Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Crime SceneDarklove

Suspeitos incomuns: 6 Pessoas acusadas de serem Jack, o Estripador

Identidade do serial killer nunca foi revelada

Audrey Rose iniciou sua jornada em Rastro de Sangue: Jack, o Estripador caçando o enigmático assassino do título. Ao longo de suas aventuras, a heroína criada por Kerri Maniscalco se deparou com personalidades clássicas da literatura e da história, como Drácula e Houdini

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: RASTRO DE SANGUE – HOLMES, O MALIGNO, DE KERRI MANISCALCO

Em Rastro de Sangue: Holmes, o Maligno, Audrey encara o infame proprietário do Hotel Infernal: H. H. Holmes, também chamado de “primeiro serial killer dos Estados Unidos”. Mas não há coincidência histórica na mente fértil de Maniscalco: em algum momento Holmes realmente foi considerado um suspeito de ser Jack, o Estripador.

Com a identidade do assassino de Londres nunca revelada, muitos foram os nomes que constaram na lista de suspeitos – que incluía até mesmo membros da Família Real. Conheça alguns deles:

1. H. H. Holmes

Ninguém sabe muito bem quantas identidades Holmes assumiu ao longo de sua vida. Se você leu H. H. Holmes: Maligno, do selo Crime Scene®, sabe que ele teve várias vidas e que existem algumas lacunas em sua biografia – que poderiam muito bem ser preenchidas por alguns assassinatos em Whitechapel.

Acredita-se que ao longo de sua vida Holmes tenha matado umas 200 pessoas, muitas delas no infame caso do seu misterioso hotel em Chicago, com direito a passagens secretas, câmaras de tortura e um forno no porão para incinerar corpos e evidências. 

Apesar de ele ter sido preso e sentenciado à morte, alguns entusiastas do caso de Jack, o Estripador acreditam que não tenha sido ele o homem executado em 1896 e que sua matança não tenha se limitado aos Estados Unidos. Jeff Mudgett, tataraneto de Holmes, é um dos que acreditam que ele poderia muito bem ser Jack. Ele diz se basear em anotações no diário de Holmes em que ele falaria sobre seu envolvimento nos assassinatos de Whitechapel.

LEIA TAMBÉM: 10 CURIOSIDADES SOBRE H. H. HOLMES, O PRIMEIRO SERIAL KILLER DOS EUA

2. Príncipe Albert Victor

Uma das mais intrigantes possibilidades quanto à identidade de Jack, o Estripador pertence à Família Real: príncipe Albert Victor, filho do rei Edward VII e neto da própria rainha Victoria. Conhecido pelos parentes como Eddy, ele era o segundo na linha sucessória ao trono quando morreu de gripe aos 28 anos.

Créditos: Wikimedia Commons

Em 1970, o médico Thomas Stowell publicou um artigo sugerindo que Eddy teria cometido os assassinatos em rompantes de insanidade causados por um quadro avançado de sífilis. A possibilidade provocou um alvoroço na imprensa e alguns conspiradores não descartam a hipótese até os dias de hoje – por mais que os registros da época jamais colocassem Albert nos arredores de Whitechapel.

3. Carl Feigenbaum

Uma hipótese levantada por um detetive chamado Trevor Marriott revelaria a identidade de Jack como sendo a do marinheiro alemão Carl Feigenbaum, que foi executado por assassinar uma mulher em Nova York em 1894. Segundo ele, além de existirem duas docas mercantis operando perto de Whitechapel, há semelhanças relevantes entre o crime de Feigenbaum e os assassinatos do estripador – separados por um período de seis anos.

Uma pesquisa em arquivos também revelou que Feigenbaum trabalhava para uma empresa que possuía navios ancorados perto de Whitechapel em todas as datas dos cinco assassinatos canônicos. O marinheiro ainda utilizava diversas identidades falsas e até mesmo o seu advogado de defesa teria chegado à mesma conclusão – de que seu cliente era um assassino em série e que poderia muito bem ter cometido os crimes em Whitechapel.

