Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

HaloweenListas

Conheça as origens do Halloween + 5 filmes para assistir na data

O Dia das Bruxas nasceu de uma mistura de diferentes culturas e momentos históricos que se espalhou por celebrações, rituais e até filmes

A noite do dia 31 de outubro é uma das mais aguardadas em boa parte dos países ocidentais do hemisfério norte. Crianças se vestem para pedir doces na casas dos vizinhos, pessoas decoram seus lares com fantasmas e abóboras com caras assustadoras e a indústria cinematográfica lança vários títulos de terror. Mas você sabe de onde vieram as origens do Halloween?

Traduzido como Dia das Bruxas, o Halloween já dá pistas de seu verdadeiro significado no seu nome. Isso porque a palavra é uma adaptação de All Hallows’ Eve, ou seja, a noite que antecede o Dia de Todos os Santos. O fato de esta data ser tão próxima ao Dia de Finados também não é mera coincidência e neste post vamos explicar por quê.

LEIA TAMBÉM: DESCUBRA AS ORIGENS POR TRÁS DA SUPERSTIÇÃO DA SEXTA-FEIRA 13

Bruxas

Origem celta: Samhain

Há várias explicações para a origem do Dia das Bruxas, até porque várias culturas tinham costumes semelhantes na mesma época do ano, mas seu nascimento mais bem fundamentado está no festival celta de Samhain, celebrado no final de outubro e início de novembro. Para este povo que vivia na Irlanda, Escócia, País de Gales e Ilha do Homem há cerca de 2 mil anos, esta época do ano era considerada uma espécie de Ano Novo.

Vale lembrar que naquela época não existia o calendário cristão e muitos dos costumes e datas especiais eram baseados no ciclo anual. Não coincidentemente, a data do Samhain ficava no meio do caminho entre o equinócio de outono e o solstício de inverno. Aliás, a palavra Samhain significa começo do inverno. Ou seja, o festival marcava o fim do período de colheita e o prenúncio de dias mais frios e noites mais longas.

Os celtas acreditavam que esta transição deixava os limites entre o mundo dos vivos e o dos mortos um tanto tênues, o que permitia que espíritos e fadas vagassem pela Terra. Para que estas entidades permitissem que os mantimentos durassem todo o inverno eram feitas oferendas a eles, geralmente parte da colheita e dos rebanhos.

Além dos espíritos, acreditava-se que os mortos também podiam voltar ao mundo dos vivos nesta noite. Esta crença, aliás, é explorada até hoje na cultura pop em filmes como Abracadabra e na primeira temporada de American Horror Story. Para receber bem os espíritos que voltavam para visitar suas casas, era costume deixar lugares à mesa e, mais tarde, velas acesas em todos os cômodos das casas.

Mas nem todos os mortos que retornavam tinham boas intenções. Algumas tribos acreditavam que eles voltariam para cobrar dívidas e atormentar quem falhou com eles em vida. Por isso, criou-se o costume de pintar os rostos e, posteriormente, usar máscaras neste dia para despistar os mortos.

Mais tarde, a tradição de se fantasiar encontra outro propósito e se une ao “gostosuras ou travessuras” que conhecemos hoje. Em meados do século 

16 crianças e jovens passaram a se fantasiar dos espíritos do inverno, aqueles mesmos para quem os celtas dedicavam oferendas. Elas perambulavam pelas casas pedindo alimentos e, em troca, recitavam versos. Para os lares que não cooperavam, elas pregavam algum tipo de travessura.

Pelo século 18, essas crianças passaram a carregar raízes como nabo ou beterrabas iluminados e rostos assustadores esculpidos. Isso era justificado tanto para homenagear os velhos espíritos como para afugentá-los. Nos Estados Unidos as raízes foram substituídas por abóboras, que hoje conhecemos como jack-o’-lantern.

Origem cristã do Dia das Bruxas

Muitos dos costumes cristãos se misturam com as tradições pagãs, como é o caso da Páscoa, do Natal e, claro, do Dia das Bruxas. No século 7 o Papa Bonifácio IV converteu o Panteão em Roma de templo de todos os deuses para templo de todos os mártires cristãos, criando um festival para eles. Anos depois, os Papas Gregório III e IV expandiram o festival a Dia de Todos os Santos e estabeleceram a data em 1º de novembro, como é celebrado até hoje.

Por volta do século 9 o cristianismo se expandiu nas terras celtas, misturando muito das suas crenças e tradições. No ano 1.000 a igreja instituiu a data de 2 de novembro como Dia de Todas as Almas ou, como conhecemos hoje, Dia de Finados. A maioria dos historiadores concorda que a data foi uma tentativa de substituir o festival celta que também honrava os mortos.

Algumas tradições que datam do século 15 coincidem com os costumes celtas, como o hábito de pedir comida de porta em porta. Em regiões do sul da Inglaterra, Flanders, parte da Alemanha e Áustria as crianças mais pobres peregrinavam de casa em casa em busca de “bolos de alma”, em troca, elas rezavam pelas almas cristãs. Esta prática também é considerada uma das origens do trick or treating.

