Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesNovidades

Pet Sematary: Bloodlines tenta resolver maior enigma do autor

Filme, que funciona como prólogo do livro, tenta responder notória resposta aberta

09/10/2023

Leitores de O Cemitério, uma das obras mais assustadoras de Stephen King, sempre tiveram uma reclamação. No livro de 1983, o ponto central é um cemitério secreto numa floresta perto de uma cidadezinha do Maine, onde qualquer coisa enterrada volta à vida. Esta é uma história de terror, então, naturalmente, há consequências. Péssimas consequências.

LEIA TAMBÉM: AS 10 HISTÓRIAS MAIS ASSUSTADORAS DE STEPHEN KING

No livro, o protagonista, Louis Creed, novo na cidade, conhece Jud Crandall, um idoso local, que lhe conta sobre o tal cemitério de animais. Mas por que diabos Jud convida Louis a usar os poderes do cemitério quando ele sabe por experiência própria o que vai acontecer? Pois os leitores têm se feito essa pergunta há 40 anos. 

Mais um filme baseado no livro (que inspirou até música dos Ramones) Pet Sematary: Bloodlines funciona como um prólogo da obra e faz as ações de Jud parecerem mais irresponsáveis e improváveis do que nunca. O filme, dirigido por Lindsey Anderson Beer e disponível no Paramount+, tenta preencher o que os fãs de Stephen King consideram um baita de um buraco (uma cova?!) na trama do livro.

pet sematary bloodlines
Paramount/Reprodução

Diferentemente das adaptações anteriores para o cinema, que se baseiam na linha do tempo do livro, Pet Sematary: Bloodlines conta a história pregressa de Jud. E isso é conduzido de uma forma que faz com que seu relacionamento com Louis pareça mais estranho do que nunca. O filme foi amplamente inspirado no capítulo 39 de Pet Sematary, no qual Jud conta a Louis a história de Timmy Baterman, um veterano do Vietnã morto em combate, depois enterrado no cemitério e revivido por seu pai enlutado, Bill (que no filme é vivido por David Duchovny, de Arquivo X).

No romance de King, Jud oferece uma explicação insatisfatória para suas ações incoerentes. Ele sugere que queria ensinar à filha de Louis uma lição sobre o luto por seu gato de estimação, que Louis ressuscita. “Talvez eu tenha feito isso porque as crianças precisam saber que às vezes morrer é melhor”, diz Jud. Essa frase, inclusive, virou a tagline padrão para os vários filmes baseados no livro e é claro que aparece de forma sombria no trailer de Bloodlines.

Deixando de lado a grosseria de violar grotescamente a ordem natural das coisas apenas para ensinar à filha de outra pessoa uma lição não solicitada, o livro, mais para frente, aparece com outro motivo para toda essa maluquice. Louis, um médico, ajudou a esposa de Jud, Norma, a sobreviver depois de um problema cardíaco. Essa razão é muito mais convincente: “É um lugar maligno e coalhado, e não era da minha conta levar você até lá para enterrar aquele gato. Eu sei disso agora”, ele diz a Louis. 

“Tem um poder com o qual você terá cuidado se souber o que é bom para sua família e o que é bom para você. Eu não era forte o suficiente para lutar contra isso. Você salvou a vida de Norma, e eu queria fazer algo por você, e aquele lugar transformou meu bom desejo em seu próprio propósito maligno.” Hm.

LEIA TAMBÉM: AS MELHORES FACES DO REI DO HORROR

Perguntada sobre o porquê de Jud convidar alguém para ir ao cemitério novamente depois de tudo o que ele sofreu, Lindsay respondeu: “Quando você está assistindo a qualquer outro filme ou lendo o livro, você pensa: ‘Por que, por que, por que Jud está contando a Louis sobre a terra quando ele sabe sobre suas propriedades malignas se ele é amigo de Louis?’ Na verdade, esperávamos responder mais sobre isso neste filme e dar a sensação de que o mal sussurra para você e o seduz. Isso é algo sobre o qual o livro fala muito.” 

Bloodlines esclarece que o cemitério em si não possui nenhuma magia inata. Há, sim, uma misteriosa força sombria na floresta que age na mente das pessoas e as manipula, embora prefira animar cadáveres, porque eles não argumentam da mesma forma que pessoas vivas, como Jud, fazem. 

pet sematary bloodlines
Paramount/Reprodução

Mesmo assim, diz Beer, Jud acaba sendo pego. “O livro sugere que Timmy Baterman é a razão pela qual o mal atacou Jud”, disse ela. “Isso sugere que o mal estava esperando que Jud fosse mais fraco de espírito, por ser uma pessoa mais velha, para então o pegar. O que, obviamente, sabemos que sim.”

“Trabalhando no filme anterior, lutamos com essa questão, como: por que você está deixando [Louis] levar o gato para lá?” diz Lorenzo di Bonaventura, que produziu outra adaptação do livro. “E ao tentar responder, descobrimos que não há resposta. Tentar racionalizar o mal, o poder do mal, é uma impossibilidade. Acho que isso permeia o trabalho de King, que realmente não tenta explicar os males — eles simplesmente existem.”

Di Bonaventura acrescentou que achou essa descoberta divertida, porque vai contra a lógica dos estúdios de cinema, que dizem que o público quer que todas as suas perguntas sejam claramente respondidas num filme. “O processo de desenvolvimento em Hollywood está sempre tentando responder uma questão”, disse ele. “O público vai querer responder a pergunta. E neste caso, o que descobrimos é que cada vez que criamos a nossa própria resposta, isso não tornou o filme mais forte, mas sim mais fraco.

LEIA TAMBÉM: 10 CURIOSIDADES SOBRE STEPHEN KING

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Antologia Dark + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Creepshow
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesFirestar Videolocadora

Brain Dead: Seu cérebro nunca será desligado

Depois de tudo o que foi feito pelo horror nos anos 1980, nosso gênero mais amado (e...

Por Cesar Bravo
Graphic NovelNovidades

Spa, de Erik Svetoft, é finalista do Prêmio Eisner

Tem história publicada pela DarkSide® Books entre os finalistas do Prêmio Eisner...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Alpha: terceiro filme de Julia Ducournau vem aí

A cineasta francesa Julia Ducournau se estabeleceu como uma verdadeira visionária do...

Por DarkSide
CuriosidadesMagicae

Quais são os 7 chakras e o que eles significam

Você provavelmente já ouviu algum comentário sobre “desalinhar os chakras” e...

Por DarkSide
CuriosidadesMagicae

O que é a linguagem secreta das flores da Era Vitoriana?

Quanta emoção uma flor pode carregar? Não é de hoje que elas acompanham nossos...

Por DarkSide