SAMHAIN

Caso um dia eu me mude para outro local, meu coração irá se conectar com a natureza daquele local e a Roda do Ano que irei celebrar poderá ser diferente.

Como aproveitar os conhecimentos dos livros?

Você vai encontrar livros escritos que trazem diversas informações importantes sobre a celebração dos sabbats e dicas de como incorporar essas datas dentro da sua rotina diária, de modo a ter uma vida mágica.

No caso de livros escritos por autores estrangeiros, nós leitores brasileiros acabamos por nos perguntar: como podemos ler e absorver o conteúdo de obras que estão escritas de acordo com a Roda Norte? 

Vou te contar o segredo: na magia tudo pode ser adaptado. Você pode pegar os saberes dessas obras e adaptar de acordo com a sua realidade. 

Créditos: Elena Vafina / Getty Images

Quer um exemplo? No livro Bruxa Natural, da autora Arin Murphy-Hiscock, temos um Ritual do Gelo para o Solstício de Inverno no qual a autora pede para usar “(…) cubos ou pedaços de gelo e neve recolhidos lá fora”. Estamos no Brasil, então a não ser que você more em alguma cidade localizada na região sul do país, você não terá acesso a esse material.

Então você vai deixar de fazer o ritual só por causa disso? É lógico que não! Por que você não se adapta e faz alguns cubos de gelo usando a forminha da sua geladeira? Você pode até usar uma água especial, recolhida da chuva ou carregada magicamente (como uma Água Lunar).

Então, quero que você compreenda:a conexão com os sabbats nasce da sua relação com a natureza e assim de nada adiantará você se sentir preso ou engessado por não conseguir seguir literalmente as dicas de obras que trazem as informações sobre as estações de acordo com o Hemisfério Norte. Sinta-se livre para adaptar e mudar as coisas para criar a sua forma única e especial de celebrar cada um dos 8 sabbats. 

Dicas de livros para mergulhar na magia da Roda do Ano:

Sabia que você ia querer dicas de livros! Eu também amo ler e posso dizer que as obras da Editora DarkSide são como aliados mágicos em nossa jornada pela magia da Roda do Ano. Então eu trouxe 4 livros da Coleção Magicae que tenho certeza de que você vai se apaixonar por eles assim como eu.

O primeiro deles é o livro Bruxa Natural da autora Arin-Murphy Hiscock que é um guia indispensável para se conectar com a energia da terra e o poder da natureza (não importa se você vive em uma cidade grande ou no meio campo).

O segundo é o livro Bruxa Intuitiva, da autora Temperance Alden, onde ela usou a Roda do Ano como ferramenta principal para ancorar você nos estudos e lhe dar o poder de criar suas próprias práticas intuitivas de celebração das estações do ano, do modo a desenvolver uma abordagem mais pessoal e direcionada em relação a cada um dos 8 sabbats.

O terceiro livro é o livro Diário Mágico, da autora Deborah Blake, que traz uma seleção de dicas diárias para que atos mágicos possam repousar em todos os dias do seu ano, seja você uma iniciante ou praticante experiente da bruxaria.

E o último livro é o Ano Mágico, da autora Alison Davies, que é baseado na espiritualidade natural e enriquecido através do conhecimento precioso adquirido pela sabedoria antiga de várias culturas e tradições, onde você aprenderá a relaxar e a celebrar as estações do ano com histórias do folclore, festivais e projetos simples e criativos para cada mês.

É isso!! Espero que você tenha gostado dessa jornada pela magia da Roda do Ano junto comigo! Esse texto é uma parceria do Tempero de Bruxa com o DarkBlog para trazer um pouco do meu conhecimento sobre bruxaria e a magia da natureza como uma forma sagrada de conexão com a nossa essência.

Sobre Amanda Celli

Avatar photoAmanda Celli é uma bruxa e bióloga que honra a Deusa e encontra sua presença sagrada em cada erva e alimento. Ela é a criadora do Tempero de Bruxa e tem a missão de ensinar as pessoas a antiga arte da bruxaria natural e da culinária mágica através do uso das energias das ervas e dos alimentos. Conheçam mais o seu trabalho acessando o Instagram @temperodebruxa

5 Comentários

  • Simone Vieira

    4 de setembro de 2022 às 13:56

    Gratidão foi a explicação mais completa que já li

  • Brenda

    9 de outubro de 2022 às 19:53

    amei a explicação, estava com dúvidas, obrigada! ❤️

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Diário Mágico + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Ano Mágico + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Bruxa Intuitiva + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ListasLivros

Dicas de livros para presentear nesse fim de ano

O período de festas e confraternizações está chegando, e com ele aquela eterna...

Por DarkSide
DarkloveListasLivros

10 Livros com lições valiosas da marca DarkLove

Uma narrativa nunca se limita ao universo de seus personagens. Ela ressoa nas...

Por DarkSide
CuriosidadesGraphic NovelListas

Vampiros made in Brazil: Conheça 7 personagens

Quando se fala em vampiros, geralmente lembramos da Romênia e seu Conde Drácula ou...

Por DarkSide
Graphic NovelListas

10 Histórias em quadrinhos que vão te surpreender

Quadrinhos podem até ter sido uma das primeiras maneiras de prender a leitura das...

Por DarkSide
ListasLivrosMacabra

10 Livros macabros que você precisa conhecer

Até os DarkSiders mais trevosos já devem ter passado por isso: a sua leitura está...

Por DarkSide