Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesLivros

Florestas: De lugares encantados a cenários assustadores

Lugares que abrigavam contos de fadas na infância se tornam palco de histórias de terror

01/07/2024

De locais exuberantes e convidativos, povoados por seres mágicos e encantados, a recantos misteriosos e ameaçadores, as florestas há muito têm sido um cenário privilegiado para os mais diferentes tipos de histórias da ficção. Seja na literatura ou no cinema, esses ambientes, que funcionam como um símbolo instigante e, às vezes, ameaçador do desconhecido, são locais propícios para narrativas que vão desde a fantasia infantil até o mais puro terror. 

LEIA TAMBÉM: SE VOCÊ GOSTOU DESTES 8 LIVROS, PRECISA LER O QUE ESTÁ LÁ FORA

Por seu caráter ambíguo, as florestas funcionam como um lembrete de reinos físicos e espirituais que permanecem inexplorados por nós, meros mortais. Resumidamente, elas nos lembram que não conhecemos tudo que está ao nosso redor, o que pode soar bastante perigoso. Isso é algo representado em contos de fadas clássicos, como Chapeuzinho Vermelho e João e Maria, nos quais as florestas desempenham um papel central para as mensagens de alerta que as histórias desejam transmitir. 

Mas talvez nenhuma outra história infantil representa tão bem a ambiguidade da floresta quanto Branca de Neve e Os Sete Anões. Na animação de 1937 feita pela Disney, baseada no conto organizado pelos Irmãos Grimm em 1812, durante a noite o local surge como perigoso e sombrio, apenas para se revelar como um cenário mágico e acolhedor com a luz do sol.

branca de neve

Foram justamente essas facetas versáteis das florestas que as tornaram locais privilegiados para escritores e cineastas contarem suas diferentes histórias. De animais falantes e descobertas mágicas a entidades sobrenaturais e assassinos canibais, embarque com a Caveira nessa viagem poderosa por algumas das florestas mais emblemáticas da ficção.

Lugares mágicos e acolhedores

Você pode apostar que se um filme ou livro envolve alguma criatura mítica, as chances são altas de que ela vive em alguma floresta. É por esse e outros motivos que florestas se tornaram fonte de admiração, acolhimento e magia para muitos leitores e espectadores ao longo do tempo. Para além dos clássicos contos de fadas, uma das primeiras obras literárias a descrever uma floresta encantada foi a popular série The Faraway Tree, escrita pela autora britânica Enid Blyton entre 1939 e 1951. Composta por quatro livros, a série acompanha um grupo de três crianças que se aventura pela floresta perto de sua casa e descobre uma gigantesca árvore mágica, que propicia aventuras por terras fantásticas. 

Outra floresta emblemática da literatura aparece em As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, primeiro livro da série escrita por C. S. Lewis entre 1950 e 1956. Vale lembrar que quando Lucy Pevensie entra pela primeira vez em Nárnia, por meio da parte de trás do guarda-roupa, ela encontra a floresta narniana coberta de neve e gelo devido a um poderoso feitiço. Já em 1945, o filme infantil The Enchanted Forest contou a história de Jackie, um menino que se vê perdido na floresta, mas é encontrado e cuidado por um eremita capaz de se comunicar com animais que o ensina sobre a vida e a natureza. 

Ainda no tema de ensinamentos sobre a vida há No Coração da Floresta, lançamento da marca DarkLove inspirado no conto de fadas “Branca de Neve e Rosa Vermelha” dos Irmãos Grimm. Na obra de Emily Winfield Martin, acompanhamos Neve e Rosa, duas irmãs obrigadas a deixar sua casa após a misteriosa morte do pai. Ao explorar uma floresta em busca de um novo lar, elas descobrem segredos e personagens mágicos em uma jornada encantada sobre coragem, aceitação e mudanças. 

no coração da floresta

Ao longo das décadas, o cinema também embarcou em jornadas encantadas por esses locais mágicos. Em A Lenda, filme de 1985 dirigido por Ridley Scott, o protagonista Jack, interpretado por Tom Cruise, vive em uma floresta encantada habitada por seres fantásticos como elfos, unicórnios e fadas, que se vê ameaçada pelo vilão Darkness, vivido por Tim Curry. O longa A Princesa Prometida, de 1987, também traz a floresta como um lugar central para seu enredo, personificando a versatilidade do cenário quando os protagonistas precisam passar pelo perigoso Pântano de Fogo

No mundo das animações o que não faltam são florestas mágicas, representadas como lares de criaturas místicas e locais de bondade. Basta lembrar de Pixie Hollow, lar da fada Sininho, por exemplo, e das florestas da franquia Shrek, que abrigam os personagens mais icônicos dos contos de fadas em uma roupagem divertida e inusitada.

Em FernGully: As Aventuras de Zak e Crysta na Floresta Tropical, animação de 1992, os habitantes mágicos de uma floresta precisam salvar seu lar da destruição imposta pela exploração madeireira e poluição, enquanto em Reino Escondido de 2013, uma adolescente acaba sendo encolhida e transportada para um floresta misteriosa que rodeia a casa de seu pai, se envolvendo em uma batalha para salvar o local junto de seus habitantes.

ferngully

Há ainda Valente, animação da Disney-Pixar, onde a floresta escocesa é um local etéreo de aventura da Princesa Mérida, que tenta mudar seu destino por meio de um feitiço concedido por uma bruxa. Já no mundo do Ursinho Pooh, criado em 1926 por A. A. Mine, a verídica Floresta de Ashdown se transformou em um ambiente de aventura, diversão infantil e, é claro, animais falantes. 

