Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesFábulas DarkFilmes

Wicked: O livro, o musical, o filme

A evolução do clássico contemporâneo sobre o mundo de Oz

29/02/2024

Que Dorothy nos desculpe, mas há muito que a Bruxa Má do Oeste conquistou nossos corações trevosos. A icônica bruxa verde, que apareceu pela primeira vez no clássico O Mágico de Oz de L. Frank Baum, ganhou ainda mais notoriedade com a adaptação cinematográfica homônima de 1939 dirigida por Victor Fleming. Dona de uma aparência peculiar, obcecada pelos sapatinhos de rubi e acompanhada por seus macacos voadores, a personagem definitivamente roubou a cena. Nascia assim uma das antagonistas mais icônicas da ficção. 

LEIA TAMBÉM: 10 HISTÓRIAS DE BRUXA DA DARKSIDE QUE VÃO TE ENFEITIÇAR

Mas, e se essa antagonista não fosse tão má quanto achávamos que ela era? Foi a partir dessa simples, mas complexa, pergunta que tudo mudou. Foi em 1995 que o escritor Gregory Maguire decidiu reimaginar e expandir o universo criado por L. Frank Baum, dando uma nova roupagem à Bruxa Má do Oeste, agora conhecida como Elphaba, e focando em sua amizade com Glinda. Nascia assim outro clássico da literatura: Wicked

wicked

De livro a musical de sucesso da Broadway, Wicked se tornou um fenômeno cultural e como muitos outros que vieram antes dele, como O Fantasma da Ópera e Os Miseráveis, chegou finalmente sua hora de ir para as telonas. Dividida em duas partes, programadas para novembro de 2024 e novembro de 2025, a adaptação dirigida por Jon M. Chu traz Cynthia Erivo e Ariana Grande nos papéis principais, além de outros nomes famosos como Michelle Yeoh e Jeff Goldblum. Com o trailer liberado há pouco tempo, a Caveira já está contando os dias para conferir essa emocionante história nos cinemas.

Enquanto aguardamos a hora de desafiar a gravidade com Elphaba e Glinda, embarque conosco em uma viagem para Oz nesta recapitulação do universo mágico de Wicked.

Surge um novo clássico

Em 1995, o autor americano Gregory Maguire lançou seu primeiro livro voltado para o público adulto. Uma homenagem e reimaginação de O Mágico de Oz, Wicked conta a história da Bruxa Má do Oeste antes, durante e depois dos eventos envolvendo Dorothy e seus amigos.

Nomeada de Elphaba, a protagonista nasce com um tom de pele verdejante e uma aptidão para a magia. Rejeitada desde cedo e encarregada de cuidar da irmã mais nova, Nessa, ela é enviada para a Universidade de Shiz onde conhece a jovem Galinda (que posteriormente encurta o nome para Glinda). Colocando as duas bruxas no centro da narrativa, Gregory Maguire criou um mundo sombrio e belo, cheio de intrigas políticas e rivalidades que abordam temas universais em uma jornada sobre amizade, acolhimento e preconceitos. 

gregory maguire

Um dos pontos principais de Wicked é a busca de Elphaba por aceitação em uma sociedade que continuamente a rejeita. No entanto, quando a talentosa jovem se depara com um governo mágico corrupto e intolerante sua visão de mundo é abalada e ela encontra um novo propósito de vida, sendo guiada por ideais de igualdade e liberdade. É justamente por esses questionamentos perante indivíduos poderosos que nossa protagonista recebe a alcunha de temida “Bruxa Má do Oeste” e passa a ser enxergada como perigosa e cruel.

