Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarksideGraphic NovelListas

10 Livros e HQs nacionais para celebrar a literatura brasileira

Conheça histórias do nosso país que são 100% Dark

28/04/2023

Muitas histórias desconhecem barreiras geográficas. Podemos nos emocionar com a jornada de uma jovem na Malásia ou nos inspirarmos em personagens poderosos da África Ocidental. Mas há uma identificação toda especial quando nos deparamos com algo escrito por alguém do nosso próprio país, que possui referências muito próximas às nossas e ambienta a trama em uma realidade que conhecemos muito bem.

LEIA TAMBÉM: 8 HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NACIONAIS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

A Caveira tem orgulho de contar com autores daqui e trazer histórias brasileiras que são 100% Dark. Confira a seguir alguns livros e HQs nacionais publicados pela DarkSide® e aproveite para explorar a riqueza da literatura feita em território nacional.

1. O Fim da Noite

Conduzidas pela força e luta da avó, Aurora, que trabalha como empregada doméstica desde os dez anos de idade, três gerações de mulheres negras lutam pela sobrevivência, por direitos básicos, e por melhorias nas suas vidas e de suas famílias. Este é o enredo de O Fim da Noite graphic novel inspirada nas jornadas pessoais das avós, mães e tias do premiado quadrinista Rafael Calça e do ilustrador Diox, que apresenta as vidas e as histórias dessas mulheres que se dedicaram arduamente para que os filhos pudessem estudar e construir uma vida melhor.

LEIA TAMBÉM: O FIM DA NOITE: AUTORES FALAM SOBRE AS BATALHAS ESTAMPADAS NA HQ

O Fim da Noite é uma obra contundente, cuja narrativa nos ajuda a compreender o funcionamento do racismo estrutural no Brasil, e como as injustiças sociais se perpetuam ao longo das gerações. Mas acima de tudo, é uma história robusta, de composição sublime, feita de sorrisos, dores e dramas que transformarão os leitores para sempre.

o fim da noite

2. 1618

Depois do cultuado Ultra Carnem, e dos celebrados VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue e DVD: Devoção Verdadeira a D., o novo livro de Cesar Bravo, 1618, apresenta uma frequência particular do terror enraizado na nossa sociedade e nessa tal tecnologia que parece nos unir. 

A história se passa em Terra Cota, uma esquecida cidade do noroeste paulista, vizinha de Três Rios, que mergulha em caos enquanto tenta se recuperar da pior epidemia dos tempos modernos, sem imaginar que está sendo vítima de um novo ataque. Em meio a assassinatos, teorias da conspiração e crimes soterrados pelo tempo, 1618 transita pelo mundo do horror e da ficção científica, quebrando protocolos e oferecendo uma história ágil, atual e estranhamente familiar.

1618

3. Machado, a Cidade e seus Pecados

Machado, a Cidade e seus Pecados reúne alguns contos, novelas e fragmentos de romances de Machado de Assis com um diálogo natural entre pecados e pecadores que atravessa o texto, por bem ou por mal. Cada pecado é observado e por vezes acolhido por uma cidade repleta de belezas naturais que manifestava em cada esquina sua herança errática.

Entre os selecionados para esta antologia estão contos e novelas como “A Igreja do Diabo”, “A Carteira”, “Conversão de um Avaro”, “Terpsícore”, “Parasita Azul”, “O Cônego, ou Metafísica do Estilo” e “A Cartomante”, além de trechos dos romances Dom Casmurro e Esaú e Jacó.

machado a cidade e seus pecados

4. Vantagens que Encontrei na Morte do Meu Pai

Vantagens que Encontrei na Morte do meu Pai, de Paula Febbe, escancara diante do leitor a mente de uma mulher após o choque da perda do pai. Alimentada por uma dor profunda, Débora, a narradora do romance, acaba por nutrir e perpetuar os abusos cotidianos sofridos.

Na narrativa de Vantagens que Encontrei na Morte do meu Pai surge nosso espelho, nossa face mais perversa. Com uma voz única, repleta de verdade, Paula Febbe, produz uma literatura cruel e ao mesmo tempo necessária, pois todos somos as marcas, os delírios e os desejos mais perversos de nossos pais.

vantagens que encontrei na morte do meu pai

5. Sina

Com um único fio condutor e três linhas temporais distintas que se entrelaçam, a jornada de Sina começa ao lado de José Trancoso, um viajante que se vê sem carro ou destino, abandonado pela graça divina em uma assombrada estrada de chão batido. A partir desse momento, tudo o que o leitor conhece como o “real” passa a ser sublimado, mas não completamente esquecido.

As histórias de Márcio Benjamin e seu porta-voz, Zé Trancoso, não habitam apenas o imaginário coletivo; elas fazem parte do cotidiano das regiões mais interioranas do país, de suas lendas, de seu folclore. O folk horror que o autor apresenta em Sina é exuberante, pungente e facilmente confundido com a realidade do interior nordestino.

sina

6. Cartilagem

No final do século XIX, na Ilha de Santa Catarina, Isabel tem uma gravidez difícil e envolta em mistérios que resulta no nascimento de gêmeos siameses. Diante da cruel ignorância da população local e de boa parte de sua família de sangue, os irmãos xifópagos passam a ser tratados como aberrações, criaturas malignas perseguidas e condenadas a viver nas sombras da pequena vila. Um lugar cercado de personagens que retratam um Brasil rude e vil diante das diferenças.

