Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Graphic Novel

Paraíso Perdido: 5 curiosidades sobre autor e obra

John Milton dedicou-se de corpo e alma à Literatura

Nascido no dia 9 de dezembro de 1608, John Milton foi um poeta e intelectual inglês que dedicou a maior parte da sua vida à escrita. Enquanto cursava Artes na faculdade, escreveu seus primeiros poemas e sonetos em latim, italiano e inglês, certo de que estava destinado a este ofício. Crítico da Monarquia e de sua censura, foi perseguido pelo teor de suas obras que apoiavam a República e defendiam o divórcio. Apesar de ter sido considerado radical, foi um religioso fervoroso e a maior parte da sua produção literária refletia essas crenças.

Nascido em uma família rica, Milton teve professores particulares e se graduou em Artes pelo Christ’s College, obtendo um mestrado logo em seguida (1632). Com amplo conhecimento em diversas línguas, Milton embarcou em viagens que moldariam sua personalidade e literatura, sendo reconhecido como um dos maiores autores da Língua Inglesa.

Créditos: Getty Images

Sua obra mais conhecida é “Paraíso Perdido”, que virou um marco na literatura. Seus dez mil versos sobre a criação do mundo, a tentação e o desejo por redenção receberam reconhecimento instantâneo e serviram de inspiração para peças de teatro, músicas, pinturas e livros. Conheça agora 5 curiosidades sobre a obra e seu autor.

1. Areopagítica

A 1ª obra de Milton que alcançou sucesso internacional foi a sua Areopagítica, um discurso escrito que criticava a censura imposta pela Ordenação de Licença de 1643, uma exigência do Parlamento para que os autores tivessem uma aprovação prévia do Governo antes de publicarem suas obras.

Créditos: Wikipédia

Considerada uma das obras mais influentes da defesa da liberdade de expressão, uma citação sua foi colocada em destaque na entrada da Sala de Leitura Principal da Biblioteca Pública de Nova York: “Um bom Livro é o precioso sangue vital de um espírito mestre, embalsamado e entesourado de propósito para uma vida além da vida”.

2. Três fases de sua carreira

Nos mais de 40 anos dedicados à literatura, é possível dividir suas obras em 3 grandes fases:

– 1631 – 1640: Suas obras se dedicavam a temas campestres e alegres, tendo publicado também algumas fábulas;

– 1641 – 1660: Obras mais voltadas para a igreja, revolução e ataques à Monarquia;

– 1661 – 1674: Após a perda da visão, Milton começa a ditar “Paraíso Perdido”, sua obra-prima composta de mais de 10.000 versos. Nesse período suas obras estão cada vez mais focadas em temas religiosos e ele também publica “O Paraíso Reconquistado”.

3. Paraíso Perdido

Sua obra-prima foi publicada em 1667 e narra as ações dos anjos caídos após sua rebelião contra o Criador. 

Satanás presidindo o conselho infernal – John Martin

Satanás, anteriormente conhecido como Lúcifer, lidera outros anjos rebeldes em busca de vingança contra sua queda. Após muita deliberação por parte dos caídos, fica decidido que a melhor vingança seria afastar o Homem, a última criação de Deus, da vida perfeita e ilibada à qual ele estava destinado.

A partir daí a obra narra a estratégia usada pelos anjos caídos para tentarem Adão e Eva e sua consequente queda e expulsão do Paraíso.

Até hoje estudiosos e críticos debatem se a obra possui um caráter acusatório em relação à Monarquia ao incitar uma guerra contra o “Monarca terrível do Céu”, transformando a guerra entre os anjos em uma espécie de guerra civil.

4. A obra inspirou Andrew Pyper

Em “O Demonologista”, Andrew Pyper nos leva a um macabro passeio por Veneza e pelo próprio inferno depois que o professor David Ullman, especialista na obra de Milton, aceita um convite para presenciar um fenômeno paranormal. 

O que seria apenas uma boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha se transforma em uma jornada assustadora em que Ullman precisa lutar contra forças que ele duvida existirem para resgatá-la.

E tudo isso acontece enquanto ele decifra pistas deixadas na obra “Paraíso Perdido”.

LEIA TAMBÉM: ANDREW PYPER: CONHEÇA A CARREIRA DO ESCRITOR

5. Paraíso Perdido é DarkSide® Books

A colossal obra de Milton foi reimaginada pelo premiado quadrinista e ilustrador espanhol Pablo Auladell. Com seu traço sombrio, quase desolado, o tributo captura o lirismo de Milton para quem ainda não teve o prazer de ler os cantos originais. Ao mesmo tempo, complementa a experiência do leitor, dando ainda mais vida ao texto.

Assim como o poema ganhou notoriedade pela beleza de suas palavras, a graphic novel conquista pelas imagens, retratando a complexidade e tragédia de uma história atemporal com um toque pessoal, mas que respeita totalmente o texto original de John Milton.

LEIA TAMBÉM: PARAÍSO PERDIDO É DARKSIDE® BOOKS

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Paraíso Perdido + Brinde Exclusivo
R$ 119,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Demonologista
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Silvestre + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CaveirinhaFábulas DarkListas

6 Curiosidades macabras sobre Alice no País das Maravilhas

Alice no País das Maravilhas é um daqueles clássicos que fazem parte da nossa...

Por DarkSide
Crime SceneSéries

Ilana Casoy apresenta 2ª temporada de “Em Nome da Justiça”

Estreou no sábado, 22 de Janeiro, a 2ª temporada da série “Em Nome da...

Por DarkSide
Crime SceneListas

Conheça os 6 Serial Killers mais letais do mundo moderno

Se você é fã do selo Crime Scene® já deve estar familiarizado com alguns nomes de...

Por DarkSide
Cine Book ClubFilmesListas

Tobe Hooper, o pai do slasher + 6 obras para conhecer o cineasta

Tobe Hooper foi um dos grandes cineastas do horror, se envolvendo em mais de 20 filmes...

Por DarkSide
AnimaçãoGraphic NovelMúsica

Longa de A Menina do Outro Lado anuncia sua música-tema

No último dia 19 de janeiro foi anunciada a música-tema para o longa de animação de...

Por DarkSide