Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesListas

10 Filmes de terror brasileiros para morrer de orgulho

A Caveira convocou uma seleção poderosa de produções

01/12/2022

A cada quatro anos os brasileiros se reúnem com um motivo em comum: a Copa do Mundo. Torcemos muito pela nossa seleção e sonhamos com a conquista de mais um troféu. Uma coisa é certa, somos conhecidos mundialmente pelo nosso futebol, e quando o assunto é Copa do Mundo, o Brasil (geralmente) dá um show de bola

LEIA TAMBÉM: 7 FILMES PARA CONHECER O CINEMA BRASILEIRO DE TERROR

Sabe outra coisa da qual nós, brasileiros, devemos ter muito orgulho? Do nosso cinema de terror nacional! Engana-se quem acha que o Brasil não produz filmes de terror de qualidade. Pelo contrário. O que a história nos mostra é que somos experts em lançar e contar histórias para lá de assustadoras.

E se você precisa ser convencido disso, a Caveira separou 10 filmes de terror made in Brasil imperdíveis. Prepara a pipoca e vem com a gente! 

1. À Meia-noite Levarei sua Alma (1964)

Geralmente quando pensamos em cinema de terror brasileiro, a primeira coisa que vem à mente é o icônico Zé do Caixão. Com suas roupas pretas, unhas compridas e cartola icônica, o personagem criado por José Mojica Marins teve sua primeira aparição cinematográfica em 1964 no filme À Meia-Noite Levarei Sua Alma

Inspirado em Drácula de Béla Lugosi, Mojica interpreta um cruel e sádico coveiro que aterroriza os moradores de uma pequena cidade do interior, debochando de símbolos e dias sagrados. Ele também flerta com poderes sobrenaturais em uma busca enlouquecida pela continuidade de seu sangue. 

Zé e Mojica acabaram se tornando um só. Algo enorme. O símbolo do terror nacional. Conquistando o coração dos brasileiros e abrindo o caminho para diversas produções sangrentas nas décadas seguintes, Coffin Joe, como é carinhosamente conhecido em inglês, é motivo de orgulho para o nosso país, sendo ídolo de figuras como Tim Burton e Rob Zombie

zé do caixão

2. Esta Noite Encarnarei no teu Cadáver (1967)

Segunda parte da trilogia Zé do Caixão, Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver começa onde o primeiro filme termina e traz o retorno do personagem em sua busca incansável por uma mulher que gere o filho perfeito. Cada vez mais maligno, as perversidades de Zé escalonam quando, com a ajuda de um fiel assistente, ele sequestra seis belas jovens. 

Outro clássico do terror brasileiro Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver foi produzido durante a Ditadura Militar, sendo censurado na época de seu lançamento, o que fez com que algumas falas fossem reformuladas por serem consideradas “polêmicas” demais. Assim como seu antecessor, o longa foi filmado em preto e branco, mas conta com uma única cena em cores: quando Zé tem um pesadelo e desce ao inferno. Realmente, às vezes o inferno é muito mais colorido do que a vida comum

LEIA TAMBÉM: 8 FATOS POUCO CONHECIDOS SOBRE ZÉ DO CAIXÃO

3. O Lobo Atrás da Porta (2013)

Não existe horror pior do que aquele que é puramente humano. Sem monstros, fantasmas ou demônios. Nenhum pingo de sobrenatural. Apenas o ser humano sendo a pior criatura possível. 

É isso que assusta em O Lobo Atrás da Porta, longa dirigido por Fernando Coimbra e protagonizado por Leandra Leal. Mistura de terror, suspense e drama, o filme acompanha a investigação em torno do desaparecimento de uma criança, revelando aos poucos uma trama violenta e cruel. A história é baseada em um caso real que chocou o Brasil na década de 1960 e ficou conhecido como Fera da Penha.  

o lobo atrás da porta

4. As Fábulas Negras (2015)

O imaginário brasileiro está povoado por seres folclóricos e lendas urbanas. Histórias que imprimem identidades regionais e que muitas vezes possuem aquele sutil toque macabro para nos deixar um pouquinho assustados. Partindo dessa premissa, As Fábulas Negras reúne quatro diretores que trazem importantes personagens do folclore brasileiro. Tudo com muito terror, é claro. 

José Mojica Marins dirige “O Saci”, com um toque macabro para o lendário garoto de uma perna só. Enquanto isso, Petter Baiestorf traz a figura do Lobisomem em “Pampa Feroz” e Joel Caetano nos assusta com a clássica história da “Loira do Banheiro”. O diretor ficou encarregado de dois segmentos: “Crônicas do Esgoto”, uma bela mistura de lenda urbana com história trash, e “Casa de Iara”, uma nova versão sobre a mãe d’água. 

as fábulas negras

5. Mate-me por Favor (2015)

Ambientado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Mate-Me Por Favor é o primeiro filme de Anita Rocha da Silveira. No longa, a região carioca é afligida por uma série de assassinatos, que despertam a curiosidade mórbida dos jovens locais. O que eles não esperavam era que isso fosse transformar suas vidas. No centro de tudo está Bia, uma adolescente de 15 anos, que após se deparar com a morte vai fazer de tudo para certificar-se de que está viva

Com ambientação urbana centrada no cotidiano de adolescentes e momentos surreais, o filme chamou atenção e estreou no Festival de Cinema de Veneza

mate-me por favor

6. As Boas Maneiras (2017)

Dirigido por Juliana Rojas e Marco Dutra e ambientado na cidade de São Paulo, As Boas Maneiras narra a história de duas mulheres com trajetórias de vida bem diferentes que têm suas vidas entrelaçadas pelo nascimento de um bebê. De um lado, Clara, uma enfermeira solitária e moradora da periferia, que precisa do trabalho para se sustentar e pagar o aluguel. Do outro, Ana, uma mulher rica que mora em um luxuoso apartamento de bairro nobre e procura por uma babá para cuidar do filho que espera. Contudo, conforme a gravidez avança, as coisas vão ficando cada vez mais estranhas e logo percebemos que algo está terrivelmente errado.

