Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesFirestar Videolocadora

Pumpkinhead: Muito mais que um filme de monstros

Obscuro, sombrio e profano

28/07/2023

Não é segredo que nós adoramos trazer filmes subestimados de volta à vida, então hoje falaremos de um título que estava em onze de cada dez videolocadoras da cidade, mas que raramente conseguia um lugar de destaque entre os mais alugados. Parte da culpa — e não é exatamente uma raridade — era a própria comunicação da capa da fita VHS, que falhava miseravelmente em conseguir transmitir toda a amplitude e profundidade desse filme aos disputados consumidores de horror. Era um mundo cruel, um mundo concorrido e impiedoso onde figuravam ícones como Freddy Krueger, Jason Vorhees e Pinhead.

LEIA TAMBÉM: 976-EVIL: DISCAGEM DIRETA AO ALÉM

Concebido e dirigido em 1988 por Stan Winston, Pumpkinhead, batizado por aqui de Pumpkinhead: A vingança do Diabo, pode ter se banhado na mesma fonte de Stephen King em Pet Sematary — que aliás ganhará outra ramificação audiovisual em breve. Mas nada que anule ou resuma esse filme a uma mera cópia do original de nossa realeza (ademais, a primeira adaptação de Pet Sematary surgiria somente em 1989, um ano após Pumpkinhead ter estreado). Enquanto Pet Sematary se inicia de uma maneira bastante calorosa e familiar, todo o calor dos primeiros minutos de Pumpkinhead nasce das chamas.

O filme se inicia no passado, com um homem abrigando seus animais para que eles não sejam atacados por… alguma coisa. “Vai ficar tudo bem?” “Eu deveria estar com medo?”, a mulher do homem pergunta quando ele retorna à casa. Logo depois ouvimos os pedidos desesperados de um segundo homem, e temos vislumbres de uma criatura demoníaca, através da curiosidade de um menino, Ed Harley. Sem dúvida nenhuma: é um baita começo.

Desse ponto, somos lançados ao presente, e o menino se tornou o Ed Harley adulto, interpretado por um Lance Henrikson (Bishop em Alien) saradão, pai de família e queimado de sol. Ed Harley é um homem simples, viúvo e dono de um armazém esquecido pelo mundo, que tenta ganhar sua vida de forma simples e honesta. O problema com homens como Ed Harley é sempre o mesmo: playboys da cidade grande e suas escolhas idiotas para conseguirem diversão. O caso é que esse grupo de jovens liderados por um babaca um pouco mais babaca que os demais acaba estacionando seus carros e suas motos no armazém de Ed Harley, e então… acho que não vou dizer tudo, mas acontece a pior desgraça que pode se abater sobre um pai ou uma mãe. Também ouso dizer que a cena é tão traumática à audiência que não deve muito ao atropelamento de Gage Creed (de Pet Sematary).

pumpkinhead

A partir dessa tragédia o filme se divide em várias camadas, e os dois núcleos mais importantes são a busca de vingança de Ed Harley e a tentativa de sobrevivência dos jovens atordoados que não conseguiram assumir as consequências de seus atos.

LEIA TAMBÉM: THE STUFF: VOCÊ SEMPRE VAI QUERER MAIS!

Pumpkinhead é um filme obscuro, sombrio e profano, e flerta com a ideia (que talvez não seja apenas uma ideia) de que existem lugares mágicos e ancestrais, florestas e pântanos onde o tecido que separa o mundo real das dimensões espirituais é tão fino que permite ser transpassado. Em seu desespero, Ed Harley procura por uma anciã que habita um desses lugares, uma mulher conhecida da região por fornecer reparação a homens injustiçados e traídos pelo destino como ele. A cena dessa “negociação” é pesada, noir e bastante crível, e podemos, com um pouco de esforço, entrar no casebre onde essa mulher vive, podemos escalar os bosques enevoados na companhia de Ed Harley, podemos, até mesmo, cavar sepulturas onde dezenas de crianças indesejadas foram — supostamente — enterradas.

pumpkinhead

O filme apresenta lugares e pessoas esquecidas nos confins da América, escolha que lembra um pouco os ares de O Massacre da Serra Elétrica, seja pela paisagem árida, seja pela simplicidade rústica quase inacreditável das pessoas locais.

Na região, o monstro que dá nome ao filme tem o apelido de “Cabeça de Abóbora”, não devido ao formato de sua cabeça, que em certo ponto se assemelha ao xenomorfo de Alien, mas por ter nascido em um local amaldiçoado onde se enterram abóboras. Os efeitos práticos dessa criatura são muito bons, e graças aos deuses do horror ninguém abusou do CGI nesse filme.

Inspirado por um poema de Ed Justin e bebendo de mitologias próprias, misticismo e pactos obscuros, o filme cria sua própria magia corrompida para trazer de volta ao mundo, seguidas vezes, um demônio que personaliza o próprio desejo de vingança. A que custo essa reparação será alcançada, o espectador terá que calcular por si só, mas podemos adiantar que na maioria das vezes o caminho se confunde com algumas encruzilhadas do inferno.

pumpkinhead

Para os que gostam de bons filmes de terror e continuam apaixonados por Pet Sematary, esse filme acerta em cheio. Não se deixe intimidar pela promessa simplificada de um simples filme de monstro dos anos 1980, com enredo meia-boca e efeitos práticos econômicos, Pumpkinhead é muito mais que isso: é uma venenosa, cruel e tortuosa história de vingança.

Então, se a coragem não lhes faltar, aperta logo esse play! 

Você pode assistir ao trailer aqui:

LEIA TAMBÉM: PHANTASM: O FUNERAL ESTÁ PRESTES A COMEÇAR

Sobre Cesar Bravo

amplificador cesar bravoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, DVD: Devoção Verdadeira a D., 1618 e Amplificador.

1 Comentário

  • Ana Karolina

    28 de julho de 2023 às 14:16

    eu amoooo

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Tom Savini: Vida Monstruosa + Brindes Exclusivos
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
GamesMacabraNovidades

Conheça o jogo de tabuleiro de Condado Maldito

Se você é fã da série de graphic novels Condado Maldito e gosta de jogos de...

Por DarkSide
CuriosidadesFilmesWish

10 Curiosidades sobre o filme A Lagoa Azul

Se você cresceu entre os anos 1980 e 1990 provavelmente já passou alguma tarde...

Por DarkSide
CuriosidadesListas

Conheça as bandeiras do movimento LGBTQIAP+

O arco-íris você já deve conhecer bem. A bandeira mais popular associada aos...

Por DarkSide
DarkloveLançamento

Lançamento: Afrofutulírica, por Eve L. Ewing

Afrofutulírica, de Eve L. Ewing, é uma jornada pelos caminhos que nos transformam em...

Por DarkSide
DarkloveLançamento

Lançamento: Menina Deusa: Um Mito Moderno, por Nikita Gill

Menina Deusa, da renomada autora Nikita Gill (Contos de Fadas & Poemas Vorazes para...

Por DarkSide