Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

CuriosidadesDarkSide Books

Saiba o que são shinigamis, os deuses da morte

Entidades japonesas são retratadas em conto de VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, do autor Cesar Bravo

Todos os dias a senhora Shin dava uma moeda de um centavo à figura de um shinigami, deus japonês da morte. A oferenda servia como troca de proteção para mais um dia de vida. Ela é a protagonista de Último Centavo da Senhora Shin, conto presente no livro VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, de Cesar Bravo, publicado pela DarkSide® Books.

LEIA TAMBÉM: FIRESTAR: A LOCADORA DE SANGUE DE CESAR BRAVO

Na história, o autor dá pinceladas sobre as diferenças culturais entre brasileiros e japoneses, principalmente aqueles que imigraram no início do século 20. A senhora Shin é a segunda geração de uma família que veio do Japão para trabalhar nas promissoras fazendas de café. Apesar de ter morado a vida inteira no Brasil, os costumes passados de pais para filha se mantêm fortes, inclusive no idioma.

A personagem é budista e tem uma visão bem diferente da morte do que na cultura ocidental, com mais aceitação e menos apreensão. Esta crença tem entidades ligadas à passagem deste para o próximo plano, como Mrtyu-mara, um demônio associado à tentação e que leva os humanos a cometerem suicídio. Já Yama é uma divindade associada ao mundo dos mortos, julgando aqueles que foram desta para a melhor (ou pior, dependendo do julgamento).

No xintoísmo, outra religião japonesa, existe a deusa Izanami, associada tanto à criação como à morte. Isso pode levar alguns seguidores a associarem à figura dos shinigamis.

Os shinigamis no imaginário popular

Em algumas de suas manifestações, o budismo não possui deuses, o que retira os shinigamis deste conceito. No entanto, isso não significa que não existam pessoas que acreditem neles e em seus poderes — ainda que não sejam a maioria.

Isso ocorre porque a figura do shinigami é relativamente recente na cultura nipônica. Os primeiros registros sobre estes deuses da morte surgiram no século 17, associando-os à ocorrência de suicídios. No entanto, as primeiras obras que se referem a ele não deixam claro se foi a divindade que provocou as mortes. Algumas interpretações relacionam a palavra shinigami somente ao aspecto efêmero da vida.

Créditos: Takehara Shunsen

Alguns séculos depois, os shinigamis seriam encarados como os verdadeiros responsáveis por mortes. Em algumas histórias eles são os espíritos de pessoas que tiraram a própria vida e influenciam os vivos a seguirem o seu trágico desfecho, muitas vezes no mesmo local onde a pessoa havia cometido o suicídio. Esta interpretação vai ao encontro das superstições também presentes no mundo ocidental, de espíritos malignos que se dedicam a amaldiçoar os lugares onde morreram.

A mitologia em torno dos shinigamis foi construída primeiramente com base na literatura. Mas a popularidade deles se tornou ainda mais forte no imaginário popular após um intenso período de guerras no país no século 19. Uma das crenças diz que aqueles que retornam durante a noite devem beber chá e comer arroz antes de dormir, senão um shinigami irá lhe fazer uma visita.

Os deuses da morte na cultura pop

Nos séculos 20 e 21 os shinigamis se popularizaram além do Japão por meio de animes e mangás. Uma das obras mais populares é Death Note, escrita por Tsugumi Ohba, que possui versões em mangá, anime e até um filme da Netflix com Willem Dafoe.

A história é sobre um garoto que possui um caderno com um poder sinistro: ele mata as pessoas que tenham o nome escrito em suas páginas. O caderno surgiu de um shinigami chamado Ryuk, que estava entediado e decidiu dar o objeto aos humanos. As oferendas preferidas de Ryuk são maçãs.

Créditos: © Tsugumi Ôba

Outra obra bem popular a explorar o conceito de shinigamis é o mangá Bleach, de Tite Kubo. Neste caso, um garoto se torna o próprio shinigami ao herdar o destino de seus pais. A caracterização destas entidades em Bleach é até mais próxima da cultura ocidental, lembrando a figura da morte com a foice.

Através da cultura pop os shinigamis expandiram a sua fama e conquistaram um lugar macabro, porém cativo, no imaginário popular. Na dúvida, melhor não mexer com alguém que tem suas oferendas em dia com eles, como a senhora Shin.

LEIA TAMBÉM: DE VHS PARA A REALIDADE: A ATUAÇÃO DA MAÇONARIA NO BRASIL

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

2 Comentários

  • Dâm

    16 de março de 2021 às 09:13

    Olá, desde que vi death note, me interessei muito por Shinigami, e queria mais leituras sobre esse tema. E referências publicadas, existem? Se tiver, por favor gostaria muito de indicação de leituras.

    • DarkSide

      16 de março de 2021 às 10:00

      Pela Darkside, o livro que possui um conto sobre os Shinigamis é VHS, mas conteúdo para pesquisa não tem na editora.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Ultra Carnem
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
MacabraMagicae

5 motivos para ler Grimório das Bruxas

As bruxas estão por toda parte. Dentro e fora da ficção, sua presença imemorial nos...

Por Macabra
FilmesListas

Top 10 Netflix para os DarkSiders ficarem de olho em Agosto

A Netflix liberou a lista das novas séries e filmes que entrarão no catálogo em...

Por DarkSide
Macabra

O Envenenamento de Charles Bravo: Um Crime Vitoriano Macabro

A Era Vitoriana foi marcada pela prosperidade do Reino Unido, mas também pela sua...

Por Macabra
Ossos do Ofício

Os principais erros e acertos ao apresentar um livro de ficção

Quem já teve o prazer (e a dor) de ser editado, sabe como pode ser chocante receber...

Por Cesar Bravo
FotografiaMacabraMacabra.tv

A arte surrealista de Alexandra Chertulova

A arte nos transporta para outros mundos. Músicas, livros, filmes, poesia, teatro… a...

Por Macabra