Idealizado como uma biografia da Bruxa Má do Oeste, Wicked segue Elphaba desde o nascimento até o fim de sua vida. O livro foi um sucesso estrondoso justamente por mostrar a tradicional vilã de O Mágico de Oz de forma mais favorável, explorando temas como o propósito de vida, governos totalitários, o problema do mal e a violência da intolerância

Além disso, um dos aspectos de Wicked que chamou a atenção foi sua abordagem ousada da história original. Enquanto O Mágico de Oz é voltado para o público infantil, a obra de Maguire traz uma narrativa adulta, que não tem medo de temas pesados. O autor, inclusive, ficou conhecido por sua abordagem adulta de histórias infantis, como Cinderela e Branca de Neve.

wicked

Enquanto grande parte do livro foi incorporado no musical, a obra da Broadway suavizou muitas coisas. Um exemplo, é que no livro Elphaba é resultado de uma violência sexual sofrida por sua mãe, enquanto sua irmã, Nessa, nasceu sem os braços provavelmente devido a um remédio consumido durante a gravidez para evitar que a menina nascesse com a mesma pele verde da irmã. 

Wicked também aborda outros assuntos que foram deixados de lado pelo musical, como sexualidade e violência. Um dos pontos é que vários personagens encontram finais ainda mais trágicos nas páginas de Maguire. A própria Elphaba conta com dentes afiados que lhe rendem um ar ameaçador e sua relação com Fiyero é aprofundada, ganhando contornos adultos e um desfecho bastante diferente do apresentado nos palcos. 

LEIA TAMBÉM: WICKED: 10 CURIOSIDADES SOBRE O MUSICAL

Há também o detalhe de que Wicked é o primeiro livro de uma série que ressignifica o mundo e os personagens de Oz. Isso quer dizer que a história continua para muito além da biografia de Elphaba, encontrando novos protagonistas em Son of a Witch (2005), A Lion Among Men (2008) e Out of Oz (2011). 

Desafiando a gravidade na Broadway

Em 1996, Stephen Schwartz, responsável por musicais de sucesso como Godspell e Pippin, estava de férias no Havaí quando uma amiga mencionou estar lendo um romance sobre as origens da Bruxa Má do Oeste. Interessado, Schwartz foi atrás do tal livro. Era Wicked do escritor Gregory Maguire. Assim que as férias terminaram, ele ligou para seu advogado para obter os direitos da obra e transformá-la em um musical. 

stephen scwartz

O compositor e letrista passou então cinco anos adaptando o livro para o palco. Após receber apoio do produtor Marc Platt em 1998, Schwartz mergulhou de vez no desenvolvimento do musical e trouxe para o projeto Winnie Holzman, aclamada escritora de televisão. Junto das contribuições de Platt, a dupla adaptou o romance de Maguire, cortando algumas coisas e adicionando seu próprio toque. O tempo passou e em outubro de 2003 Wicked: A História Não Contadas das Bruxas de Oz chegou no Gershwin Theatre na Broadway. 

Apesar das alterações, a essência do trabalho de Maguire permaneceu no show. Wicked: A História Não Contadas das Bruxas de Oz começa antes dos eventos de O Mágico de Oz, eventualmente se sobrepondo com a chegada de Dorothy no segundo ato, e narra a história de origem de Glinda, a Boa, e Elphaba Thropp, mais tarde conhecida como a Bruxa Má do Oeste. Com personalidades opostas, logo as duas deixam a inimizade de lado e formam um vínculo improvável, construindo uma amizade emocionante que muda para sempre suas vidas e o destino de Oz.

O musical foi um sucesso instantâneo. Enquanto a grande maioria das produções leva cerca de dois a três anos para recuperar o investimento financeiro, Wicked rapidamente conquistou o coração dos fãs e uma bilheteria impressionante. Em apenas catorze meses o show obteve o retorno de todo o seu investimento inicial e levou 10 indicações ao Tony Awards. As atrizes que originaram Elphaba e Glinda, respectivamente, Idina Menzel e Kristin Chenoweth, foram indicadas na categoria de Melhor Atriz, com Menzel ganhando a estatueta. 

wicked

Com músicas marcantes e efeitos de tirar o fôlego, que incluem Elphaba voando pelos ares ao som de “Desafiando a Gravidade”, Wicked se transformou em um dos musicais mais famosos de todos os tempos e é um fenômeno cultural. Em 2023, a produção comemorou seu 20º ano em cartaz na Broadway, além de inúmeras turnês e montagens no Reino Unido, Alemanha, Austrália, Japão e Brasil.  