Protagonizado por Isabél Zuaa e Marjorie Estiano, o filme une comentários sociais a elementos sobrenaturais, trazendo importantes questões como classe, raça e sexualidade. 

as boas maneiras

7. O Animal Cordial (2017)

Desconfortável e claustrofóbica, a trama de O Animal Cordial se passa em uma única noite quando um restaurante de classe média em São Paulo passa por um súbito assalto. Junto com os funcionários e os clientes, que se tornam reféns, o espectador se sente preso no lugar, que logo se transforma em uma verdadeiro inferno quando a situação escalona para lugares inimagináveis. 

Com direção incrível de Gabriela Amaral Almeida, o filme traz elementos dos slashers e dos home invasions, que contribuem para a criação de momentos aterrorizantes em um ambiente completamente sufocante. Com muito sangue, O Animal Cordial traz em seu âmago temas como luta de classes, machismo, homofobia e violência. O elenco dá um show de atuação, com destaque para Murilo Benício, Luciana Paes e Irandhir Santos

o animal cordial

E você gostou do trabalho de Gabriela Amaral Almeida, não deixe de conferir A Sombra do Pai, filme de 2018 em que a diretora mescla fantasia e horror!

8. O Nó do Diabo (2018)

Composta por cincos segmentos, O Nó do Diabo é uma antologia dirigida por Ramon Porto Mota, Ian Abé, Gabriel Martins e Jhésus Tribuzi. Abordando os horrores da escravidão e sua devastadora e perigosa herança, o palco do filme é uma fazenda de cana de açúcar onde mulheres e homens sofrem nas mãos de um violento senhor de engenho. Cada conto é ambientado em uma época diferente, ao longo de duzentos anos. 

Abordando uma parte triste da história do Brasil, o filme mescla horrores reais com horrores sobrenaturais para denunciar o grande horror do racismo. No elenco temos Zezé Motta, Isabél Zuaa e Everaldo Pontes.

o nó do diabo

9. A Mata Negra (2018)

Rodrigo Aragão é figura carimbada em qualquer lista sobre filmes de terror feitos no Brasil. E não seria diferente por aqui.  

Em uma mata fechada situada no interior do país, a vida da jovem Clara muda terrivelmente de rumo quando ela encontra um livro perdido, que concede poderes a quem o possui. Esse é apenas o início de A Mata Negra, que logo se desdobra em uma série de acontecimentos que evocam toda atmosfera do folclore brasileiro e dos costumes de cidades interioranas. Tudo com muita assombração e maldição.

Esta é a quarta produção de Rodrigo Aragão, que também assina os efeitos práticos e cujo cinema lembra muito o estilo de Sam Raimi e José Mojica Marins. Se você quer conhecer mais do diretor, anote suas outras produções: Mangue Negro (2008), A Noite do Chupacabras (2011), Mar Negro (2013) e o mais recente O Cemitério das Almas Perdidas (2020). 

a mata negra

10. Morto Não Fala (2018)

Baseado em uma história do jornalista e cronista policial Marco de Castro, Morto Não Fala acompanha Stênio, assistente de legista no necrotério de uma grande e violenta metrópole. Durante as madrugadas de plantão, com a chegada contínua de corpos, ele nunca se encontra totalmente sozinho, pois possui o dom de se comunicar com os mortos.

A direção de Dennison Ramalho, que trabalhou com Mojica no roteiro de Encarnação do Demônio, aliada à atuação de Daniel de Oliveira como Stênio e uma história potente, garante um filme indispensável para os fãs de terror.

morto não fala

Agora, se você se interessou pelo filme e deseja conferir o conto original, a boa notícia é que você encontra ele aqui mesmo na DarkSide®! A obra Morto Não Fala e Outros Segredos de Necrotério Marco de Castro traz histórias perturbadoras, atrozes e violentas da capital paulista. Uma leitura visceral que vai virar o leitor pelo avesso

Isso só prova uma coisa: o sangue corre quente tanto na literatura quanto no cinema nacional. E disso temos muito que nos orgulhar.

Viva o terror brasileiro! 

LEIA TAMBÉM: OS HORRORES DE MARCO DE CASTRO

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListas

8 Histórias em quadrinhos nacionais que você precisa conhecer

Quadrinhos são uma fonte rica de informação, entretenimento e de estímulos para a...

Por DarkSide
FilmesResenha

Caveira Viu: O Menu

A alta gastronomia possivelmente nunca esteve tão em alta como nos dias de hoje....

Por DarkSide
CuriosidadesGraphic Novel

Por que ler quadrinhos faz bem ao cérebro?

Houve um tempo em que histórias em quadrinhos eram desprezadas no meio literário....

Por DarkSide
ListasMedo Clássico

A influência de Orlando: Uma Biografia no mundo das artes

Não é novidade para ninguém que Virginia Woolf era uma escritora tão à frente de...

Por DarkSide
FilmesGraphic NovelSéries

Conheça os filmes e séries que inspiraram Hailstone

Horror, ficção científica, ficção histórica, faroeste e mistério se misturam...

Por DarkSide