A relação do Halloween com bruxas veio da interpretação protestante desta data. Enquanto os católicos também acreditavam que as almas dos mortos vagavam pela Terra neste dia, a teologia dos protestantes não compartilhava da crença. Para eles, as entidades que apareciam entre 31 de outubro e 1º de novembro eram espíritos do mal, que vinham acompanhados por bruxas. Para proteger as pessoas e os rebanhos eram acesas fogueiras – reproduzindo sem querer outro costume do Samhain.

Com a mistura de culturas e crenças e a imigração de ingleses, irlandeses e outros povos cristãos europeus para a América do Norte, a tradição do Halloween se fortaleceu em países como Estados Unidos e Canadá. Por meio da indústria do entretenimento estes costumes se difundiram pelo mundo, adaptando-se às mais diferentes culturas.

5 Filmes clássicos sobre Halloween

Hollywood aproveita a data comemorativa mais assustadora do ano para reforçar o imaginário dos filmes de terror. Como o dia também é fortemente celebrado pelas crianças, há opções menos assustadoras de filmes. 

Nas últimas décadas algumas produções se tornaram tão tradicionais quanto as fantasias, os doces e as abóboras. Listamos a seguir algumas delas:

1. Halloween

Com um nome desses, acho que o roteirista e diretor John Carpenter quis deixar bem clara a relação com a data. Quinze anos após assassinar sua irmã na noite de Halloween, Michael Meyers escapa de uma instituição psiquiátrica e causa terror em um grupo de adolescentes às vésperas do Dia das Bruxas.

2. A hora do pesadelo

Apesar de não ser ambientado no Halloween, o filme segue a fórmula slasher cunhada pelo filme de John Carpenter. Na produção de Wes Craven um grupo de adolescentes é assassinado um a um por Fred Krueger. O único problema é que o assassino comete seus crimes nos sonhos dos jovens, o que torna um pouco mais difícil fugir. O roteiro virou o livro A hora do Pesadelo publicado pelo selo Cine Book Club da DarkSide® Books.

A Hora do Pesadelo

3. Pânico

A máscara mais usada nas festas de Halloween dos anos 1990 vem do assassino da franquia de Wes Craven. O primeiro filme trouxe de volta os slashers ao circuito comercial de cinema. No longa, Sydney (Neve Campbell) e seus amigos começam a receber estranhas ligações após um ano da morte da mãe dela. Só que as tais ligações resultam em mortes violentas.

Pânico

4. Abracadabra

Para quem adora Halloween mas não gosta de levar sustos, Abracadabra é um dos filmes mais lembrados. Na história, as irmãs Sanderson são bruxas que conseguem voltar ao mundo dos vivos 300 anos após serem executadas. Tudo isso por causa de um ritual seguido pela pessoa certa, na hora certa (ou seria errada). O plano delas é, em plena noite de Halloween, recuperar a sua juventude e imortalidade através de crianças.

Abracadabra

LEIA TAMBÉM: 8 FILMES PARA CRIANÇAS SEM MEDO

5. O Estranho Mundo de Jack

A animação em stop motion produzida por Tim Burton serve tanto como filme de Halloween como de Natal. Isso porque seus estranhos personagens habitam a terra do Dia das Bruxas, organizando o evento todos os anos. Mas em uma determinada ocasião, Jack, o mentor de todas as festividades, decide fazer algo diferente. Após acidentalmente cair na terra do Natal, ele resolve dar uma folga ao Papai Noel e organizar ele mesmo o feriado. Claro que o resultado sai mais assustador do que a encomenda.

Jack
LER MAIS

Indicados para você!

Hora do Pesadelo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Sexta Feira 13 - Arquivos de Crystal Lake
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Massacre da serra elétrica - Classic Edition
R$ 49,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarksideEntrevista

Cesar Bravo: “O horror de qualidade precisa testar a tenacidade humana”

O encontro inevitável de Cesar Bravo com a DarkSide® Books veio das profundezas. Algo...

Por DarkSide
DarkloveEntrevista

A representatividade na literatura

Patrice Lawrence nasceu em Brighton, Inglaterra, em uma família de classe média. É...

Por DarkSide
DarkSide BooksPerfil

Sob a redoma do rei

Por Cesar Bravo Pensei em muitas maneiras de começar esse texto, mas a sinceridade...

Por DarkSide
Graphic NovelLançamento

É a hora de conhecer a nossa verdadeira natureza em Silvestre

Em 1845 o escritor norte-americano Henry David Thoreau retirou-se para a floresta, onde...

Por DarkSide
DarksideListas

De VHS para a realidade: a atuação da maçonaria no Brasil

A primeira coisa que você precisa saber sobre a cidade de Três Rios, localizada no...

Por DarkSide