Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Cine Book ClubPerfil

Carrie Fisher: “Fique com medo mas faça mesmo assim”

Artista deixou um grande legado

Carrie Fisher é uma das grandes personalidades surgidas na 2ª metade do século XX, e não apenas porque interpretou Leia Organa, personagem icônica do cinema, mas também porque escreveu livros, roteiro de filme e até uma peça baseada em suas próprias experiências, com parte da sua produção artística focada em saúde mental e dependência química. Confira um perfil da artista no DarkBlog.

Primeiros anos

Carrie Fisher é fruto do casamento entre o cantor Eddie Fisher e a atriz Debbie Reynolds, o que a levou a ter contato com a arte desde cedo. Na infância, além de escrever poesias, lia seus livros vorazmente, o que lhe rendeu o apelido de “rato de biblioteca” pela sua família.

Em 1969 ela participou do Debbie Reynolds and the Sound of Children, um filme musical para TV estrelado por sua mãe. Em 1973 fez sua estreia na Broadway com o musical Irene e ingressou no London’s Central School of Speech and Drama. Fisher estreou no cinema no filme Shampoo, em 1975, com apenas 19 anos de idade. 

A comédia foi indicada a 4 Oscars (a atriz Lee Grant venceu como coadjuvante), BAFTA e Globo de Ouro. Apesar de não ter tido um papel de destaque (ela interpretou Lorna Karpf), o filme abriu portas para o que seria seu papel de maior sucesso. Em 1977 ela deu vida à personagem Leia Organa de Star Wars e, determinada a estudar Artes, se matriculou em 1978 no Sarah Lawrence College, mas precisou abandonar o curso por incompatibilidade da sua agenda de filmagens.

Princesa Leia Organa

Em 1977, com o lançamento de Star Wars (mais tarde relançado como Star Wars IV – Uma Nova Esperança), Fisher contracenou com Mark Hammil e Harrison Ford, alcançando o estrelato e também garantindo sua participação em outros filmes da franquia.

LEIA TAMBÉM: ENTENDA A ORDEM CRONOLÓGICA DE TODA A SAGA STAR WARS

Créditos: Lucasfilm

Carrie retornou para seu papel em 1980 em Star Wars – O Império Contra-Ataca e em 1983 em Star Wars – O Retorno de Jedi. Esses primeiros filmes mais tarde foram relançados como episódio IV, IV e VI, dando início a uma nova fase de Star Wars. 

Em 1999, com a retomada da franquia, um novo filme foi lançado (Star Wars I – A Ameaça Fantasma) que se passa 32 anos antes dos acontecimentos do episódio IV. Fisher não participa deste filme e nem dois outros 2 lançados na sequência (episódio II e III). Apesar de não estar em cena, ela co-roteirizou a trilogia a convite do próprio George Lucas. Fisher retorna ao universo de Star Wars em 2015, dessa vez em Star Wars – O Despertar da Força. 

Créditos: Lucasfilm

Neste novo filme, Carrie Fisher interpreta a agora General Leia Organa e contracena com sua filha, Billie Lourd. A antiga princesa de Alderaan agora é General da Resistência, “um pouco mais cansada de batalha, um pouco mais de coração partido”. 

LEIA TAMBÉM: 13 CURIOSIDADES DE OUTRA GALÁXIA SOBRE A SAGA STAR WARS

Carrie Fisher faleceu em 2016, após terminar as gravações de “O Último Jedi”. O filme, lançado em 2017, marca o último filme da franquia original em que a artista atuou. 

Rogue One: A Star Wars Story, filme derivado de Star Wars e lançado em 2016, contou com computação gráfica para retratar a Princesa Leia Organa mais jovem e isso levantou debates em torno da possibilidade de ser usado o mesmo processo para que ela estivesse em “A Ascensão Skywalker”. A possibilidade foi descartada pela produção do filme que preferiu alterar o roteiro. O filme foi lançado em 2019.

Outras atuações

Apesar de ser mais conhecida pela sua atuação como Leia Organa, ao longo de mais de 40 anos de carreira, Carrie Fisher atuou em 45 filmes, contando documentários e um filme roteirizado por ela mesma (e baseado em seu livro Wishful Drinking – algo como “Desejo de Beber”, onde ela retrata seu vício em álcool).

Créditos: Joan Marcus

Com uma veia cômica, ela também atuou em comédias como “The ‘Burbs” (1989), “Harry e Sally” (1989), “Austin Powers” (1997) e “Cougar Club” (2007).

Livros

Carrie Fisher lançou outros 7 livros no total, sendo 4 romances e 4 livros de não-ficção. Todos os seus livros tem bases em sua vida, sendo considerados semi-biográficos. Postcards from the Edge foi transformado em filme e conta com Mery Streep no papel principal.

Créditos: Columbia Pictures

No livro, a atriz Suzanne Vale passa por um período se desintoxicando e tenta retomar sua carreira. A professora Carolyn See escreveu no Los Angeles sobre ele:

“É inteligente, original, focado, perspicaz, muito interessante de ler. (…) Postcards from the Edge começa no ‘inferno’ e cautelosamente leva o leitor de volta a algo semelhante à vida normal. Este não é um romance inspirador, um olhar duro para a realidade; um trabalho sério”.

LEIA TAMBÉM: “STAR WARS: A TRILOGIA” GANHA EDIÇÃO ÉPICA PARA UMA SAGA ETERNA

“Fique com medo, mas faça mesmo assim. O importante é a ação. Você não precisa esperar para ter confiança. Basta fazê-lo e, eventualmente, a confiança se seguirá.”
– Carrie Fisher –

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Star Wars: Dark Edition + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
De volta para o futuro
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Twin Peaks: arquivos e memórias
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListasMedo Clássico

Da obsessão à inspiração: As principais influências de H.P. Lovecraft

Passado quase um século desde a publicação de suas obras, hoje é difícil imaginar...

Por DarkSide
Dark House

As sinistras colaborações de Michael McDowell e Tim Burton

Michael McDowell tinha uma ideia muito bem definida quanto ao seu legado: nunca...

Por DarkSide
Darklove

Kerri Maniscalco: Novos livros chegarão ao Brasil

Os DarkSiders pediram e a Caveira ouviu: As bruxas de Kerri Maniscalco chegam na...

Por DarkSide
Coven MagicaeMagicae

Respeita a bruxa que habita teu ser

Você já se perguntou o que eu estou fazendo aqui? É tanta coisa que a gente vive,...

Por Devaneio da Bruxa
Graphic NovelListas

Uma Dobra no Tempo: 5 curiosidades sobre a autora Madeleine L’Engle

Madeleine L’Engle foi uma mulher à frente do seu tempo e suas obras atravessaram...

Por DarkSide