Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

DarkloveListasMacabra

Por que mansões vitorianas parecem mal-assombradas

Confira 5 contos de Vitorianas Macabras com histórias sobrenaturais para se preparar para O Silêncio da Casa Fria

Mansões antigas e situadas em locais distantes, principalmente de difícil acesso, parecem ser o convite perfeito para todo tipo de fantasmas, espíritos e maldições. Seja pela sua construção em um antigo cemitério indígena ou por crimes violentos cometidos dentro delas, estas casas causam pavor na ficção e também no mundo real.

LEIA TAMBÉM: O SILÊNCIO DA CASA FRIA CHEGA À DARKSIDE PELO SELO DARKLOVE

Amityville, a Mansão Winchester e o Castelo Corvin estão entre os casos mais famosos de construções reais acusadas de sediarem eventos paranormais que apavoram seus moradores. Mesmo com tantos esclarecimentos científicos dos últimos séculos, a superstição em torno destes locais permanece.

Mansão Amityville

Um dos motivos pelos quais estas mansões nos assustam tanto pode ser explicado pela psicologia. Barulhos ou eventos estranhos dentro de casa são encarados com tanto medo porque entendemos que há uma violação do nosso espaço, do local que considerávamos seguro. Se a tal casa se localiza em uma região erma, o problema é potencializado, pois a pessoa se sente encurralada e sem qualquer tipo de amparo externo no caso de uma emergência.

Um dos períodos em que o medo de mansões mal-assombradas se tornou particularmente popular foi durante a Era Vitoriana. Não por acaso, boa parte das casas assustadoras retratadas em filmes possui uma arquitetura típica desta época.

Mansão da era Vitoriana

Mansões mal-assombradas e a Era Vitoriana

Embora a Era Vitoriana tivesse sua aura fúnebre e costumes macabros, há explicações científicas que justificam por que casas se tornaram tão assustadoras naquele período. A causa mais óbvia tem relação com o fato de que estes eram os locais onde as pessoas dormiam e tinham seus pesadelos. Além de dormir, as pessoas também se embriagavam, usavam drogas ou alucinavam enquanto estavam doentes. Já a sensação de que há alguém, mesmo que não se possa ver, pode ser causada por monotonia, má iluminação, fome, fadiga, mesmo e privação de sono.

LEIA TAMBÉM: RAINHA VITÓRIA: A MAIS MACABRA DAS VITORIANAS

Outras causas para a popularização das mansões mal-assombradas têm relação com aspectos químicos e biológicos. O toxicologista Albert Donnay acredita que a exposição crônica a substâncias como monóxido de carbono, pesticidas e formaldeídos pode levar a alucinações, causa exatamente o tipo dos relatos dos moradores destas construções macabras.

Sobre o período vitoriano, ele especula que a predominância de lâmpadas a gás possa estar associada à “Síndrome da Casa Mal-Assombrada”. A partir da década de 1920, o problema seria o monóxido de carbono do aquecimento a gás.

Altamente tóxico, o monóxido de carbono é conhecido por ser um “assassino silencioso”, pois não emite cor, odor ou sabor. Normalmente ele é percebido primeiro pelas crianças e pelos animais. Alguns dos sintomas que podem ser causados por ele são: dor de cabeça, aperto no peito, náuseas, respiração curta, vômito, tontura, fadiga, fraqueza, confusão mental, distorções visuais, desmaios e sintomas de gripe. Alguns dos primeiros sinais que podem indicar sua presença é a irritabilidade em crianças e animais de estimação que evitam certos lugares.

Hoje em dia, o medo destas antigas mansões tem causas mais psicológicas do que um simples vazamento de gás. Casas antigas assustam justamente pelo medo que se disseminou em torno delas. Além disso, rangidos e estalos são comuns em construções antigas, principalmente naquelas feitas de madeira ou com móveis deste material, que dilata e contrai de acordo com as variações de temperatura.

5 Contos de Vitorianas Macabras para entrar no clima de O Silêncio da Casa Fria

Em O Silêncio da Casa Fria, Laura Purcell narra os acontecimentos estranhos na casa de Elsie, uma mansão isolada onde ela passou a morar sozinha após o falecimento do marido. O livro é uma homenagem às histórias da Era Vitoriana, que frequentemente eram ambientadas em casarões mal-assombrados.

