Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesListas

As melhores faces do Rei do Horror

Uma seleção de aparições memoráveis de Stephen King

Possivelmente todo ser vivo (e morto) com acesso à internet já percebeu que hoje é celebrado — e muito celebrado — o aniversário de 75 anos de nossa majestade, o Rei do Terror, Stephen King. O homem do Maine nasceu nessa data querida, no ano de 1947 em Portland, Maine, Estados Unidos.

LEIA TAMBÉM: ANTOLOGIA DARK: UMA HOMENAGEM A STEPHEN KING

Com mais de 400 milhões de livros vendidos, tenho certeza de que cada súdito tem sua própria bio de Steve e uma lista de trabalhos preferidos, então vamos fazer algo mais divertido nesse dia especial. Vamos listar alguns filmes e os momentos especiais em que podemos ver o dono das melhores ideias em cena, quase sempre se vestindo como um personagem facilmente esquecível (se ele não fosse, é claro, Stephen King).

1. Cavaleiros de Aço (1981)

Em um dos poucos “George Romero” que se afastam do terror, King faz uma ponta com nossa querida Tabby, comendo um lanche gordurento e enchendo a cara de Budweiser. Se existe uma ponta melhor, alguém me apresente, por gentileza. Sobre o filme, tudo ronda um grupo de motociclistas que reconstituem torneios medievais. E é do paizão George Romero, então assistam!

Cavaleiros de Aço
United Film Distribution Company (UFDC)

2. Creepshow: Arrepio do Medo (1982)

Talvez a participação mais conhecida e memorável de Stephen King, essa deu trabalho de verdade. King precisava de horas de caracterização com a equipe de maquiagem e efeitos até encarnar o fazendeiro Jordy Verril. Necessitando de um trabalho monstruoso ou não, para os fãs é um deleite. Esse personagem é um dos poucos em que Stephen King fez o papel principal em uma novela, em vez de uma breve aparição.

Creepshow
United Film Distribution Company (UFDC)

3. Comboio do Terror (1986)

Odiado pelos malas-sem-alça e amados pelos fãs verdadeiros, Comboio do Terror precisou de grandes nomes, uma direção do próprio King e toneladas de cocaína para ser rodado. Aos fundos, precisou de muito AC/DC na trilha sonora. Nessa pérola do bom gosto cinematográfico em que as máquinas se tornam donas de si com a passagem de um cometa, King aparece discutindo com um caixa eletrônico que o chama de “cuzão”. Hehehe, hilário.

Comboio do terror
© 2019 CTMG, Inc.

4. Creepshow 2: Show de Horrores (1987)

Na sequência de Creepshow, King aparece na história do caronista de Denver, “O Carona”, logo após o terrível acidente (“atropelamento por distração” parece mais apropriado) que criou o caronista do além. O comentário de King quando desce do seu caminhão é bem singelo: “… isso acontece o tempo todo”. Bem… errado não tá. Infelizmente merdas acontecem o tempo todo. Ainda mais no cinema.

Creepshow 2
New World Pictures

5. Cemitério Maldito (1989)

Em outra passagem memorável de King pelas telas, ele interpreta um ministro que despacha a alma de Missy Dandridge — a ajudante do lar com a boquinha mais limpa do Maine que trabalha para os Creed e acaba cometendo suicídio por não suportar as dores de seu câncer — para os braços do criador. É sempre engraçado ver King segurando uma bíblia e pregando as palavras do senhor. Amém?

Cemitério maldito
Paramount Pictures

6. Jovem Outra Vez (1991)

Essa era uma daquelas fitas VHS difíceis de encontrar por aí, mas quando acontecia, ainda tínhamos uma surpresa de brinde. Nesse filme feito para a TV (tudo gira em torno de um cientista que acidentalmente começa a rejuvenescer), King aparece em seus anos dourados, no quinto episódio, como um motorista de ônibus que ajuda (meio que à contragosto) Harlan Williams a despachar sua filha e esposa em segurança para Chicago.

7. Sonâmbulos (1992)

Em outra das aparições preferidas da vida, King dá as caras no filme Sonâmbulos, que gira em torno de uma espécie de gato-gente-vampírica (defina melhor se puder, ok?) que corrompe uma cidadezinha do Maine. King é o cara que cuida do cemitério, e aparentemente está preocupado com a vandalização do lugar. Além do rei, aparecem nesse filme Clive Barker (amém, Leviatã, nós agradecemos), John Lands (que dirigiu Um Lobisomem Americano em Londres) e o diretor Mick Garris. Sensacional é pouco.

Sonâmbulos
Columbia Pictures

8. A Dança da Morte (1994)

Em outra adaptação televisiva (a melhor na minha opinião), King interpreta o bom cristão Teddy Weizak, que dá uma carona a Nadine (a prometida do Capiroto) até o grupinho dos bons meninos de Mãe Abigail. Diferente do livro, decidiram não matar o King na adaptação.

