Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Dark House

As sinistras colaborações de Michael McDowell e Tim Burton

Autor de Elementais escreveu filmes dirigidos e produzidos pelo cineasta

Michael McDowell tinha uma ideia muito bem definida quanto ao seu legado: nunca escreveria a mesma história duas vezes. O autor de Elementais levou esta filosofia para diferentes formatos, começando na literatura e migrando mais tarde para a TV e o cinema.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: ELEMENTAIS, DE MICHAEL MCDOWELL

Com sua criatividade inquieta, o escritor gostava de mergulhar em temas sobrenaturais, que poderiam envolver a morte ou não. Mas nem sempre este subgênero do terror precisaria ser algo necessariamente ruim. Uma das características mais marcantes nas ideias de McDowell era justamente desafiar o que o público esperava – até mesmo nos filmes de terror.

Desde muito jovem, o autor era fascinado pela morte. Para ele, era algo a ser explorado, em vez de temido ou evitado. Michael McDowell não via problema em rir dela e seu senso de humor um tanto sinistro encontrou a parceria perfeita com um cineasta conhecido por trazer o lúdico para o terror: Tim Burton.

Créditos: Getty Images

Parcerias que marcaram infâncias: Os Fantasmas se Divertem e O Estranho Mundo de Jack

Nos anos 1980, Michael McDowell estava decidido a dedicar seus trabalhos a roteiros de filmes e TV. Naquela época, produções com temas sobrenaturais estavam em alta, com produções como Poltergeist e Os Caça-Fantasmas. O terreno ideal para que ele explorasse.

A ideia para Beetlejuice e companhia surgiu a partir de vizinhos barulhentos. Certo dia, McDowell e seu parceiro Laurence Senelick estavam pensando em possibilidades de roteiro quando foram inspirados pela perturbação da família ao lado. 

Créditos: © 1988 Warner Brothers

Com a ideia de que filmes assustadores geralmente envolvem espíritos malignos assombrando humanos, Senelick quis inverter esta lógica: “O que aconteceria se você tivesse fantasmas do bem e as pessoas que se mudaram para a casa é que fossem terríveis?”, indagou a McDowell. Com este conceito em mente, o autor inventou uma espécie de exorcista “do outro lado”, que afugentaria os irritantes moradores. O esqueleto para Os Fantasmas se Divertem estava se formando (trocadilho intencional da Caveira).

LEIA TAMBÉM: DARK HOUSE: UMA COLEÇÃO DE CASAS DIABOLICAMENTE ASSOMBRADAS

Apesar de ter sido chamado de “o projeto que todos queriam ter, mas ninguém queria produzir”, o material era perfeito para um diretor de apenas 29 anos que compartilhava deste humor macabro: Tim Burton. Quando o cineasta leu o roteiro sentiu que ele próprio poderia ter escrito, já que reunia muitos dos elementos que eram sua marca registrada.

Com a adição de um elenco com nomes como Michael Keaton, Geena Davis, Alec Baldwin, Catherine O’Hara e Winona Ryder, o filme de Beetlejuice se tornou um sucesso e ganhou uma animação que foi transmitida na TV aos sábados de manhã – inclusive no Brasil.

A parceria deu tão certo, que ambos repetiram a dose alguns anos depois com O Estranho Mundo de Jack. Desta vez, a ideia veio do próprio Tim Burton, que havia criado os personagens, seu conceito visual e a ideia central do plot. A Michael McDowell coube a tarefa de adaptar as ideias do cineasta para um roteiro de cinema.

Créditos: © 1993 Disney Enterprises, Inc.

Curiosamente, O Estranho Mundo de Jack não chegou a ser dirigido por Burton, pois ele estava muito ocupado dirigindo Batman Returns e cuidando da pré-produção de Ed Wood. A direção ficou por conta de Henry Selick, mas a marca registrada de Tim Burton está em todo o filme.

A controvérsia sobre a autoria de O Triste Fim do Menino Ostra

O problema de ter os estilos muito parecidos, é a dificuldade de distinguir quando termina o trabalho de um e começa o do outro. Isso tem gerado alguma controvérsia quanto ao livro de poemas infantis publicado por Tim Burton intitulado O Triste Fim do Menino Ostra e Outras Histórias

Em 1995, o editor e quadrinista Steve Bissette citou a existência de uma história de Michael McDowell e Tim Burton intitulada Menino Ostra, que teria se perdido em todo o material de Burton após os filmes do Batman. Em 1997 a coletânea de poemas foi publicada, com o único crédito ao cineasta e a menção a McDowell somente na página de agradecimentos. O escritor faleceu dois anos depois.

Alguns anos depois, em 2000, ao escrever uma avaliação sobre o livro, Steve Bissette voltou ao tema e questionou a autoria da publicação: “Meu único problema com a coletânea é o crédito único a Tim Burton na capa. Isso me parece no mínimo enganoso. Através dos eventos que descrevi a vocês, eu posso garantir que Michael McDowell escreveu a história do Menino Ostra; se você está familiarizado com o trabalho do Michael, você percebe sua voz alta e clara.”

Esta não seria a primeira vez que Tim Burton levaria sozinho créditos de um trabalho em equipe. Situações semelhantes ocorreram com o conceito dos bonecos de Marte Ataca! e com a própria direção de O Estranho Mundo de Jack, que a maioria das pessoas esquece de creditar a Henry Selick.

Talvez nunca saberemos a verdadeira participação de Michael McDowell na história do Menino Ostra, mas temos certeza de que a parceria dos dois deixou o sobrenatural mais lúdico e divertido para toda uma geração.

LEIA TAMBÉM: A CONTRIBUIÇÃO DE MICHAEL MCDOWELL PARA O TERROR ATUAL

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

2 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Elementais + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Amityville + Brinde Exclusivo
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cine Book ClubFilmesListas

6 Máscaras de filmes de terror e suas inspirações reais

Desde os desenhos do Scooby-Doo nos acostumamos a vilões mascarados. Há certo...

Por DarkSide
Cine Book ClubPerfilSéries

Dissecando Vecna

Desde que os primeiros sete episódios da quarta temporada de Stranger Things ...

Por DarkSide
FilmesMagicae

Disney+ traz as irmãs Sanderson de volta a Salem

Em 1693, na cidade de Salem, um trio de bruxas é condenado à morte após perseguir...

Por DarkSide
DarksideVários

Ed Wood, ícone do movimento queer, está mais relevante do que nunca

Os anos 1980 viram surgir o movimento queer que, juntamente com diversos grupos de...

Por DarkSide
DarkloveLançamento

Lançamento: A História que Nunca Contei, de Kimberly Brubaker Bradley

Ligadas pelo amor e pelo trauma, Della e Suki sempre estiveram juntas nos momentos mais...

Por DarkSide