Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Cine Book ClubListasVários

11 Easter eggs e teorias do trailer final da 4ª temporada de Stranger Things

Descubra as principais pistas dentro do misterioso Rainbow Room

Enquanto a 4ª temporada de Stranger Things não chega e nem tem sua data oficial anunciada, os fãs se agarram a todas as pistas possíveis para antever o que deve acontecer com os personagens de Hawkins e sua sinistra interação com o mundo invertido. Recentemente a Netflix divulgou o trailer final da próxima temporada e isso fervilhou as teorias quanto ao passado e ao futuro da história.

LEIA TAMBÉM: O QUE SABEMOS ATÉ AGORA SOBRE A 4ª TEMPORADA DE STRANGER THINGS

Aliás, se tem algo que a série sabe fazer muito bem desde o seu início é esconder – ou até escancarar – referências de cultura pop, nostalgia oitentista e pistas sobre o que realmente está acontecendo ali. Muitas destas referências estão em Stranger Fans, um livro obrigatório para os fãs mais dedicados da produção dos Irmãos Duffer.

De volta ao enigmático trailer final (que até recebeu um teaser próprio), a primeira impressão é de nada muito interessante acontece. Porém, para os mais atentos e vidrados na história, há muitas pistas nestes poucos segundos que podem revelar acontecimentos cruciais para a trama

O vídeo mostra o misterioso Rainbow Room, com várias crianças estudadas pelo Dr. Brenner, e se encerra na porta do quarto/cela da nossa heroína Eleven. Confira os principais easter eggs captados e as teorias levantadas até aqui:

1. A hora no relógio

O trailer inicia com um relógio de parede prestes a marcar 15h. A escolha desta hora não deve ser aleatória. Com base no teaser que precedeu este trailer, há sete telas de monitoramento do Rainbow Room, todas elas mostrando algum tipo de destruição ou até mesmo sangue. A teoria é de que o dia retratado no vídeo é o da fuga das crianças da instituição, talvez por um motim ou por iniciativa de uma delas.

Créditos: Netflix

A hora marcada no relógio tem um simbolismo muito forte neste sentido. Às 15h as crianças costumam ser liberadas das escolas nos Estados Unidos, metaforicamente, o horário em que as crianças são “libertadas”.

LEIA TAMBÉM: STRANGER THINGS E AS CRIANÇAS DAS CAIXAS DE LEITE

2. De olho em Kali

Se todas as tomadas mostradas do Rainbow Room pela câmera de segurança ocorrem quase que simultaneamente, pode-se concluir que existem onze crianças no quarto – todas com camisolas e cabelos raspados, assim como Eleven, quando foi apresentada na trama.

Créditos: Netflix

Há alguns flashbacks do Rainbow Room na 2ª temporada de Stranger Things, uma delas mostrando Kali, quando ainda era pequena. Aliás, um dos brinquedos que aparecem ensanguentados no teaser é justamente o que Kali segurava neste flashback. Seria este o dia em que ela escapou?

3. As crianças remanescentes

Dentre o jogos que são vistos no Rainbow Room não há nenhum brinquedo simplesmente recreativo, a maioria deles é algum tipo de quebra-cabeça ou atividade que ajude as crianças a desenvolverem seus poderes. Com exceção de um: o plinko.

Créditos: Netflix

Este jogo que parece um pinball é bem conhecido em jogos de auditório como The Price is Right ou The Wall. É um jogo de probabilidades, ou seja, de sorte. Isso nos leva a crer que a criança que está interagindo com ele talvez tenha a capacidade de alterar probabilidades.

Note também as casas em que as bolinhas caíram: 4, 7 e 8. Assumindo que Kali, que é a número 8, ainda está na instituição, pode-se deduzir que as crianças 3, 5 e 6 (outros números que aparecem no enquadramento) talvez não estejam mais por ali.

4. O jogo de xadrez

Apenas um tabuleiro que pode significar tantas coisas! Enquanto o xadrez pode simplesmente ser utilizado para estimular a inteligência, nos experimentos do Dr. Brenner eles podem ser utilizados para estimular a habilidade de prever o futuro. Nas HQs de Stranger Things a cobaia de número 6 aparentemente tem esta capacidade, e é a primeira das crianças a ser enviada ao tanque de privação sensorial, ao qual Eleven também foi submetida.

Créditos: Netflix

Na 1ª temporada, quando Eleven tentou explicar o mundo invertido para os garotos, ela simbolicamente virou o tabuleiro de Dungeons & Dragons de cabeça para baixo, cujo verso era preto. No xadrez há casas pretas e brancas, simbolizando a intercalação entre os mundos – algo que as crianças no laboratório poderiam fazer, tais quais as peças de xadrez. 

5. Eleven é nossa rainha

Ainda sobre o jogo de xadrez, outro ponto curioso é que as peças não são convencionais, elas são esculpidas na forma de pássaros e podem simbolizar a dualidade entre o mundo em que vivemos (brancas) e o mundo invertido (pretas). 

Créditos: Netflix

Numa primeira olhada dá a impressão de que as pretas estariam ganhando o jogo por possuírem mais peças no tabuleiro. Porém, as brancas ainda possuem sua peça mais valiosa: a rainha. Na série, o mundo ainda conta com sua rainha Eleven.

6. Blocos vermelhos e Rússia

Na 3ª temporada, a narrativa de Stranger Things se encontrou com os resquícios da Guerra Fria, que durou até 1991, envolvendo a União Soviética na trama. Em uma das cenas do trailer, uma das crianças monta uma torre com blocos vermelhos, a cor associada à extinta união de países. Em inglês, quadrados vermelhos são chamados de red squares, muito parecido a Red Square, a famosa Praça Vermelha localizada em Moscou.