Muitas produções cinematográficas também constroem as florestas como lugares acolhedores, utilizados como abrigos e meios de fuga. É o caso das diferentes versões do clássico Robin Hood. Tanto na versão animada de 1973 quanto no live action de 1991, o personagem homônimo se refugia junto de seus amigos na Floresta de Sherwood, construindo ali uma calorosa comunidade.

Em Star Wars: O Retorno de Jedi, de 1983, um dos principais campos de batalha é a floresta de Endor, habitada pelos amigáveis e divertidos Ewoks. Já no filme E.T. O Extraterrestre, de 1982, a floresta é utilizada como um meio de fuga quando o pequeno Elliott corre contra o tempo para levar seu amigo para casa. Vai dizer, quem não lembra da icônica cena da bicicleta sobrevoando a floresta pelos céus? 

ET

Cenários misteriosos e ameaçadores

No entanto, nem tudo é magia, acolhimento e fadas. As florestas podem, sim, ser retratadas como lugares misteriosos e ameaçadores, residências de seres sombrios e palcos de atos horríveis. É o caso de O Que Está Lá Fora, romance de Kate Alice Marshall e um dos primeiros lançamentos do projeto especial E.L.A.S – Especialistas Literárias na Anatomia do Suspense da marca Crime Scene Fiction da DarkSide® Books.

Um thriller poderoso sobre amizade, segredos e mentiras, O Que Está Lá Fora traz uma exuberante floresta em Chester, no estado de Washington, que presencia uma maldade indescritível. O lugar se torna palco de um crime assustador quando o corpo de Naomi Shaw é encontrado quase sem vida com dezessete facadas. A jovem sobrevive para identificar e ajudar a capturar seu agressor, um serial killer procurado pela polícia, junto de suas duas melhores amigas. As jovens são consideradas heroínas e décadas se passam desde o incidente. No entanto, a história não foi exatamente desse jeito e o trio guarda segredos profundos sobre o que realmente aconteceu naquela floresta. 

o que está lá fora

Já em Floresta dos Suicidas, o autor Jeremy Bates parte de um lugar verídico para contar uma história para lá de aterrorizante. Lançamento da Caveira, Floresta dos Suicidas se aventura pela floresta Aokigahara no Japão, conhecida como o lugar com a segunda maior taxa de suicídios do planeta.

Na obra, acompanhamos Ethan Childs, um americano residente em Tokyo, que planeja escalar o monte Fuji com a namorada e alguns amigos. No entanto, quando o tempo ruim impede o passeio, o grupo é convencido por uma dupla de turistas israelenses a caminhar pela sinistra floresta. Os problemas começam quando eles acabam perdidos no local, que se mostra cada vez mais perigoso e sobrenatural.

floresta dos suicidas

Precisa de mais florestas sinistras da literatura? A Caveira é o lar de muitas delas. Basta lembrar da floresta que rodeia a casa de Emmy na graphic novel Condado Maldito, a qual abriga os mais diferentes fantasmas, monstros e seres míticos, e da Mata Sombria em O Ano das Bruxas, um lugar sombrio que guarda um passado sangrento e visceral que será descoberto pela protagonista, Immanuelle. 

Caminhando ao lado da literatura, o cinema também é o lar de florestas, matas e bosques misteriosos, personificando a ideia destes lugares como perigosos e incertos. A partir de trilhas estreitas, caminhos isolados e árvores ameaçadoras, o terror mostrou que qualquer floresta, da mais acessível até a mais fechada, pode se tornar sinistra e ameaçadora.  

No icônico Evil Dead: A Morte do Demônio, de 1981, a floresta que circunda a cabana em que Ash e seus amigos se hospedam acaba possuída pelas forças malignas com seus galhos e árvores ganhando vida. Em Pânico na Floresta, longa de 2003 que deu início a uma prolífica e sangrenta franquia, uma floresta na Virgínia Ocidental é o lar de um grupo de canibais desfigurados que perseguem e assassinam viajantes desavisados. 

floresta evil dead

Obviamente não podemos encerrar o assunto de florestas sinistras sem o filme que traumatizou uma geração com esse tema: A Bruxa de Blair. Um dos fundadores do found footage traz a floresta Black Hills em Burkittsville, Maryland, como um local de puro terror quando três estudantes se perdem enquanto filmam um documentário sobre a mítica figura da Bruxa de Blair. A floresta é um elemento tão importante no filme que assume a função de um personagem, funcionando como uma extensão do corpo invisível da bruxa e das outras forças malignas que ali residem.

Sucesso de bilheteria, A Bruxa de Blair não apenas influenciou o cinema nos anos seguintes, como também fez com que muita gente pensasse duas vezes antes de entrar em uma floresta desconhecida. Depois do que foi visto nas telas, é melhor prevenir, não é mesmo? 

De mundos mágicos a cenários de medo, há tempos que as florestas nos mostram sua versatilidade, sendo locais perfeitos para os mais diferentes tipos de histórias e gêneros. Da fantasia ao terror, elas podem ser o lar de criaturas amigáveis, como fadas, ogros e Ewoks, mas também podem abrir bruxas malignas, canibais violentos e espíritos assassinos. Em toda a sua glória e mistério, representados na literatura e no cinema, estes locais vivem na nossa imaginação e alternadamente assumem papéis de amigos, inimigos e até mesmo de meios de fuga. Suas facetas variam, mas uma coisa é certa: elas nunca deixam de nos surpreender e fascinar.  

LEIA TAMBÉM: 8 CURIOSIDADES SOBRE A FLORESTA DE AOKIGAHARA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

No Coração da Floresta + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Que Está Lá Fora + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Floresta dos Suicidas + Brinde Exclusivo
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide