Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

CaveirinhaMagicae

Como se conectar magicamente às fases da lua

Não é preciso ser uma bruxa para ser influenciado pelo astro.

Ela tem poder sobre as marés, agricultura e até sobre o nosso humor e as gestações. Quem aqui nunca foi conferir a fase da lua antes de alguma mudança ou um simples corte de cabelo? Pode até parecer conversa das nossas avós, mas a verdade é que estamos mais conectados à lua do que nos damos conta.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: O LIVRO MÁGICO PARA JOVENS BRUXAS, POR ARIEL KUSBY

Frequentemente associadas a símbolos femininos, as fases da lua são utilizadas como metáforas aos ciclos hormonais das mulheres, por isso elas costumam sentir esta influência mais facilmente. Mas isso não é uma exclusividade do universo feminino, o calendário lunar ainda é utilizado em diversas tradições nos dias de hoje, marcando uma conexão profunda com a nossa intuição e natureza cíclica.

Estar atento aos ciclos da lua e a esta conexão proporciona uma oportunidade de, de tempos em tempos, olharmos para dentro, validarmos nossa intuição, estabelecermos novas intenções e planejar os próximos passos com mais naturalidade. Uma ótima forma de aproveitar esta conexão é por meio de rituais lunares.

Como os rituais lunares podem ajudar na vida moderna

Falar em rituais lunares pode parecer conversa de bruxa, mas eles existem em diversas culturas ao redor do mundo e têm suas origens nos antigos povos do Egito, Babilônia, Índia e China. Há milênios estas sociedades compreendiam a influência do satélite natural da Terra na agricultura, na pecuária e até mesmo no comportamento humano. Banhos de lua, por exemplo, eram vistos como sagrados e necessários em cada ciclo lunar.

Para quem está começando a estabelecer esta conexão mais mística, O Livro Mágico para Jovens Bruxas, de Ariel Kusby, traz dicas valiosas de maneira bem didática para bruxas iniciantes de todas as idades. Ele ensina que para se tornar uma bruxa não é necessário fazer objetos voarem ou passear por aí numa vassoura. Tem muito mais a ver com estar em sintonia com você e com o universo, e uma das práticas que pode ajudar nesta jornada é o ritual lunar.

Uma forma simples e efetiva de começar a se conectar com os ciclos e consigo próprio é por meio de um ritual mensal, a cada lua nova. Esta fase é importante porque marca o início do novo ciclo lunar, quando lua, sol e Terra estão mais alinhados do que nas demais fases. 

Mas esqueça-se dos caldeirões com poções mirabolantes ou de livros de feitiços, o ritual lunar consiste basicamente em um tempo de autocuidado. Você pode tomar banho com sal marinho e queimar sálvia em torno de si como uma forma de purificação ou simplesmente colocar uma música relaxante que lhe permita meditar

Uma sugestão é acender uma vela e tentar se libertar dos problemas e contratempos do ciclo passado, abrindo-se para o novo. Se preferir, escreva uma lista de intenções e planos para o próximo ciclo. Mas lembre-se: não se trata de uma lista de tarefas, mas sim de um lembrete do caminho que pretende seguir e das intenções que nortearão os seus passos.

LEIA TAMBÉM: COMO BRUXAS PASSARAM DE ESQUISITONAS A ÍCONES FEMINISTAS

Como aproveitar o melhor de cada fase da lua

Acredita-se que a lua nova e a lua cheia sejam as mais propícias para a realização de rituais, ou ainda as mais “fortes”. Mas a verdade é que todas as fases têm propriedades especiais, tudo vai depender das suas intenções naquele período. Veja como aproveitar melhor cada uma delas:

Lua Nova: Começos

Como já comentamos, trata-se do início do ciclo lunar, quando lua, sol e Terra estão mais alinhados. É um período dedicado a novos começos, a semear o que queremos colher no futuro. A lua nova é uma boa época para traçar objetivos para o mês seguinte, iniciar projetos e reconhecer seu crescimento no último ciclo.

Também é um período propício para se desapegar daquilo que não lhe serve mais, para que você possa receber o novo. A energia desta lua pode ser melhor aproveitada na véspera ou nos dois primeiros dias da fase lunar.

Dica de ritual: acenda uma vela e pegue seu diário. Coloque a data no topo da página e escreva suas intenções para a lua nova. Feche seus olhos, reflita e escreva cinco intenções principais para este ciclo. Algumas intenções podem levar vários ciclos para se materializar, por isso, a cada lua nova faça um balanço de seus avanços e agradeça conforme eles evoluem.

