Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesMacabraSéries

8 Adaptações dos contos de Livros de Sangue para o cinema e TV

Os terrores de Clive Barker também em formato de filme e série

07/12/2023

Clive Barker não é famoso apenas por seus livros. Faz anos que o britânico também se tornou presença constante no cinema de terror. Assim como muitos outros autores do gênero, Barker teve suas obras levadas para o cinema e a televisão. Em alguns casos, ele também esteve envolvido diretamente nas produções destas adaptações. É o caso, por exemplo, de Hellraiser – Renascido do Inferno (1987) e Raça das Trevas (1990), nos quais assumiu a direção e trabalhou nos roteiros adaptados. 

LEIA TAMBÉM: 12 CONTOS IMPERDÍVEIS DA COLEÇÃO LIVROS DE SANGUE

Mas engana-se quem acha que as adaptações das histórias do autor param por aí. A criatividade de Clive Barker e seu estilo único, que mistura o fantasioso com o aterrorizante, não apenas possibilitaram que o britânico explorasse diferentes áreas do horror, mas também disponibilizaram um material riquíssimo para outros cineastas. Esse é o caso da grande maioria das adaptações dos contos de Livros de Sangue

Aproveitando que o sexto e último volume desta coleção épica acabou de desembarcar na DarkSide® Books, a Caveira reuniu todos os contos da antologia que já foram adaptados para o cinema e televisão para você dar o play.

1. Rawhead Rex (Livros de Sangue vol. 3)

Infelizmente, a primeira história de Livros de Sangue adaptada para as telonas não recebeu o tratamento que merecia. Lançado em 1986, Monster – A Ressurreição do Mal é baseado no conto “Rawhead Rex”. Barker trabalhou como roteirista no enredo sobre a antiga criatura gigantesca que é acidentalmente libertada e inicia uma onda de destruição na Irlanda.

rawhead rex

No entanto, o escritor expressou total insatisfação quando o filme foi finalizado, criticando os efeitos especiais e o design genérico do monstro. Pelo lado positivo, ele posteriormente creditou o sucesso de Hellraiser – Renascido do Inferno à sua experiência negativa com Monster, afirmando que foi a partir disso que decidiu assumir maior controle criativo de seus projetos audiovisuais. Bom para nós! 

2. O Yattering e Jack (Livros de Sangue vol. 1)

O conto sobre um demônio que recebe a ingrata tarefa de atormentar um empresário que ignora suas travessuras sobrenaturais foi adaptado como episódio da série de televisão antológica Galeria do Terror, criada em 1983 por George Romero. “O Yattering e Jack” é um dos contos mais cômicos de Livros de Sangue. O episódio foi escrito pelo próprio Clive Barker e foi ao ar em 1987 durante a quarta temporada do programa. 

o yattering e jack

3. Candyman (Livros de Sangue vol. 5)

Um dos contos mais amados de Livros de Sangue foi adaptado para os cinemas pela primeira vez em 1992 com direção de Bernard Rose e sob o título de O Mistério de Candyman. A história de Helen Buchanan, estudante universitária que se depara com uma estranha lenda urbana, é provavelmente uma das adaptações mais famosas de Barker.

candyman

O filme de 1992, responsável por eternizar Tony Todd como o lendário Candyman, é bem diferente do conto original, começando pela própria localização. Enquanto Barker optou por um decadente cenário pós-industrial britânico, o roteiro de Rose colocou a história em Chicago para abordar questões raciais e de classe. Apesar das diferenças, Barker elogiou o filme, afirmando que este havia capturado a essência de seu trabalho

O conto ainda deu origem a mais três filmes: Candyman 2 – A Vingança (1995), Candyman: Dia dos Mortos (1999) e A Lenda de Candyman (2021).

LEIA TAMBÉM: O VERDADEIRO TERROR POR TRÁS DE CANDYMAN

4. A Última Ilusão (Livros de Sangue vol. 6)

O conto que marca a estreia do detetive do oculto Harry D’Amour, personagem recorrente em outras obras de Barker, chegou nas telonas em 1995 no longa O Mestre das Ilusões. No entanto, a recepção mista fez com que o investigador nunca mais aparecesse no cinema.

a ultima ilusao

Embora as críticas não tenham sido positivas, foi o próprio Barker quem dirigiu e roteirizou O Mestre das Ilusões. Uma das questões que surpreendeu os leitores do conto “A Última Ilusão” foi que, apesar de ter mantido os personagens, o escritor alterou elementos-chave e a própria história de fundo de D’Amour, apresentando uma nova trama e um novo vilão apenas para o filme de 1995. 

