Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesListas

10 Filmes de terror found footage aterrorizantes

A enervante semelhança com a realidade

17/01/2023

Dentre os vários subgêneros do cinema de terror, existe um que chegou de mansinho e arrebatou o coração dos fãs. Muitas vezes vendidos como filmes reais, os found footage explodiram em 1999 com o fenômeno A Bruxa de Blair e nunca mais deixaram as telas. 

LEIA TAMBÉM: 6 MÁSCARAS DE FILMES DE TERROR E SUAS INSPIRAÇÕES REAIS

Apesar do sucesso nos anos 2000, o estilo foi popularizado pelo filme italiano Holocausto Canibal, uma produção dos anos 1980 extremamente controversa e polêmica que enganou seus espetadores de que as filmagens eram verdadeiras

A tradução literal para found footage é filmagem encontrada, e isso diz muito sobre esses filmes. Geralmente filmados com câmeras de mão, de segurança ou webcams, eles são vendidos como se fossem gravações reais que não possuem nenhuma intervenção, roteiro ou edição

O subgênero acabou se tornando terreno ideal para cineastas explorarem sua criatividade. É um estilo relativamente barato, que não requer grandes orçamentos e equipes numerosas. Isso faz com que diversas produções sejam lançadas todos os anos, deixando difícil escolher por onde começar! Mas não se preocupe que a Caveira separou hoje 10 found footage aterrorizantes que você precisa conferir: 

1. A Bruxa de Blair (1999)

É praticamente impossível falar de found footage sem mencionar o fenômeno dirigido por Daniel Myrick e Eduardo Sánchez em 1999. A Bruxa de Blair segue três estudantes de cinema que em 1994 vão até Burkittsville, Maryland para filmar um documentário sobre uma lenda local. Os três desaparecem dentro da floresta, mas suas filmagens são recuperadas um ano depois. E é exatamente essa gravação que o espectador supostamente está assistindo. 

A estratégia de marketing de A Bruxa de Blair foi outro sucesso nunca antes visto. Os três atores principais, que interpretaram a si mesmos, foram declarados desaparecidos e cartazes foram divulgados no site oficial do longa. Nenhum deles participou da promoção do filme e as pessoas realmente acreditaram que estivessem mortos. Myrick e Sánchez também fabricaram toda a história sobre a famosa bruxa em um falso documentário chamado Curse of the Blair Witch [A maldição da Bruxa de Blair], que foi ao ar no dia 12 de julho de 1999, dois dias antes do filme estrear nos cinemas. 

A Bruxa de Blair consolidou a fórmula de found footage que conhecemos, inspirou inúmeras outras produções e mais de vinte anos depois continua sendo um dos filmes mais importantes do subgênero. Um clássico absoluto. 

a bruxa de blair

2. Noroi: A Lenda de Kagutaba (2005)

Seguindo o sucesso de A Bruxa de Blair, diversos filmes found footage começaram a aparecer. Entre tantos títulos, um que definitivamente se destaca é o japonês Noroi: A Lenda de Kagutaba do cineasta Kōji Shiraishi

Shiraishi atualizou a fórmula do subgênero em um aterrorizante longa inspirado no folclore e nas lendas urbanas do Japão. Nele, acompanhamos o pesquisador Masafumi Kobayashi, que explora incidentes paranormais e registra sua investigação em um documentário. Os eventos, inicialmente não relacionados, começam a possuir um fio condutor em comum: a lenda de um antigo e maligno demônio chamado Kagutaba

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA AS HISTÓRIAS JAPONESAS QUE INSPIRARAM CONTOS DE HORROR DA MIMI

Diferentemente de outros found footage, Noroi abandona a câmera de mão tremida e adota uma estética mais profissional, apresentando ao público o suposto documentário de Kobayashi, considerado perturbador demais para os espectadores, o que é claro rende um ótimo filme de terror para nós. 

noroi

3. Atividade Paranormal (2007)

Um dos filmes mais rentáveis de todos os tempos, Atividade Paranormal é possivelmente um dos found footage mais conhecidos desta lista. Lançado quase uma década depois de A Bruxa de Blair, o filme revitalizou o interesse no subgênero e abriu as portas para uma prolífica franquia composta atualmente por sete filmes

A simplicidade da história é provavelmente o que a torna tão assustadora: um jovem casal, Katie e Micah, resolve instalar uma câmera de segurança em seu quarto para tentar documentar a presença sobrenatural que está assombrando sua casa