Lua Crescente: É hora de agir

Conforme a luz começa a gradualmente se expandir sobre a superfície lunar, a lua crescente se forma, servindo como um combustível para este período. É a época de crescimento das sementes plantadas na lua nova, conforme você respira as intenções que estabeleceu. A lua crescente é um bom momento para se manter motivado e comprometido com aquilo que está construindo, é hora de transformar as intenções em ações.

Conforme a lua avança para sua fase mais brilhante, veja com honestidade os seus objetivos e tome atitudes realistas para alcançá-los. Trata-se de um período magnético para a transformação, novas ideias, nutrir seus sonhos e superar desafios.

Dica de ritual: utilize cartas oraculares ou até mesmo um baralho de tarô para inspirar suas ações. Faça uma pausa para respirar e estabelecer suas intenções e embaralhe as cartas. Espalhe-as na mesa viradas para baixo e escolha duas que lhe atraiam mais: a primeira trará clareza à sua intenção principal, enquanto a segunda representará a ação necessária para perseguir esta intenção.

Lua Cheia: Realização

Esta é a fase em que a lua está completamente iluminada, tornando-a cheia, redonda e o mais brilhante possível. A lua se mostra por completo, representando realização, fertilidade, abundância e transformação. Quando as plantas das sementes começam a florescer. Porém, justamente por estar diretamente oposta ao sol nesta fase, também pode significar um período de atritos, polarização e emoções à flor da pele.

Por ser um período em que tudo está às claras, é uma boa época para olhar com honestidade para o que está funcionando e o que não está. Com as energias em alta, também é um momento propício à conexão e à celebração. Além disso, sua capacidade física pode estar mais desperta, portanto, atente-se ao que sua intenção quer liberar. 

Dica de ritual: a lua cheia é um excelente momento para recarregar seus cristais. Posicione-os em um local onde eles estejam expostos à luz da lua. Deixe-os ali por 48 horas para que eles possam absorver o máximo desta energia cósmica.

Lua Minguante: Encerramentos conscientes

A diminuição da luz sobre a superfície lunar é um convite à rendição e à suavidade. A lua minguante é um período propício para renovação, retiros e descanso. Talvez intuitivamente você já se sinta precisando de uma pausa ou simplesmente “seguindo o fluxo”. É uma redução natural de toda a energia despendida durante a lua cheia.

Este é um bom momento para refletir e contemplar aquilo que está para se completar, para que você possa se preparar para plantar novas sementes na lua nova que se aproxima. A lua minguante é uma fase propícia para organização, limpeza, cura, encerrar capítulos e permitir que a sua intenção flua por completo.

Dica de ritual: todos sabemos como é bom entrar em um ambiente limpo e organizado. A lua minguante é um convite a abandonar a desordem e criar um espaço sagrado para que a sua mente e energia se sintam mais límpidas. Não precisa esvaziar a casa de uma só vez, talvez leve algumas luas minguantes para isso. Mas comece aos poucos, logo você sentirá a diferença. Livre-se daquilo que drena suas energias ou que está ocupando espaço na sua vida sem necessidade. 

Agora que você já aprendeu um pouco sobre a conexão e os rituais associados ao ciclo lunar, pode conhecer sobre outras práticas com O Livro Mágico para Jovens Bruxas. Há magia em todos nós!

LEIA TAMBÉM: AFINAL, O QUE SIGNIFICA SER UMA BRUXA NOS TEMPOS ATUAIS?

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Bruxa Natural + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Macabra

O Envenenamento de Charles Bravo: Um Crime Vitoriano Macabro

A Era Vitoriana foi marcada pela prosperidade do Reino Unido, mas também pela sua...

Por Macabra
Ossos do Ofício

Os principais erros e acertos ao apresentar um livro de ficção

Quem já teve o prazer (e a dor) de ser editado, sabe como pode ser chocante receber...

Por Cesar Bravo
FotografiaMacabraMacabra.tv

A arte surrealista de Alexandra Chertulova

A arte nos transporta para outros mundos. Músicas, livros, filmes, poesia, teatro… a...

Por Macabra
Crime SceneListas

5 Serial Killers estudados por Robert K. Ressler

O investigador que deu origem a um dos protagonistas da série Mindhunter está de...

Por DarkSide
DarksideFilmes

Franquia de filmes “O Exorcista” ganhará mais um reboot

Em 1973 o lançamento do filme “O Exorcista” foi um marco para a história...

Por DarkSide