Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

DarkloveListas

Darklove: 7 Anos em 7 temas

Linha editorial dedicada a exaltar a força feminina na literatura comemora 7 anos e conta com uma seleção de obras pensada para corações valentes

A coleção DarkLove surgiu com o compromisso de publicar mais histórias transformadoras escritas por mulheres. A linha editorial apresenta escritoras talentosas e histórias repletas de sensibilidade e atitude para os leitores, refletindo o mundo plural em que vivemos.

Assim como a força feminina possui camadas infinitas e tantas nuances, os livros da coleção DarkLove são carregados das mais diversas sensações, trazendo histórias que provocam reflexões e revoluções no leitor ao discutir questões íntimas e sociais.

LEIA TAMBÉM: DARKLOVE – A FORÇA DE PERSONAGENS FEMININAS ESCRITAS POR MULHERES INSPIRADORAS

Para esta semana especial de aniversário da marca, preparamos uma seleção de sete títulos que trazem discussões extremamente necessárias aos dias de hoje.

A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões

A releitura feita por Louise O’Neill do conto sombrio de Hans Christian Andersen e publicada no selo Darklove é o exemplo perfeito de como a fantasia pode nos ensinar sobre nosso próprio mundo através de seus universos multifacetados. Em A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões, conhecemos a sereia Gaia, que luta contra as imposições de uma sociedade subaquática sexista e patriarcal em que comportamentos opressivos e abusivos contra as mulheres são naturalizados. Sua jornada transformadora provoca uma reflexão sobre o papel da mulher na sociedade moderna, os padrões de beleza impostos e a liberdade feminina.

A Pequena Sereia

Cores Vivas

Patrice Lawrence confronta o leitor com a realidade ao apresentar uma família que não vive na área nobre na cidade, mas em proximidade com o submundo violento das ruas de Londres, onde o crime e o tráfico são presenças constantes. Em uma narrativa verossímil e poderosa, a autora conta a história de Marlon, um jovem negro que se torna o principal suspeito de uma tragédia e não faz ideia do porquê. Trazendo à tona uma discussão profunda e sensível sobre violência policial, racismo e marginalização, Cores Vivas é uma história sobre como uma voz pode representar muitos dos que foram silenciados e que ressalta a importância da luta por um mundo multicolorido.  

Cores Vivas

O Diário de Nisha

Para escrever O Diário de Nisha, Veera Hiranandani se inspirou na trajetória de sua própria família. Neste livro, acompanhamos a história da pequena Nisha, que vive no epicentro da Partição da Índia, um momento histórico permeado por tensões religiosas e conflitos. Isso tudo porque em 1947 ocorreu o fim do domínio do Império Britânico na Índia, resultando em dois países independentes, a própria Índia e o Paquistão. A ruptura movimentou mais de catorze milhões de pessoas pelas fronteiras e matou pelo menos um milhão durante a travessia. A história de Nisha pode ser ficcional, mas reflete a realidade turbulenta das migrações forçadas e abre os olhos para os problemas severos que os refugiados da Síria, Afeganistão, Sudão do Sul e tantos outros países vivem atualmente.

O Diário de Nisha

O Último Adeus

Uma história comovente sobre o processo do luto, O Último Adeus nos apresenta a Lex, uma garota de dezoito anos que, a pedido de seu terapeuta, começa a escrever em um diário para expressar seus sentimentos reprimidos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. Com uma força narrativa impressionante, Cynthia Hand mergulha no cotidiano conturbado de uma jovem que acabou de perder alguém que ama e explora todos os sentimentos de culpa, dor e solidão que brotam neste período de apatia profunda. O Último Adeus é uma história honesta de superação sobre o que vem depois da morte para quem fica e precisa seguir em frente.

O Último Adeus

LEITA TAMBÉM: 5 PROTAGONISTAS INSPIRADORAS DA MARCA DARKLOVE

A Guerra que Salvou a Minha Vida

Escrito por Kimberly Brubaker Bradley e ambientado durante a Segunda Guerra Mundial, A Guerra que Salvou a Minha Vida é uma história delicada sobre recomeços e superações. Ada nasceu com um “pé torto” e foi obrigada pela mãe a permanecer trancada no apartamento, cuidando da casa e do irmão sozinha. Vítima de maus-tratos diários, Ada vivia uma realidade angustiante e cresceu sob a sombra do desprezo da mãe, internalizando uma mensagem tóxica de que não valia nada, jamais seria boa ou inteligente o bastante, e acreditando que era melhor ficar escondida de todos para não envergonhar a família. Ao conhecer Susan, que a acolhe em seu lar no ápice da guerra, quando os bombardeiros assolam Londres e exigem que uma migração em massa de crianças seja feita, ela descobre novas maneiras de amar e ser amada enquanto cura as feridas de uma vida de abusos e humilhações.

A Menina Submersa

Um verdadeiro conto de fadas, uma jornada que desafia os limites da imaginação, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. A Menina Submersa é um romance repleto de camadas, mistério, beleza e horror, e um livro dentro de um livro. Imp, a narradora, é uma pintora de vinte e poucos anos que mora sozinha e sofre de esquizofrenia, um transtorno mental complexo caracterizado pela perda do contato com a realidade. Neste livro da linha Darklove, Caitlín R. Kiernan convida o leitor para uma experiência intensa, diferente e surreal de leitura, e inicia uma reflexão importantíssima sobre transtornos psiquiátricos e saúde mental.

Em Algum Lugar nas Estrelas

Clare Vanderpool escreveu um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Em Algum Lugar nas Estrelas conta a história de Jack e Early, que, no fim da Segunda Guerra Mundial, se conhecem em um internato e embarcam em uma aventura para encontrar o lendário Urso Apalache. Early decifra casas decimais do número Pi como ninguém, mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo. Seu comportamento é um dos muitos indícios da síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que só seria descoberta muito tempo depois. É com muita ternura que a autora explora a amizade entre uma pessoa não autista e um aspie, propagando o conhecimento sobre essa condição neurológica ainda muito estereotipada, contribuindo para a aceitação mais ampla da diversidade humana e combatendo o preconceito e a discriminação.

Indicados para você!

A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões - DRK.X
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Rastro de Sangue: Príncipe Drácula - DRK.X
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Dance of Thieves
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CaveirinhaListas

Brincadeiras infantis para entreter os pequenos em casa

O isolamento social tem sido fundamental neste momento para reduzirmos o avanço do...

Por DarkSide
FilmesGraphic Novel

Ritual Romano vai ganhar uma adaptação para TV

Segundo o site Variety o diretor de cinema espanhol, Paco Plaza, vai escrever e dirigir...

Por DarkSide
DarkloveListasMacabra

Por que mansões vitorianas parecem mal-assombradas

Mansões antigas e situadas em locais distantes, principalmente de difícil acesso,...

Por DarkSide
DarkSide BooksVários

Diário da Caveira: uma narrativa sobre o isolamento

Assim como vocês, a Caveira também precisou se recolher. O lugar escolhido foi uma...

Por DarkSide
DarksidePerfil

Andrew Pyper: conheça a carreira do escritor

Considerado um dos mais talentosos sucessores de Stephen King, Andrew Pyper é definido...

Por DarkSide