É claro que não demorou para que Wicked caminhasse na mesma direção que outras produções igualmente icônicas: o cinema. 

Glinda e Elphaba nas telonas

A ideia para uma adaptação cinematográfica surgiu logo em 2004. No entanto, foi apenas em 2010 que começou a ser noticiado que os diretores J. J. Abrams, Ryan Murphy e Rob Marshall estavam sendo cotados para o projeto. Em julho de 2012, parecia que o filme finalmente sairia do papel com produção da Universal Studios e com o cineasta Stephen Daldry na direção. Winnie Holzman, responsável pelo libreto do musical, também foi contratada para escrever o roteiro. 

winnie holzman

Em 2016, foi anunciado que o filme chegaria aos cinemas em dezembro de 2019, ainda com direção de Daldry e com os criadores do musical, Holzman e Schwartz, responsáveis pelo roteiro. No entanto, em 2018, devido a problemas no cronograma da produção, a Universal colocou o filme em espera e deu prioridade para outra adaptação musical que ocupou a data de lançamento: o polêmico Cats, fracasso de bilheteria e críticas. 

Entre inúmeras novas datas e filmagens adiadas, o filme de Wicked sofreu mais um contratempo no início de 2020 devido à pandemia da covid-19. Como se não bastasse, em 2020 foi anunciado que Stephen Daldry havia abandonado o projeto devido a conflitos de agenda, sendo substituído em fevereiro de 2021 por Jon M. Chu, que tinha no currículo o musical Em Um Bairro de Nova York de Lin-Manuel Miranda, o especial de 30 anos de A Bela e a Fera e o filme de comédia Podres de Ricos

Ao longo dos próximos três anos, o destino do filme parecia bastante incerto. Entre filmagens adiadas e falta de informação, os fãs enfim enxergaram uma luz no fim do túnel ao final de 2021 quando foram anunciados alguns nomes que fariam parte do elenco, que se mostrou uma mistura de atores de Hollywood com atores da Broadway. O papel central de Elphaba foi para a vencedora do Tony, Cynthia Erivo, que havia feito sua estreia na Broadway em 2015 em A Cor Púrpura, enquanto a cantora e vencedora do Grammy Ariana Grande foi escalada como Glinda. 

elphaba e glinda

Já nos papéis coadjuvantes em 2022 foram anunciados nomes de peso do cinema hollywoodiano. Michelle Yeoh, recém-vencedora do Oscar por Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo, vai dar vida a Madame Morrible, a rígida diretora da Universidade Shiz, e Jeff Goldblum, que conta no currículo com Jurassic Park e A Mosca, vai encarnar O Mágico. O papel do Munchkin Boq foi para Ethan Slater, conhecido por interpretar Bob Esponja no musical homônimo, enquanto o galanteador Fiyero, interesse amoroso de Elphaba e Glinda, foi para Jonathan Bailey, que ganhou destaque na série Bridgerton

Com o projeto caminhando, os fãs não conseguiam deixar de pensar: “como adaptar um musical tão amado e único?”. Afinal, sabemos que para a adaptação do palco para as telas funcionar são necessárias algumas liberdades criativas para que a história funcione no formato cinematográfico. Ao mesmo tempo, é preciso também manter a essência do show e do livro. Foi pensando nisso e não querendo cortar números musicais e personagens importantes que o diretor Jon M. Chu explicou a decisão de dividir a adaptação em dois filmes: a primeira parte com estreia para 28 de novembro de 2024 e a segunda para exatamente um ano depois, em 26 de novembro de 2025. 