Créditos: Netflix

Os blocos também podem estar associados à capacidade daquela criança de construir maquinário que possa ser utilizado na guerra entre os dois mundos.

7. A relação com X-Men

Em uma das tomadas, muito discretamente ao fundo, aparecem alguns dados empilhados. Assim como o plinko, dados também estão relacionados à sorte e poderiam ser uma forma de as crianças exercerem seu poder de alterar probabilidades ou prever o futuro.

Créditos: Netflix

Ao longo da série há várias referências de X-Men, como o aparato usado na cabeça de Eleven que se parece com Cérebro, o equipamento do Professor Xavier. Na 1ª temporada é mencionada a edição 134 da HQ, em que há uma referência, quase um spoiler, do final da temporada, quando Eleven age exatamente como a Fênix Negra naquela edição. Mas há outra personagem da Marvel que pode ter relação com o futuro de Stranger Things

8. Feiticeira Escarlate e a bola 8

Nos quadrinhos, a Feiticeira Escarlate tinha como seu poder original influenciar probabilidades. Passado algum tempo, ela desenvolveu a capacidade de alterar a realidade. Isso pode ter relação com a criança sozinha em um canto brincando com a Bola 8, um brinquedo que dá conselhos. 

Créditos: Netflix

A dica mostrada no trailer é “Tudo indica que sim”, o que poderia ser uma validação manipulada por ela ou outra criança para que iniciasse uma fuga ou uma matança no local.

9. “Eleven, você está ouvindo?”

Saindo do Rainbow Room e passando pelos corredores do laboratório, nos deparamos com a porta 11, o quarto/cela de Eleven. Neste instante, ouvimos a voz do Dr. Brenner perguntando: “Eleven, você está ouvindo?”. Esta frase pode significar tanto a indagação de Brenner, para saber se a garota está prestando atenção, mas também é dito pouco antes de ela abrir os olhos – um paralelo com a segunda temporada, quando Eleven consegue encontrar Kali.

Créditos: Netflix

No final da 3ª temporada, a protagonista perde seus poderes. Isso pode significar que nesta temporada as outras crianças do experimento tentem contatá-la através de seus sonhos e isso seria capaz de ajudá-la a recuperar suas habilidades.

LEIA TAMBÉM: STRANGER THINGS: CONHEÇA A ELEVEN DA VIDA REAL

10. Uma criança na União Soviética

Ao longo da história, o público é levado a acreditar que em determinado momento o Dr. Brenner passou a se interessar apenas por Eleven. Além disso, ela não parece ter recordações das outras crianças. Isso pode ter ocorrido após o massacre no Rainbow Room, onde não vemos Eleven naquele momento, segundo o trailer.

Créditos: Netflix

Na 3ª temporada os soviéticos pareciam estar muito bem inteirados dos experimentos que ocorriam em Hawkins, o que nos leva a crer que eles teriam algum tipo de espião por lá. Possivelmente, o massacre no Rainbow Room pode ter sido causado em um sequestro, com os russos levando uma das crianças superdotadas para sua base na União Soviética. Isso pode ter relação com a cena pós-créditos da 3ª temporada em que um agente diz para outro “Não, não o(a) americano(a)”. 

11. Uma das crianças é o Devorador de Mentes

O antagonista de Stranger Things a partir da 2ª temporada, o monstro chamado de Devorador de Mentes, poderia ser uma das crianças do laboratório. Com os indícios de que algumas delas poderiam alterar realidades, é possível que os eventos violentos que se passam no Rainbow Room a partir das 15h possam ter sido provocados por uma delas, que perdeu o controle das habilidades em um acesso de raiva.

Créditos: Netflix

Isso poderia ter levado não apenas a criança em questão a se tornar o Devorador de Mentes, mas poderia ter absorvido as mentes das demais e criado o próprio mundo invertido. Esta é uma teoria que já é ventilada há algum tempo e pode ter relação com o fato de Eleven ser a única coisa da qual o monstro tem medo.

LEIA TAMBÉM: 12 REFERÊNCIAS A CLÁSSICOS DO CINEMA QUE APARECEM EM STRANGER THINGS 3

E você? Captou algum easter egg que não está na lista ou tem alguma teoria sobre os rumos da série? Deixe um comentário para a Caveira!

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Stranger Fans + Brinde Exclusivo
R$ 89,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Tubarão + Brindes Exclusivos
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesHalloweenLançamento

Enfim Halloween!

Em um passado não tão distante, quando ouvimos falar em Halloween, duas coisas...

Por Cesar Bravo
Medo Clássico

Júlia Lopes de Almeida, uma gótica entre nós

Em 1897, 40 intelectuais brasileiros se juntam para fundar a Academia Brasileira de...

Por DarkSide
Crime SceneFilmes

Caso Richthofen: Livro de Ilana Casoy deu origem a dois filmes com pontos de vista diferentes

Em 2002 Suzane von Richthofen assassinou os pais com ajuda do namorado Daniel Cravinhos...

Por DarkSide
DarkloveMagicae

Celebre o início da primavera

Entender o ciclo natural do ano é uma das bases do conhecimento de toda Bruxa Natural...

Por DarkSide
LançamentoMacabra

Lançamento: Grimório Oculto, de John Michael Greer

Como revelar o que não podemos explicar? Acreditar é preciso. Essa é parte da...

Por Macabra