Recheado de momentos angustiantes durante a madrugada e aparições escondidas, o longa dirigido por Oren Peli foi um enorme sucesso de audiência e bilheteria. Seguindo os passos de A Bruxa de Blair, a dupla principal interpreta a si mesma, o que confere um ar de realidade ainda mais aterrorizante à história. Mas fique atento: existem três finais para o filme. O primeiro, que foi exibido nos cinemas; o original, que foi descartado pelo estúdio; e o alternativo, lançado em mídia física. 

atividade paranormal

4. REC (2007)

Dirigido pela dupla Paco Plaza e Jaume Balagueró, REC é uma pequena joia do cinema de terror espanhol. Extremamente claustrofóbico e frenético, o filme segue uma repórter de TV, que junto com seu cinegrafista acompanha um grupo de bombeiros atendendo a uma chamada de emergência noturna em um prédio. O que ela não imaginava era que o local seria selado, deixando-a presa em meio à uma perigosa infecção que está se espalhando entre os moradores.

O longa captura bem a angústia dos personagens, presos em um local perigoso e desconhecido, e nos deixa sem fôlego em diversos momentos. Como se não fosse suficiente, uma vez que a visão noturna da câmera é ligada tudo se torna ainda mais aterrorizante. 

REC deu origem a três sequências e também ganhou uma refilmagem em língua inglesa, intitulado Quarentena

REC

5. Cloverfield: Monstro (2008)

Um filme de monstro em que o monstro, na verdade, aparece muito pouco. Essa é a premissa de Cloverfield: Monstro, produção dirigida por Matt Reeves com produção de J.J. Abrams

Diferentemente de Godzilla e King Kong, nos quais os monstros gigantes são os atrativos visuais e grandes protagonistas, Cloverfield opta por uma abordagem diferente: a festa de despedida de um grupo de amigos é interrompida pelo ataque de uma enorme criatura na cidade de Nova York. Como todo bom found footage, a história chega até nós por meio das filmagens pessoais de um dos integrantes da festa, que são recuperadas pelo departamento de defesa dos Estados Unidos. 

Com uma campanha de marketing viral e muito mistério, o filme foi um grande sucesso de críticas e bilheteria, abrindo caminho para duas sequências que exploram outros subgêneros do terror. 

cloverfield monstro

6. Lake Mungo (2008)

Combinando entrevistas e filmagens de arquivo em um estilo de falso documentário, o australiano Lake Mungo não só é um filme assustador, como também apresenta uma história desoladora sobre luto

O longa acompanha a família Palmer, que tenta lidar com a trágica morte de Alice, sua filha adolescente, que se afogou enquanto nadava em uma represa. Contudo, coisas estranhas passam a acontecer após o acidente, sugerindo que existem mais coisas por trás da morte de Alice do que inicialmente se pensava

Ao contrário de muitos outros found footage, Lake Mungo não foca em jump scares, construindo seu terror a partir de diálogos tensos e do ambiente de luto e angústia vivido pela família. 

lake mungo

7. V/H/S (2012)

V/H/S é o tipo de filme que agrada tanto os fãs de antologias de terror quanto os fãs de found footage. Um grupo de jovens arruaceiros é contratado para roubar a misteriosa fita de VHS de uma sinistra casa. Chegando lá, eles encontram uma pilha de fitas não identificadas, cada uma contendo um mórbido encontro. Com essa narrativa moldura, cada segmento apresentado ao espectador deriva dos bizarros filmes encontrados pelos jovens

O filme proporciona o contato do público com diferentes cineastas, que trabalham ou não com o gênero, fornecendo a oportunidade de explorar o terror a partir de suas formas únicas. Entre alguns dos nomes presentes no longa temos Adam Wingard, responsável por Você é o Próximo; Ti West, dos recentes X e Pearl e o trio Radio Silence, que assinou Casamento Sangrento

V/H/S entrega momentos inesperados e assustadores, construindo uma atmosfera nostálgica e sombria, evocada principalmente pela baixa qualidade dos vídeos, que remete às saudosas fitas VHS. O filme rendeu uma franquia com cinco filmes, com um sexto previsto para 2023. 

VHS

8. Creep (2014) 

O que mais assusta no found footage do diretor Patrick Brice é provavelmente o realismo. Sem nenhum pingo de sobrenatural, Creep acompanha Aaron, um cinegrafista com problemas financeiros que aceita uma proposta de trabalho bastante inusitada. 

