Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Crime SceneListas

5 Serial Killers estudados por Robert K. Ressler

Investigador está de volta com Mindhunter 2

O investigador que deu origem a um dos protagonistas da série Mindhunter está de volta à DarkSide® Books. Robert K. Ressler e Tom Schachtman continuam a compartilhar investigações reais em Mindhunter Profile 2: Mundo Serial Killer, expandindo a pesquisa para as mentes criminosas além dos Estados Unidos.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: MINDHUNTER PROFILE 2: MUNDO SERIAL KILLER, DE ROBERT K. RESSLER E TOM SHACHTMAN

Depois de ajudar a organizar entrevistas no FBI que ajudariam a definir os perfis dos assassinos em série, Ressler se aposentou, mas não deixou a veia investigativa de lado. Ele auxiliou em casos de todo o mundo, da África do Sul até o Japão.

Mas antes de carimbar o passaporte de investigações internacionais, Robert K. Ressler investigou, entrevistou e estudou algumas das mentes mais perturbadas – e perturbadoras – dos EUA. Confira a seguir alguns dos serial killers que cruzaram seu caminho:

1. John Wayne Gacy

O infame Killer Clown foi um serial killer e predador sexual que atacou e matou pelo menos 33 jovens e crianças. Na vida pública, John Wayne Gacy era um empreiteiro que se apresentava como o Palhaço Pogo nos hospitais infantis da região.

Ele atraía garotos para sua casa prometendo truques de mágica. Com a emboscada, estuprava e torturava suas vítimas antes de matá-las asfixiadas ou estranguladas. Ele foi condenado por 33 homicídios e sentenciado à morte, passando 14 anos no corredor da morte antes de sua execução em 1994.

Créditos: Bureau of Prisons/Getty

Após sua prisão, Gacy afirmou não ter agido sozinho nos crimes, perguntando se seus comparsas tinham sido presos também. O fato foi endossado pela defesa e por investigadores, que levantaram a possibilidade de ele não ter cometido os crimes sozinho. 

Em 1980 ele foi entrevistado por Robert K. Ressler, que trabalhava na catalogação de perfis para o FBI na época. Na ocasião, ele informou que alguns de seus funcionários na construtora auxiliaram em vários assassinatos. O próprio Ressler acreditava que tinha muita coisa mal-explicada no caso de Gacy e que ele provavelmente tinha feito mais do que 33 vítimas fatais. O criminoso jamais confirmou ou negou as suspeitas do investigador. A entrevista pode ser conferida em Mindhunter Profile 2.

LEIA TAMBÉM: KILLER CLOWN PROFILE: A HISTÓRIA SINISTRA DE JOHN WAYNE GACY

2. Jeffrey Dahmer

Também conhecido como o Canibal de Milwaukee, Jeffrey Dahmer assassinou e esquartejou dezessete homens e meninos entre os anos de 1978 e 1991. Muitos de seus crimes envolveram necrofilia, canibalismo e a preservação de partes do corpo, em especial do esqueleto. Sua história é contada por um colega de colégio em Meu Amigo Dahmer.

Diagnosticado com transtorno borderline e transtorno de personalidade esquizotípica, foi considerado legalmente são em seu julgamento. O serial killer foi condenado a dezesseis prisões perpétuas e acabou assassinado dentro da prisão.

Créditos: Departamento de Polícia de Milwaukee

Robert K. Ressler acompanhou o caso à distância pelo noticiário na década de 1980 e, de acordo com suas pesquisas na época, já acreditava se tratar de um assassino em série. Convidado para palestrar sobre seu trabalho no FBI na região de Milwaukee, soube mais tarde que a aula ajudou a elucidar a investigação da polícia local.

Mais tarde, foi contratado pelos advogados de defesa para atuar como consultor especializado. Ele entrevistou Dahmer por dois dias e, mesmo já aposentado e com uma considerável bagagem de crimes brutais investigados, ele ainda se surpreendeu com a brutalidade dos crimes. Esta entrevista também está em Mindhunter Profile 2.

3. Ted Bundy

Bundy foi um serial killer que sequestrou, estuprou e assassinou diversas jovens durante os anos 1970 e possivelmente antes disso. Ele confessou ter cometido 30 homicídios em sete diferentes estados, mas o número total de vítimas permanece incerto.

