Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


MúsicaNovidades

Florence + The Machine no Brasil: 5 Motivos que tornam o show imperdível

Banda de Florence Welch se apresenta no MITA

30/05/2023

Show, cerimônia, coven, experiência transcendental, grupo de apoio, epicentro de terremoto. Todos estes termos já foram utilizados para descrever os shows da banda Florence + The Machine. E todos eles estão certos.

LEIA TAMBÉM: FLORENCE E ISABELLA: QUEM SÃO AS FUNDADORAS DA BANDA FLORENCE + THE MACHINE

Em passagem pelo Brasil, a banda liderada por Florence Welch encantou os fãs na sua primeira apresentação no MITA, encerrando as atrações do último domingo (28/05) no Rio de Janeiro. O show jogou as expectativas lá em cima para o público que ainda irá assistir à banda no próximo domingo (04/06), último dia do MITA 2023, que será realizado no Novo Anhangabú, em São Paulo.

Em turnê mundial de divulgação do novo álbum Dance Fever, Florence também traz no repertório as canções — ou melhor, hinos — que a acompanharam ao longo de mais de uma década de banda, como “Dog Days Are Over”, “You’ve got the love” e “Shake it Out”. Boa parte delas está no livro Inútil Magia, uma edição absolutamente pessoal da musicista que reúne as letras dos quatro primeiros álbuns da banda em formato de scrapbook, que traz também poemas e outras anotações de Florence.

inutil magia

5 Motivos que tornam o show de Florence + The Machine imperdível

Se você teve a chance (e a sorte) de ver um show ao vivo da banda, sabe que é uma experiência que vai muito além de ver o seu ídolo de perto e ouvir as músicas que você tanto ama ao vivo. Florence Welch não é a sacerdotisa do pop à toa: com sua presença de palco e acompanhada por uma banda excepcional (com direito a harpa e tudo!), ela transforma os fãs em seguidores e sua apresentação em uma verdadeira celebração.

Quer saber o que torna os shows de Florence + The Machine tão especiais? A gente traz alguns motivos:

1. Os fãs não assistem, eles vivem o show

Durante o show realizado no Rio no último domingo, Florence fez um pedido não tão inusitado, mas que pode ter causado alguma estranheza nas plateias atuais. Antes de entoar o hino “Dog Days Are Over” ela pediu: “Queria que todas as pessoas deste festival deixassem o celular de lado. Vamos fazer as pessoas na transmissão pensarem que estão assistindo a um show dos anos 1990″.

florence brasil
Fabio Cordeiro/gshow

Ok, Florence pode não ser a primeira artista a pedir isso em um show, mas ela tem ótimos motivos para isso. Além de evitar o desconforto de quem está mais atrás não conseguir assistir direito ao show por causa dos braços erguendo os smartphones, a ideia é fazer com que as pessoas não apenas assistam ao show, e sim, que elas vivam aquele momento. Que elas gravem na própria memória as sensações que tiveram lá e que não vivam suas vidas através de uma telinha. Justo, não é mesmo?

2. Proximidade com o público

O palco até pode ser o habitat natural de Florence Welch, mas ela não se limita a ele. Em seus shows, a cantora é conhecida por descer até a grade e tocar, abraçar e até mesmo cantar no ouvido de quem está ali na frente. A emoção contagia até quem apenas assiste a esses momentos.

Mas é claro que não dá pra Florence chegar tão perto das milhares de pessoas que estão ali. Ainda assim, ela exerce a sua proximidade com as pessoas conversando com elas, ouvindo suas respostas, pedindo que seus fãs se abracem, pulem ao mesmo tempo… Ela envolve todo mundo mesmo! Sua presença é tão magnânima que se estende até as últimas fileiras.

3. Dando a voz e o sangue pela música

Quem nunca se decepcionou com aquele artista que soa completamente diferente ao vivo? Que tem a voz tão carregada por efeitos e distorções nas gravações e que não dá conta quando o corre é ao vivo? Esse definitivamente não é o caso de Florence Welch. A vocalista sustenta o vozeirão do início ao fim, mostrando que o seu potencial vocal não se limita ao estúdio.

E olha que ela não fica paradinha, não! Florence é conhecida por suas performances e presença de palco, com direito a dança e a ficar correndo e pulando de um lado para o outro. Ela usa o palco inteiro e não poderíamos esperar menos de uma turnê que se chama “Dance Fever”. 

Só que às vezes ela leva isso às últimas consequências: em novembro do ano passado, Florence quebrou o pé em uma de suas apresentações, o que a obrigou a ficar de molho por um tempinho. Essa não é a primeira vez que isso acontece: em 2015 ela também quebrou o pé num show do festival Coachella quando se jogou para o público. 

4. Shows que fazem o chão tremer

Já deu pra ter um pouco de ideia da emoção que um show de Florence + The Machine pode causar, né? Mas a banda vai além: em junho do ano passado uma apresentação causou um pequeno terremoto em Berlim

Segundo o site Uproxx, os moradores da capital alemã sentiram um tremor de 1.4 de magnitude quando a banda se apresentava no festival Templehof Sounds, mais especificamente durante a canção “Dog Days are Over”. Segundo o cientista Jens Skapski, em entrevista ao RBB24, o show provocou o terremoto, já que foram mais de 60 mil pessoas pulando ao mesmo tempo

LEIA TAMBÉM: SHOW DE FLORENCE + THE MACHINE CAUSA TERREMOTO NA ALEMANHA

5. O melhor show da história do Lollapalooza Brasil

Segundo uma enquete realizada pelo portal G1 no ano passado, o show de Florence + The Machine em 2016 foi considerado o melhor de todas as edições do Lollapalooza no Brasil. Na competição estavam todos os headliners do festival desde a primeira edição, em 2012, como The Killers, Foo Fighters, Arctic Monkeys, Metallica e Imagine Dragons. Não é à toa que ela é king.

Bônus: Ela se emociona MESMO

Você provavelmente já ouviu muito artista falando da emoção do público brasileiro nos shows e Florence Welch concorda com isso. No show do MITA no último sábado, a cantora ficou emocionada mesmo ao ouvir o coro dos fãs enquanto cantava “Never Let Me Go”. Foi de arrepiar!

LEIA TAMBÉM: THE ODYSSEY: POR DENTRO DO FILME COM MÚSICAS DE FLORENCE + THE MACHINE

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Inútil Magia + Brindes Exclusivos
R$ 129,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Bíblia Clássica do Tarot + Brinde Exclusivo
R$ 99,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarksidePerfil

Peter Straub: A síntese do horror e da beleza na literatura

Existem autores que conseguem explorar o terror muito além dos sustos, dos monstros e...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Novo filme de O Corvo divulga as primeiras imagens

Depois de viver o palhaço Pennywise em It, Bill Skarsgård aparece pela primeira vez...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Superstition: Um filme que irá testar sua descrença

Existe um ditado muito popular entre os colaboradores da Firestar Videolocadora e do...

Por Cesar Bravo
FilmesLivros

4 Livros da DarkSide para quem amou Pobres Criaturas

Ciência, medicina, monstruosidade e a busca humana pelo nosso lugar no mundo. Esses...

Por DarkSide
CuriosidadesFábulas DarkFilmes

Wicked: O livro, o musical, o filme

Que Dorothy nos desculpe, mas há muito que a Bruxa Má do Oeste conquistou nossos...

Por DarkSide