Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

CrânioLançamento

Elas em Legítima Defesa: Conheça a instituição AMAC

Associação receberá 100% da verba arrecada com a venda do e-book nos primeiros 3 meses.

A história da AMACAssociação de Mulheres com Atitude e Compromisso Social começou quando a sua presidente, Nill Santos. Ela foi vítima de violência doméstica por quase 10 anos e, quando resolveu dar fim a este ciclo de violência, decidiu que deveria ajudar outras mulheres a saírem deste mesmo ciclo. Esse foi o primeiro passo de um importante processo de quebra do silêncio, acolhimento e apoio às mulheres e suas famílias.

A AMAC vem desde 2010 desenvolvendo suas atividades no Estado do Rio de Janeiro, com sede no município de Duque de Caxias, também fazendo atendimentos via redes sociais para todo o Brasil. Seu objetivo principal é a defesa e a garantia de direitos da mulher e das famílias vítimas de violência doméstica. Por meio de diversos projetos, a AMAC tem realizado um trabalho de promoção, participação em ações de fomento, debate, e informação sobre a violência doméstica e suas múltiplas formas.

AÇÕES

A AMAC trabalha acolhendo prioritariamente mulheres em situação de violência doméstica e famílias em situação de vulnerabilidade social. A instituição realiza conscientização e prevenção contra a violência doméstica, lutando pela construção, implantação e acesso aos direitos sociais.

Oferece Palestras e Rodas de Conversa, além do atendimento psicológico e social presencial em sua sede ou on-line por aplicativos. Também realiza atendimento de crianças e adolescentes, através Projeto AMAC DO AMANHÃ, com reforço escolar, recreação e cursos.

MISSÃO DA AMAC
Contribuir para que mulheres rompam o ciclo de violência e de vulnerabilidade social em que vivem, através do acolhimento, informação, direitos, inclusão social e sustentabilidade.

VISÃO DA AMAC
Juntos reconstruirmos vidas, contribuindo para que as mulheres enfrentem e superem seus medos, limites e planejem seu próprio caminho.

VALORES DA AMAC
Respeito, Empatia , Dignidade

LEIA TAMBÉM: ISOLAMENTO SOCIAL DISPARA CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Elas em Legítima Defesa: Elas sobreviveram para contar é uma jornada de empatia e compreensão que dá voz às mulheres vítimas de violência obrigadas a matar seus companheiros em legítima defesa. O livro acompanha as histórias reais de Nice, Soraia, Deise, Doralice, Emília e Úrsula, mulheres envolvidas em relacionamentos abusivos e capturadas no horror da violência doméstica — situações dramáticas que atingem milhões de mulheres no Brasil todos os dias.

LEIA TAMBÉM: ELAS EM LEGÍTIMA DEFESA: CONTUNDENTES HISTÓRIAS REAIS

É lançado exclusivamente em e-book. Durante os três primeiros meses, 100% das vendas serão revertidas para a Associação de Mulheres com Atitude e Compromisso Social (AMAC).

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

  • Experiência Dark Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarksideLançamento

Sabor Amargo, de James Hannaham, chega à DarkSide®

Um homem sem as duas mãos dirige desesperado, tentando fugir de um lugar que não...

Por DarkSide
CuriosidadesFilmes

Invocação do Mal 3: Conheça o Caso Arne Cheyenne Johnson

O casal de demonologistas mais queridos dos darksiders deve voltar em breve aos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

De Andy Warhol a Jay-Z: O teste de Rorschach na cultura pop

Por Cláudio Gabriel Em 1984, cerca de 63 anos após a criação do método original, o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesGraphic Novel

O que o Green River Killer, Ted Bundy e Hannibal Lecter têm em comum?

Para capturar um serial killer às vezes é preciso entrar na mente de um deles. Foi...

Por DarkSide
FilmesMedo Clássico

Como o Horror de Coração das Trevas influenciou Apocalypse Now

No final do século XIX, após um longo período de exploração belga no Congo, o...

Por DarkSide