Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

FilmesGraphic NovelMúsica

Como Yellow Submarine foi parar no cinema

A música do disco Revolver foi escrita por Paul McCartney e sua adaptação para o cinema é um marco para a história da animação

Parece impossível encontrar uma só pessoa que não reconheça o clássico Yellow Submarine logo nos primeiros segundos da música. A animada canção dos Beatles se tornou um de seus mais famosos hits e narra a história de um velho marinheiro falando sobre a vida no mar e na cidade onde morava. Creditada como Lennon/McCartney, assim como a maioria das canções dos Beatles, o próprio John Lennon reconheceu em entrevista que Yellow Submarine foi uma criação de Paul, mas que ele e o músico Donovan Philips Leitch acabaram colaborando com a letra.

Yellow Submarine é cantada por Ringo Starr. Segundo McCartney, a música já foi pensada para encaixar com a voz do baterista dos Beatles. A animação Yellow Submarine, lançada em 1968, veio dois anos depois do lançamento de Revolver álbum a que a música pertence originalmente. A composição contou com efeitos especiais originais, incluindo John Lennon soprando um canudo em um balde d’água para criar sons de bolhas, sons de uma festa, barulhos de onda, de motores e uma banda de metais.

Já o álbum Yellow Submarine, de 1968, é o 11º da carreira do quarteto, com 13 faixas e a arte da capa semelhante a usada na animação e foi considerado por muitos apenas um compilado de músicas usadas no filme.

Beatles nos cinemas

Com a banda no auge do sucesso e a Beatlemania tomando conta de todo tipo de produto, não demorou muito para surgir a proposta para os Fab Four protagonizarem um longa metragem. O primeiro filme gravado pelos Beatles foi A Hard Day’s Night, também baseado em um dos clássicos da banda, em 1964. No ano seguinte foi a vez de Help! ganhar vida nas telonas.

A ideia de levar os Beatles ao fundo do mar veio do produtor de televisão Al Brodax, responsável por uma série infantil que já fazia muito sucesso no canal de TV ABC, chamada Beatletoons. Em 1967, Brodax entrou em contato com o empresário dos Beatles, Brian Epstein, propondo a animação do compacto Yellow Submarine.

Pouco tempo depois do contato, Epstein informou que havia gostado do conteúdo visual e do roteiro do filme e estava disposto a convencer os Beatles a fornecer as músicas para trilha sonora.

As músicas autorizadas para a animação foram Only A Northern Song, All Together Now, Hey Bulldog e It’s All Too Much, que eram sobras de gravações anteriores, até então desprezadas pela banda. Além das inéditas, a trilha continha os clássicos Yellow Submarine e All You Need Is Love, do álbum Magical Mystery Tour, de 1967 – que também se tornou filme, lançado no mesmo ano.

O lado B contava com canções compostas e orquestradas por George Martin, produtor musical da banda. Pepperland, Sea of Time, Sea of Holes, Sea of Monsters, March of The Meanies, Pepperland Laid Waste e Yellow Submarine in Pepperland. Depois que os Beatles e toda a equipe mergulharam de cabeça no fundo do mar de Pepperland algumas alterações e muitas melhorias foram feitas no roteiro da animação.

A produção e as críticas à Yellow Submarine

Se atualmente fazer uma animação para os cinemas exige muito trabalho, em 1967 tudo era ainda mais difícil – mas não impossível quando os Beatles estavam envolvidos. O diretor Charles Dunning e ao desenhista Heinz Edelmann trouxeram novos conceitos para o filme e ignoraram todos os padrões Disney da época, dando a obra um naturalismo e estilo únicos. A psicodelia e o resultado da animação é a combinação de inúmeros gêneros e estilos artísticos, além da justaposição de imagens visuais que resultaram em algo inédito para a indústria do cinema e da animação. John Coates, supervisor de produção do filme, afirmou em entrevista que havia “uma enorme boa vontade” em fazer o filme dar certo. O orçamento da animação ficou na casa de 1 milhão de dólares.

Apesar dos excessos com drogas e do suposto envolvimento com o ocultismo, as críticas ao filme em Londres foram positivas e a animação foi elogiada pela originalidade. A Rank Organization, distribuidora do filme, havia anunciado Yellow Submarine como uma animação para crianças, mas nas semanas seguintes, as salas de cinema passaram a receber hippies e fãs adolescentes e adultos dos Beatles, afastando os mais jovens e seus pais mais conservadores. Quando o longa foi lançado nos Estados Unidos, no final de 1968, logo se firmou como um dos maiores sucessos da época.

