Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Cine Book ClubFilmes

Curiosidades macabras sobre A Noite dos Mortos Vivos

Clássico da década de 60 permanece atual

O longa A Noite dos Mortos Vivos é a primeira produção da dupla John Russo e George Romero, amigos que se conheceram durante a faculdade. Na época, eles não imaginavam que o filme se tornaria um clássico e que, 50 anos depois, ainda seria considerado tão atual.

Logo após a formatura, John Russo foi convocado para o exército, onde serviu por dois anos. Ao ser dispensado, encontrou-se com Romero e juntou-se a ele na produtora The Latent Image. Em pouco tempo, Russo apresentou a ideia inicial do que viria a se tornar o filme A Noite dos Mortos Vivos, o início de uma parceria cinematográfica entre os amigos que renderia duas franquias: Night of the Living Dead (6 filmes) e Return of the Living Dead (5 filmes).

LEIA TAMBÉM: UMA BREVE HISTÓRIA DOS ZUMBIS NO CINEMA

Para celebrar o aniversário de John Russo (02/02), a Macabra.TV traz uma série de curiosidades sobre seu 1º filme, confira.

Com um orçamento baixo e muita vontade de criar, a dupla conseguiu realizar um dos filmes mais poderosos e importantes da história do cinema — um clássico atemporal, com críticas importantes sobre a sociedade como um todo que floresceriam ainda mais em sua sequência, Despertar dos Mortos (1978).

Durante uma visita ao cemitério, Barbara (Judith O’Dea) e seu irmão (Russell Streiner) se deparam com um ser estranho que os perseguem entre as tumbas. Incapaz de lutar contra, o irmão de Barbara é mordido pelo ser e ela precisa fugir para se salvar. A jovem encontra refúgio em uma fazenda com um pequeno grupo de sobreviventes. Entre eles está Ben (Duane Jones), um homem corajoso e disposto a fazer o que for preciso para combater esta estranha ameaça.

Pouco dinheiro, muitos sonhos

Inicialmente pensada como uma comédia alienígena, tudo se transformou quando John Russo e George A. Romero perceberam que seu orçamento não daria para colocar em prática seus pensamentos originais: jovens adolescentes aliens visitando a Terra. Então, Russo teve outra ideia, a qual apresentou a Romero, sobre um jovem que foge de casa e acaba encontrando um local cheio de cadáveres e criaturas alienígenas se alimentando deles. 

Romero aproveitou em partes a segunda ideia de Russo, mas também foi amplamente inspirado pelo livro de Richard Matheson, Eu Sou a Lenda, para moldar o roteiro de A Noite dos Mortos-Vivos. O orçamento era realmente baixo, cerca de $114.000 na época, mas o filme se tornou um dos maiores clássicos do terror e conseguiu arrecadar aproximadamente $30 milhões, mais de 260 vezes o que foi gasto.

Desafios da produção

Era preciso uma boa quantidade de sangue para as gravações e o orçamento era curto, então, dependendo da intenção da cena e de como ela seria gravada, tinta vermelha ou xarope de chocolate eram utilizados para dar vida ao sangue que vemos em tela. 

Tentando ser mais próximos da realidade possível, três membros da equipe acabaram colocando fogo em si mesmos. Russo pegou fogo em uma cena em que sobreviventes jogavam coquetéis molotov nos zumbis, e Bill Hinzman acabou pegando fogo após jogar fluido de isqueiro em sua roupa em uma cena em que Ben atinge um morto-vivo com uma tocha. Nestes dois casos tudo saiu como planejado, mas houve um terceiro pequeno incêndio um pouco mais grave.

LEIA TAMBÉM: A TRANSFORMAÇÃO DOS ZUMBIS NO CINEMA EM 7 FILMES ICÔNICOS

Em uma cena em que Ben coloca fogo em uma cadeira para distrair alguns zumbis, um membro da equipe se ofereceu para a tarefa de colocar a gasolina no local indicado. Tudo deu certo na primeira tentativa, mas na segunda houve dificuldades quando uma chama se encontrou com a gasolina e fez com que ambos se encontrassem na mão do homem. Foi Hinzman quem correu em seu socorro para que não ficasse com machucados mais graves.