Diferenças entre o musical e o filme

Finalmente, no dia 7 de dezembro de 2022 foi confirmado via postagens no Instagram que as filmagens haviam começado. Contudo, em julho de 2023 mais problemas surgiram: a produção precisou ser interrompida devido à greve dos sindicatos de roteiristas e atores. Depois de muita dor de cabeça e incerteza, eis que finalmente as filmagens de Wicked se encerraram oficialmente em janeiro de 2024. No dia 11 de fevereiro, durante o intervalo do Super Bowl, fomos contemplados com o aguardado trailer, que deu aos fãs um pequeno vislumbre do que esperar, mostrando cenários mágicos e momentos chave do musical

Como era esperado, o filme segue o roteiro do musical, incorporando muitas das mudanças feitas pela produção da Broadway em relação ao livro de Gregory Maguire. Contudo, já podemos nos preparar para algumas surpresas e novidades. Desde 2016, o compositor Stephen Schwartz vem anunciando que o filme contará com novas músicas, escritas exclusivamente para suprir a demanda da história e que serão apresentadas na segunda parte. 

O trailer também revelou outra alteração de uma parte importante do musical, que está relacionada a O Mágico de Oz. No vídeo divulgado recentemente, foi confirmado que Dorothy terá sua presença ampliada. Isso porque no show, a garotinha nunca é mostrada explicitamente para o público. Por mais que seu papel seja fundamental para o musical, que em determinado momento se sobrepõe ao filme de 1939, a personagem nunca é vista no palco. A única coisa que vemos é sua silhueta retro iluminada. Por meio desse truque inteligente, Dorothy faz uma breve aparição, de forma que quando os personagens precisam interagir com ela é sempre em uma direção fora do palco. 

dorothy wicked

Por mais que funcione muito bem no teatro, sabemos que seria difícil contornar essa questão no cinema. Ainda não sabemos qual papel Dorothy irá desempenhar no filme, mas o trailer já confirmou que a personagem vai aparecer em carne e osso, embora seu rosto não tenha sido revelado. Agora basta esperarmos mais informações e imagens. 

Conheça Oz com a Caveira

E aí, quem também está ansioso para conferir a história de Elphaba e Glinda nas telonas? Por aqui, a Caveira está com dificuldades em conter a empolgação e já está contando as horas para essa aguardada estreia. A boa notícia é que enquanto Wicked não chega nos cinemas, os DarkSiders podem conferir essa jornada emocionante no livro que deu origem ao musical e ao filme! 

Você pode retornar para a história original de Gregory Maguire, que aterrissou sua vassoura aqui na DarkSide® Books, e descobrir mais desse mundo deslumbrante cheio de personagens cativantes. Para os nostálgicos há também a oportunidade de voltar para onde tudo começou com o clássico O Mágico de Oz de L. Frank Baum, que está disponível na Caveira em duas versões: a Emerald Edition e a First Edition

o mágico de oz

Siga a estrada dos tijolos amarelos, desafie a gravidade e deixe-se levar pela magia emocionante de Wicked. Oz nunca mais será a mesma.  

LEIA TAMBÉM: 15 MÚSICAS PARA SENTIR A MAGIA DE WICKED

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Wicked + Brindes Exclusivos
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneCuriosidades

Jane Toppan: Conheça o caso dessa lady killer

Conhecida como “a primeira serial killer dos Estados Unidos”, Jane Toppan se valia...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Deadly Blessing: Wes Craven, pesadelos e Sharon Stone

Alguns mestres supremos do terror se tornaram tão fortemente associados a algumas de...

Por Cesar Bravo
FilmesNovidades

Blumhouse fará um novo A Bruxa de Blair com a Lionsgate

Jason Blum vai reviver A Bruxa de Blair — e se você não captou o que significa essa...

Por DarkSide
Crime SceneLançamento

Lançamento: Lady Killers Profile: Jane Toppan, por Harold Schechter

Em 1891, Jane Toppan jurou cuidar e proteger em sua profissão como enfermeira...

Por DarkSide
Crime SceneNovidades

O.J. Simpson morre aos 76 anos

Aos 76 anos de idade, O.J. Simpson faleceu em decorrência de um câncer nessa...

Por DarkSide