Este é o ponto de partida de Cartilagem, história em quadrinhos que reúne o roteiro original assinado pelos cineastas catarinenses Marko Martinz, Renato Turnes e Vander Colombo, e a arte do experiente ilustrador, quadrinista e animador Eloar Guazzelli. Uma história poderosa sobre como a ignorância, o preconceito e as superstições ante o que foge às supostas normas da sociedade acabam assumindo a forma do verdadeiro monstro.

cartilagem

7. Todos se Lavam no Sangue do Sol

Todos se Lavam no Sangue do Sol começa em um nervoso, porém bem-sucedido assalto a uma joalheria do Centro de Salvador. No interior de um bar próximo ressoam os tiros, o sangue tinge as pedras do calçamento, bandidos mascarados disparam em uma fuga desenfreada. A partir desse momento, os envolvidos diretos e indiretos no crime serão convidados a encarar as consequências inimagináveis de suas ações.

Salvador se organiza em muitas camadas e dessa mesma forma o romance de Paulo Raviere reúne um heterogêneo plantel de personagens que, juntos, convivem em meio à glória passada e à ruína total de uma cidade que já foi uma das maravilhas do país.

todos se lavam no sangue do sol

8. T.A.T.T.O.O. – À Flor da Pele

T.A.T.T.O.O. – À Flor da Pele, a nova história em quadrinhos de André Diniz, autor de Revolta da Vacina, nasce com um grito particular, uma cicatriz recente que aborda um problema enfrentado em silêncio por muitos de nós: a depressão e o esgotamento mental. Ramsés, o protagonista desta história, é um tatuador quarentão do centro velho de São Paulo. Entre o caos urbano e as cobranças da vida moderna, ele aos poucos tem a rotina e o trabalho paralisados por uma fadiga crônica física e mental, uma paranoia crescente que transborda ódio e antigos rancores.

André Diniz não tem nenhuma tatuagem no corpo, mas sabe bem o que é viver e desaparecer no centro de uma metrópole caótica. Em T.A.T.T.O.O. – À Flor da Pele, o autor explora com delicadeza e maestria uma situação pessoal, que se tornou ainda mais urgente após as consequências que enfrentamos, passados mais de dois anos do início da pandemia de covid-19.

tattoo a flor da pele

9. Lição de Anatomia

No início de seu sombrio experimento, o Dr. Louison precisa escolher um candidato que reúna as qualidades físicas necessárias para um novo estudo anatômico. Nessa trama de suspense e horror psicológico, reencontramos os heróis da sociedade secreta que vive nas sombras de Porto Alegre dos Amantes, de Parthenon Místico. Agora, um de seus protagonistas, o médico Antoine Louison, é acusado de ser o Estripador da Perdição, um assassino em série que ceifou a vida de figuras importantes da alta sociedade sulista.

Lição de Anatomia, de Enéias Tavares, é um suspense inovador, que recria a paisagem nacional a partir de uma estética retrofuturista e revitaliza os clássicos nacionais, criando uma liga de aventureiros a partir dos heróis célebres de Aluísio Azevedo, Machado de Assis, Emília Freitas e Lima Barreto.

lição de anatomia

10. Inventário de Predadores Domésticos

As criaturas de um bestiário compilado por Verena Cavalcante nos guiam como cicerones pela história de Inventário de Predadores Domésticos, nos conduzindo a vários desses lugares sombrios, nos ofendendo e oferecem detalhes de uma infância dolorosa que muitos preferem — compreensivelmente — esquecer. 

Neste Inventário de Predadores Domésticos, entre histórias novas e revisitadas, Verena Cavalcante não nos poupa da violência e da animosidade que habitam nossas selvas urbanas. Embora boa parte do livro se passe em cidades interioranas, o horror que nos é apresentado assume uma forma muito mais abrangente, algo que o leitor vai reconhecer e rememorar de suas memórias de infância.

inventario de predadores domesticos

LEIA TAMBÉM: 4 LIVROS NACIONAIS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Sina + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Cartilagem + Brinde Exclusivo
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarkloveSéries

4 Séries que têm tudo a ver com Reino das Bruxas

O momento que tantos DarkSiders esperavam finalmente chegou: a trilogia Reino das...

Por DarkSide
NovidadesSéries

Steve Buscemi entra para o elenco da segunda temporada de Wandinha

Como vocês estão, amiguinhos? A Caveira está bastante animada com a notícia de que...

Por DarkSide
DarkloveLivros

4 Livros para se encantar pela narrativa de Catherine Ryan Hyde

Encontros improváveis e relações humanas repletas de camadas são marcas registradas...

Por DarkSide
LançamentoMacabra

Lançamento: Medicina Macabra 4, por Arnold van de Laar

Somos seres curiosos por natureza. Embarque conosco no quarto volume da coleção...

Por DarkSide
LançamentoMacabra

Lançamento: Anatomia do Nojo, por William Ian Miller

Somos atraídos pelo desconhecido, pelo macabro, pelo inexplicável. É essa...

Por DarkSide