Duane Jones

A Noite dos Mortos-Vivos marca o primeiro filme de Duane Jones, mas também marca outra característica muito importante para os filmes de terror, sendo a primeira vez que um homem negro é escalado como protagonista em um filme do gênero. Em 1973, Jones retornou ao terror como o personagem Dr. Hess no filme Ganja & Hess

Mas, além disso, Jones também ajudou a formar a personalidade de Ben. Inicialmente, Ben seria um caminhoneiro pouco instruído, e Jones não gostou muito. Trabalhando com Romero e Russo, eles resolveram alterar o personagem, que se tornou muito mais articulado e educado. 

Jones teve tanta influência sobre as escolhas de seu personagem que foi ele quem sugeriu o final aterrorizante do filme. O final planejado era muito mas feliz, com Ben sendo salvo, mas Jones afirmou que a comunidade negra norte-americana iria preferir vê-lo morto do que salvo, depois de tudo que havia passado, “de uma forma cafona e simbolicamente confusa”.

Domínio Público

Uma história curiosa sobre A Noite dos Mortos-Vivos é que o filme está em domínio público graças a um erro nos créditos. A distribuidora do filme, Walter Reade Organization, queria lançá-lo sob o nome de Night of the Flesh Eaters, mas os advogados do filme de 1964 Flesh Eaters não gostaram muito da ideia, e o filme teve que ter seu título alterado para Night of the Living Dead. O problema é que, com a mudança, não colocaram avisos de copyright no início do filme ou no final dos créditos. Mesmo que tenha tido brigas na justiça, o filme permanece em domínio público.

LEIA TAMBÉM: 7 SÉRIES MACABRAS PARA MARATONAR NA NETFLIX

Sequências e remake

Em 1990, alguns membros da equipe original de A Noite dos Mortos-Vivos se reuniram para trabalhar em um remake. Dirigido por Tom Savini e protagonizado por Tony Todd no papel de Ben, o filme contou com as mãos de Russo e Romero no time de colaboradores. O filme não fez tanto sucesso quanto o original, mas é uma excelente remake.

Russo também revisitou o filme para o aniversário de 30 anos da obra, em 1998. Algumas novas cenas foram filmadas e situações alteradas. O filme não foi muito bem recebido, e Romero não esteve envolvido neste projeto.

A Noite dos Mortos-Vivos é seguido por cinco filmes que constituem uma franquia indireta: Despertar dos Mortos (1978), Dia dos Mortos (1985), Terra dos Mortos (2005), Diário dos Mortos (2007) e A Ilha dos Mortos (2009). Antes de seu falecimento, em 2017, Romero estava trabalhando na parte final do que começou como “Trilogia dos Mortos”. O filme, que recebeu o título de Crepúsculo dos Mortos, ainda não havia sido finalizado, mas sua esposa, Suzanne Romero, assumiu o trabalho junto de outros três roteiristas, Paolo Zelati, Joe Knetter e Robert L. Lucas, para terminar a obra. 

O roteiro virou livro

O próprio John Russo (que também atua no clássico de 1968 como um zumbi, não creditado) adaptou a história do filme em um romance publicado no Brasil pela DarkSide® Books. O livro encontra-se esgotado temporariamente, mas você pode deixar seu nome nesta lista do site para ser informado quando voltar ao estoque.

Sobre Macabra

Macabra Filmes é a fazenda do terror. Compartilhamos o horror e a beleza, a vida e a morte. Brindamos com sangue as alegrias de existir. Cultivamos o primeiro suspiro, o abrir de olhos, o frio na espinha, o grito na montanha russa, o crepúsculo e a eterna escuridão. Para nós, o medo é natural — e a vida, um presente sobrenatural. É puro terror. 100% macabra.

Website

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Hora do Pesadelo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneFilmes

Novo filme sobre o caso Richthofen começa a ser planejado

Depois do sucesso alcançado pelos longas A Menina que Matou os Pais e O Menino que...

Por DarkSide
FilmesListas

Entenda a ordem cronológica de toda a saga Star Wars [ATUALIZADO]

Com a chegada do Disney+ no Brasil contendo todos os filmes e derivados de Star Wars,...

Por DarkSide
Cine Book ClubSéries

A 4ª temporada de Stranger Things já está entre nós

Chegou o grande dia: Após 3 anos de espera, os primeiros episódios da 4ª temporada...

Por DarkSide
FilmesListasPerfil

Ray Liotta, para sempre um bom companheiro

Em 1990, a adaptação de Os Bons Companheiros dirigida por Martin Scorsese lançou o...

Por DarkSide
Graphic NovelListas

As florestas mais mágicas do Japão + hábitos relacionados a elas

Os fãs dos títulos japoneses lançados pela Caveira já se depararam com florestas...

Por DarkSide