A crítica nos Estados Unidos, no entanto, não foi tão unânime. A revista Newsweek classificou a animação como “uma bagunça tamanha, capaz de frustrar os fãs dos Beatles e assustar qualquer criança sensível“. Já o jornal New York Times reconheceu a genialidade do filme e elogiou a sofisticação visual do material em duas críticas distintas.

O desenho que conta a história da colorida Pepperland, localizada a 80 mil léguas submarinas, que se vê invadida pelos Malvados Azuis e precisam que os Beatles embarque em um submarino amarelo para salvá-los não contou com a voz dos membros da banda para as falas de seus personagens. A equipe de produção contratou atores para falas, e os Beatles toparam fazer uma rápida participação no final do filme, onde cantam All Together Now em um espécie de interação com a plateia. O quarteto não quis se envolver na produção, afinal tentavam gerir a banda após a morte de Epstein (ocorrida no mesmo ano de 1967) e o último filme lançado, Magical Mystery Tour, não havia feito tanto sucesso. Mas passada a insegurança, o desenho lotou salas de cinema se tornou referência na história da animação e foi considerado um dos últimos ventos da Beatlemania.

Outras curiosidades sobre Yellow Submarine

O diretor Al Brodax tentou diminuir o sotaque britânico dos Beatles durante as mixagens de voz para o longa, mas isso foi vetado pelos Fab Four, que carregavam seu sotaque com orgulho.

Os Malvados Azuis, vilões em Yellow Submarine, fazem uma participação no desenho South Park, no episódio chamado Imaginationland.

Inicialmente, os Malvados AzuisBlue Meanies, no original – deveriam se chamar Red Meanies. De acordo com Heinz Edelmann, ilustrador-chefe da animação, seria uma referência à Guerra Fria.

• Chris Gore, autor do livro The 50 Greatest Movies Never Made, afirma em seu livro que uma sequência de Yellow Submarine estava sendo feita com o nome de Strawberry Fields Forever, outra canção dos Beatles. O filme, no entanto, nunca foi lançado.

• A primeira exibição do filme aconteceu no Picadilly Circus, em 17 de julho de 1968.

• As diversas alterações fizeram a animação demorar cerca de dois anos para ser lançada – a produção contou com mais de 40 animadores, 140 artistas técnicos e passou por mais de 14 roteiros diferentes até ser aprovado.

• Foi por meio da animação Yellow Submarine que Sean Lennon, filho de Yoko Ono e John Lennon, descobriu que seu pai era famoso. À Rolling Stone, Lennon revelou que seu filho chegou da escola perguntando sobre ele ser “um desenho animado”.

No Brasil, Yellow Submarine chega em grande estilo pelas mãos da DarkSide Books. O filme virou uma HQ multicolorida, publicada pela marca DarkSide® Graphic Novel, feita por Bill Morrison, um dos ilustradores do desenho Os Simpsons e da revista Mad. A HQ chega às livrarias para a comemoração dos 50 anos de lançamento do filme.

LER MAIS

Indicados para você!

O Homem que caiu na terra
R$ 49,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Labirinto
R$ 49,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
The Beatles - Yellow Submarine
R$ 99,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesListas

Que tal uma lista de filmes aterrorizantes para o Natal?

Nem só de comédias românticas e filmes infantis sobrevivem as produções natalinas....

Por DarkSide
Graphic NovelLançamento

Metal, alquimia e muito sangue em Semblant: Blood Chronicles

O diálogo entre o metal, em seus diversos estilos, o terror e as histórias em...

Por DarkSide
Graphic NovelPerfil

Henry David Thoreau: “Fui para o bosque porque queria viver deliberadamente”

Em Silvestre, publicação da linha Graphic Novel da DarkSide® Books, o autor Wagner...

Por DarkSide
CuriosidadesListas

Candyman, Maria Sangrenta… histórias reais ou lendas urbanas?

Alguém provavelmente já te desafiou a repetir três vezes o nome da Maria Sangrenta...

Por DarkSide
DarkloveLançamentoListas

Hora de girar a chave chronos: 8 Filmes e séries com viagem no tempo

Se você pudesse embarcar numa viagem no tempo, para onde você iria? A possibilidade...

Por DarkSide