Utilizando seu charme, ele ganhava a confiança de moças, a maioria em idade universitária, para cometer seus crimes. Sua prisão, fuga, recaptura, julgamento e execução se tornaram um circo midiático nos Estados Unidos, fazendo de Ted Bundy um dos assassinos em série mais conhecidos do país. Sua história pode ser conferida em detalhes no livro Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule, publicado pela Caveira.

Créditos: Wikimedia Commons

Uma das atuações de Robert K. Ressler no caso foi pontual, quando o criminoso havia fugido do Colorado. O trabalho do agente do FBI foi o de incluir alertas nos cartazes de “procurado” quanto ao modus operandi do criminoso, buscando deixar a população mais precavida.

Após a condenação do serial killer, Ressler quis entrevistá-lo para o projeto de pesquisa no qual estava trabalhando. Como ainda existiam recursos não julgados no processo, ele precisou esperar alguns anos até que o próprio Bundy procurasse o FBI, interessado em se tornar um consultor. Porém, o investigador percebeu que o criminoso falava com muitos rodeios e de forma meticulosamente planejada, e que jamais traria informações objetivas e honestas sobre seus crimes.

4. Richard Chase

Conhecido como Vampiro de Sacramento, Richard Chase foi um serial killer condenado pelo assassinato de seis pessoas no período de apenas um mês. Seus crimes também envolviam estupro, canibalismo e necrofilia.

Robert K. Ressler teve a oportunidade de acompanhar de perto as investigações que levaram à captura de Chase em 1978. Isso permitiria que ele colocasse em prática a técnica de elaboração de perfis psicológicos de criminosos para prender o assassino, o que se concretizou.

Créditos: grunge.com

O criminoso concedeu uma série de entrevistas ao investigador, nas quais falou sobre seus medos de nazistas e de ovnis, alegando que os assassinatos não tinham sido cometidos por culpa sua, mas sim por ter sido obrigado a matar para se manter vivo. A defesa alegou insanidade mental – uma possível esquizofrenia potencializada pelo uso de entorpecentes – mas Chase foi considerado capaz e condenado à morte pelos seus crimes.

5. John Joubert

A denúncia de uma professora desconfiada ajudou a impedir que John Joubert fizesse mais do que suas três vítimas fatais. Ele assassinou três meninos entre os anos de 1982 e 1984 nos estados do Maine e Nebraska. Joubert era ajudante de comando em uma tropa local de escoteiros.

Robert K. Ressler soube das investigações sobre as duas vítimas de Nebraska e elaborou uma descrição hipotética que foi compatível com John Joubert em todos os aspectos. Quando apresentou o caso em um treinamento do FBI em Quantico, um policial de Portland percebeu semelhanças com um caso em sua jurisdição, conectando os três casos.

Créditos: NY Daily News

O investigador teve a possibilidade de entrevistar pessoalmente o assassino quando os processos legais de sua condenação foram concluídos. Ele questionou o serial killer sobre algumas peculiaridades e métodos de seus crimes e descobriu estarem relacionados a traumas e fantasias violentas desenvolvidas durante a infância

Os casos investigados e catalogados por Robert K. Ressler estão detalhados em Mindhunter Profile: Serial Killers e Mindhunter Profile 2: Mundo Serial Killer.

LEIA TAMBÉM: QUEM FOI ROBERT K. RESSLER, O AGENTE DO FBI QUE ENTROU NA MENTE DOS SERIAL KILLERS

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneFilmesSéries

Raphael Montes: Das páginas para as telas

Raphael Montes sempre demonstrou seu interesse pela Literatura e, embalado por livros...

Por DarkSide
HalloweenLançamentoMacabra

Lançamento: Halloween – O Legado de Michael Myers, de Dustin McNeill e Travis Mullins

A Macabra Filmes, em parceria com a DarkSide® Books, realiza um sonho antigo da...

Por Macabra
Graphic NovelVários

Stephen King assombra o mundo há 74 anos

Stephen King é um dos maiores mestres do terror e vem aterrorizando gerações com...

Por DarkSide
Dark HouseDarksideLançamento

Dark House: Uma coleção de casas diabolicamente assombradas

Para celebrar nove anos de histórias assombrosas, a Caveira convida os darksiders a um...

Por DarkSide
DarksideLançamento

Nova edição: Amityville, de Jay Anson

Depois de passar um período fechada, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue...

Por DarkSide