Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesFirestar Videolocadora

Dreamscape e os pesadelos que ainda nos deixam acordados

Um mergulho nos nossos medos compartilhados

16/06/2023

Alguns filmes marcaram a vida dos frequentadores de videolocadoras. Essas produções memoráveis estiveram entre os mais alugados, foram transportadas para o horário nobre das principais emissoras de TV, e então… elas sumiram. Ou quase.

Um desses filmes surpreendentes, inovadores e absolutamente interessantes é Dreamscape, de 1984, por aqui rebatizado de A Morte nos Sonhos.

LEIA TAMBÉM: O ESPLENDOR DO HORROR SOCIAL DE JOHN CARPENTER EM UMA NOVA YORK ALUCINANTE

Conhecemos Alex Gardner (Dennis Quaid) logo no começo do filme, um superdotado psíquico que não gosta muito de ser rato de laboratório e prefere passar seu tempo com belas mulheres e corridas de cavalos. Mesmo sendo um abençoado com poderes mentais, é claro que ele leva mais sorte adivinhando quais cavalos irão vencer as corridas do que tentando entender suas namoradas, o que o faz ser perseguido pelos donos e capangas do hipódromo. O caso é que em poucos minutos entendemos que Alex tem um certo probleminha com autoridade (a gente sabe como é, Alex, está perdoado).

Na trama secundária, somos apresentados a uma espécie de experimento científico com sonhos, no qual pessoas com poderes psíquicos parecidos com os de Alex se inserem nos sonhos de outras pessoas com a ajuda de alguns equipamentos dedicados, para ajudá-los a superar suas fobias. Aqui temos alguns toques de humor que não funcionam tão bem, um dos focos do estudo, por exemplo, é descobrir por que os homens sofrem de impotência. Bem… os homens riem de nervoso e seguem em frente, e logo é revelado que toda a operação na verdade é financiada pelo governo com um propósito bem mais obscuro. Espionagem, assassinatos, conspirações intra e extragovernamentais. The American Dream.

dreamscape

Na trama terciária, o presidente dos Estados Unidos está sofrendo com pesadelos nucleares terríveis (o filme se inicia com um deles) e, guiado por essas fobias oníricas, ele está bastante inclinado e negociar um desarmamento nuclear com os russos. Quem não gosta nada disso é um amigo de longa data do presidente, um homem poderoso, ardiloso e tarado por armas chamado Bob Blair.

Em um resumão da premissa, nosso apostador de cavalos mulherengo e paranormal vai precisar se tornar um herói e tentar impedir que o presidente seja assassinado por outros paranormais superdotados enquanto vossa excelência dorme.

dreamscape

Pode ser que você não tenha se lembrado desse longa ainda, mas vamos refrescar sua memória: existe um homem-cobra assustador que aparece algumas vezes, e fica ainda mais assustador quando aparece em tons de vermelho. Sim, O Homem Cobra. Muita gente levou essa imagem aterrorizante para seus próprios sonhos por anos. E talvez tenha levado junto alguns cães com olhos vermelhos do inferno e pessoas derretidas pela radiação nuclear.

homem cobra dreamscape

Não vou detalhar mais nada para não estragar sua visita ou reinauguração, mas o filme é muito bom mesmo, tem plots interessantes, um final bem bacanudo e prende a atenção da audiência do começo ao fim. As imagens dentro dos sonhos, apesar dos efeitos especiais datados, convencem bastante e nos propõem um mergulho em uma série de medos compartilhados pela humanidade. O medo de tempestades, da escuridão, o medo de monstros e de ser perseguido. O medo de recebermos a visita de um ente querido que já faleceu, apenas para vê-lo morrer de novo, de novo e de novo. O medo de sermos gravemente feridos ou perdemos nossas vidas.

Em 1984 o mundo todo tinha um medo supremo: a guerra nuclear. Em plena Guerra Fria, o filme transita por essa fobia muito bem, esfregando na nossa cara um mundo pós-apocalíptico que não deve nada a Mad Max ou ao inferno de John Constantine. Outra fobia muito comum e que nos acompanha até hoje é a dissimulação dos governantes e poderosos, as camadas e mais camadas do poder, a transformação de políticos e pais de família em verdadeiros monstros de carne e osso. Temos, inclusive, a oportunidade de mergulhar na mente de um menino atormentado por tais pesadelos, e eu duvido muito que exista algo tão devastador quanto os sonhos horríveis dessa fase da vida, classificada como a segunda infância.

dreamscape

Outro detalhe: é inevitável que não nos lembremos do pai de todos os pesadelos, Freddy Krueger, que veio ao mundo no mesmo ano de 1984, com uma diferença de estreia de apenas três meses. Coincidência ou não, Fredão é inclusive lembrado em uma cena, embora o assassino de Dreamscape seja algo bastante discreto quando comparado ao psicopata de Elm Street. A premissa dos dois assassinos dos dois filmes também é parecida: morte no sonho significa morte na vida real, e eles têm poderes incalculáveis e metamorfos quando estão dentro dos sonhos de outras pessoas. O paranormal assassino, Tommy Ray, inclusive se torna perito em Kung Fu no melhor estilo Neo em Matrix. Falando em Matrix, esse filme foi bastante influenciado por Dreamscape em vários momentos, assim como Inception (A Origem, 2010), de Christopher Nolan. E embora Dreamscape transite bastante pelo sci-fi e pela aventura, existem momentos de horror absoluto, principalmente dentro dos pesadelos.

LEIA TAMBÉM: 5 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABIA SOBRE A HORA DO PESADELO

dreamscape

Destaque absoluto também para o elenco, que conta com Dennis Quaid como Alex Gardner, Max von Sydow (que deu vida e morte ao padre Lankester Merrin de O Exorcista) como Dr. Paul Novotny, Christopher Plummer (monstruoso ator!) como Bob Blair, Kate Capshaw (mais conhecida por seu papel em Indiana Jones e o Templo da Perdição, aliás o pôster principal do filme é absurdamente mais Indiana Jones do que Dreamscape) como a cientista Jane DeVries e David Patrick Kelly (Warriors entre outros filmes memoráveis) como o antagonista Tommy Ray Glatman.

Existem muitas outras razões para esse filme ser revisitado, mas é melhor pararmos por aqui. Mesmo um sonho bom como essa matéria não pode durar para sempre, não é mesmo? Então aperte o play por aí: e bons pesadelos…

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA AS HISTÓRIAS VERDADEIRAS POR TRÁS DE CLÁSSICOS DO TERROR

Sobre Cesar Bravo

amplificador cesar bravoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, DVD: Devoção Verdadeira a D., 1618 e Amplificador.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

1618 + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesDarklove

Conheça o conto da princesa Kaguya

A cultura japonesa é recheada de histórias fascinantes, criaturas misteriosas e seres...

Por DarkSide
CuriosidadesDarkside

8 Curiosidades sobre a floresta de Aokigahara

A noroeste do majestoso Monte Fuji, nos arredores de Tokyo, encontra-se Aokigahara, uma...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Tudo que sabemos sobre MaXXXine

E quem diria que um terror indie sem distribuição chegaria ao terceiro filme com...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Jogos Mortais XI tem novidades de roteiro e lançamento adiado

Marcus Dunstan, roteirista de Jogos Mortais XI, finalmente atualizou os fãs sobre o...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Pin: Um Trauma feito de loucura e plástico

Alguns filmes sempre foram raros no Brasil, outros acabaram sendo subestimados e...

Por Cesar Bravo