Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


ArtigoCaveirinha

Enfrentar o medo é a possibilidade de nossas crianças negras existirem

A história e trabalho de Diogo Barbosa, o cabeleireiro que não se assusta com a vida

26/04/2024

Quando falamos sobre autoestima, a história de muitas pessoas se cruzam. Seja pelo sentimento de identificação causado pela experiência coletiva, seja pelas dores de uma violência que atinge todos aqueles que não têm culpa do ódio disseminado pela sociedade. 

LEIA TAMBÉM: 9 DEUSAS DE ORIGENS AFRICANAS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Vimos surgir um sentimento de irmandade, cujo propósito é afastar da vida do nosso semelhante todos os medos, inseguranças, vazios, monstros e barulhos que não refletem quem eles são. Uma das pessoas que resolveu seguir essa trajetória foi o cabeleireiro Diogo Barbosa, nascido na periferia. Ele iniciou na profissão numa barbearia do seu bairro e descobriu que o amor seria a solução para enfrentamento do medo

“Eu tinha uma barbearia que costumava cortar cabelo de homens […], mas aí eu refleti, por que homens e mulheres? Aqui vão entrar todas as pessoas que quiserem entrar.”

Diogo Barbosa

Diogo se define como um menino, aquele que nunca deixou de sonhar e acreditar nas possibilidades da vida. Aprendeu a cortar o cabelo com um amigo do bairro, apelidado de “baixinho”. Seguiu seu caminho, inicialmente, pelo futebol profissional, mas acabou mudando a jornada e seguiu a trilha de barbeador. 

“Eu vim daquele lugar pequeno, simples, de favela, desacreditado e sonhador. Só mudei de sonhador para conquistador.”

Diogo Barbosa

Acabou conquistando muitas coisas, inclusive um carro, com seu trabalho, mas perdeu tudo depois de alguns anos. Talvez, o fato de se enxergar enquanto menino tenha possibilitado a Diogo a perseverança de não desistir do caminho que escolheu seguir, permitindo que ele não se assustasse quando a vida resolveu apagar as luzes.

diogo barbosa

Recentemente espalhou-se pela internet um vídeo de Diogo fazendo o “big chop” no cabelo de uma de suas clientes, uma criança chamada Carol, que acabou se derramando em lágrimas quando passou por esse processo. O “big chop” consiste no corte dos fios alisados por química, passando por uma transição para retornar à curvatura original. Ele se tornou uma prática vivenciada por muitas pessoas depois da popularização da consciência pelo “black is beautiful”, movimento que dissemina a autoestima da comunidade africana pelo mundo.

“Semana passada eu postei um vídeo da menininha chorando […]  Isso é algo que eu faço com todas as minhas clientes, eu abraço, beijo e tento trazer um pouco de amor que eu tenho pra elas.”

Diogo Barbosa

Em diversos momentos do vídeo, Diogo faz afirmações para a criança, como “Ca, ninguém vai dizer que você não pode, certo?” e “Você é linda, mas não só isso: maravilhosa, perfeita, pretona, chocolate”, arrancando sorrisos de Carol. 

As lágrimas dela, que acabaram impactando quem se deparou com a cena, é comum nos momentos de “big chop” vivenciado por pessoas negras. Por um lado, algumas pessoas ficaram ainda mais sensibilizadas ao ver uma criança que, ainda tão jovem, já aparenta ter tantas emoções e experiências guardadas, capaz de causar um choro reprimido. Nesse momento, as crianças também vivem emoções mais fortes de desenvolvimento de identidades físicas, mudanças cognitivas e psicossociais. Portanto, na infância é comum termos medo de escuro, barulhos, animais, sombras que se confundem com monstros e, para crianças negras, de monstros que são, muitas vezes, reais. 

Em A Vida Não me Assusta, Maya Angelou trata o medo como uma emoção necessária e existente na vida de uma criança. Com ilustrações de Jean-Michel Basquiat, o livro é um verdadeiro guia de autoafirmação para crianças corajosas, admitindo que a nossa possibilidade de existir é enfrentar os medos.

a vida não me assusta

As palavras de afirmação trazidas por Maya Angelou, assim como aquelas exaltadas por Diogo no vídeo, sintetizam que é preciso repetir para nossas crianças que elas são corajosas e enormes perto dos monstros que estão do lado de fora. Na verdade, para pessoas negras, a primeira etapa para enfrentar seus medos é assumir que somos tão grandes e corajosos, que o medo torna-se apenas um fantasma criado pelo outro e, logo, desaparece. 

LEIA TAMBÉM: PRECISAMOS FALAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DE MAYA ANGELOU

Sobre Camilla Apresentação

camillaCamilla da Apresentação, conhecida como Preta Letrada, é pesquisadora, escritora e comunicadora. Escreve sobre racialidade e diáspora africana, buscando o resgate do passado, propagação do presente e construção de futuros possíveis para o povo preto.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Vida não me assusta
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Gorila, Meu Amor + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

O que é teoria e o que é fato sobre a morte da princesa Diana

Tragédias que ganham os noticiários mundiais costumam vir carregadas de teorias...

Por DarkSide
Crime ScenePerfilProfissionais da Morte

Você sabe o que faz uma limpadora de traumas? Conheça Sandra Pankhurst

Você sabe o que faz um limpador de traumas? Não, não estamos falando de nenhum tipo...

Por DarkSide
Crime SceneEntrevista

Predador Americano: autora levou seis anos e gastou 30 mil dólares para investigar Israel Keyes

Como jornalista e fã do ofício, adoro ler livros escritos pelos meus colegas. ...

Por Liv Brandão
CuriosidadesDarklove

Lendas Japonesas: Quem são kitsune e tanuki?

O folclore japonês é povoado por criaturas mágicas que há muito nos fascinam por...

Por DarkSide
FilmesNovidades

The Substance: O elogiado filme que mistura O Médico e o Monstro e Showgirls

“Visionário feminista sobre terror corporal”, “filme cruel e...

Por DarkSide