5. O Corpo Político (Livros de Sangue vol. 4)

A bizarra história em que Barker mostra mãos humanas ganhando consciência e iniciando uma revolução foi adaptada no telefilme de 1998, A Maldição de Quicksilver. Dirigido por Mick Garris, a produção é uma antologia dividida em dois segmentos. Enquanto a primeira adapta “A Dentadura Mecânica“, conto de Stephen King, e a segunda centra em “O Corpo Político” de Clive Barker.

o corpo político

Embora algumas modificações tenham sido feitas, o tom cômico e absurdo de “O Corpo Político” permanece, mostrando aos espectadores um homem cujas mãos adquirem personalidade própria e se rebelam contra seu próprio dono.

6. O Trem de Carnes da Meia-noite (Livros de Sangue vol. 1)

O sangrento “O Trem de Carnes da Meia-Noite”, que explora o lado sombrio do metrô de Nova York quando um homem descobre um terrível segredo envolvendo mortes e mutilações de passageiros, chegou nas telas em 2008 no filme O Último Trem

trem de carnes da meia noite

Protagonizado por Bradley Cooper, o longa constrói seu roteiro a partir do conto de Barker, expandindo o material de origem para preencher o tempo de tela. Além da adição de novos personagens, o filme também amplia o papel do personagem principal, que se transforma em um fotojornalista investigando uma série de assassinatos no metrô. 

7. Pavor (Livros de Sangue vol. 2)

“Pavor” ganhou sua adaptação cinematográfica em 2009 na produção britânica Lentes do Mal. Um dos contos mais perturbadores de Barker e um de seus melhores escritos de terror psicológico narra a história de um universitário que se aproxima de um colega mais velho com o mórbido fascínio pelo medo e suas origens. Lentes do Mal assume grande parte do material de origem, apresentando três estudantes que decidem documentar os maiores medos das pessoas. O problema é que um deles acaba se mostrando um sádico psicopata obcecado por experimentar os limites do medo

pavor

8. O Livro de Sangue (Livros de Sangue vol. 1)

O conto de abertura do primeiro volume, o qual funciona como história de enquadramento para o restante da coleção, foi adaptado duas vezes. A primeira em 2009 no longa Livro de Sangue, junto da história de encerramento presente no sexto volume, “Na Jerusalem Street”. Aqui acompanhamos Simon, um homem desfigurado que é capturado por um detetive e obrigado a contar a história do Livro de Sangue, uma série de histórias e inscrições entalhadas em sua própria pele. 

livro de sangue

Já em 2020, esses dois mesmos dois contos voltaram a ser base para outro filme, dessa vez intitulado Livros de Sangue. Embora adapte mais fielmente as narrativas de Barker, esta antologia composta por três histórias adicionou novo material que não é encontrado na coletânea original. 

Todos somos Livros de Sangue. Sempre abertos, vermelhos

TODOS SOMOS LIVROS DE SANGUE. SEMPRE QUE ABERTOS, VERMELHOS

Entre 2020 e 2023, a DarkSide® Books publicou junto da Macabra uma das coleções mais pedidas e aguardadas pelos fãs do terror. Livros de Sangue é um acontecimento único, uma viagem pelo desconhecido e uma obra-prima que mostra a genialidade de Clive Barker. 

coleção livros de sangue

Seja por meio de seus livros, pinturas ou adaptações, as histórias de Barker possuem o poder de simultaneamente nos maravilhar e horrorizar. A boa notícia é que agora os seis volumes estão disponíveis e você pode mergulhar a fundo nesse mundo submerso em sangue e beleza. Quem sabe, depois, os corajosos até podem se aventurar por essas adaptações que a Caveira acabou de citar.  

Afinal, como o próprio Barker escreveu no conto de abertura do primeiro volume: “Estas são as histórias escritas nos livros de sangue. Leia, se lhe agrada, e aprenda.” 

LEIA TAMBÉM: CLIVE BARKER, UM ARTISTA COMPLETO

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Livros de Sangue: Volume 2 + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Livros de Sangue: Volume 4 + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Livros de Sangue: Volume 6 + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesFirestar Videolocadora

Next of Kin: Mais perto do horror do que você imagina

Uma das formas mais efetivas para que um filme, um livro, ou outra produção...

Por Cesar Bravo
FilmesNovidades

MaXXXine: Ti West e Lily Collins chocam fãs com sessão surpresa do filme

Era para ser uma sessão dupla de X e Pearl, mas então veio o plot twist. O diretor Ti...

Por DarkSide
LivrosMagicae

5 Reflexões valiosas do livro Inverno da Alma

Você já parou pra pensar o quanto as estações do ano estão associadas aos nossos...

Por DarkSide
CuriosidadesDarkside

4 Expedições polares que deram terrivelmente errado

Desde que entendemos o planeta do jeito que ele é (redondo, para que não fiquem...

Por DarkSide
CuriosidadesMacabra

Como morreu Harry Houdini?

Harry Houdini teve uma carreira tão prolífica na arte do ilusionismo que ganhou o...

Por DarkSide