Viajando até uma cabana remota, ele conhece Josef, um homem com uma doença terminal que antes de morrer deseja gravar um diário em vídeo para seu filho ainda não nascido. Contudo, o que parecia ser uma tarefa relativamente simples se transforma lentamente em um pesadelo quando o comportamento de Josef vai se tornando cada vez mais instável e perigoso

Com um elenco centrado em apenas dois atores, Creep consegue passar bem a sensação de desespero e isolamento do protagonista, assim como toda a tensão entre a dupla. Em 2017, Brice dirigiu a sequência Creep 2, que surpreendentemente mantém a qualidade do original. Vale a sessão dupla!

creep

9. Hell House LLC (2015) 

Hell House LLC surgiu como uma boa alternativa na época em que muito se falava sobre o desgaste dos found footage. O filme se apresenta como um documentário investigando o trágico e inexplicável acidente em uma atração de casa mal-assombrada, que resultou na morte de 15 pessoas. A equipe decide voltar para o local e descobrir o que realmente aconteceu, entrevistando também a única sobrevivente, que fornece filmagens daquela fatídica noite. 

Entregando uma ambientação sinistra e intimidadora, um hotel abandonado recheado de adereços estranhos e bonecos de palhaços para lá de bizarros, Hell House LLC consegue nos deixar bastante apreensivos. O silêncio e a sensação de que algo está terrivelmente errado nos faz ter o mesmo desejo dos personagens: dar o fora dali o mais rápido possível. 

O filme faz parte de uma trilogia, que recebeu continuações em 2018 e 2019, intituladas de Hell House LLC II: The Abbadon Hotel e Hell House LLC III: Lake of Fire.  

hell house

10. Marcas da Maldição (2022) 

Marcas da Maldição é a prova viva de que os found footage continuam mais atuais do que nunca. A produção taiwanesa abalou a Netflix quando chegou na plataforma na metade de 2022, sendo super comentada na internet. 

Narrado pela protagonista Li Ronan, o filme se inicia com ela implorando para o espectador memorizar uma insígnia e entoar um encantamento para ajudar na quebra da maldição que assola sua filha de 6 anos. De forma não linear, descobrimos que anos antes Ronan quebrou um tabu religioso enquanto gravava um vídeo para o seu canal no YouTube, o que gerou sinistras consequências. 

Marcas da Maldição oferece momentos genuinamente assustadores com uma imersão bastante interessante: ao longo do filme a insígnia e os encantamentos são intercalados com as cenas, encorajando o espectador a participar e rezar junto

marcas da maldição

Longa vida aos found footage!

Se existe uma coisa que os found footage nos ensinaram é que eles não vão a lugar algum. Embora a sua popularidade flutue, esse subgênero do terror tem a vantagem de explorar diferentes vertentes horripilantes e permitir que cineastas pouco conhecidos coloquem à prova os limites do horror.

O recente Deadstream brinca com os fenômenos das lives e da produção de conteúdo. Já A Possessão de Deborah Logan une o found footage com o subgênero de possessão demoníaca. O sul-coreano Gonjiam: Manicômio Assombrado também entra na onda da internet e das investigações paranormais ao vivo. Assim na Terra Como no Inferno mostra como as catacumbas de Paris podem ser um lugar aterrorizante e A Visita retrata uma reunião familiar bizarra. 

E como se não bastasse, o found footage também abriu possibilidades para o chamado desktop horror, composto por filmes como The Den, Amizade Desfeita e o fenômeno da pandemia, Host

E aí, qual é o seu found footage favorito?

LEIA TAMBÉM: 8 FILMES DE TERROR COM REUNIÕES DE FAMÍLIA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListas

8 Histórias em quadrinhos nacionais que você precisa conhecer

Quadrinhos são uma fonte rica de informação, entretenimento e de estímulos para a...

Por DarkSide
FilmesResenha

Caveira Viu: O Menu

A alta gastronomia possivelmente nunca esteve tão em alta como nos dias de hoje....

Por DarkSide
CuriosidadesGraphic Novel

Por que ler quadrinhos faz bem ao cérebro?

Houve um tempo em que histórias em quadrinhos eram desprezadas no meio literário....

Por DarkSide
ListasMedo Clássico

A influência de Orlando: Uma Biografia no mundo das artes

Não é novidade para ninguém que Virginia Woolf era uma escritora tão à frente de...

Por DarkSide
FilmesGraphic NovelSéries

Conheça os filmes e séries que inspiraram Hailstone

Horror, ficção científica, ficção histórica, faroeste e mistério se misturam...

Por DarkSide