A dança da morte
Greengrass Productions

LEIA TAMBÉM: TABITHA KING E STEPHEN KING: O AMOR PERFEITO PELA LITERATURA

9. Fenda no Tempo (1995)

Esse é um daqueles filmes que é puro personagem. Nós os amamos, os odiamos, queremos matar alguns deles (especialmente os engomadinhos irritantes que gostam de gritar e mandar em todo mundo), e é claro que não poderia faltar Stephen King. Na adaptação para a TV, Steve interpreta rapidamente Tom Holby, o senhor bigodinho estranho coorporativo que chega para aterrorizar um pouco mais o já transtornado Craig Toomey-almofadinha-rasgo-papel-pra-te-irritar.

Fenda no tempo
Laurel Entertainment Inc.

10. A maldição do Cigano (1996)

Não importa se você está no Maine ou se está em Taubaté, a verdade é que quando a coisa fica feia você vai ver o farmacêutico (acreditem, eu sei). Nesse filmaço de 1996, King está de jaleco atrás do balcão, embora ele não possa fazer muito em certos casos (principalmente por ter escrito a história…).

A maldição do cigano
Paramount Pictures

11. O Iluminado (1997)

Nessa tentativa de corrigir os equívocos de Kubrick (não estamos tão certos disso, mas é o que diz a lenda… manter o nível de Kubrick é muito difícil, a gente sabe), Mick Garris lançou mão de tudo o que pôde, até mesmo de Stephen King que interpreta um maestro de orquestra cheio de pó de arroz e bigodinho enquanto Jack Torrance bebe todo álcool disponível no mundo dos mortos. O filme vale o passeio sim, mas o Danny-Boy do primeiro é melhor. Fato.

O Iluminado
Warner Bros.

12. Rose Red: A Casa Adormecida (2002)

Você está em uma casa assombrada e então alguém toca a campainha. Quando a porta se abre, surge Steve, com seus óculos garrafais, suéter vermelho, soda e uma porção de pizzas. Hilário!

13. Filhos da Anarquia (2010)

Steve já havia sido Bachman quando entrou em neurose sobre “Stephen King só vende livros pelo nome”, mas ele decidiu tirar o cadáver do sepultário em 2010, encarnando-o como um faxineiro pouco convencional na terceira temporada da série. Não entendeu? Se você cometer um crime e precisar de ajuda na bagunça, ou mesmo se livrar de um corpo, chame Bachman!

sons of anarchy
FX

14. Under the Dome: Prisão Invisível (2014)

Quem viu, sabe que a série derrapou feio e que foi melhor encerrar antes que o vexame fosse mais memorável que os acertos. Ainda assim, todo fã da majestade se divertiu muito nos episódios que foram ao ar. Um deles em especial, nos presenteia com King pedindo um café no restaurante Sweetbriar Rose no episódio “Cabeças vão rolar”. E rolaram mesmo…

under the dome
Brownie Harris/©2014 CBS Broadcasting Inc.

15. Mr. Mercedes (2017)

Todo mundo diz por aí “Eu queria ser morto em um filme do Stephen King!”.

E, possivelmente, ele mesmo queria ser morto por um personagem dele mesmo em um filme adaptado dele mesmo. Pois aí está. Mataram o homem no episódio “People in The Rain”. E mataram sem economia de sangue.

Mr. Mercedes
David E. Kelley Productions

16. IT – Capítulo 2 (2019)

Embora isso nunca tenha favorecido a família King, Steve é filho de Donald Edwin King, que já fez de tudo um pouco, inclusive ganhando a vida como vendedor. Na segunda parte de It, King tem a chance de ser o dono de um brechó, uma lojinha xexelenta de segunda mão. O resultado é possivelmente a melhor coisa da parte 2 de It, que abusou dos efeitos gráficos e acabou nos entediando um pouco.

It Capítulo 2
New Line Cinema

Ufa! Nunca é uma tarefa fácil falar de King, e eu sei que essa lista tem pelo menos mais dez aparições, mas hoje é dia de festa e não queremos tomar muito do tempo de ninguém. Ainda assim, se a sua aparição preferida ficou fora dessa lista, deixa pra gente aqui nos comentários. Vamos adorar saber!

E viva King!! Longos dias e belas noites ao Rei do Horror!

LEIA TAMBÉM: DOCUMENTÁRIO KING ON SCREEN REÚNE ADAPTAÇÕES DA OBRA DE STEPHEN KING

Sobre Cesar Bravo

Avatar photoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue e DVD: Devoção Verdadeira a D.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Creepshow
R$ 49,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesListasNovidades

8 Produções para ficar de olho em outubro na Netflix and Chills 2022

Outubro está entre nós e com ele todas as expectativas para o mês mais trevoso do...

Por DarkSide
Crime SceneGraphic NovelLivros

3 Livros sobre Jeffrey Dahmer publicados pela DarkSide®

A série da Netflix sobre os crimes cometidos por Jeffrey Dahmer dão alguns insights...

Por DarkSide
DarkloveFilmes

Os paralelos entre A Mulher Rei e Ela Seria o Rei

O filme A Mulher Rei estreou em meados de setembro e apresenta Viola Davis como...

Por Dayhara Martins
ArtigoMagicae

A bruxaria é um ato político

“Eu sou bruxa.” Essas três palavrinhas sempre irão causar algum tipo de reação,...

Por DarkSide
FilmesHalloweenNovidades

Halloween está de volta aos cinemas

Uma das grandes certezas do universo do terror é a de que Michael Myers sempre...

Por DarkSide