Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarksideFilmes

Qual a relação de Casa de Folhas e filmes found footage?

O impacto do clássico do terror moderno nessas produções

27/02/2024

Recém-chegada em sua nova residência suburbana, uma família decide instalar câmeras para eternizar momentos e memórias da vida diária. Algo como um documentário autobiográfico, diga-se de passagem. No entanto, para a sua surpresa, as lentes também capturam eventos insólitos, como portas que aparecem nas paredes e dão acesso a novos cômodos que desafiam as dimensões do local. 

LEIA TAMBÉM: POR QUE CASA DE FOLHAS É TÃO DIFÍCIL DE ADAPTAR?

Confusos, os proprietários decidem investigar e é assim que temos acesso ao que supostamente aconteceu na casa. Intituladas de Registros da Família Navidson, as filmagens retratam principalmente um corredor escuro que aparece na sala de estar. Will Navidson contrata então grupos de pesquisadores e exploradores para se aventurarem no complexo labiríntico onde situa-se uma enorme escada em espiral que parece descer infinitamente, mudando de forma e brincando com os medos das pessoas que ali se aventuram. É claro que não demora até as coisas começarem a dar terrivelmente errado. 

A premissa acima parece ter saído diretamente de um filme found footage, não é mesmo? Mas, na verdade, trata-se de parte da história de Casa de Folhas, clássico moderno do horror e da literatura experimental que acabou de chegar na DarkSide® Books

casa de folhas

Ao trazer muitas convenções que encontramos em atuais produções found footage, Casa de Folhas conquista um lugar bastante inovador na literatura: trata-se de um livro sobre um filme, que aparentemente não existe já que o único contato que os leitores têm com ele é por meio de uma tese de doutorado, que depende totalmente do texto e das palavras para descrever essas filmagens. 

Isso com certeza levanta algumas dúvidas. Casa de Folhas foi inspirado em filmes found footage ou os cineastas destas produções se inspiraram em Casa de Folhas? Quem veio antes? Qual é a relação do livro com esse subgênero tão amado pelos fãs do terror?

Quem se inspirou em quem?

Atualmente, o found footage é um dos mais prolíficos e rentáveis subgêneros do cinema de terror. Todos os anos assistimos a novas produções que utilizam o formato de “filmagem encontrada” e são vendidos como gravações reais que não contam com intervenção, roteiro ou edição. Seria fácil então argumentar que Casa de Folhas foi inspirado justamente nesse estilo cinematográfico. 

LEIA TAMBÉM: COMO CASA DE FOLHAS REDEFINIU O TERROR MODERNO

Acontece que quando a obra de Mark Z. Danielewski foi lançada pouco se falava de found footage. Se hoje conhecemos e até ficamos um pouco saturados com esse estilo, no ano 2000 quando o livro foi enfim publicado o gênero ainda era um território pouco desbravado, composto por poucos longas como o italiano Holocausto Canibal. Afinal de contas, A Bruxa de Blair havia sido lançado apenas um ano antes e o mundo nem imaginava o fenômeno que seria Atividade Paranormal

a bruxa de blair

Para deixar tudo ainda mais confuso, o processo de escrita, pesquisa e edição de Casa de Folhas durou vários anos, de forma que Danielewski não tinha conhecimento do filme de Eduardo Sánchez e Daniel Myrick. Talvez o mais sensato nessa história seja entender Casa de Folhas e os primeiros found footages como obras situadas em uma mesma esfera cultural, compartilhando temas e inspirações específicas da época em que foram produzidos, como o fascínio com novos formatos midiáticos e o medo que a tecnologia desconhecida trazia.

Casa de Folhas e o found footage

Tendo isso em mente, é impossível olharmos para a história mais recente do found footage e negar o impacto causado por Casa de Folhas. Ao invocar diversos tropos literários do horror, como a casa insólita, a loucura lovecraftiana e ambientes agorafóbicos, Casa de Folhas abriu um leque de inspirações para o cinema e também para outros formatos midiáticos.