4. Walter Sickert

Mais um alemão suspeito de ter cometido os assassinatos, Walter Sickert foi criado na Inglaterra e se consagrou como um respeitado pintor impressionista no país. No começo do século XX ele chocou a sociedade com pinturas sugestivas de prostitutas nuas ao lado de seus clientes vestidos – incluindo uma em que o homem teria suas mãos em torno do pescoço da mulher.

by George Charles Beresford,photograph,1911

Sickert ficou fascinado com o caso de Jack, o Estripador, principalmente quando alugou um quarto que a senhoria acreditava ter sido habitado pelo assassino. A experiência o inspirou a pintar o assombroso quadro intitulado Quarto de Jack, o Estripador, em 1907. 

A teoria de que ele seria o próprio assassino ficou mais forte quando a autora Patricia Cornwell publicou o livro Jack, o Estripador: Retrato de um Assassino, em que descreve como ela e um grupo de especialistas utilizaram técnicas modernas de investigação para chegar à conclusão de que Sickert seria Jack. Mas muitos entusiastas do caso descreditam a ideia da escritora afirmando que as cartas utilizadas como provas por ela eram falsas e que o pintor estaria na França na época dos assassinatos.

5. Robert Mann

Em 2009, um historiador britânico chamado Mei Trow anunciou que teria desvendado a identidade de Jack, o Estripador, graças a técnicas forenses modernas e à elaboração de um perfil psicológico do assassino. Ele apontou um funcionário do necrotério de Whitechapel chamado Robert Mann como responsável pelos crimes – os corpos das vítimas eram enviados para lá.

Utilizando como argumento a forma com que o assassino mutilou suas vítimas, diversos experts concluíram que Jack teria algum conhecimento de anatomia humana. Criminologistas atuais também acreditam que ele não fosse de alguma classe social muito alta – contrariando as crenças de que ele seria um médico, por exemplo. 

Na época, Mann tinha 50 e poucos anos, havia crescido em uma residência modesta e trabalhado com cadáveres todos os dias, o que se encaixa no perfil de Trow. Além disso, ao analisar o corpo de Polly Nichol, ele desnecessariamente a despiu, o que o historiador acredita ter sido feito para que ele pudesse admirar o próprio trabalho.

6. Jill, a Estripadora

E se Jack fosse na verdade Jill, uma serial killer mulher? Embora muitas pessoas tenham especulado a possibilidade de uma assassina, incluindo o escritor Sir Arthur Conan Doyle, apenas uma suspeita foi levada a sério pelos investigadores: Mary Pearcey. Em 1890 ela foi executada por ter assassinado a esposa de seu amante e uma criança – ambos utilizando uma faca como arma. 

Embora a possibilidade de uma assassina nunca tivesse sido levada muito adiante, um estudo realizado em 2006 pelo cientista Ian Findlay reacendeu a teoria. Ele coletou saliva de uma das cartas creditadas a Jack, o Estripador e extraiu DNA da amostra. Com tecnologia de ponta, foi possível extrair um perfil parcial do exame: embora o resultado não seja conclusivo, sugeriu que o material provavelmente pertenceria a uma mulher.

E você? Tem uma teoria de quem seria o verdadeiro Jack, o Estripador? Deixe seus palpites nos comentários porque a Caveira quer saber!

LEIA TAMBÉM: CRIMES VITORIANOS MACABROS: CURIOSIDADES SOBRE JACK, O ESTRIPADOR

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Crimes Vitorianos Macabros + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListasMedo Clássico

Da obsessão à inspiração: As principais influências de H.P. Lovecraft

Passado quase um século desde a publicação de suas obras, hoje é difícil imaginar...

Por DarkSide
Dark House

As sinistras colaborações de Michael McDowell e Tim Burton

Michael McDowell tinha uma ideia muito bem definida quanto ao seu legado: nunca...

Por DarkSide
Darklove

Kerri Maniscalco: Novos livros chegarão ao Brasil

Os DarkSiders pediram e a Caveira ouviu: As bruxas de Kerri Maniscalco chegam na...

Por DarkSide
Coven MagicaeMagicae

Respeita a bruxa que habita teu ser

Você já se perguntou o que eu estou fazendo aqui? É tanta coisa que a gente vive,...

Por Devaneio da Bruxa
Graphic NovelListas

Uma Dobra no Tempo: 5 curiosidades sobre a autora Madeleine L’Engle

Madeleine L’Engle foi uma mulher à frente do seu tempo e suas obras atravessaram...

Por DarkSide