Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesMacabra

Conheça a história do uniforme médico para combater a peste bubônica

Descubra por que médicos usavam máscara com bico de pássaro

22/05/2023

É um pássaro? O corvo do Edgar Allan Poe? Não, é apenas um médico do século XVII combatendo a peste bubônica. A icônica máscara com bico de pássaro ilustra a capa de Medicina Macabra 3, um volume dedicado a microrganismos, pestes e pragas que ameaçaram a raça humana ao longo da história e seguem representando perigo para a humanidade.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: MEDICINA MACABRA 3, DE DAVID E BARRY ZIMMERMAN

Uma delas foi a peste bubônica, que, diferentemente do que muita gente pensa, assolou a Europa diversas vezes. O surto que ficou mais conhecido foi o do século XVII, justamente por causa da indumentária sinistra dos médicos. O fato de as pessoas desconhecerem os motivos por trás do traje deixava tudo ainda mais assustador.

A peste era causada por uma bactéria que se transmitia através da pulga de pequenos animais (principalmente ratos). Seus sintomas eram parecidos com os da gripe, como febre, dor de cabeça e vômito — até aí, muita gente simplesmente resumiria o quadro como “virose”.

medicina macabra

Porém, esses sintomas mais brandos evoluíam para a inflamação dos gânglios linfáticos e, sem o tratamento adequado, isso acabava provocando a morte de 30% a 90% dos infectados em aproximadamente dez dias. Além do alto risco de morte, o inchaço dos linfonodos também causava muita dor e fazia com que certas partes do corpo ficassem escuras, o que rendeu o apelido de “peste negra” à doença.

LEIA TAMBÉM: 7 MOTIVOS PARA LER A SÉRIE MEDICINA MACABRA

O que explicava os trajes sinistros?

Num primeiro momento, a gente pode até imaginar que eles queriam espantar a peste de susto mesmo, com roupas que cobriam o corpo inteiro e máscaras que se pareciam com cabeças de corvo. Mas existe uma explicação plausível para os trajes — pelo menos para a época.

No século XVII, antes de surgir a teoria dos germes, os médicos acreditavam em transmissão miasmática, ou seja, que a praga se disseminava pelo ar envenenado. Essa teoria foi formulada pelo médico inglês Thomas Sydenham e pelo italiano Giovanni Maria Lancisi. Segundo ela, as doenças tinham origem num conjunto de odores fétidos que vinham da matéria orgânica em putrefação e da água contaminada, chamada de miasma. 

uniforme da peste
Imagem de domínio público

Isso diz muito sobre o design mórbido das vestes médicas. Acredita-se que elas tenham sido desenvolvidas pelo médico Charles de Lorme, responsável pelos cuidados de saúde da realeza europeia naquela época. Lorme descreveu um traje que incluía um casaco coberto com cera perfumada, calças ligadas a botas, camisa, chapéu e luvas de couro de cabra. Eles também contavam com um acessório controverso: uma vara que era utilizada para afastar os enfermos.

Mas o que mais chama a atenção no traje é o equipamento bicudo utilizado na cabeça. Os médicos da peste utilizavam óculos e uma máscara perfumada, com um bico de quinze centímetros que tinha dois orifícios — um para cada narina —, o suficiente para respirar.

Como acreditava-se que o fedor transmitia doenças, um detalhe muito importante tornava a máscara de corvo ainda mais segura: dentro dela era colocado teriaga, um composto com mais de 55 ervas e outros componentes, como carne de víbora em pó, canela, mirra e mel. A lógica de Lorme era de que, nos quinze centímetros que separavam os orifícios da máscara do nariz do médico, havia espaço suficiente para que o ar fosse absorvido pelas ervas e não contaminasse a pessoa vestindo a máscara.

Durante a peste, os médicos vestiram esse uniforme macabro por toda a Europa, conferindo os mesmos cuidados de saúde aos pobres e à realeza. O visual acabou se tornando tão icônico que no carnaval italiano a fantasia de “médico da peste” passou a fazer parte da commedia dell’arte e das celebrações da data até os dias de hoje.

mascara da peste carnaval
Tracy Elaine/Reprodução

LEIA TAMBÉM: CASOS ARREPIANTES, CONSTRANGEDORES E ENGRAÇADOS EM MEDICINA MACABRA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Medicina Macabra 3 + Brinde Exclusivo
R$ 89,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Medicina Macabra 2 + Brinde Exclusivo
R$ 89,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarkloveSéries

4 Séries que têm tudo a ver com Reino das Bruxas

O momento que tantos DarkSiders esperavam finalmente chegou: a trilogia Reino das...

Por DarkSide
NovidadesSéries

Steve Buscemi entra para o elenco da segunda temporada de Wandinha

Como vocês estão, amiguinhos? A Caveira está bastante animada com a notícia de que...

Por DarkSide
DarkloveLivros

4 Livros para se encantar pela narrativa de Catherine Ryan Hyde

Encontros improváveis e relações humanas repletas de camadas são marcas registradas...

Por DarkSide
LançamentoMacabra

Lançamento: Medicina Macabra 4, por Arnold van de Laar

Somos seres curiosos por natureza. Embarque conosco no quarto volume da coleção...

Por DarkSide
LançamentoMacabra

Lançamento: Anatomia do Nojo, por William Ian Miller

Somos atraídos pelo desconhecido, pelo macabro, pelo inexplicável. É essa...

Por DarkSide