O primeiro e o segundo filme da franquia Atividade Paranormal, por exemplo, trazem justamente histórias em menor escala sobre famílias que instalam câmeras de segurança em suas residências. Fenômenos mais recentes como o filme canadense Skinamarink: Canção de Ninar, histórias on-line como as creepypastas “Slender Man” e “Backrooms” e até jogos como Superliminal e Control bebem da influência de Casa de Folhas. É como se a sombra do romance incentivasse todas essas produções.

atividade paranormal

Considerando que parte importante do livro é justamente a história de um documentário fictício, faz sentido que vários found footage tenham encontrado ali sua inspiração. Basta pensar na quantidade de roteiros com equipes de exploração ou documentaristas que logo se encontram perdidos em locais insólitos onde não parece existir saída. É o caso da floresta de Bruxa de Blair de 2016, da residência de A Casa, das catacumbas em Assim na Terra Como no Inferno e dos hospitais psiquiátricos de Fenômenos Paranormais e Gonjiam: Manicômio Assombrado

É praticamente impossível não pensar em Casa de Folhas quando falamos de Skinamarink, produção experimental de 2022, que acompanha dois irmãos acordando durante a madrugada e descobrindo que o pai desapareceu, assim como todas as portas e janelas de sua residência. O filme de Kyle Edward Ball emula bem a atmosfera do livro de Danielewski, evocando o insólito em seu aspecto mais assustador: aquele que invade e distorce nossa própria casa.

skinamarink

Ao trazer a história de um documentário cujo único registro existe em uma tese de doutorado e de uma casa que desafia todos as leis da física, Casa de Folhas causa um sentimento no leitor que é replicado continuamente em filmes found footage: o medo e desespero de saber se algo é real ou não. O ambiente labiríntico, escuro e infinito que parece engolir e enlouquecer quem entra em contato com ele promove um pavor existencial não apenas nos personagens, mas também no leitor e no espectador. Assim como os filmes found footage, a história de Casa de Folhas nos faz questionar nossa própria realidade. 

Provavelmente aqui é onde encontramos a maior relação entre Casa de Folhas e o found footage. Ambos mostram com primazia como o horror é capaz de evocar nossos medos primitivos a partir do que entendemos como real e como nos arranca do conforto mundano, nos levando para lugares escuros, frios e inalcançáveis, que desafiam nossa lógica e sanidade. 

Casa de Folhas é um grande acontecimento literário cujas influências são tão infinitas quanto o cômodo escuro que aparece na Ash Tree Lane. Será que você tem coragem de desbravar os segredos dessa residência com a Caveira? 

LEIA TAMBÉM: 10 FILMES DE TERROR FOUND FOOTAGE ATERRORIZANTES

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Volta do Parafuso + Brinde Exclusivo
R$ 79,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneCuriosidades

Jane Toppan: Conheça o caso dessa lady killer

Conhecida como “a primeira serial killer dos Estados Unidos”, Jane Toppan se valia...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Deadly Blessing: Wes Craven, pesadelos e Sharon Stone

Alguns mestres supremos do terror se tornaram tão fortemente associados a algumas de...

Por Cesar Bravo
FilmesNovidades

Blumhouse fará um novo A Bruxa de Blair com a Lionsgate

Jason Blum vai reviver A Bruxa de Blair — e se você não captou o que significa essa...

Por DarkSide
Crime SceneLançamento

Lançamento: Lady Killers Profile: Jane Toppan, por Harold Schechter

Em 1891, Jane Toppan jurou cuidar e proteger em sua profissão como enfermeira...

Por DarkSide
Crime SceneNovidades

O.J. Simpson morre aos 76 anos

Aos 76 anos de idade, O.J. Simpson faleceu em decorrência de um câncer nessa...

Por DarkSide