LEIA TAMBÉM: O SILÊNCIO DA CASA FRIA: SAIBA O QUE ERAM OS COMPANHEIROS SILENCIOSOS

Algumas destas histórias horripilantes podem ser conferidas em Vitorianas Macabras, que reúne contos de terror de escritoras do período. A seguir, listamos alguns deles que já vão ajudar a entrar no clima para O Silêncio da Casa Fria:

1. A porta sinistra, de Charlotte Riddell

Um jovem recém-desempregado tem a oportunidade de ganhar uns trocados com uma tarefa relativamente simples: fechar uma porta. Mas o que ele não sabe é que a porta de Ladlow Hall, uma mansão localizada na distante região de Meadowshire, se recusa a permanecer fechada. Muitos acreditam que isso acontece porque o local é amaldiçoado.

2. Mortos em mármore, de Edith Nesbit

Um casal achou que tinha feito um ótimo negócio ao se mudar para um chalé em Brenzett, próximo a uma simpática igreja. Depois de meses de tranquilidade, eles perceberam que havia algo errado quando a camponesa que limpava a casa não queria vir trabalhar próximo ao Dia de Todos os Santos. A data é conhecida por ser o dia em que os mortos voltam a caminhar entre o mundo dos vivos, e dizia-se que os antigos moradores aproveitam a ocasião para regressarem ao seu chalé.

3. O conto da velha ama, de Elizabeth Gaskell

Uma velha ama recorda a sua juventude sinistra quando seus patrões morreram precocemente e ela se mudou com a filha do casal para uma distante mansão com familiares dos falecidos. Apesar de terem sido muito bem recebidas, a ama começa a desconfiar quando escuta um misterioso som de órgão sendo tocado nas noites frias e de tempestade. Nenhum dos moradores da mansão parece querer explicar a ela de onde vem a música sinistra.

4. A sombra da morte, de Mary Elizabeth Braddon

Dizem que Michael Bascom é a personificação de sua tenebrosa mansão, chamada de Wildheath Grange. Ambos são distantes e carregados de decadência. Mas o casarão ainda tinha uma aura tenebrosa que assustava os moradores locais, já que seu antigo proprietário havia se suicidado no local. Os vizinhos acreditavam que, por isso, o local seria mal-assombrado. Por causa deste medo, o Sr. Bascom precisou contratar uma jovem que morava em outro local e nada sabia das superstições que rondavam a mansão. Mas ela descobriria o motivo de tanto medo da pior forma possível.

5. A verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade, de Rhoda Broughton

Uma troca de carta entre amigas conta a história de como uma delas se mudou para uma nova casa que mais se parece com o paraíso – e tudo isso por um ótimo custo – por indicação de sua amiga correspondente. No entanto, novas cartas revelam que a casa dos sonhos era na verdade um tremendo pesadelo.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

O Mundo Invisível Entre Nós - Drk.X
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Silêncio da Casa Fria - Drk.X
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Pequenas Realidades - Drk.X
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cine Book ClubFilmesSéries

12 referências a clássicos do cinema que aparecem em Stranger Things 3

Eles podem até ter crescido, mas a atmosfera nostálgica dos anos 1980 ainda permanece...

Por DarkSide
FilmesLivrosMúsica

Stranger Friends: 3 Filmes, 3 Livros e 3 Músicas

Se os seus amigos andam por aí com uma fantasia de coelho, vivem aventuras paralelas...

Por DarkSide
DarkSide Books

Dia do Orgulho Nerd? Não, hoje é o Dia da Toalha

No dia 25 de maio é comemorado o Dia da Toalha, data especial para todos os nerds...

Por DarkSide
Vários

Máscaras de caveira e granadas de fumaça, este é Butch Locsin

A arte pode ser entendida como uma atividade humana ligada às manifestações...

Por DarkSide
Vários

Conheça os 5 estágios do luto e suas características

O luto é associado frequentemente à morte, à perda de pessoas queridas. Mas este...

Por DarkSide